Projeto de Francisco do PT reconhece como Patrimônio Cultural, Histórico e Religioso do RN a Basílica Menor de Nossa Senhora da Guia, em Acari

O deputado estadual Francisco do PT apresentou nesta terça-feira (30), durante sessão remota da Assembleia Legislativa do RN, um projeto de lei para reconhecer como Patrimônio Cultural, Histórico e Religioso do Estado do Rio Grande do Norte a Basílica Menor de Nossa Senhora da Guia, localizada no município de Acari.

Por meio de um decreto emitido pela Santa Sé, o Papa Francisco tornou a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Guia uma Basílica Menor, sendo a primeira do Rio Grande do Norte. O título concedido pelo Papa é em razão da história, da arquitetura e da relevância da igreja para o povo do sertão potiguar.

“Podemos dizer que a cultura engloba todas as formas de expressão: o sentir, o agir, o pensar e o fazer, bem como as relações entre os seres humanos e destes com o meio ambiente. A partir dessa definição, podemos afirmar que uma instituição tão antiga, importante e representativa, como a agora Basílica Menor de Nossa Senhora da Guia deve ser reconhecida como Patrimônio Cultural Histórico e Religioso do Rio Grande do Norte”, justificou Francisco do PT, autor da proposição.

Segundo o Pe. Fabiano, reitor da nova Basílica, “a Igreja de Nossa Senhora da Guia nasceu com uma vocação: ser um referencial litúrgico e devocional, conservando a mais genuína piedade popular mariana e o esmero pelas celebrações litúrgicas, bem como da riqueza da música sacra de qualidade”.

Basílica Menor de Nossa Senhora da Guia

A Paróquia Nossa Senhora da Guia, na cidade do Acari, foi a primeira a ser desmembrada da antiga Freguesia da Senhora Santa Ana do Seridó, cujo território paroquial é equivalente ao que hoje corresponde ao da Diocese de Caicó. A Igreja Matriz foi construída pelo Padre Thomaz de Araújo Pereira e inaugurada em 1867.

Segundo pesquisadores, a devoção a Nossa Senhora da Guia remonta ao ano de 1738, de modo que as cidades ao seu redor têm na cidade de Acari um referencial de piedade mariana e de decoro nas celebrações litúrgicas. Tradicionalmente, a festa da padroeira é realizada no período de 5 a 15 de agosto e atrai centenas de devotos locais e visitantes.


Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza