Além de atrasar pagamentos do Programa do Leite, Rosalba reduz produção de 110 para 60 mil por dia

A cúpula da secretaria de agricultura convocou o Sindicato das indústrias de Laticínios do RN (Sindleite) nessa quarta-feira (30) e determinou que a partir desta sexta-feira (01/11), as usinas diminuíssem a distribuição do leite nos postos de entrega para o total máximo de 60.000 litros de leite/dia, redução que representa algo em torno de 50%.

Vale destacar que recentemente, devido aos últimos acontecimentos de seca no nordeste, a influência do clima permitiu uma queda natural do número de 155.000 litros leite/dia para algo em torno de 113.000 litros/dia de leite, diminuição até então compreensível por decorrências e fatores envolvendo a natureza.

De acordo com o Sindleite-RN, durante o encontro, o Estado informou que uma distribuição maior não seria possível pagar. Segundo os envolvidos no programa, essa redução representa também uma possibilidade da falta de recebimento de um litro de leite por parte dos beneficiados. O sindicato ainda alerta que vendo pelo lado das usinas, a diminuição representa uma ameaça as indústrias, que possuem funcionários e necessitam da manutenção de equipamentos.

Segundo o Sindleite-RN, ainda no encontro, foi informado um possível calendário de pagamento de atrasados em que, por exemplo, a segunda quinzena de outubro só será paga em meados de janeiro.  Segundo o sindicato, levando em consideração esse calendário, significa que, mesmo que o Governo cumpra rigorosamente o pagamento em dia, os atrasados só serão quitados em meados de março.

Do blog: Sabemos que o serviço público do RN está de cabeça para baixo, seja saúde, educação, segurança…efim. Agora, com uma seca dessas que maltrata o homem do campo há dois anos, é uma vergonha para nosso estado, tanto o atraso do pagamento quanto o corte da produção.

Postado por: Jean Souza

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza