Estimativas do mercado para inflação e PIB permanecem estáveis

Foto: © José Cruz/Agência Brasil/Arquivo

O Boletim Focus divulgado pelo Banco Central indica estabilidade nas previsões do mercado financeiro para os principais indicadores econômicos em 2024. Para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a expectativa permanece em 1,6% neste ano e em 2% para 2025 e 2026. No terceiro trimestre de 2023, a economia brasileira cresceu 0,1%, acumulando alta de 3,2% até setembro, colocando o PIB 7,2% acima do nível pré-pandêmico. Quanto ao dólar, estima-se que atinja R$ 4,92 no final de 2024 e R$ 5 em 2025.

Em relação à inflação, as previsões do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) permanecem em 3,81% para este ano e 3,5% para 2025, 2026 e 2027. Essas estimativas estão dentro das metas estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual. Em 2023, a inflação fechou em 4,62%.

A taxa básica de juros (Selic) é usada pelo Banco Central para controlar a inflação. Atualmente em 11,25% ao ano, o Comitê de Política Monetária já reduziu os juros cinco vezes consecutivas, buscando manter a política monetária contracionista para controlar a inflação. Prevê-se que a Selic encerre 2024 em 9% ao ano, caindo para 8,5% em 2025, mantendo-se nesse patamar em 2026 e 2027. O ciclo de cortes nos juros visa estimular a produção e o consumo, mas seu impacto pode ser mitigado por outros fatores, como risco de inadimplência e despesas administrativas.


Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza