Energia » Energia Eólica

Parque eólico Cumaru inicia operação no RN e ajudará a aliviar crise energética

Foto: Divulgação Enel

A subsidiária brasileira de energia renovável do Grupo Enel, Enel Green Power Brasil Participações Ltda. (“EGPB”), iniciou a operação comercial do parque eólico Cumaru, localizado no município de São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte. Com capacidade de 206 megawatts (MW), a planta vai gerar energia suficiente para abastecer uma cidade de 470 mil habitantes. A produção de energia do parque será integralmente fornecida ao mercado livre para venda a clientes comerciais, alavancando a presença integrada da Enel no País.

O empreendimento, que custou R$ 948 milhões, o equivalente a cerca de 184 milhões de dólares, é o primeiro de cinco projetos em construção pela Enel no País. Até o início do próximo ano, a companhia colocará em operação cerca de 1,3 mil MW de energia renovável no setor, resultado de um investimento de R$ 5,6 bilhões. Além de Cumaru, a Enel Green Power está concluindo três parques eólicos e um solar, todos no Nordeste, que somam 1,3 GW de nova capacidade.

No Piauí, está sendo construído o parque eólico Lagoa dos Ventos III (396 MW) e o parque solar São Gonçalo III (256 MW). Outros dois projetos eólicos – Morro do Chapéu Sul II (353 MW), na Bahia, e Fontes dos Ventos II (99 MW), em Pernambuco, também estão em andamento.

O parque inaugurado nesta quarta-feira (20) tem 49 aerogeradores instalados em uma área de 300 hectares, e em pleno funcionamento será capaz de gerar mais de 966 GWh, evitando a emissão de mais de 543 mil de toneladas de CO2 na atmosfera. Todos os equipamentos, segundo a empresa, foram fabricados no Brasil. O projeto demorou 13 meses para ser concluído, empregou 1.100 pessoas (80% da região) e foi antecipado em 15 dias – o que representa um alívio diante da crise elétrica por causa da baixa no nível dos reservatórios.

A atual crise hídrica, segundo a executiva responsável da Enel Green Power no Brasil, Roberta Bonomi, reforça a importância da diversificação da matriz energética no Brasil e as vantagens das fontes eólica e solar. “Iniciamos a construção do projeto Cumaru no segundo semestre do ano passado. A entrada em operação comercial do parque num curto espaço de tempo é uma demonstração da nossa capacidade de entregar projetos relevantes para ampliar sistematicamente a geração verde no país e contribuir para um sistema cada vez mais seguro, em que a complementariedade das fontes beneficia toda a sociedade”, diz.

A executiva da Enel destaca que as duas tecnologias (eólica e solar) hoje são bastante competitivas. “Isso demonstra um jeito mais rápido de dar uma solução estrutural a questão que estamos vivendo hoje no País”, afirma. Ela ressalta que a empresa tem no Piauí a maior planta solar da América Latina, com capacidade de geração de 864 MW. No Brasil, o Grupo Enel, por meio de suas subsidiárias EGPB e Enel Brasil, tem uma capacidade total instalada renovável de mais de 3,7 mil MW, dos quais 1,5 mil MW de fonte eólica, 979 MW de solar e 1,3 MW de hídrica.

A energia eólica tem dado grande contribuição ao País durante a atual crise elétrica. As usinas, a grande maioria instalada no Nordeste, foram responsáveis por até 21% da geração total. Isso ajudou a preservar água dos reservatórios e a garantir o abastecimento energético.

O evento que marcou o início das operações do complexo eólico teve da governadora do Estado, Fátima Bezerra, e de representantes da Enel, entre eles o Country Manager da Enel no Brasil, Nicola Cotugno; e a Responsável pela Enel Green Power no Brasil, Roberta Bonomi. “O investimento em geração verde é imprescindível neste momento de debates sobre as mudanças climáticas, com essa crise energética batendo na nossa porta. O novo parque eólico é uma conquista importante para o Rio Grande do Norte, para o país e para o mundo”, destacou a governadora.

No primeiro semestre deste ano, foram captados mais de R$ 6,5 bilhões para projetos de energia renovável. A previsão é de que sejam captados algo em torno de R$13 bilhões até o final do ano. O RN tem, hoje, 5,8 GW de potência instalada na geração eólica.

Tribuna do Norte


Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza