Arquivos:

Prouni: Inscrições começam dia 28 de janeiro

O ProUni oferta bolsas de estudo integrais (100%) ou de 50% a estudantes de cursos de graduação e de cursos sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) no primeiro semestre de 2020 já têm data marcada. Estudantes de todo o país poderão começar a se inscrever no dia 28 de janeiro. O prazo vai até as 23h59 de 31 de janeiro.

As informações sobre o calendário do programa foram publicadas no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (23), em edital do Mistério da Educação. Os interessados podem se inscrever no portal do Prouni.

O ProUni oferta bolsas de estudo integrais (100%) ou de 50% a estudantes de cursos de graduação e de cursos sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. O programa tem dois critérios de avaliação: desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e renda.

Direcionado aos estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais, a iniciativa tem sistema informatizado e impessoal para garantir transparência e segurança no processo.

Confira o cronograma

– 28 de janeiro a 31 de janeiro – inscrições

– 4 de fevereiro – divulgação de resultados da primeira chamada

– 4 a 11 de fevereiro – comprovação das informações e eventual processo seletivo próprio das instituições (primeira chamada)

– 4 a 14 de fevereiro – registro no SISPROUNI e emissão dos termos pelas instituições (primeira chamada)

– 18 de fevereiro – divulgação dos resultados da segunda chamada

– 18 a 28 de fevereiro – comprovação das informações e eventual processo seletivo próprio das instituições (segunda chamada)

– 18 de fevereiro a 3 de março – registro no SISPROUNI e emissão dos termos pelas instituições (segunda chamada)

*Com informações do Ministério da Educação

Dr. Tiago Almeida lidera pesquisa para prefeito de Parelhas

Faltando menos de um ano para as eleições municipais, o médico ortopedista Tiago Almeida (PSDB) lidera as intenções de voto para a Prefeitura de Parelhas, terceiro maior colégio eleitoral do Seridó, segundo pesquisa “Agora Sei” encomendada pelo jornal Agora RN. No confronto direto, quando Dr. Tiago enfrenta somente o prefeito Alexandre Petronilo (MDB), a maioria sobe para 12,5 pontos percentuais, que corresponde hoje mais de 1 mil votos, dos mais de 16 mil eleitores aptos hoje em Parelhas.

No levantamento espontâneo, quando os nomes dos possíveis candidatos não são apresentados e os eleitores podem citar qualquer pessoa, Dr. Tiago tem 18,8% da preferência. Em segundo lugar, aparece o prefeito Alexandre Petronilo (MDB), com 16,5% das citações. O deputado Francisco do PT foi citado por 1,8%, seguido dos vereadores Humberto Gondim (PSD) e Frank do PT, com 1% e 0,5 respectivamente. O empresário Felisberto da Cerâmica, que colocou recentemente seu nome pelo PSL, teve apenas 0,5%. Já 46,9% não sabem em quem votar ainda e 14% responderam que não votam em nenhum nome.

No primeiro cenário estimulado, o instituto “Agora Sei” mediu como fica a preferência dos eleitores quando foram apresentado no disco, quatro nomes. Dr. Tiago Almeida sobe para 41,5%, ficando em primeiro lugar. Já o prefeito Alexandre, que trabalha sua reeleição, chegou a 32%. O vereador Frank do PT, que tem o apoio do deputado Francisco do PT, aparece com 6,5%. O empresário Felisberto da Cerâmica (PSL) só teve 1,6%. O número dos que não sabem cai para 6,2%. Já 12,2% disseram não votar em nenhum dos quatro pré-candidatos apresentados.

Agora RN

Governo apresenta projeto de compensação financeira para municípios

O Governo do Estado informou que requisitou a convocação extraordinária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte de dois dias, a partir da próxima quinta-feira (26), para votação de dois projetos de lei (PL) relacionados ao programa de desenvolvimento da indústria potiguar. A convocação de dois dias é necessária para que no primeiro dia seja acatada a convocação extraordinária e no segundo dia seja votada a pauta apresentada pelo Governo.

O primeiro PL é relativo à criação do Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial do RN (Proedi), seguindo os moldes do decreto governamental que rege o programa atualmente. A segunda proposição apresentada pelo Governo diz respeito à compensação financeira para os municípios por conta da isenção fiscal criada pelo programa. A pauta é fruto de uma negociação entre a gestão estadual e a Federação dos Municípios do RN (Femurn), com a mediação da Federação das Indústrias do RN (Fiern).

A proposta negociada é de que a compensação seja feita através de uma alteração na Lei 8.792/2006.O acordo feito com os municípios é de que o Governo no próximo ano arque com 75% da perda relativa a 2020 e metade da perda de 2019. A compensação será feita apenas durante o exercício fiscal do ano que vem.

Os valores serão apurados pela Secretaria de Estado da Tributação (SET) e repassados para a Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan), de acordo com o benefício concedido às empresas beneficiárias do Proedi. A compensação aos municípios será feita utilizando os mesmos critérios de repartição do ICMS.

O Proedi foi criado pelo Governo do Estado como forma de modernizar a política de atração de investimentos e geração de empregos no setor industrial, a partir do quadro negativo criado pela falta de atualização do programa. A medida visa deixar o Rio Grande do Norte no mesmo patamar de estados como Paraíba, Ceará e Pernambuco, que fizeram o mesmo movimento de atualização das suas políticas de incentivo à indústria na última década e desde então logram resultados positivos na geração de emprego e renda.

Portal no Ar

Principais cidades turísticas do Brasil estão com 42% de poluição

Em 2018, 40% de praias consideradas prioritárias estavam ruins ou péssimas, e em 2016 e 2017, 35%.

O sol reluzindo na água azul clara de um canto tranquilo da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, explica o espanto da turista argentina Florencia Pérez, 34, ao saber que aquele trecho é considerado impróprio para banho quase o ano inteiro.

O dado está em levantamento do jornal Folha de S.Paulo. No cálculo, foram incluídas as 31 cidades do litoral brasileiro classificadas na categoria A pelo Ministério do Turismo –as que recebem mais visitantes, geram mais empregos no setor e têm mais leitos de hospedagem.

Nesses municípios, 42% dos 663 pontos monitorados tiveram a água avaliada como ruim ou péssima entre novembro de 2018 e outubro de 2019. Isso quer dizer que esses trechos de mar estavam impróprios para banho em ao menos uma em cada quatro medições feitas no período.

Os dados, que são coletados pelo jornal com os governos locais há quatro anos, indicam uma piora. Em 2018, 40% dessas praias consideradas prioritárias estavam ruins ou péssimas, e em 2016 e 2017, 35%.

A tendência também é de alta quando se considera todos os mais de mil pontos monitorados no litoral brasileiro: 35% foram classificados como sujos neste ano, sendo que quatro anos atrás eram 29%.

Nadar em áreas impróprias pode causar problemas de saúde, sobretudo doenças gastrointestinais ou de pele, como micoses. Outros focos de contaminação, que não são considerados nesta análise, podem ser a presença de lixo na areia e o vazamento de óleo que atingiu o litoral nordestino no último semestre.

Já Natal e Aracaju se destacam por ter a maioria das praias próprias durante todo o ano. São Luís é a única das 31 cidades turísticas do litoral do Brasil com todas as suas praias “péssimas”.

Folhapress

Papa Francisco diz que igreja está atrasada e pede reformas

A igreja está duzentos anos atrasada. Afirmação feita, no Vaticano, pelo papa Francisco.

Na mensagem de Natal aos cardeais e membros da Cúria romana, o chefe da igreja católica defendeu a necessidade de “mudar a mentalidade pastoral”.

Francisco apelou ainda à realização de reformas e alertou contra os perigos da “rigidez” dos membros da igreja perante aos desafios atuais.

Por Agência Brasil/RTP (emissora pública de televisão de Portugal)

Violência contra a mulher: Apenas 19% das empresas no Brasil combatem

Apesar de 68% das empresas consultadas terem considerado necessário dedicar tempo à abordagem da violência doméstica sofrida por funcionárias, apenas 19% desenvolvem políticas e ações

No Brasil, estima-se que 536 mulheres foram agredidas, por hora, em 2018. Preocupados em como lidar com a questão e seus impactos na vida de mulheres trabalhadoras, o Instituto Maria da Penha, o Instituto Vasselo Goldoni e o Talenses Group, grupo empresarial de recrutamento profissional, ouviram 311 empresas para saber como elas abordam o problema em suas unidades. Intitulada Violência e Assédio contra a Mulher no Mundo Corporativo, a pesquisa enviou formulários online para as empresas participantes.

Apesar de 68% das empresas consultadas terem considerado necessário dedicar tempo à abordagem da violência doméstica sofrida por funcionárias, apenas 19% desenvolvem políticas e ações de combate ao problema. Deste total, 11% declararam que esse engajamento se dá por meio de campanhas de sensibilização e conscientização.

Somente 9% têm um canal de ouvidoria para apoio à mulher. Na mesma proporção, as companhias oferecem serviço de psicologia fora de suas sedes e apoio jurídico. Um percentual inferior, de 4%, oferece suporte por meio de uma rede de apoio constituída por mulheres vítimas de violência.

Empresas que oferecem atendimento psicológico no próprio ambiente de trabalho totalizam 5%. Os dados mostram ainda que 13% das empresas declararam não saber se têm mecanismos de enfrentamento à violência doméstica.

Perfil

Outro indicador importante é relativo ao perfil das empresas que mais se empenham em iniciativas desse tipo. As de grande porte são as que mais se comprometem quanto ao enfrentamento à violência doméstica. Ao todo, 25% das empresas com um quadro de 499 funcionários ou mais investem nisso.

Entre aquelas que têm até 99 empregados, a proporção das que estruturam ações e políticas é de 17%, ficando em segundo lugar na lista. Já entre as companhias da faixa intermediária, com um quadro de pessoal entre 100 e 499 pessoas, 11% têm iniciativas para abordar a violência contra a mulher. No que concerne ao tipo de gestão, constatou-se que 21% dos negócios classificados como profissionais decidiram colaborar com o combate à violência doméstica dessa forma, ante 15% das companhias administradas por famílias.

O estudo mostra ainda que as empresas estrangeiras tendem a se preocupar mais. Ao todo, 22% delas contam com ações e políticas. No grupo das nacionais, o número é de 17%.

Menos de um terço das empresas ouvidas (26%) afirmou que monitora os casos de violência contra funcionárias e intervém, contra 55% que declarou não fazê-lo. Dentre as justificativas apresentadas destacam-se as seguintes: não está na agenda prioritária da organização (33%); dificuldade de mensurar e controlar (13%) e falta de apoio da liderança (12%).

BIM

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 300 milhões no dia 31

Ninguém acertou os seis números do concurso da Mega-Sena deste sábado (21).

As dezenas sorteadas são 08, 28, 36, 45, 57, e 59.

A estimativa de prêmio para o próximo concurso é de R$ 300 milhões na Mega da Virada, no dia 31 próximo. As informações são do site da Caixa Econômica Federal.

Agência Brasil

Indústria de cimentos vai reaproveitar óleo que poluiu praias no RN

FÁBRICA DE CIMENTO VAI UTILIZAR ÓLEO RECOLHIDO DAS PRAIAS. FOTO: ASCOM/IDEMA

O óleo de origem misteriosa que sujou as praias do Rio Grande do Norte e todo o litoral do Nordeste e parte do Rio de Janeiro e Espírito Santo, será reaproveitado pela Fábrica de Cimentos Mizu. A iniciativa faz parte do processo de articulação feito pelo Comando Unificado de Incidentes do RN, por meio da parceria firmada entre o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema e a Fábrica para tratar da destinação, especificamente o aproveitamento do resíduo para o setor cimenteiro.

O Grupo de Avaliação e Acompanhamento (GAA) iniciou nesta sexta-feira (20), a remoção dos resíduos coletados nas praias atingidas pelo derramamento de óleo no litoral do Nordeste. Em novembro, o diretor geral do Idema, Leon Aguiar, esteve no local para visitar as instalações e analisar a possibilidade da empresa recepcionar o material.

Até o momento, o armazenamento e manejo desse material, estava sob responsabilidade das prefeituras. Entretanto, na sexta-feira, o Grupo de Avaliação e Acompanhamento (GAA), formado por Marinha, Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), realizou a remoção dos resíduos, que estavam armazenados na cidade de Tibau do Sul.

Neste sábado (21), foi a vez de retirar 22 big bags das 61 existentes, da Estação de Transbordo de Campo de Santana, no município de Nísia Floresta. As 39 restantes serão levadas na segunda-feira (23), em outra operação da Petrobrás, em parceira com a Capitania dos Portos. Ao todo, serão transportadas 34 toneladas (volume coletado pelas prefeituras atingidas) até a destinação final, no município de Baraúna, onde fica a Fábrica da Cimento Mizu.

Segundo o diretor geral, a parceria com a Mizu foi estabelecida após vistoria e análises técnicas realizadas pela equipe do órgão ambiental. “Visitamos as instalações, realizamos uma análise prévia e foi verificado que a fábrica possui capacidade suficiente para o processamento dos materiais oleosos, que serão facilmente incorporados ao processo produtivo da empresa, atendendo aos princípios do reaproveitamento e da sustentabilidade”, afirmou.

O responsável pela pasta ambiental do Estado ressalta, ainda, que o órgão realizou diversas reuniões com empresas para discutir o direcionamento do que seria feito com o material. “Estudamos alternativas de reaproveitamento desse material, com o objetivo de termos uma solução mais sustentável possível, e a atividade cimenteira é capaz de recepcionar esse resíduo para utilizar como combustível em todo seu processo industrial”, reiterou Leon Aguiar.

O trabalho só foi executado, após ter sido estabelecidos os procedimentos, datas para as operações e também o encaminhamento das informações necessárias para a formalização e execução da operação de transporte. Paralelo a este trâmite, o Idema elaborou nota técnica com as instruções a respeito do transporte e destinação, que está disponível no site institucional (www.idema.rn.gov.br).

Portal no Ar

CURRAIS NOVOS: Leitos psiquiátricos foram inaugurados no Hospital Mariano Coelho

Durante a cerimônia os participantes do CAPS cantaram

Passo importante no tratamento da saúde mental foi dado em Currais Novos. Na tarde da última terça-feira (17), 8 leitos psiquiátricos foram inaugurados em uma das alas do Hospital Dr. Regional Mariano Coelho. A solenidade foi acompanhada por representantes do Governo do Estado, município e a direção do Hospital além dos pacientes do CAPS.

Os espaços estão divididos em quatro leitos para clínica médica, ao público adulto, e quatro para infanto-juvenil. Visto ser cada vez mais recorrente transtornos mentais entre jovens e adolescentes. Durante a cerimônia os participantes do CAPS cantaram.

Blog do Ismael Medeiros

Ex-governador da Paraíba é preso em Natal

FOTO: WELLINGTON ROCHA/PORTALNOAR

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), foi preso na noite desta quinta-feira (19), em Natal, ao retornar de viagem à Europa.

Ele desembarcou no Aeroporto Aluízio Alves por volta das 22h40, no voo TAP 5, vindo de Lisboa, Portugal, e foi recebido por policiais federais. Em seguida, o ex-político foi encaminhado para a sede da Polícia Federal (PF) da Paraíba.

Coutinho é um dos alvos da Operação Calvário – Juízo Final, deflagrada na última terça-feira (17) pela PF, que possui o objetivo de desarticular uma organização criminosa que desviou R$ 134,2 milhões dos recursos da saúde na Paraíba.

Segundo a Polícia Federal, a quadrilha teria ainda fraudado licitações e concursos públicos, além de ter superfaturado equipamentos, serviços e medicamentos.

Ao todo, a ação cumpre 54 mandados de busca e apreensão e 17 ordens de prisão preventiva nos Estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Goiânia e Paraná. Cerca de 350 Policiais Federais participam das ações, além de procuradores e auditores da Controladoria-Geral da União.

Portal no Ar

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza