Arquivos:

IFRN » Inscrição » Professor

IFRN abre inscrições para seleção de professor substituto com salário de até R$ 5,8 mil

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) abriu inscrições para seleção de professores substitutos, com salários que podem chegar R$ 5.831,21, a depender da titulação dos aprovados.

As oportunidades são para professor de Língua Portuguesa e Literatura, nos campi Natal-Central, Santa Cruz, Caicó e Lajes. Ao todo, há quatro vagas abertas, além de 16 para cadastro de reserva.

O requisito mínimo para participar da seleção é possuir licenciatura em Letras com habilitação em Língua Portuguesa e respectivas literaturas.

De acordo com o edital, as atividades dos candidatos selecionados serão no ensino básico, na educação profissional de nível médio e no ensino superior, para atender “à necessidade temporária de excepcional interesse público”.

As inscrições seguem abertas até às 20h do dia 29 de setembro. Para isso, os interessados devem preencher ficha de inscrição disponível no site do IFRN e pagar o valor de R$ 78.

Professor » Salário » Senado

Salário de professor deve ficar isento de IR, prevê projeto que será votado no Senado

Um projeto de lei que será votado no Senado Federal propõe isentar de Imposto de Renda (IR) a remuneração de professores de todos os níveis. O parlamentar espera que a medida contribua para o cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE) para a valorização salarial desses profissionais. Ele argumenta que a solução para o problema educacional brasileiro passa pela intervenção pública, e cabe ao poder público instrumentalizar mecanismos incentivadores de adesão ao magistério. 

O Projeto de Lei 3.018/2021 modifica a legislação do IR (Lei 7.713, de 1988) acrescentando à lista de isenções o salário de professores na educação infantil, fundamental, média e superior, desde que em efetivo exercício. De acordo com a justificativa do projeto, seguiriam sujeitos a tributação as remunerações e rendimentos gerados por outras atividades.

O senador sublinha que o piso salarial do magistério está acima da faixa de isenção do IR, de modo que mesmo os professores do ensino fundamental estão sujeitos ao recolhimento do imposto. “Nossa ideia é beneficiar os professores ora em efetivo exercício e incentivar o maior número possível de pessoas a migrar para o magistério”, explica Petecão.

Equiparação salarial
A justificativa do projeto também menciona o PNE, aprovado em 2014. O plano estabeleceu entre suas metas um prazo de seis anos para a equiparação do rendimento médio dos professores com o de profissionais com escolaridade equivalente. Porém, segundo estatística da plataforma Observatório do PNE relativa a 2020, o salário dos professores alcançava somente 78,5% da média.

“Dadas as dificuldades de avançar de modo mais consistente no cumprimento dessa meta, a isenção que propomos poderá contribuir para a valorização do ofício docente, inclusive na educação superior”, conclui o autor.

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza