Economia

Endividamento das famílias cresce pelo 12º mês seguido

Foto: Adriano Abreu

A proporção de brasileiros com dívidas a vencer (cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, crédito consignado, empréstimo pessoal, prestação de carro e de casa) alcançou 75,6% em novembro, alta de 1,0 ponto porcentual (p.p.) em relação a outubro e de 9,6 p.p. ante novembro do ano passado, segundo os dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta segunda-feira (29), pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Foi o 12º mês seguido de alta, renovando o nível recorde, mas, em novembro, houve o primeiro aumento da inadimplência em oito meses, com destaque para os consumidores de baixa renda. O endividamento recorde, que alcançou cerca de 12 milhões 327 mil famílias, e os desafios econômicos impostos aos orçamentos domésticos colaboraram para que o indicador alcançasse o maior nível desde setembro do ano passado, 26,1%. O número representa uma elevação de 0,5 ponto percentual em relação a outubro e de 0,4 na comparação anual, sendo o maior nível para meses de novembro na série histórica da análise, iniciada em janeiro de 2010.

A parcela que declarou não ter condições de pagar suas dívidas ou contas em atraso e, portanto, “continuará inadimplente”, segundo a CNC, permaneceu estável, registrando 10,1%, queda de 1,4 p.p. na comparação com o mesmo mês de 2020.

Em nota, a CNC observou que, “mesmo com os juros maiores”, as concessões de crédito com recursos livres para pessoas físicas seguem aumentando – segundo os dados do Banco Central (Bacen), outubro registrou crescimento real de 3,3%. Para a entidade, a alta de juros empreendida pelo BC desde março, “na tentativa de ancorar melhor as expectativas inflacionárias futuras”, ainda “não foi suficiente para abrandar a dinâmica do endividamento”. “O crédito segue sendo a saída do brasileiro para recompor a renda”, diz a nota.

Tanto que o uso do crédito é mais relevante entre as famílias com rendimento de até dez salários mínimos. De outubro para novembro, o porcentual de endividados nessa faixa de renda saltou de 75,9% para 77,0%, ante 67,9% em novembro de 2020. “Para esse grupo em especial, a inflação corrente ao consumidor girando próxima a 11% ao ano acirra o orçamento familiar e aumenta a necessidade do crédito para organizar as despesas”, diz a nota da CNC.
Entre as famílias com renda acima de dez salários mínimos, o endividamento foi de 70,3% em novembro, ante 69,5% em outubro e 59,3%, em novembro de 2020. “As famílias no grupo de renda mais elevado têm revertido suas poupanças, ampliadas durante a pandemia, para o consumo de serviços, auxiliando a retomada recente da atividade econômica no setor”, diz a CNC.

O indicador de inadimplência tem comportamento divergente conforme a faixa de renda. A proporção de famílias com contas ou dívidas em atraso na faixa de renda mais baixa aumentou de 28,9% em outubro para 29,4% em novembro – ante 28,9% em novembro do ano passado. No grupo com rendimento mais alto, a proporção de inadimplentes caiu de 11,6% para 11,4%, na passagem de outubro para novembro – ante 11,8% em novembro de 2020.

“Entre os endividados, o porcentual de famílias com dívidas por mais de um ano é crescente desde o fim do primeiro trimestre e atingiu a máxima histórica de 36,2%, indicando que os consumidores estão buscando alongar os prazos de pagamento de suas dívidas para que a parcela caiba nos orçamentos e, assim, reduza-se o comprometimento da renda”, diz a nota da CNC.

Crédito
Mesmo com os juros maiores, as concessões de crédito com recursos livres para pessoas físicas seguem aumentando. Segundo os dados do Banco Central (Bacen), outubro registrou crescimento real de 3,3% nas concessões de crédito às pessoas físicas, nas modalidades com recursos livres. No saldo das operações, o aumento real foi de 1% nas transações com recursos livres.

Tribuna do Norte

Covid-19

IMT monitora nova variante no Rio Grande do Norte

Foto: Magnus Nascimento

O Instituto de Medicina Tropical (IMT), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, monitora e sequencia amostras para buscar identificar uma provável presença da variante Ômicron no Rio Grande do Norte. Segundo a diretora e pesquisadora do IMT, Selma Jerônimo, não há informações sobre a presença da nova cepa no Estado e nem há como prever quando ela chegará por aqui.

No entanto, afirma a pesquisadora, especialmente se a mutação for detectada no País, “provavelmente” a variante será registrada no RN. Atualmente, o Estado de São Paulo sequencia amostras de um homem infectado pela covid-19 que chegou da África do Sul, país onde originalmente a variante Ômicron foi descoberta.

De acordo com Selma Jerônimo, o IMT realiza semanalmente o sequenciamento de amostras de casos de covid-19, entretanto, o monitoramento é feito com base em aspectos como carga viral e sintomatologia. A especialista explica que ainda não se sabe como as simulações irão ocorrer, no sentido de que os sequenciamentos sejam mais direcionados à detecção da nova cepa.

“Atualmente a gente monitoriza algumas amostras por semana, para, em um acaso, ter uma chance [de descobrir a nova cepa]. Podem haver alguns pontos-chave para a entrada da variante por aqui, mas são simulações que a gente não sabe como vão acontecer”, comenta.

Segundo a especialista, se o caso investigado em São Paulo for confirmado, pode-se ter um cenário mais claro no País nesse sentido. “Se o sequenciamento mostrar que há a variante lá [em São Paulo], seguramente o restante do país vai apresentar essa cepa. Há uma chance de que que a gente encontre essa variante, se ela estiver circulando por aqui. Mas não temos esse dado ainda”, esclarece.

Selma Jerônimo usou um cenário hipotético para chamar a atenção sobre a possibilidade de a nova cepa chegar ao Estado e acrescentou que o importante é a forma como se conduz a pandemia diante dos mais diferentes cenários.

“Podemos ter, por exemplo, uma pessoa de Mossoró que vai trabalhar em Botsuana, na Namíbia ou na África do Sul [países onde a presença da mutação já é confirmada]. Aí, ela passa por São Paulo e chega aqui. Especialmente se São Paulo confirmar a variante, as chances de que a pessoa traga a mutação para cá, aumentam”, detalha a pesquisadora.

Segundo ela, o surgimento de novas cepas é esperado, mas o isolamento social, principalmente em casos de suspeita da doença, é essencial para evitar a disseminação da covid-19 e de suas mutações.

“Se a pessoa está vindo de um local onde há essa variante, é preciso que fique quatro ou cinco dias em casa. Após isso, é importante testar. Se o teste for negativo, aí a pessoa volta a uma vida ‘normal’, sem esquecer o uso de máscara e do distanciamento,” esclarece Selma Jerônimo.

A pesquisadora avalia que, em razão da descoberta recente da nova cepa, provavelmente ela não tenha chegado ainda ao Rio Grande do Norte, mas disse que é preciso ficar atento. “Temos que seguir com a monitorização e ficar alerta principalmente quando as pessoas tiverem histórico de viagem, seja internacional ou nacional. E distanciamento e máscara são fundamentais”, pontua

Perguntas
A diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT), Selma Jerônimo destaca que o conhecimento sobre a variante Ômicron é recente e, portanto, limitado. “Aparentemente, na África do Sul, a nova forma da doença não é mais grave que as anteriores. Mas essa é uma peculiaridade de lá. Nós precisamos saber como será aqui”, avalia a pesquisadora. “A pegunta sobre a eficácia das vacinas é muito importante, mas é um questionamento para o qual não se tem resposta. Para isso, é preciso uma análise de dados do que teremos daqui para a frente”, completa.

Tribuna do Norte

Policial

Potiguares são encontrados após quatro dias desaparecidos em Atibaia

“Todo mundo saltou de alegria, porque ninguém imaginava. Foram quatro dias. A gente já pensava o pior”.
Essa foi a sensação descrita pela estudante Ângela Maria do Nascimento quando recebeu nesta segunda-feira (29) a ligação que informou que o marido dela, José Lieberth, e outros cinco funcionários de um restaurante japonês que estavam desaparecidos em Atibaia, no interior de São Paulo, foram encontrados com vida após quatro dias.

Além de José Lieberth, de 19 anos, outros três eram do Rio Grande do Norte: José Leonardo de Oliveira da Fonseca (Geninho), 25, Josenildo Arruda Gomes, 23, e Wezily Felix da Silva, 22. Os outros dois eram Ismael Barbosa e Deivid José da Silva – um da Paraíba e outro de Pernambuco.

A esposa de José Lieberth contou que recebeu a informação de que eles foram encontrados do próprio patrão dos jovens.

“Ele não disse nada, só disse que todos estavam bem, não estavam machucados. Eles estavam bem de saúde e estavam prestando depoimento na delegacia”, falou.

Depois de quatro dias desaparecidos, seis funcionários de um restaurante de comida japonesa foram encontrados nesta segunda-feira (29) em Atibaia (SP). O caso é investigado pela Polícia Civil e gerou mobilização na cidade.

Os jovens voltaram no início da tarde desta segunda para o alojamento onde moram. Todos estão bem e sem ferimentos.

Em depoimento à Polícia Civil, todos apresentaram a mesma versão, de que estavam bebendo na conveniência de um posto na noite de quinta-feira (25) quando foram convidados a uma festa em uma chácara.

Eles aceitaram o convite, mas disseram que no local não havia sinal de celular e que não tinham como ir embora.

No entanto, a versão não convenceu a Polícia Civil, que investiga a hipótese de que o grupo tenha sido vítima de um sequestro.

“Houve uma série de inconsistências. São jovens, são seis pessoas. Impossível que seis pessoas desapareçam. Que elas tenham a intenção de ir pra mesma festa e que adotem a mesma postura de não comunicarem seus respectivos familiares. Um ou outro, acho que até seria normal. Mas os seis adotarem essa postura, já acho que é um pouco anormal”, disse o delegado Hermes Jun Nakashima, responsável pelo caso.

g1 RN

Policial

PF e Receita Federal apreendem 1,6 tonelada de cocaína em carga de gengibres no Porto de Natal

Foto: Divulgação

A Polícia Federal e a Receita Federal apreenderam 1,6 tonelada de cocaína no Porto de Natal na tarde desta segunda-feira (19). A droga estava escondida em uma carga de gengibres e tinha como destino o porto de Roterdã, na Holanda.

De acordo com os órgãos federais, a apreensão da droga custou um prejuízo de cerca de R$ 360 milhões ao narcotráfico.

Essa é a terceira apreensão de cocaína pela Receita Federal em 2021 no Porto de Natal. A mais recente aconteceu há menos de 10 dias, em 20 de novembro, quando 265 quilos de cocaína foram encontrados em uma carga de mangas.

Somada à apreensão de meia tonelada de droga em julho, são cerca de 818 quilos de cocaína apreendidos apenas em 2021 no Porto de Natal.

A Polícia Federal investiga possível ligação entre as ocorrências deste ano. Todas tinham como destino o porto de Roterdã, na Holanda.

A droga apreendida nesta segunda-feira foi recolhida pela Polícia Federal, que dará prosseguimento à investigação para identificar os responsáveis e responsabilizá-los criminalmente.

De acordo com os órgãos, a apreensão só foi possível graças ao uso intensivo de tecnologias, como o scanner, e de técnicas de análise e gerenciamento de risco.

g1 RN

Mulher » Violência contra mulher

Governo do RN adere a campanhas pelo fim da violência contra as mulheres

O Governo do Rio Grande do Norte aderiu oficialmente, na tarde dessa quinta-feira (25), à Campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” e ao Projeto Justiça pela Paz em Casa. O ato foi realizado em solenidade na Governadoria, em Natal, e contou com a participação das integrantes do Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres (CEDIM) e do Comitê Estadual de Enfrentamento da Violência Doméstica e Familiar contra as Mulheres (CEAV).

Os termos de adesão foram assinados pela governadora Fátima Bezerra que, no encontro com os colegiados, falou sobre os esforços do Estado para garantir proteção e dignidade às potiguares.

“Queremos um mundo onde as mulheres tenham direito a viver e a sobreviver, que tenham direito a ter direitos, direito a serem felizes. Nesses tempos de retrocesso, de autoritarismo e de obscurantismo que estamos vivendo, nós não podemos nos omitir – agora mais do que nunca. Aqui, hoje, temos à frente do poder executivo uma mulher. Que, assim como vocês, tem toda uma história e trajetória de luta, em defesa da cidadania”, disse a governadora Fátima Bezerra.

Os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres representam uma campanha internacional que começa hoje, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, a mobilização começa antes, em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. No RN, a campanha é coordenada pela Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh).

“Sempre digo que a Semjidh é uma secretaria de articulação, e hoje damos mais uma prova de que é dessa forma, no diálogo, na participação social e na construção coletiva, que se fazem políticas públicas verdadeiramente efetivas. Não temos medido esforços para levar aos quatro cantos do RN o compromisso inegociável deste governo com a defesa dos direitos das mulheres”, destacou a sceretária da Semjidh Júlia Arruda.

Além dos 16 Dias de Ativismo, foi assinado também Termo de Adesão do Governo do Estado à Semana Nacional da Justiça Pela Paz em Casa, uma iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em âmbito estadual conduzida pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CE-Mulher) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJ/RN). “O Poder Judiciário está atento e instruindo os processo com maior celeridade possível, e aqueles que deverão ser punidos, assim o serão”, disse a coordenadora da CE-Mulher, juíza Fátima Soares.

“Termos um Poder Executivo voltado para o interesse dessas pautas, traz para nós um sopro de esperança de que a luta fica mais fácil quando estamos todas juntas”, concluiu a vice-presidente do CEDIM e representante da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ), Joana D’Arc Lopes.

Também participaram da solenidade a subsecretária de Políticas para as Mulheres da Semjidh, Wanessa Fialho; a promotora Luciana Andrade D’Assunção; a defensora pública Maria Tereza Gadelha; a presidente da Federação das Mulheres do RN, Rosa Melo; Josiane Bezerra, subsecretária de Trabalho, da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas); Teresa Freire, diretora de Políticas Intersetoriais e Promoção à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap); Luciane Peralta, representando o mandato da deputada Isolda Dantas; Dalvanira Souza, da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (Seec); Silmara Rodrigues, da Federação dos trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Fetarn); Mônica Costa, da União Brasileira de Mulheres (UBM); Daniele Rocha e Marília, representando a Pastoral da Juventude; Adelma Cabral, do Itep/RN; e Tatiana Pires, conselheira Tutelar da região Leste de Natal.

Música

Laudo aponta morte de Marília Mendonça por politraumatismo

A Polícia Civil constatou que a cantora Marília Mendonça morreu de politraumatismo contuso durante queda do avião, que matou também outras quatro pessoas no dia 5 de novembro, diz o laudo apresentado nesta quinta-feira (25).

Morte por politraumatismo, como a de Marília Mendonça, é constatada em casos em que o óbito é causado por mais de uma lesão com impacto fatal.

“Todos os exames vieram negativo para outros fatores que pudessem ter contribuído para a morte”, disse Thales Bitencourt, médico legista e chefe da superintendência de polícia judiciária da Polícia Civil.

Os exames realizados pelas autoridades no Instituto Médico Legal de Belo Horizonte também apontam para morte por lesões traumáticas por todas as vítimas do acidente.

Segundo o chefe da superintendência, também foram realizados testes de teor alcóolico e exames toxicológicos, que não constataram “nenhum consumo de substância, nenhum tipo de intoxicação que pudesse contribuir com os óbitos”, afirmou.

CNN Brasil

Esporte » Policial

Carlos Nuzman é condenado a 30 anos de prisão por corrupção e organização criminosa

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) Carlos Arthur Nuzman foi condenado a 30 anos e 11 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A sentença foi determinada pelo juiz Marcelo Bretas. Nuzman pode recorrer em liberdade desta sentença.

Nuzman era alvo da operação Unfair Play, que investigou a compra de votos para a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Em 2017, Nuzman e o diretor-geral do Comitê Organizador Rio 2016, Leonardo Gryner, foram presos, em casa, pela Polícia Federal. Os dois eram investigados por envolvimento em um suposto esquema de compra de votos no Comitê Olímpico Internacional (COI) para que o Rio de Janeiro fosse escolhido sede dos Jogos Olímpicos.

À época, o Ministério Público Federal (MPF) afirmou que a prisão temporária de Nuzman e Gryner era importante para permitir que o patrimônio fosse bloqueado, impedindo que ambos continuassem atuando, seja criminosamente, seja na interferência da produção probatória”.

Segundo o MPF, nos últimos 10 dos 22 anos de presidência do COB, Nuzman ampliou seu patrimônio em 457%, sem indicação clara de seus rendimentos, além de manter parte de seu patrimônio oculto na Suíça.

Duas semanas após a prisão, com um habeas corpus, Nuzman recebeu deixou a Cadeia pública de BenficaTânia Rêgo para cumprir prisão domiciliar.

No mesmo dia em que recebeu habeas corpus do STJ, em 20 de outubro de 2017, Nuzman virou réu com o ex-governador Sérgio Cabral. A decisão foi tomada pelo juiz Marcelo Bretas, em processo resultante da Operação Unfair Play.

CNN Brasil

Gás de cozinha » Rio Grande do Norte

Auxílio-Gás pode atender 1,6 milhão de potiguares

Foto: Agência Brasil

O programa “Gás dos Brasileiros” pode auxiliar 1,6 milhão de potiguares a pagar, a cada dois meses, uma parcela de pelo menos 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 kg. Os números são do Ministério da Cidadania, que ficará com a missão de gerir os benefícios. O pagamento será feito para as famílias de baixa renda, com até meio salário mínimo, e para grupos familiares com integrante que recebe o benefício de prestação continuada (BPC).

Segundo o Ministério da Cidadania, em nota, o governo federal pretende regulamentar, em até 60 dias, os critérios sobre quem deverá ter acesso ao benefício. Segundo a última pesquisa de preços divulgada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de gás de cozinha é de R$ 107,9 no Rio Grande do Norte. A inflação acumulada nos últimos 12 meses supera os 40%.

Ainda de acordo com o Ministério da Cidadania, o novo programa ainda depende da liberação de recursos orçamentários da União, e por isso, ainda não tem data para começar. Com isso, a pasta ainda não definiu quais os valores serão repassados para as unidades da federação.

O novo programa é destinado a famílias de baixa renda. Poderão ser beneficiadas aquelas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) do governo federal, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário-mínimo nacional, ou que tenham entre seus membros residentes no mesmo domicílio quem receba o benefício de prestação continuada (BPC).

Atualmente, segundo dados do Ministério da Cidadania, o Rio Grande do Norte tem 1,6 milhão de pessoas cadastradas no CadÚnico que recebem até meio salário mínimo e outros 28 mil potiguares recebem o benefício de prestação continuada (BPC).

Com duração prevista de cinco anos, o benefício vai ser concedido de forma preferencial para mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência.

Tribuna do Norte

Economia

Lojistas anunciam descontos acima de 80% na Black Friday

Foto: Alex Régis/ Tribuna do Norte

Com o avanço da vacinação contra a covid-19 e o relaxamento das medidas restritivas, o consumidor está retornando às compras e deve movimentar essa sexta-feira (26) da Black Friday, evento comercial que dá descontos em produtos de diversas categorias ao mesmo tempo durante um dia, mesmo que a expectativa seja menor em relação ao período pré-pandemia. Em 2019, a pesquisa do Instituto Fecomércio/RN indicou que 59,8% dos natalenses planejavam gastar na Black Friday. Agora, a expectativa caiu para 51,2%. Os que pretendem fazer compras nesta data têm aguardado pelos descontos, muitos destes, para comprar produtos novos, especialmente eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Com isso, a expectativa é que o evento comercial movimente mais de R$ 260 milhões em vendas, somente em Natal e Mossoró, as duas maiores cidades potiguares. Os lojistas estão empenhados e prometem descontos de até 80% nas lojas físicas, podendo chegar a 90% no e-commerce.

A auxiliar de Serviços Gerais, Denise Paula, 35 anos, disse que ainda não estava satisfeita com o que tinha encontrado nos dias que antecederam a Black Friday. Por isso a expectativa para este dia era grande. “Esperei o ano inteiro os preços reduzirem e não vi diferença ainda. Mesmo assim, comprei minha geladeira e estou esperando baixar mais para comprar meu armário e meu guarda-roupa. Os preços ainda estão altos, então só vou comprar o que realmente estou precisando e continuar de olho nas promoções que ainda podem vim no Natal, por exemplo”, disse ela.

Os lojistas também estão na expectativa porque acreditam que o movimento vai dobrar nesta sexta e se estender no sábado. É que apesar da Black Friday ter como data específica a última sexta-feira do mês de novembro, semanas antes as lojas começam a disponibilizar descontos numa prévia para a data. Segundo a gerente de uma das unidades da Via Varejo (Casas Bahia) no Centro de Natal, Carla Mayra, os descontos chegam a 80% em alguns produtos. “São promoções reais. Os descontos vão chegar a 80%, dependendo da linha. Percebemos que o cliente está superando a crise da pandemia e o movimento desde o início do mês de novembro tem aumentado com mais clientes vindo mais às lojas. A gente espera que dobre o movimento nesta sexta e também no sábado”, disse ela.

Segundo contou, a procura maior é por produtos da linha branca (eletrodomésticos) e marrom (produtos de telas e digitais). A pesquisa da Fecomércio/RN confirma essa tendência. Entre os itens mais desejados pelos natalenses estão os eletrodomésticos (26,4%), seguidos por roupas (23,8%), eletrônicos (20,5%), móveis e decoração (11,4%). As formas de pagamento são outro atrativo, especialmente nas lojas que possuem cartão próprio, cujas compras podem ser pagas em até 30 parcelas sem juros.

Apesar de não estar na liderança de produtos procurados na Black Friday, o segmento de vestuário também entra fortemente na programação do dia. Nas lojas Riachuelo, por exemplo, o Diretor de Canais e Marketing do grupo, Elio Silva, disse que os descontos também chegam a 80%. As lojas da rede já não se limitam à venda de vestuário, mas têm ampliado seu portfólio disponibilizando produtos de outras linhas.

“Na linha de moda tem até 80% de desconto, mas depende do estoque de cada loja. Depois, dentro da linha de eletrônicos e perfumaria há promoções na ordem de 40%, especificamente negociados para a Blcak Friday. Em Natal, na loja do Shopping Midway, vai ter muito produto com descontos muito agressivos sendo disponibilizados”, informou.

O horário da rede de lojas não será alterado, nem o de outras varejistas do ramo como as lojas C&A, mas nos canais digitais as promoções estão disponíveis desde a madrugada. Já em algumas lojas das grandes magazines, no Centro de Natal, como Casas Bahia, a Black Friday terá horários estendidos. “Vamos abrir antes do horário normal, uma hora antes, às 7h e poderemos estender também em uma hora, podendo passar das 19h dependendo do movimento e se tiver segurança garantida”, disse a gerente da Casas Bahia.

Tribuna do Norte

IPVA » Rio Grande do Norte

Prazo para pagar quarta parcela do calendário extra do IPVA de 2020 nesta sexta-feira (26) no RN

 Foto: Norton Rafael/Inter TV Cabugi

O prazo para quitar a quarta parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos automotores (IPVA) 2020, para quem optou pelo parcelamento, vence nesta sexta-feira (26).

A data limite é válida para quem não quitou o tributo no prazo regular, independentemente do número final da placa do veículo, e se enquadrou no calendário extra.

O calendário instituído pela Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) visa dar a oportunidade de os contribuintes regularizarem o imposto devido sem juros e multas.

O órgão reforça que calendário extra não é válido para todos os contribuintes. Ele vale apenas apenas a quem não havia quitado o tributo integralmente no ano passado, em 2020.

Também não se enquadram na regra os veículos novos adquiridos no ano de 2020. Além disso, o calendário extra não dá direito à restituição de parcelas já pagas.

g1 RN

Currais Novos » Educação

Prefeitura de Currais Novos entrega mais uma escola reformada na Zona Rural

No início da tarde da última quarta-feira (24), o Prefeito Odon Júnior, visitou a Unidade XIII – Luís Gonzaga, que fica na comunidade Malhada da Areia, distante cerca de 15kms do Centro de Currais Novos.

A unidade escolar passou por uma ampla reforma, que contemplou a pintura interna e externa, com a recuperação dos banheiros com a colocação de cerâmica e novas louças sanitárias, melhorias nas instalações elétricas e hidráulicas, além  de aquisição de diversos equipamentos.

Odon Júnior estava acompanhado da Secretária Municipal de Educação, Lourdes Julião; da Coordenadora da SEMEC, Andreia Lopes; da Gestora Escolar, Yelina Verônica; além da equipe de profissionais e professores da Unidade.

“Uma alegria grande ver agora esse espaço totalmente recuperado. Essa Unidade se encontrava com muitos problemas, mas a Prefeitura, através das Secretarias de Educação e Infraestrutura, realizaram um grande trabalho para atender às necessidades de alunos e professores, que necessitavam de melhorias na estrutura dessa unidade de ensino”, comentou Odon Júnior

WhatsApp

Agora é possível criar figurinhas diretamente pelo WhatsApp

O WhatsApp, agora, tem uma ferramenta que permite que os usuários criem suas próprias figurinhas personalizadas.

O editor já está disponível para o WhatsApp Web e será liberado para o WhatsApp Desktop na próxima semana. Não há previsões de lançamento da ferramenta nos celulares.

Até o momento, não era possível criar figurinahs nativas pela platafornma — apenas por aplciativos terceiros.

A nova ferramenta pode demorar alguns dias para aparecer a todos os usuários, uma vez que as atualizações dos aplicativos acontecem gradativamente.

Para criar uma figurinha no WhatsApp Web é preciso abrir um chat, selecionar a opção “Anexar” (ícone do clipe de papel), clicar em “Figurinha” e escolher uma imagem que esteja salva no computador. Então, é possível personalizá-la, recortando-a e adicionando palavras ou emojis.

Já para salvar a figurinha, no entanto, é necessário utilizar o celular. Nesse caso, basta abrir o WhatsApp, clicar na fiugurinha e adicioná-la aos favoritos.

CNN Brasil

Mundo

Governo do Egito fará megaevento para reinaugurar avenida com mais de 2 mil anos

Depois de mais de 70 anos de escavações, o governo egípcio irá realizar nesta quinta-feira um megaevento para reinaugurar a Avenida das Esfinges ao público. Os quase 3 km de comprimento e 7 metros de largura da avenida, que liga o Templo de Karnak ao Templo de Luxor, foram escavados na antiga cidade de Tebas. A sua atual localização é na cidade de Luxor.

O evento será transmitido pelas redes sociais às 14h30 (horário de Brasília).

Os dois lados da avenida têm fileiras de esfinges e estátuas com cabeças de carneiros. A Avenida das Esfinges foi concluída no reinado de Nectanebo I, entre 380 e 360 antes de Cristo e ficou durante séculos soterrada pelas areias. Os primeiros traços da existência da avenida foram descobertos apenas em 1949.

O megaevento não será o primeiro do tipo organizado pelo governo egípcio. Ele faz parte um esforço do país para promover suas descobertas arqueológicas com o objetivo de atrair turistas de todo o mundo no pós-pandemia. Em abril deste ano, o governo organizou um ‘desfile de faraós’, uma procissão que levou 22 múmias para um museu recém-inaugurado na cidade do Cairo.

As múmias foram transportadas a bordo de veículos com decorações típicas da época dos faraós. O cortejo foi liderado pelo faraó Sekenenré Taá (século XVI a.C.), da 17ª dinastia, e foi encerrada por Ramsés IX (século XII a.C.), da 20ª. Mais conhecidos do grande público, Ramsés II e Hatshepsut também fizeram parte do “desfile dourado dos faraós”. O evento contou com um show musical transmitido ao vivo pela televisão egípcia.

O Globo

Política

Previsão de emendas aumenta 139% no Congresso

Na ofensiva para controlar uma fatia maior do Orçamento da União, parlamentares apresentaram um valor recorde de emendas para 2022, ano de eleição. Ao todo, deputados federais e senadores querem R$ 112,4 bilhões em recursos públicos para financiar obras e serviços em seus redutos eleitorais, sete vezes mais do que já está reservado para o ano que vem. O valor representa aumento de 139% em relação ao que foi proposto em 2020.

Deste total, R$ 3,3 bilhões são em transferências diretas, que ficaram conhecidas como “emendas cheque em branco”, nas quais prefeitos e governadores podem gastar sem precisar prestar contas.

O apetite maior dos parlamentares se dá após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar a suspensão dos pagamentos das emendas de relator, mecanismo do orçamento secreto usado pelo governo de Jair Bolsonaro para obter apoio no Congresso, revelado pelo Estadão. Os R$ 112,4 bilhões pedidos incluem outras modalidades de emendas: as individuais, as de bancada e as de comissões.

O aumento também ocorre em meio à discussão da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que pode abrir uma folga no teto de gastos – regra segundo a qual as despesas do governo devem ser limitadas à inflação – e abrigar parte das demandas dos congressistas para 2022. A aprovação de quanto será de fato destinado aos parlamentares depende da votação do projeto orçamentário, em dezembro.

Tribuna do Norte

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza