Arquivos:

Sesap prorroga campanha de vacinação contra a pólio por mais dez dias

Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vai prorrogar por mais dez dias a campanha de vacinação contra a poliomielite no Rio Grande do Norte. A campanha se encerraria nesta sexta-feira (30). A medida foi pactuada com os municípios e se dá pela baixa cobertura de imunização contra a paralisia infantil.

Entre as crianças, de acordo com os dados da Sesap deste dia 30, apenas 49% tiveram a aplicação da dose no RN. E entre os 167 municípios potiguares, apenas 27 atingiram a meta de 95% da população infantil vacinada.

De acordo com a coordenadora de vigilância em Saúde, Kelly Lima, a extensão da campanha é essencial para ampliação da cobertura de proteção contra a pólio. “Decidimos, em colegiado, ampliar essa campanha em nosso estado com a ideia de intensificar a vacinação e chegar ao final desses próximos dez dias com a cobertura de 95%”, afirmou a coordenadora.

A Sesap e os municípios já haviam pactuado anteriormente uma série de medidas, como horários flexíveis em postos de saúde e reforço da busca ativa, para incrementar os números.

Motorista atropela homem, atinge carros e foge de local de acidente sem prestar socorro em Parnamirim

Foto: Vinicius Marinho

Um motorista atropelou um homem, atingiu dois carros parados e fugiu do local do acidente a pé, sem prestar socorro, na manhã desta sexta-feira (30), na Grande Natal.

O caso aconteceu na avenida Olavo Montenegro, que liga os bairros de Nova Parnamirim e Coophab, em Parnamirim.

O homem atropelado ficou ferido e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. Segundo um amigo da vítima, que testemunhou o acidente, o estado de saúde dele é grave.

Minutos após o acidente, os policiais rodoviários estaduais localizaram o motorista responsável pela colisão e o levaram para a 2ª Delegacia de Polícia de Parnamirim, que fica na mesma avenida onde o acidente aconteceu. O homem foi achado em casa, na mesma região.

O acidente
O autônomo Pedro Lucas é dono de um dos carros atingidos e amigo do homem atropelado, identificado como João Pedro Figueiredo, que tem 25 anos.

De acordo com ele, João Pedro estava indo para o trabalho, quando seu carro modelo Celta de cor preta teve uma pane seca – falta de gasolina.
João Pedro então parou o carro na faixa da direita e chamou Pedro Lucas, que foi ao local em seu carro modelo Ágile auxiliar o amigo. Ambos foram ao posto de gasolina comprar combustível e voltaram ao local para abastecer o Celta, quando o acidente aconteceu.

G1 RN

Paraná Pesquisas: Lula tem 47,1% dos votos válidos; Bolsonaro, 40,0%

Foto: PT/Ricardo Stuckert e Sérgio Lima/Poder360

Levantamento do instituto Paraná Pesquisas para as eleições presidenciais de 2022 divulgado nesta sexta-feira (30) traz o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 47,1% dos votos válidos no primeiro turno, seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), com 40,0%. O primeiro turno das eleições está marcado para este domingo (2).

Os votos válidos, que excluem os votos em branco e nulos, determinam o resultado das eleições. Nas disputas para presidente e governador, o candidato que atinge mais de 50% dos votos válidos vence as eleições no primeiro turno. Caso nenhum alcance esse percentual, é realizado um segundo turno.

Na sequência, aparecem a senadora Simone Tebet (MDB), com 6,3%, e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), com 5,2%.

Soraya Thronicke (União Brasil) tem 0,6%; Felipe D’Avila (Novo), 0,4%; Padre Kelmon (PTB) e Vera Lúcia (PSTU), 0,2% cada; Eymael (DC), 0,1%.

Leonardo Péricles (UP) e Sofia Manzano (PCB) não pontuaram.

Foram entrevistadas 2.020 pessoas face a face entre 27 e 29 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. O levantamento tem 95% de confiança.

A pesquisa, financiada pelo próprio instituto, foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-07917/2022.

O levantamento não testou cenários de segundo turno.

Primeiro turno – votos válidos

Intenção de voto estimulada para presidente:

Lula (PT) – 47,1%
Bolsonaro (PL) – 40,0%
Simone Tebet (MDB) – 6,3%
Ciro Gomes (PDT) – 5,2%
Soraya Thronicke (União Brasil) – 0,6%
Felipe D’Avila (Novo) – 0,4%
Padre Kelmon (PTB) – 0,2%
Vera Lúcia (PSTU) – 0,2%
José Maria Eymael (DC) – 0,1%
Leonardo Péricles (UP) – 0,0%
Sofia Manzano (PCB) – 0,0%
Primeiro turno – votos totais

No cenário dos votos totais, Lula tem 43,9% das intenções de voto, contra 37,3% de Bolsonaro.

Intenção de voto estimulada para presidente:

Lula (PT) – 43,9%
Bolsonaro (PL) – 37,3%
Simone Tebet (MDB) – 5,8%
Ciro Gomes (PDT) – 4,9%
Soraya Thronicke (União Brasil) – 0,5%
Felipe D’Avila (Novo) – 0,4%
Padre Kelmon (PTB) – 0,1%
Vera Lúcia (PSTU) – 0,1%
José Maria Eymael (DC) – 0,1%
Leonardo Péricles (UP) – 0,0%
Sofia Manzano (PCB) – 0,0%
Branco/Nulo/Nenhum – 3,8%
Não sabem ou não responderam – 3,1%
CNN Brasil

Desemprego cai para 8,9% em trimestre encerrado em agosto, diz IBGE; É o menor patamar desde 2015

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O desemprego no Brasil diminuiu para 8,9% com a queda de 0,9 ponto percentual registrada no trimestre encerrado em agosto, em comparação com o período anterior, terminado em maio.

O percentual é o menor patamar desde o trimestre encerrado em julho de 2015, quando atingiu 8,7%. O contingente de pessoas ocupadas ficou em 99 milhões, batendo novamente o recorde na série histórica, iniciada em 2012. Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, foram divulgados hoje (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O percentual de pessoas ocupadas em idade de trabalhar, que representa o nível de ocupação, foi estimado em 57,1%. O resultado significa avanço em relação ao trimestre anterior. Naquele período o nível de ocupação ficou em 56,4%. Ficou também acima do mesmo período do ano passado, quando registrou 53,4%.

Para a coordenadora da Pnad, Adriana Beringuy, o mercado de trabalho mostra recuperação. “O mercado de trabalho segue a tendência demonstrada no mês passado, continuando o fluxo que ocorre ao longo do ano, de recuperação”, observou.

De acordo com a pesquisa, três atividades contribuíram para o recuo do desemprego em agosto com aumento da ocupação. O setor de comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas teve alta de 3% em relação ao trimestre anterior, adicionando 566 mil pessoas ao mercado de trabalho.

O crescimento de 2,9% em administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais representou mais 488 mil pessoas empregadas, enquanto a alta de 4,1% no grupo outros serviços significou a entrada de 211 mil pessoas.

Evolução

O número de trabalhadores desocupados atingiu 9,7 milhões de pessoas e caiu ao menor nível desde novembro de 2015. Segundo a pesquisa, o resultado corresponde a uma queda de 8,8% ou menos 937 mil vagas formais na comparação trimestral e queda e 30,1%, (menos 4,2 milhões de trabalhadores), na comparação com o mesmo período do ano passado.

O contingente de empregados sem carteira assinada no setor privado chegou a 13,2 milhões de pessoas. O número é o maior da série histórica, iniciada em 2012. Na comparação com o trimestre passado, houve alta de 2,8% no trimestre ou mais 355 mil trabalhadores sem carteira assinada. Na comparação anual, houve alta de 16% na informalidade – 1,8 milhão de pessoas.

Já o total de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado, sem contar os trabalhadores domésticos, subiu 1,1% e atingiu 36 milhões.

O número de trabalhadores por conta própria ficou em 25,9 milhões de pessoas e manteve a estabilidade se comparado ao trimestre anterior. No setor público alta foi de 4,1% e contingente chegou a 12,1 milhões.

A pesquisa indicou ainda que há 4,3 milhões de pessoas (3,8%) que o instituto classifica como desalentada – que gostariam de trabalhar e estariam disponíveis, porém não procuram vagas por achar que não encontrariam. O resultado neste quesito manteve a estabilidade.

Agência Brasil

Aneel mantém bandeira verde em outubro, sem taxa adicional na conta de luz

Foto: ADRIANO ISHIBASHI

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) informou nesta sexta-feira (30) que manterá a bandeira verde acionada em outubro para todos os consumidores conectados ao setor elétrico nacional. Com a decisão, as contas de luz seguem sem cobrança adicional.

“Essa sinalização reflete boas condições de geração de energia elétrica sem cobrança adicional nas contas de luz, mesmo considerando previsão de crescimento do consumo de energia no País. A bandeira será válida para todos os consumidores conectados ao Sistema Interligado Nacional”, afirmou a agência em nota.

A bandeira verde está em vigor para todos os consumidores desde 16 de abril. De setembro de 2021 a 15 de abril, apenas beneficiários do programa tarifa social não pagaram a taxa, enquanto os demais consumidores pagaram adicional de R$ 14,20 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos, referente à bandeira escassez hídrica.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 para indicar os custos da geração de energia no País aos consumidores e atenuar os impactos nos orçamentos das distribuidoras de energia.

Antes, o custo da energia em momentos de mais dificuldade para geração era repassado às tarifas apenas no reajuste anual de cada empresa, com incidência de juros. No modelo atual, os recursos são cobrados e repassados às distribuidoras mensalmente por meio da “conta Bandeiras”.

A bandeira verde, quando não há cobrança adicional, significa que o custo para produzir energia está baixo. Já as bandeiras amarela e vermelha 1 e 2 representam um aumento no custo da geração e a necessidade de acionamento de térmicas, o que está ligado principalmente ao volume dos reservatórios.

R7

Justiça suspende efeitos de portaria que estabeleceu ‘lei seca’ nas eleições no RN

Foto; Divulgação

O desembargador Saraiva Sobrinho, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, concedeu liminar pleiteada pelo Ministério Público Estadual e determinou a suspensão dos efeitos de trechos da portaria editada pela Secretaria Estadual de Segurança Pública estabelecendo a “lei seca” no próximo domingo (2), durante o primeiro turno das Eleições 2022. Com isso, qualquer cidadão está liberado para consumir bebidas alcoólicas em qualquer momento do dia, sem precisar atender nenhuma condicionante.

O artigo 1º da Portaria 238/2022-GS/SESED determinava “a suspensão da venda e consumo de bebidas alcoólicas de qualquer espécie em locais públicos, bares, restaurantes, supermercados e outros estabelecimentos afins, localizados no Estado do Rio Grande do Norte, no período compreendido entre 6h e 17h horas do dia 02 de outubro do ano em curso”.

Para o Ministério Público, essa regulamentação da Sesed inovou na ordem jurídica, criando preceito geral não previsto em lei. O MP sustentou a impossibilidade de “[…] instituir, por simples portaria, a restrição ao direito constitucional da liberdade (de somente fazer ou deixar de fazer alguma coisa em virtude de LEI) com criação de norma geral e abstrata, aplicável à generalidade das pessoas. […]”.

Ao analisar o pedido de concessão da liminar, o magistrado entendeu estarem configurados os requisitos da probabilidade de existência do direito e do risco de perecimento. “Vislumbro haver a Autoridade Coatora extrapolado suas atribuições, praticando ato de natureza legiferante ao editar norma de alcance geral, com impacto em todo o Estado no dia das eleições”.

Para o desembargador Saraiva Sobrinho, “ao regulamentar o comércio e o consumo de bebidas alcóolicas no sufrágio em tela e impor às forças de segurança do Estado o supervisionamento/encaminhamento e submissão de eventuais infratores a TCO, incorreu a autoridade coatora em ofensa à Constituição Federal, máxime ao princípio da legalidade”.

Ele observou que o TJRN, nas eleições de 2014 e de 2018, já havia suspendido os efeitos de portarias congêneres, também editadas pelo então secretário de Segurança Pública.

“Daí, concedo a liminar, para suspender os efeitos do art. 1º e dos seus §§ 1º e 2º da Portaria 238/2022-GS/SESED”, decidiu.

Tribuna do Norte

Pesquisa Datafolha: Lula tem 50% dos votos válidos e mantém chances de vitória no primeiro turno

Foto: Reprodução

Nova pesquisa do Datafolha, divulgada nesta quinta-feira, mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com chances de ser eleito para um novo mandato já no próximo domingo. O petista tem 50% dos votos válidos, mesmo percentual da semana passada. Já o atual presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), atinge 36% dos votos válidos no primeiro turno, ante 35% na pesquisa anterior.

Pela margem de erro do estudo, de dois pontos percentuais para mais ou menos, Lula teria de 48% a 52% dos votos válidos se a eleição fosse hoje. Só é dispensada a realização de segundo turno caso algum candidato obtenha maioria absoluta na votação marcada para 2 de outubro.

O cálculo dos votos válidos desconsidera brancos e nulos. Também não entram na conta os eleitores que não responderam. A conta é comparável à utilizada pela Justiça Eleitoral na hora da apuração oficial.

O candidato Ciro Gomes (PDT) tem 6%. A senadora Simone Tebet (MDB) chega a 5% por esse cálculo. Já Soraya Thronicke (União Brasil) marca 1%.

Os apoiadores de Ciro e Tebet foram nas últimas semanas um dos focos da campanha de Lula, que intensificou a busca pelo chamado “voto útil” para tentar vencer a eleição sem a necessidade de uma disputa em segundo turno.

O ex-presidente angariou novos apoios na reta final da campanha, inclusive de artistas que antes declaravam voto em Ciro. As investidas do petista incomodaram o candidato do PDT e Tebet, que reagiram contra Lula em discursos e propagandas na TV, no rádio e na internet.

Considerando os votos totais, Lula oscilou um ponto para cima e agora tem 48%. Já Bolsonaro soma 34%, também um ponto a mais que na semana anterior. Ciro marca 6% e Tebet soma 5%. Votos em branco e nulo são 3%. Outros 2% afirmam não saber em quem votar. Na pesquisa espontânea, quando a lista de candidatos não é apresentada, esse índice chega a 11%.

O Globo

PESQUISA BG / BRÂMANE: Fátima tem 45,95%; Styvenson tem 17,6%; e Fábio, 13%

Foto: Reprodução

O instituto Brâmane divulga, nesta quinta-feira (29), mais uma rodada de pesquisa eleitorais para o Governo do Estado com levantamentos espontâneo e estimulado. No quesito estimulado, que simula as eleições com os candidatos sendo apresentados aos eleitores, a governadora Fátima Bezerra aparece com ampla vantagem sobre os demais candidatos. Ela aparece em primeiro com 45,95% das intenções de voto.

Em segundo aparece o senador Styvenson Valentim com 17,6% da preferência do eleitorado. Ele é seguido pelo ex-vice-governador Fábio Dantas com 13%. Os indecisos somaram 13,8% do eleitorado. Brancos e nulos somaram 6,45%.

Os resultados da pesquisa foram calculados com margem de erro de 2,19% para mais ou para menos e o intervalo de confiança de 95%. A fase de coleta de dados aconteceu entre os dias 26 e 28 de setembro com 2.000 eleitores de todas as regiões do Estado. A pesquisa do instituto Brâmane, divulgada pelo Blog do BG e programa Meio Dia RN com Bruno Giovanni, foi registrada na Justiça Eleitoral sob os protocolos RN-06629/2022 e BR-08353/2022.

96 FM

Eleição 2022 não terá pesquisa boca de urna

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O 1º turno da eleição de 2022 não terá pesquisa de boca de urna para presidente pela 1ª vez desde a redemocratização. O levantamento é aquele realizado com eleitores na porta de suas seções eleitorais e divulgados quando as urnas são lacradas, no dia do pleito, a partir das 17h.

Rompendo tradição histórica do Ibope, o Ipec – fundado por ex-executivos da antiga empresa, que fechou as portas em 2021 – decidiu não enviar pesquisadores às ruas no dia da eleição.

O Datafolha, empresa do Grupo Folha, realizou pesquisas boca de urna de 1989 a 2000. Depois, decidiu não mais fazer levantamentos do tipo – que são normalmente mais caros e trabalhosos pela necessidade de entrevistar muitas pessoas em um poucas horas.

A Quaest, que adota metodologia similar ao Ipec, também não fará pesquisa no domingo (2.out). “Não faz sentido [fazer o levantamento], dado que é muito caro e o resultado oficial sai logo em seguida”, diz Felipe Nunes, CEO da empresa.

As pesquisas de boca de urna só podem ser divulgadas a partir das 17h do dia da eleição, para evitar influência na opinião pública. Em 2018, o Ibope foi a única empresa a divulgar um estudo do tipo no 1º turno.

Poder360

Mega-Sena acumula de novo, e prêmio vai a R$ 300 milhões, um dos maiores da história

Foto: Rodrigo de Oliveira

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.524 da Mega-Sena. O prêmio acumulou pela 14ª vez seguida e, para o sorteio que acontece no sábado (1º), o valor previsto é de R$ 300 milhões.

O valor é o mesmo sorteado na Mega da Virada em 31 de dezembro de 2020 e é uma das maiores premiações da história da Mega-Sena.

Veja as dezenas sorteadas: 03 – 20 – 22 – 37 – 41 – 43.

404 apostas acertaram as cinco dezenas e ganharam R$ 43.914,62. Outros 30.194 apostadores acertaram quatro números e vão levar R$ 839,40.

g1

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza