Hospital » Rio Grande do Norte

RN: Empresa prejudica refeições em hospitais devido a atraso em entrega de alimentos

Servidores estaduais da saúde denunciam que tem faltado alimentação para acompanhantes de pacientes e funcionários de pelo menos três hospitais da Região Metropolitana de Natal: o Monsenhor Walfredo Gurgel e o João Machado, na capital, e o Antônio Ferraz, em Macaíba. Segundo o sindicato da categoria (Sindsaúde), a situação persiste desde quarta-feira da semana passada, dia 13.

De acordo com o enfermeiro Manoel Egídio Júnior, conselheiro do Sindsaúde, o Governo do Estado tem submetido os servidores da área a uma “dieta forçada”. Nesta terça-feira, 19, um grupo de sindicalistas fez um protesto em frente ao prédio da Secretaria de Saúde Pública (Sesap) para exigir melhores condições de trabalho com, pelo menos, a regularização da alimentação.

Os servidores da saúde estão em greve desde o dia 5 de fevereiro. A categoria reivindica, além de melhores condições de trabalho, o pagamento dos salários que estão em atraso. O Estado ainda não pagou a folha de dezembro e o 13º salário de 2018 para nenhum servidor, e parte do funcionalismo também não recebeu a folha de novembro e o 13º de 2017.

O funcionalismo denuncia também práticas que classifica como assédio moral. De acordo com Egídio Júnior, as administrações dos hospitais estaduais estão ameaçando cortar o ponto de grevistas, apesar de a categoria estar respeitando, segundo ele, a determinação da Justiça para que pelo menos 70% dos servidores trabalhem.

“Há ameaças de colocar falta nos servidores e estão usando cálculos diferentes para contar quantos servidores estão trabalhando. Não estão aceitando [que um grupo de servidores adira à greve]”, afirmou Egídio Júnior, que ainda ironizou a falta de alimentação nos hospitais: “E, além disso, o governo está se preocupando com a nossa saúde, nos impondo uma dieta forçada”.

O Hospital Walfredo Gurgel confirmou ao Agora RN que faltaram alguns “gêneros alimentícios” na segunda-feira, 18. A direção da unidade disse que, quando suspende a alimentação de funcionários e acompanhantes, é porque prioriza as refeições dos pacientes. A situação, porém, segundo a administração do hospital, foi normalizada nesta terça-feira, 19, com a chegada de verduras e frango – que foram servidos ao longo do dia. O estoque deve ser suficiente para os próximos dias.

A Sesap explicou que faltou comida nos hospitais nos últimos dias porque um dos fornecedores contratados pela secretaria não fez a entrega dos alimentos. A empresa – cujo nome não foi revelado – contesta o trâmite de uma licitação de 2017 e, por causa disso, tem dificultado a prestação do serviço para o Estado.

A Secretaria Estadual de Saúde registrou, ainda, que uma nova licitação para aquisição de alimentos para os hospitais da Grande Natal deve ser homologada em cerca de dez dias. O pregão aconteceu no dia 8 de fevereiro e, desde então, os procedimentos estão sendo finalizados para que haja a homologação. Os contratos com as empresas vencedoras serão válidos até o fim deste ano.

O coordenador administrativo da Sesap, Luiz Carlos, acrescentou que o novo governo estadual tem planejado a uniformização dos almoxarifados dos hospitais. A intenção, segundo ele, é evitar que faltem alimentos em determinadas unidades enquanto sobrem em outras.

REUNIÃO COM FÁTIMA

Os servidores, que estão em greve há 43 dias, conseguiram uma reunião com a governadora Fátima Bezerra para a próxima quinta-feira, 21, às 18h. Representantes do Sindsaúde vão cobrar dela, além da regularização dos salários, outras pautas definidas pela categoria em assembleia quando da deflagração da greve – como o pagamento de adicionais por insalubridade.

A categoria volta a se reunir na segunda-feira, 25, quando será a votada a continuidade da greve.

O Governo do Estado alega falta de recursos para quitar os salários atrasados. A gestão Fátima Bezerra diz que aguarda o recebimento de receitas extraordinárias para pagar o passivo herdado da gestão anterior. Uma das iniciativas neste sentido é a antecipação de royalties da produção mineral, em operação na qual o Estado espera recolher pelo menos R$ 315 milhões.

Agora RN
Reforma da Previdência

Segundo Mourão, Reforma da Previdência criará confiança que o país precisa

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, voltou a defender, hoje (19), a reforma da Previdência, afirmando que a medida é o primeiro passo para o Brasil sair da crise e combater o baixo crescimento econômico e a deterioração das contas públicas. “A reforma da Previdência criará a confiança que o Brasil precisa [para atrair mais investimentos], mas não é ela que vai solucionar a crise da noite para o dia”.

Para Mourão, a reforma tributária, a abertura econômica, o enxugamento do Estado, com privatizações e desvinculação de despesas do orçamento, além da desburocratização de processos, são exemplos de medidas a serem tomadas para impulsionar a agenda produtiva do país.

“Temos que abrir a economia, mas de forma lenta, gradual e com segurança, porque se não reformarmos o sistema tributário, será um massacre para o setor produtivo”, destacando a necessidade de aumentar a competitividade comercial do país.

Mourão reafirmou que espera que a reforma da Previdência seja aprovada ainda no primeiro semestre.

Ao debater as metas e os desafios do governo federal, em encontro com empresários, em Brasília, Mourão disse que o presidente Jair Bolsonaro “não é ameaça à democracia” e que, ao fazer as reformas, está pensando no futuro do país.

“Quando deixarmos esse governo, em janeiro de 2023, queremos que todos estejam experimentando as quatro liberdade essenciais: a liberdade de expressão, a liberdade religiosa, a liberdade de não ser imposto à vontade dos outros e a liberdade de não ter medo”.

O presidente em exercídio participou hoje de um almoço promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide), em Brasília. Participaram do encontro, além de Mourão, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, parlamentares e cerca de 40 empresários brasilienses de diversas áreas.

Agência Brasil
Bolsonaro Presidente » Internacional

Trump diz que atuará para incluir Brasil na OCDE

Em encontro na Casa Branca com o presidente Jair Bolsonaro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje (19) que apoia os esforços do Brasil para integrar a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Também afirmou que as negociações entre os dois países devem avançar nas áreas de segurança militar e do comércio.

“Estamos trabalhando com várias questões militares e questões dos vistos para funcionar melhor, o Brasil produz ótimos produtos e nós também. Acredito que o comércio vai aumentar substancialmente entre os dois países”, ressaltou Trump, presenteado por Bolsonaro com uma camisa da seleção brasileira de futebol.

O presidente norte-americano afirmou que Estados Unidos e Brasil vivem um momento único na relação bilateral. “O relacionamento que temos agora com o Brasil nunca foi melhor. Não temos hostilidade alguma com o Brasil. Vamos ver Otan [Organização do Tratado do Atlântico Norte]. Temos uma grande aliança com o Brasil, como jamais tivemos.”

Para Trump, a campanha de Bolsonaro à Presidência da República foi emblemática. “[Bolsonaro] liderou uma das campanhas mais impressionantes dos últimos tempos, lembrou também a minha”, disse. “O Brasil e os Estados Unidos nunca tiveram tão próximos quanto estão agora.”

Questionado sobre a questão da Venezuela, Trump disse que a crise no país sul-americano seria tema da conversa com Bolsonaro. Ele indicou que “todas as opções” estão sobre a mesa, inclusive a intervenção militar na região. O governo brasileiro já sinalizou ser contrário à intervenção.

Expectativas

Durante o encontro, Bolsonaro mencionou sua satisfação por se reunir com Trump. “É uma satisfação estar nos Estados Unidos, depois de algumas décadas de alguns presidentes antiamericanos, o Brasil mudou a partir de 2019.”

Bolsonaro disse que a reunião com Trump é significativa para brasileiros e norte-americanos. Segundo ele, ambos têm muito em comum.

“Temos muito a conversar e muita coisa a oferecer para os bem dos nossos povos. Tenho muita coisa em comum com o senhor Trump. Isso é para mim motivo de orgulho e satisfação. Ele quer uma América grande e eu quero um Brasil grande. A partir deste momento o Brasil estará mais do que nunca engajado com os nossos Estados Unidos.”

Questionado se em algum momento imaginou que se reuniria com Trump, Bolsonaro respondeu: “É um milagre estar vivo”.

Agência Brasil
Educação » Enem

ENEM: Inep libera espelhos da redação de 2018

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 já podem ter acesso à correção da redação para fins pedagógicos. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio (Inep) divulgou na manhã de hoje (19) os espelhos da redação na Página do Participante do exame.

Com o espelho, os estudantes podem conferir o que erraram e o que acertaram na prova. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso. O tema da edição do ano passado foi Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet.

Na última edição, ao todo, 55 candidatos obtiveram a nota máxima, 1 mil, e 112.559, o equivalente a 2,73% dos candidatos, zeraram a prova de redação.

Treineiros

O Inep divulgou também nesta terça-feira (19), as notas em todas as provas do Enem dos treineiros, ou seja, participantes que não concluíram o ensino médio e eram menores de 18 anos quando foram aplicadas as provas. Como esses resultados não podem ser usados para acesso à educação superior, são tradicionalmente divulgados 60 dias depois dos resultados dos participantes regulares. Dos 6.731.203 inscritos para o Enem 2017, 8,9% eram treineiros.

Enem 2019

Neste ano, o Enem será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. As inscrições estarão abertas de 6 a 17 de maio. Entre 1º e 10 de abril, os estudantes poderão pedir isenção da taxa de inscrição. Nesse mesmo período, o Inep vai receber as justificativas dos que faltaram às provas em 2018.

EBC
Rio Grande do Norte

RN: Governo anuncia novo Portal da Transparência e explica polêmica sobre valores que possui em caixa

O governo do Rio Grande do Norte anunciou um novo Portal da Transparência, que deve começar a funcionar em abril. Ainda de acordo com o Executivo estadual, o portal é considerado um dos principais instrumentos de controle de receitas e despesas do poder público, e por isso será aperfeiçoado para garantir informações mais detalhadas das ações do governo, de forma a também evitar erros de interpretação.

“Hoje o portal não contabiliza informações relevantes, como repasses de impostos aos municípios. E sem essa transparência mais detalhada, induz ao erro de informações, inclusive publicadas na mídia, afora cálculos mal feitos sobre os números apresentados”, comentou o controlador-geral do Estado, Pedro Lopes.

Explicações

Ainda de acordo com o poder Executivo, um exemplo de desinformação disseminada em blogs do Rio Grande do Norte foi uma possível ‘sobra de caixa de R$ 1,4 bilhão’ nas contas do governo, dinheiro que o próprio governo estaria se recusando a utilizar para fazer o pagamento dos salários atrasados. Uma conta que, segundo Pedro Lopes, “mistura a má interpretação com a falta de transparência detalhada do Portal”.

“É preciso distinguir recursos vinculados e recursos do tesouro. O primeiro tem destinação carimbada e não pode ser usado para outro fim, como pagamento de salário. Desse recurso chegou ao cofre estadual R$ 841 milhões e já foram usados R$ 589 milhões. Por enquanto, temos um superávit de R$ 251 milhões de verba destinada para outros fins”, acrescentou o controlador-geral.

Ainda de acordo com Pedro Lopes, dos recursos ordinários da ‘fonte tesouro’ (Fonte 100), usados para pagamento de pessoal, o Portal da Transparência não informa as saídas aos municípios, a título de quota-parte, do ICMS, IPVA, IPI Exportação e royalties (R$ 332 milhões) nem os duodécimos de janeiro e fevereiro dos poderes e órgãos com autonomia financeira (R$ 244 milhões) e parte do repasse para o Fundeb (R$ 200 milhões).

Pedro Lopes ressalta ainda que há maior entrada de recursos na primeira quinzena do mês em relação às saídas. Contudo, essa situação é revertida na execução da segunda quinzena em virtude do repasse dos duodécimos, pagamento de fornecedores, repasses complementares ao Fundeb e ICMS dos municípios, além do complemento da folha de pagamento, no último dia útil do mês.

“O Portal da Transparência deixou de evidenciar esses gastos com repasse de ICMS e IPVA aos municípios e para o Fundeb, que acontecia até 2017. Estamos trabalhando para melhorar a qualidade dessa informação à sociedade. Outra grande novidade será a visualização em tempo real de todas as obras executadas pelo governo do RN”, concluiu.

G1
Bolsonaro Presidente » Internacional

Jair Bolsonaro e Donald Trump se reúnem hoje na Casa Branca

Presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL)

O presidente Jair Bolsonaro vai se encontrar com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na tarde desta terça-feira, 19, na Casa Branca. Eles se reúnem sozinhos, inicialmente, no Salão Oval e, em seguida, haverá uma conversa ampliada, incluindo as equipes dos governos do Brasil e dos Estados Unidos (EUA).

“A expectativa [para o encontro] é ótima. O presidente Trump já demonstrou, por meio da sua fidalguia na recepção ao nosso presidente, nos colocando na Blair House, que esse encontro será histórico para ambos os países”, disse na segunda-feira, 18, o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros.

Bolsonaro e sua comitiva estão hospedados na Blair House, palácio que faz parte do complexo da Casa Branca. No local já se hospedaram os presidentes Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso.

Bolsonaro viaja acompanhado por seis ministros: Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Paulo Guedes (Economia), Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Tereza Cristina (Agricultura), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e Ricardo Salles (Meio Ambiente).

Parcerias

Ontem, na Câmara de Comércio dos Estados Unidos, Bolsonaro e Guedes defenderam maior aproximação comercial com os Estados Unidos (EUA) e convidaram os empresários daquele país a investir no Brasil.

Após a reunião bilateral, o presidente brasileiro seguirá para o Cemitério Nacional de Arlington, onde estão enterrados mais de 400 mil militares que participaram das guerras pelos EUA. No local, o presidente participará de uma cerimônia e depositará flores no túmulo do solado desconhecido.

Agenda

A agenda de Bolsonaro prossegue com um encontro com líderes religiosos, na Blair House. De manhã, haverá encontro com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro.

O presidente terá ainda um jantar de trabalho. Às 21h45 (horário de Washington) ele e a comitiva retornarão ao Brasil. A chegada a Brasília está prevista para esta quarta-feira, 20, de manhã.

Na quinta-feira, 21, Bolsonaro irá para o Chile, onde participa da Cúpula do Prosur, grupo que se destina a implementar medidas de interesse comum dos países da América do Sul.

Agora RN
Crime » Redução » Rio Grande do Norte

RN: Combate à posse ilegal de armas e carros roubados reduziram crimes

Professor Ivênio Hermes, pesquisador do Observatório da Violência Letal Intencional (Obvio)

O primeiro trimestre de 2019 foi o menos violento no Rio Grande do Norte nos últimos quatro anos. De acordo com o chefe da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine) da Secretaria Estadual de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) e pesquisador do Observatório da Violência Letal Intencional (Obvio), professor Ivênio Hermes, há diversas variáveis que são responsáveis por essa redução. Duas delas, a utilização de veículos roubados e armamento para cometimento de crimes, foram combatidas ostensivamente no início deste ano.

“A equação criminal é dinâmica e composta de diversas variáveis. Elas precisam ser atacadas para haver redução no número final. No Rio Grande do Norte temos o que chamamos de ‘variável-meio’: são as armas de fogo e os veículos. Foi trabalhada a retirada dessa variável com as blitzen de operações integradas nos primeiros 60 dias deste ano. Além de retirar veículos e armamentos, também foram apreendidas de drogas”, explicou Ivênio em entrevista ao programa “Manhã Agora”, apresentado pelo jornalista Tiago Rebolo na rádio Agora FM (97,9).

Segundo o pesquisador, durante a transição do governo de Robinson Faria (PSD) para o de Fátima Bezerra (PT), houve uma estratégia criada chamada “Plano 181”. O planejamento de combate ao crime contempla os primeiros seis meses do ano.

“Houve uma série de ações deflagradas que visam a impactar nos dois tipos criminais que mais influenciam a violência no Rio Grande do Norte e no Brasil: o CVLI (Conduta Violenta Letal Intencional) e CVP (Crime Violento ao Patrimônio)”, disse o especialista, esclarecendo, ainda, que a Operação Verão, pontuada em locais e horários de profusão criminal, foi baseada nesse planejamento.

O pesquisador do Obvio explicou que em janeiro deste ano houve uma redução de cerca de 30% da taxa de crimes letais intencionais, enquanto que em fevereiro a diminuição alcançou os 40%. “Com esses dois meses juntos, temos uma diminuição de 35%. É um número substancial para esse período, e nos leva a uma reflexão do que foi feito e do que gerou efeitos positivos. Temos que continuar trabalhando dessa forma para manter a redução”.

Apesar da redução, Ivênio não acredita que a sensação de segurança no povo potiguar tenha sido restabelecida. “Para haver uma sensação mais permanente de segurança são precisos muitos meses de trabalho e redução da atuação delituosa”, pontuou.

Agora RN
Brasil » Esporte

Brasil entra na briga para sediar a Copa do Mundo feminina em 2023

O Brasil foi um dos dez países que expressaram interesse em sediar a Copa do Mundo feminina da Fifa (Federação Internacional de Futebol) em 2023. Além do país, também estão interessados em receber a competição três sul-americanos (Argentina, Bolívia e Colômbia).

As Coreias do Sul e do Norte informaram à Fifa que pretendem concorrer com uma candidatura conjunta. Além deles, formalizaram interesse em concorrer o Japão, a Austrália, a Nova Zelândia e África do Sul.

Segundo a Fifa, esse é o maior número de países a formalizar interesse em sediar uma Copa do Mundo feminina desde a primeira edição do evento, em 1991.

As confederações nacionais terão agora que registrar suas candidaturas até 16 de abril deste ano. O anúncio do país-sede deve ser feito em março do ano que vem. Entre os possíveis candidatos, nenhum sediou uma Copa do Mundo feminina.

A próxima competição será realizada de 7 de junho a 7 de julho deste ano, na França. O Brasil está no grupo C do campeonato, junto com Austrália, Itália e Jamaica. A seleção brasileira estreia no dia 9 de junho contra a Jamaica.

EBC
Inflação

Inflação do aluguel é de 8,05% em 12 meses

O Índice Geral de Preços–Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, registrou inflação de 1,06% na segunda prévia de março. O resultado ficou acima da inflação verificada na segunda prévia de fevereiro (0,55%).

Os dados foram divulgados hoje (19), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A inflação pelo IGP-M é de 8,05% em doze meses. A alta da taxa foi puxada pelos preços no atacado e no varejo.

A inflação do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, subiu de 0,73% em fevereiro para 1,41% em março.

Já o Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, passou de 0,17% para 0,5% no período. E o Índice Nacional de Custo da Construção teve queda. Ele passou de 0,29% na prévia de fevereiro para 0,11% na prévia de março.

Agência Brasil
Política » Segurança

Segundo secretário, governo Fátima reduz gasto com diárias comuns, mas investe em Segurança

O governo da professora Fátima Bezerra não só reduziu o volume de diárias como fez melhor uso delas, declara o secretário estadual do Planejamento e das Finanças (Seplan), Aldemir Freire. Ele explicou que o Governo optou por investir em Segurança e elevar, de forma justificada, os rendimentos ou diárias operacionais, que são os recursos pagos aos profissionais da área de Segurança Pública em períodos como os da Operação Verão e do carnaval, por exemplo”, acrescentou Aldemir.

Aldemir explica que, no acumulado de 2015 a 2018, sempre levando em consideração a execução do primeiro trimestre, o governo anterior destinava aproximadamente 53% das diárias pagas para as áreas de segurança. No governo Fátima o volume de diárias para a segurança pública respondeu por 95,7% do valor pago.

Além disso, é preciso considerar que o governo atual ainda teve que honrar aproximadamente R$ 1,21 milhão de diárias operacionais do mês de dezembro que não haviam sido pagas pelo governo anterior. “Foi justamente esse melhor uso dos recursos públicos que permitiu uma expressiva redução de 40,2% no número de homicídios nos meses de janeiro e fevereiro”.

Ele enfatiza que, “ao contrário do que tentam vender para a população” o total gasto com diárias comuns – que são aquelas pagas aos servidores que viajam em serviço – foi de R$ 534,9 mil, em 2015; R$ 1,06 milhão, em 2016; R$ 1,22 milhão, em 2017; R$ 1,34 milhão, em 2018; e R$ 146 mil este ano.

Blog do BG
IFRN

IFRN avalia se reduz de 4 para 3 anos tempo dos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) está em fase de revisão dos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio. Uma das possíveis mudanças – e a mais polêmica – é a redução do tempo dos cursos, de 4 anos para 3 anos. Se aprovada até julho, a medida já vai valer a partir do próximo ano.

De acordo com o pró-reitor de Ensino da instituição, Agamenon Tavares, a discussão sobre o tempo dos cursos ocorre dentro da revisão global das ofertas, prevista pelo programa politico-pedagógico para acontecer em 2016. A medida acabou atrasando por causa de algumas questões, como a reforma do ensino médio, em 2017.

As revisões das licenciaturas foram concluídas ainda em 2018. Foram iniciados, ainda no mesmo ano, a revisão dos cursos superiores de tecnologia (CSTs), cujas diretrizes foram discutidas, votadas e aprovadas.

“Em 2019, estamos fechando os Projetos Pedagógicos de Cursos dos CSTs e retomando as diretrizes para os cursos técnicos, com previsão de término no início de 2019.2”, explicou.

Um dos pontos em questão é uma nova metodologia para os orçamentos dos cursos, aprovada em agosto do ano passado pelo Conselho de Reitores do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). “Foi uma mudança de estratégias dos reitores”, considerou.

A mudança prevê uma alteração no cálculo de ponderação que define quanto cada curso recebe para seu custeio. Ele leva em conta número de alunos matriculados, laboratórios necessários, número de professores, custos de água, energia, internet e tempo de duração, por exemplo.

Antes, o catálogo de cursos tinha o mínimo de 3.000 horas, mas a instituição poderia optar por quantas horas a mais considerasse necessária. No Rio Grande do Norte, por exemplo, os cursos são de 4.000 horas de curso. “O que o conselho definiu é que nós podemos continuar ofertando quantas horas quisermos, mas eles agora só vão custear 3.200 horas”, explica.

Com esse novo cálculo, enquanto um curso recebia cerca de R$ 1,7 milhão por ano, passaria a receber aproximadamente R$ 1,5 milhão – cerca de R$ 200 mil a menos – por exemplo.

De acordo com o pró-reitor, atualmente, cerca de 90% dos IFs no país têm curso técnico-integrado com duração de três anos. Apenas quatro, entre eles o do Rio Grande do Norte, desde 2005, mantém quatro anos de formação.

Decisão tomada em conjunto

Ainda de acordo com o pró-reitor, as informações estão sendo detalhadas à comunidade acadêmica, que está formando comissões de cada campus do estado, formadas por professores das disciplinas regulares e das técnicas, além de alunos, e servidores técnicos. Eles vão se reunir e definir essa medida a

Essas comissões têm três encontros mensais gerais e se reúnem também separadamente. A ideia da instituição é definir essa questão até o mês de junho.

Ainda de acordo com o pró-reitor, a reitoria não tem uma posição tomada a respeito do assunto e espera justamente a decisão desse conjunto de comissões. Além disso, ele considera que o que deve ser estudado é uma integração ainda maior entre as disciplinas técnicas e as do currículo comum.

G1

Carregar mais artigos

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!