Rio Grande do Norte » Segurança

SEGURANÇA: Sesed ainda tenta colocar de volta nas ruas PMs cedidos a órgãos administrativos

Sesed solicitou que órgãos devolvam PMs cedidos para guarda patrimonial, o que não vem acontece com celeridade.

Sesed solicitou que órgãos devolvam PMs cedidos para guarda patrimonial, o que não vem acontece com celeridade.

No primeiro mês de atuação frente à Secretária de Segurança Pública e Defesa Social do RN (Sesed), a delegada Kalina Leite, conseguiu reduzir os  roubos em Natal, estabilizar o número de homicídios no estado e aumentar as apreensões de drogas e armas. Mas sua promessa de devolver para as ruas a maioria dos 840 policiais militares cedidos a outros órgãos está longe de ser cumprida.

Kalina Leite não quer apenas os policiais militares de volta às ruas para o trabalho ostensivo. Ela também quer a devolução de escrivães da Polícia Civil para os quadros de origem.

“A devolução (dos PMs) ainda não está nos moldes que eu desejo. Já mandei ofício para todas as instituições. Estou recebendo aos poucos”, afirmou Kalina Leite que vai reiterar os ofícios solicitando as devoluções. Se não for atendida, a secretária disse que vai tomar ações mais enérgicas, sem dizer quais, para que os policiais à disposição de outras instituições retornem ao trabalho ostensivo das ruas.

Somente os casos de um ou outro policial que exerça  cargo comissionado ou solicitação específica ficarão de fora. Mas estes serão exceção e não a regra, diferenciou a secretária. Ela disse que não terá os 100% cedidos de volta mas a maioria retornará às origens.

Ontem, a secretária não tinha os números fechados mas disse que alguns policiais já estão se apresentando à PM e os próprios poderes estão com o cuidado de fazer a devolução. Há policiais em desvio de função exercendo atividades de motorista e garçom, por exemplo.

Mais de 40 de 100 PMs que trabalhavam na Governadoria onde fica o gabinete do governador Robinson Faria foram devolvidos ao Quartel da Polícia Militar, segundo ela. Aqueles que cumprem função ostensiva em outros órgãos voltam imediatamente para o policiamento mas os que exercem funções burocráticas vão precisar de capacitação.

Outra situação que a secretária pretende corrigir é a cessão de escrivães da Polícia Civil que tem deficiência neste tipo de profissional. Ela disse que não pode admitir que isso ocorra e vai sensibilizar os outros poderes para devolverem os escrivães. “Há  escrivão na Assembleia Legislativa”, exemplificou. “Eu faço um apelo aos poderes judiciário e legislativo, e às secretarias do executivo que façam uma avaliação, reflexão, porque a população precisa da polícia”, ponderou.

Sílvio Andrade - Novo Jornal

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!