Arquivos:

Racismo » São Paulo » Vacinação

Covid-19: idosa não aceita ser vacinada por enfermeiro negro em SP

Covid-19: idosa não aceita ser vacinada por enfermeiro negro, em são paulo

Uma idosa não permitiu que um enfermeiro negro a vacinasse em Taquaritinga, Região Central de São Paulo, nessa terça-feira (2). O caso de racismo aconteceu no Ginásio de Esportes Antônio D’Ambrósio, um dos postos de vacinação contra a covid-19 drive-thru da cidade. Segundo informações, a idosa estava em um carro em companhia da filha que, no momento em que o enfermeiro se aproximou para realizar a aplicação da vacina, teria dito: “não se aproxime da minha mãe”. Acredita-se que a filha teria agido a pedido da própria idosa. Após o ocorrido, o enfermeiro recolheu os documentos da idosa, entregou para outra profissional – que aplicou a vacina na mulher – e foi atender outros idosos que estavam nos carros. A Prefeitura Municipal de Taquaritinga, por meio de assessoria, disse que “ele (enfermeiro) não percebeu que era um caso de racismo”. Disse ainda que o profissional recebeu apoio dos funcionários que estavam no local e da Secretaria de Saúde. A prefeitura confirmou o caso como sendo racismo. As mulheres não foram identificadas e as câmeras de segurança estão sendo rastreadas a fim de identificar o veículo em que elas estavam no momento. Com isso, nenhum boletim de ocorrência foi registrado. O Jornal Cidade On, da Região de Araraquara, também em São Paulo, informou que o enfermeiro é o único negro atuante no local de vacinação e que “ele continuou vacinando os idosos até o encerramento da campanha, às 16h dessa terça”.

Agora Rn
Professores » Vacinação

Professores são incluídos no grupo prioritário de vacinação

EDUCACAO Professores são incluídos no grupo prioritário de vacinação

O governo Jair Bolsonaro informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) ter incluído trabalhadores da área de educação na lista dos serviços essenciais e que vão fazer parte do grupo prioritário de vacinação contra Covid-19 no país, em documento encaminhado à Corte na noite de terça-feira e visto pela Reuters. As informações foram publicadas por diversos órgãos de imprensa pelo País.

Em Nota Informativa, a Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, disse entender que o ambiente de escolas e universidades são potenciais na exposição à infecção por Covid. Citou que, “principalmente no ensino básico, esses profissionais possuem contato com muitos alunos simultaneamente, é de extrema relevância a vacinação dos trabalhadores da educação”.

Brasil » Covid-19 » Vacinação

Contra a COVID-19, Brasil é o 5º país que mais vacinou no mundo

20210216115531jWGzAH Contra a COVID-19, Brasil é o 5º país que mais vacinou no mundo

Brasil supera, e é o A chegada e distribuição de 2 milhões de vacinas da Índia somadas às primeiras 3,8 milhões de doses produzidas no Butantan levaram o Brasil ao posto de 5º país que mais vacinou sua população no planeta, segundo levantamento da prestigiada plataforma Our World in Data.

O Brasil aplicou cerca de 8 milhões de doses e a expectativa é ultrapassar a marca de 10 milhões de vacinados na semana que vem, superando inclusive o total de casos confirmados de Covid-19 no país, até agora.

Idosos » Natal » Vacinação

Continua nesta sexta (26) em Natal (RN), vacinação para idosos de 90 anos

76701159 ri rio de janeiro rj 12 05 2018dia d para vacinacao contra gripe Continua nesta sexta (26) em Natal (RN), vacinação para idosos de 90 anos

Os idosos de 90 anos e mais, residentes em Natal que ainda não foram imunizados contra a Covid-19, podem ser encaminhados até sexta-feira (26) a um dos três drive-thrus de vacinação instalados pela Prefeitura de Natal no Palácio dos Esportes (zona Leste), shopping Via Direta (zona Sul) e Ginásio Nélio Dias (zona Norte). Os dois últimos contam com sala de vacinação para pedestres. O horário de funcionamento é das 8h às 13h.

Além dos drives, cinco salas de vacinação estão em funcionamento com horário ampliado das 8h às 12h30 e das 13h30 às 16h, na UBS São João, UBS Nazaré, UBS Pajuçara, UBS Candelária e USF Vale Dourado.

A vacinação deste grupo prioritário teve início na última segunda-feira (22) e nesta fase as vacinas que estão sendo aplicadas são da Coronavac. Este imunobiológico tem intervalo de aplicação entre doses de 14 a 28 dias.

Para se vacinar, o idoso deve apresentar cartão de vacina, comprovante de residência e documento original com foto.

Covid-19 » Currais Novos » Saúde » Vacina » Vacinação

RN recebe doses da vacina da Fiocruz; lote da Coronavac deve chegar nesta quinta-feira

O voo com os imunizantes, que saiu de Guarulhos, pousou no Aeroporto Internacional de Natal por volta das 17 horas

O Rio Grande do Norte recebeu nesta quarta-feira (24) as 35.500 doses da vacina contra covid-19 da fabricante AstraZeneca. O voo com os imunizantes, que saiu de Guarulhos, pousou no Aeroporto Internacional de Natal por volta das 17 horas.

Das 35.500 doses da Astrazeneca, 2.920 doses serão destinadas aos indígenas e 21.927 destinadas a pessoas de 85 a 89 anos de idade e 8.996 doses destinadas aos trabalhadores de saúde, segundo informou a Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap-RN).

Inicialmente, nesta quarta-feira (24), também deveriam chegar ao estado 19.400 doses da Coronavac. No entanto, de acordo com a Sesap, o RN só deve receber os imunizantes nesta quinta-feira (25). O envio das doses é feito pelo Ministério da Saúde. A secretaria estadual não comunicou o motivo do atraso.

Mais cedo, o Governo do RN informou que as doses da Coronavac serão utilizadas para a vacinação da primeira dose para idosos com idade entre 80 e 84 anos.

Blog do Ismael Medeiros
Brasil » Furar filas » Vacinação

RN ENTRE PRIMEIROS: Desde início da vacinação, Brasil registra pelo menos 4,7 mil denúncias de fura-filas

O Brasil registrou pelo menos 4,7 mil denúncias de fura-filas desde o início da vacinação contra a Covid-19, que começou em 17 de janeiro. Os dados são de um levantamento feito pelo ‘Profissão Repórter’ com base nas reclamações recebidas pelos Ministérios Públicos Estaduais e pela Ouvidoria Nacional do Ministério Público. Apenas os MPs de Minas Gerais e Paraná não disponibilizaram os dados.

O número de denúncias é ainda mais alto em todo o país, já que elas também podem ser feitas em outros órgãos, como nas ouvidorias dos governos dos estados e nas secretarias de saúde.

Além disso, alguns Ministérios Públicos Estaduais apenas conseguiram passar dados parciais para o levantamento, de apenas algumas cidades ou setores do órgão, por conta da falta de consolidação das reclamações.

Da denúncia à responsabilização

As denúncias de fura-filas são reclamações sobre supostas fraudes na imunização contra a Covid-19, em que pessoas que não fazem parte dos grupos prioritários foram vacinadas antes das outras.

Foram 4.675 casos recebidos pelos Ministérios Públicos — mas isso não quer dizer que estas denúncias envolvem 4.675 pessoas que furaram a fila da prioridade. Isso porque, depois que as denúncias são recebidas, os órgãos geralmente fazem um processo de triagem para identificar quais casos devem ser, de fato, encaminhados às Promotorias de Justiça competentes para serem investigados.

A triagem é necessária para eliminar casos duplicados, incoerentes ou que não apresentem indícios de ilegalidades.

No Rio de Janeiro, por exemplo, o MP recebeu 519 reclamações sobre fura-filas. Após a análise desses casos, as promotorias instauraram 27 procedimentos administrativos, 3 inquéritos civis e 1 procedimento investigatório criminal.

Já no Rio Grande do Sul, das 787 denúncias recebidas, 58 foram devolvidas aos destinatários para complementação de informação, 58 foram enviadas aos Centros de Apoio Operacional Cível e Criminal, 30 foram devolvidas aos denunciantes por não se tratar de caso de fura-fila e 641 foram enviadas às promotorias competentes.

Se a investigação desses casos apontar que realmente houve ilegalidade na aplicação da vacina, o Ministério Público pode oferecer uma denúncia criminal ou entrar com uma ação por improbidade administrativa contra a pessoa que furou a prioridade da vacinação.

Há também casos em que o órgão se reúne com integrantes da secretaria de Saúde da cidade para solicitar o cumprimento dos critérios de prioridade na campanha de vacinação local.

Falta de dados

Não é possível saber quantas denúncias ou casos de fura-filas foram registrados em todo o Brasil como um todo desde o início da vacinação, pois, como já foi explicado, há diversos órgãos que podem receber esse tipo de reclamação.

Mesmo entre os Ministérios Públicos, há dificuldade para a consolidação do número total de denúncias recebidas. O MP de Minas Gerais, por exemplo, afirma que “não existe um canal centralizado de recebimento de denúncias” e que elas podem chegar “tanto pela ouvidoria, quanto diretamente à promotoria de justiça da comarca”.

“Como os promotores têm independência funcional, não há uma centralização desses dados com o nível de detalhe necessário para saber se a denúncia é referente a fura-fila de vacina ou a outra questão referente ao programa de imunização. Por isso, mesmo quando solicitamos dados na ouvidoria, eles não representam a realidade devido a essa forma pulverizada de recebimento de denúncias”, afirma o MP-MG em nota.

O Ministério Público do Paraná também afirma que não há centralização de recebimento de denúncias. “Aqui, no Ministério Público, cada promotoria tem um procedimento para acompanhar a aplicação das vacinas, e, no âmbito desses procedimentos, são investigadas eventuais denúncias. Mas essas denúncias são recebidas em cada comarca”, diz o órgão.

Fisioterapeuta » Natal » Vacina » Vacinação

Fisioterapeuta é vacinada contra Covid-19 com doses diferentes em Natal

Resultado de imagem para vacinção

Uma profissional de saúde de Natal tomou duas doses de vacina contra Covid-19 de imunizantes diferentes. A fisioterapeuta tomou a primeira dose (da vacina de Oxford) em janeiro. Já a segunda dose, aplicada na terça-feira 16, foi da CoronaVac. O que é um erro, e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reconhece.

Em nota enviada à imprensa, a SMS informou que a profissional está em monitoramento remoto e notificada para acompanhamento de possível evento adverso.

Durante esse processe de observação, será definido se a profissional vai tomar a segunda dose da vacina de Oxford no tempo certo conforme bula do medicamento.

“Esse foi o primeiro caso, isolado, onde pode ter havido falha no processo, uma vez que a paciente não fez o autocadastro e o nome estava ilegível no documento, sendo cadastrada posteriormente apenas com CPF”, esclareceu o texto da pasta.

A SMS Natal reforçou que sempre informa aos usuários o tipo de vacina aplicado naquele momento com estimativa de esquema vacinal para a segunda dose.

Rio Grande do Norte » Vacina » Vacinação

Fátima Bezerra e demais governadores se reunirão com Pazuello na quarta-feira para cobrar novas vacinas

Governadores do estados brasileiros – entre eles, a gestora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra – se reunirão com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para cobrar medidas de combate à pandemia de Covid-19, como entrega de novas doses de vacinas e disponibilização de leitos de UTI. A reunião foi divulgada pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT).

Assuntos que serão discutidos
– Cronograma de entrega de vacinas até abril;
– Atualização sobre as líquidas para compra de doses da Sputinik V e da Covaxin;
– Sanção da medida provisória dá 5 dias para que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize o uso emergencial de vacinas contra covid-19 que já tenha aprovação internacional;
– Pagamento de UTIs exclusivas para pacientes com covid-19 e ampliação da demanda;
– Medicamentos em falta ou que os preços subiram de forma abrupta.

Segundo o governador do Piauí, o fórum de governadores aguarda os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Senado (Pacheco), Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para que os dois auxiliem no diálogo com Bolsonaro para que a MP que acelera a aprovação de vacinas para uso emergencial seja aprovada.

“Apesar de Lira já ter se configurado a favor da medida, o da Anvisa, Antônio Barra Torres, solicitou que Bolsonaro faça vetos no texto original, pois considera o prazo de 5 dias um risco grave para o país”, anunciou ele.

Agora RN
Natal » Vacinação

Natal mantém vacinação contra Covid-19 em ponto de drive-thru durante carnaval

vacina de oxford astrazeneca 1 868x644 1 Natal mantém vacinação contra Covid-19 em ponto de drive-thru durante carnaval

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal informou que vai continuar a aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac nos profissionais de saúde durante o carnaval. De segunda (15) a quarta-feira (17), o único ponto de imunização em funcionamento será o do Shopping Via Direta, no horário das 8h às 16h – tanto para vacinação de pedestres quanto para receber veículos em esquema de drive-thru.

Os outros dois pontos de drive-thru – no ginásio Nélio Dias e na Arena das Dunas – seguirão o ponto facultativo decretado pela prefeitura e só retomam o atendimento na quinta-feira (18).

A SMS lembra que nesta sexta-feira (12) os três drives funcionam normalmente, das 8h às 16h.

George Antunes, secretário municipal de Saúde de Natal, afirmou que “essa medida é necessária uma vez que esse tipo de vacina contra a Covid-19, a CoronaVac, requer um reforço de até 28 dias de acordo com a bula do imunobiológico”.

Covid-19 » Saúde » Vacinação

“Vamos vacinar o país todo em 2021”, afirma ministro da Saúde

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello – Foto: SERGIO LIMA / AFP

O senado promoveu, nesta quinta-feira (11), audiência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Ele foi convidado pelos senadores para falar sobre as dificuldades enfrentadas pelo Brasil para agilizar a imunização da população contra a Covid-19.

Pazuello afirmou que o Ministério da Saúde vai imunizar toda a população ainda em 2021. “Serão 50% das pessoas até julho e 50% até dezembro. A esperança continua sendo nossas vacinas. Já chegamos a 5 milhões de doses aplicadas das 11 milhões distribuídas e vamos fazer muito mais.”

Sobre as estratégias previstas para garantir que toda a população seja imunizada, Pazuello destacou a fabricação nacional de doses e a compra de quantidades internacionais. “O que temos para fevereiro é o seguinte: o Instituto Butatan vai fabricar de 8 a 12 milhões de doses por mês na sua capacidade máxima. Para fevereiro, temos a entrega de um primeiro lote no dia 15, contendo de 6 a 8 milhões de doses. Quanto a negociações, recebemos a primeira parte das doses da Astrazeneca, mas a produção em parceria com a Fiocruz só fica pronta no início de março.”

O ministro também falou que há negociações com outros laboratórios da Rússia e da Índia para complementação da imunização, algo em torno de mais 30 milhões de doses também a partir do mês que vem.

Ainda durante sua participação, o ministro expôs que o governo federal foi “pego de surpresa” sobre os desdobramentos da pandemia. “Pensávamos e tínhamos observação técnica de tudo o que acontecia. No segundo semestre de 2020, vimos uma queda nos números. Estávamos focados na compra das vacinas para poder fazer o trabaalho final, que é manter a estabilidade no números de casos e voltar à normalidade. Mas essa ideia foi quebrada. Nos últimos 90 dias, países com capacidade de estrutura maiores que a nossa estão apresentando números de contágios e óbitos inacreditáveis.”

Pedido ao Senado

“Embora não seja essa minha vontade diante da frieza, diante da ineficácia, diante da falta de destreza na administração do conflito que esse país está vivendo”, disse a senadora em entrevista à Rádio Senado.

IG

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!