Arquivos:

Rio Grande do Norte » Saúde

Natal recebe R$ 2 milhões para investimentos na Saúde

HOSPITAL VARELA SANTIAGO IRÁ RECEBER PARTE DA VERBA (FOTO: ALBERTO LEANDRO/ARQUIVO/PORTAL NO AR)

O município de Natal recebeu nesta sexta-feira (23) mais de R$ 2 milhões para investimentos na Saúde. Os recursos são oriundos do Fundo Nacional de Saúde.

Cerca de R$ 1 milhão deverá ser utilizado em reformas de unidades básicas de Saúde e no fortalecimento da atenção básica à saúde. O Hospital Infantil Varela Santiago receberá R$ 500 mil. Outros R$ 130 mil irão para o Grupo Reviver e a Liga Contra o Câncer terá R$ 504 mil.

O dinheiro chega à capital potiguar por meio de emendas do deputado federal Benes Leocádio (Republicanos-RN), que esteve nesta sexta no Palácio Felipe Camarão em audiência com o prefeito Álvaro Dias.

“Não tenho dúvidas da importância dos recursos para garantir melhorias nas entidades beneficiadas e na disponibilização dos serviços e atendimento à população”, destacou Benes.

Portal no Ar
Rio Grande do Norte

Assu não poderá mais fazer queimadas em lixão

O município de Assu, no Oeste potiguar, terá que tomar medidas para evitar ou impedir as queimadas de resíduos sólidos no lixão da cidade. A determinação é da 1ª Vara da Comarca, que fixou multa pessoal ao prefeito no valor de R$ 2 mil por queimada verificada.

A decisão se baseou em vídeo, fotografias, depoimentos e abaixo-assinado com mais de 350 assinaturas de moradores de diferentes bairros da cidade, apresentados em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). A decisão destaca que nas fotografias foi possível identificar enormes lastros de fumaça “incontestavelmente originados no lixão da cidade”. Já nos vídeos, porcos, urubus e outros animais transitam no local, com carcaças de gado, sangue e demais resíduos ali despejados e parcialmente queimados, ou ora cobertos de cinzas, ocasião em que moradores reclamam do cheio fétido que emanam a céu aberto. “Em tempo, os depoimentos dos cidadãos, residentes em diversos bairros nesta cidade, relatam a contínua frequência e severas consequências das queimadas à saúde e ao bem estar de toda a comunidade assuense”, diz a sentença.

Na ação firmou-se acordo com o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e o Município de Assu para a construção de aterro controlado, que se encontra em fase de cumprimento.

Portal no Ar
Rio Grande do Norte

Bebê de 7 meses morre asfixiado dentro do berço no interior do RN

Caso aconteceu em Luís Gomes, interior do Rio Grande do Norte.

Um bebê de 7 meses de idade foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (23) em seu berço no município de Luís Gomes, interior do Rio Grande do Norte. Segundo a Polícia Militar da cidade, a família do menino acredita que ele tenha se asfixiado com os lençóis que o cobriam durante a madrugada, enquanto dormia.

Em sua listagem de óbitos, o Instituto Técnico Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep) informou que a causa da morte do menino foi por asfixia mecânica. O laudo final da autópsia está sendo feito pelo Itep de Pau dos Ferros.

De acordo com informações da Polícia Militar da cidade, o caso aconteceu na madrugada desta sexta-feira (23) na residência em que o bebê morava com os pais no centro do município de Luís Gomes.

“Os pais contaram que agasalharam o bebê, porque realmente está fazendo muito frio por aqui esses dias, e colocaram ele pra dormir no berço. Lá pelas 5h, quando acordaram, o encontraram já sem vida”, disse o subtenente Gentil Melo, da Polícia Militar da região.

À Polícia Militar, a mãe e o pai disseram que enrolaram o bebê com lençóis. Em seguida, foram dormir. A PM acredita que o menino possa ter se mexido bastante durante o sono e se enrolado nos lençóis, o que pode ter causado a asfixia.

Luís Gomes é um município da região do Alto Oeste potiguar com cerca de 10 mil habitantes. A cidade fica a cerca de 450 quilômetro da capital Natal.

G1 RN
Rio Grande do Norte

RN terá novos voos para o Rio a partir de novembro

FOTO: WELLINGTON ROCHA/ARQUIVO/PORTAL NO AR

O Rio Grande do Norte terá novas saídas regulares ligando a capital potiguar ao estado do Rio de Janeiro, por meio do aeroporto RIOGaleão. Serão três frequências regulares partindo do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, às quintas, sextas e domingos, com retorno do Galeão nas segundas, sextas e sábados. A operação será realizada pela companhia Gol Linhas Aéreas, que também vai disponibilizar voos na alta temporada para São Paulo (Congonhas), Brasília e Goiânia, além dos voos internacionais para Buenos Aires, que aguardam aprovação das autoridades argentinas. Todas as vendas devem acontecer a partir de setembro, com operações iniciadas em novembro.

“Além de aumentar a frequência do aeroporto internacional do Rio de Janeiro, também elevaremos a conectividade com o Sul, Centro-oeste do Brasil e vários países da América do Sul, que são mercados importantíssimos para o Rio Grande do Norte. Estamos muito felizes com o anúncio dos novos trechos feito pela Gol e na expectativa positiva de acrescentar a segunda saída direta da Argentina para o RN”, comenta a secretária de turismo do Rio Grande do Norte, Aninha Costa.

“A GOL tem como propósito ser a primeira para todos e expansões como essas, que a Companhia vem fazendo com bastante frequência, são de grande importância para o desenvolvimento do setor aéreo brasileiro, além de estimular o crescimento do turismo local”, afirma Claudio Borges, diretor de relações institucionais da GOL.

Os novos voos para o Rio Grande do Norte são resultado da assinatura do regime especial de redução do querosene de aviação (QAV), assinado no dia 18 de junho, que estabelece a redução da base de cálculo em cinco alíquotas: 12%, 9%, 5%, 3% e 0%. Em contrapartida, as companhias aéreas devem cumprir metas para assegurar a redução.

Portal no Ar
Rio Grande do Norte

Governo libera R$ 414 mil para obras de barragem rompida no RN

ROMPIMENTO DE BARRAGEM, DESTRUIU PARTE DA RN-041. FOTO: SANDRO MENEZES/ASSECOM/RN

O Governo Federal vai liberar R$ 414,6 mil para o Governo do Rio Grande do Norte finalizar as obras na região atingida pelo rompimento de barragens em abril deste ano, como a recuperação completa de parte da RN-041, e realizar o pagamento das ações feitas pelo Governo em Santana do Matos, Fernando Pedroza, Angicos e Ipanguaçu no período emergencial.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil, ligada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, fará a liberação em reconhecimento ao decreto estadual de situação de emergência por rompimento de barragem, publicado após o incidente que destruiu parte da RN-041, via que liga Santana do Matos à BR-304. Na ocasião, o Governo iniciou as obras logo após o rompimento e restabeleceu o acesso em poucos dias.

Publicada na quarta-feira (21), a portaria nº 1999/2019 que reconhece a situação de emergência e confirma a liberação da verba é assinada pelo secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves. O processo de liberação dos recursos não inclui o ressarcimento da verba que foi investida pelo estado nas ações de resposta coordenadas pela Defesa Civil estadual.

“Os pedidos feitos pela gestão estadual foram atendidos de forma integral pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, o que não é muito comum. A verba virá diretamente para a Defesa Civil estadual. Agora vamos aguardar o empenho do recurso, seguido da liberação financeira para a abertura dos processos de pagamento”, explicou o coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel bombeiro Marcos de Carvalho.

O processo de reconhecimento é fruto do ofício entregue pela governadora Fátima Bezerra ao gabinete da Presidência da República em 23 de abril, um dia após a publicação do decreto Nº 28.803, que reconhecia a situação de emergência em Santana do Matos, Fernando Pedroza, Angicos e Ipanguaçu após o rompimento de quatro barragens de propriedade privada. A principal ocorrência foi registrada na barragem São Miguel 1, que rompeu no dia 20 de abril.

Na ocasião, em parceria com os municípios e a Defesa Civil Nacional, o Governo montou uma força-tarefa para atuar na região Central do estado. O grupo retirou moradores da região, recuperou parcialmente a cabeceira da ponte na RN-041, que foi destruída pela água vinda do rompimento das barragens privadas, e realizou medidas de contenção em outros açudes da região, como São Miguel 2, Novo Angicos e Pataxó, que estavam em risco. O acidente ainda causou danos em propriedades rurais, atingiu o acostamento da BR-304 e rompeu adutoras e cabos de fibra óptica.

Portal no Ar
Rio Grande do Norte » Saúde

Hospitais universitários do RN recebem R$ 4,5 milhões do Ministério da Saúde

FOTO: CÍCERO OLIVEIRA

Portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) na última sexta-feira, 16, libera recursos para os três hospitais universitários federais do Rio Grande do Norte e outras 45 unidades de saúde e ensino do país. Os recursos são do Ministério da Saúde (MS), liberados pelo Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Foram liberados R$ 4,5 milhões para as unidades do RN, sendo R$ 1.769.641,00 para o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL); 1.622.308,00 para a Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC); e 1.174.649,00 para o Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), que fica no município de Santa Cruz.

Neste ano, já foram liberados cerca de R$ 305 milhões para os hospitais universitários federais por meio do Rehuf. O montante está de acordo com um planejamento da Ebserh para garantir os investimentos e manutenção dos serviços nas unidades. “Estes recursos são importantes, pois buscam atender o pleno funcionamento dos hospitais universitários federais para sua reestruturação física e aperfeiçoar o que já vem sendo feito na parte de assistência, ensino e pesquisa”, destacou o presidente da rede Ebserh, Oswaldo Ferreira.

O gerente administrativo da Maternidade Januário Cicco, Dilson de Anchieta Rodrigues, reforça a necessidade do recebimento desses aportes. “Recebemos no primeiro semestre recursos oriundos do Ministério da Saúde. Para a MEJC se manter como referência no estado, sobretudo no tocante à saúde da mulher, é fundamental que o governo federal, por intermédio do Rehuf, continue a disponibilizar recursos”, afirma.

Acesse a portaria no DOU e veja quais hospitais receberam os recursos e seus respectivos valores.

Portal no Ar
Rio Grande do Norte

RN reduz em mais da metade casos notificados de microcefalia em 2019

BEBÊ COM MICROCEFALIA DIVULGAÇÃO/TV BRASIL

Casos notificados de microcefalia no Rio Grande do Norte caíram consideravelmente neste ano. Até o último dia 17 de agosto, o estado notificou a ocorrência de 6 casos de microcefalia e/ou outras malformações relacionadas às infecções congênitas, segundo dados do Boletim Epidemiológico divulgado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) nesta quarta-feira (21).

No Rio Grande do Norte, desde 2014 até hoje foram notificados 541 casos de microcefalia e/ou outras malformações relacionadas às infecções congênitas como Zika e STORCH (sífilis, toxoplasmose, rubéola, CMV ou HSV), sendo quatro referentes a nascimentos ocorridos em 2014, 337 em 2015, 151 em 2016 e 21 em 2017, além das 16 notificações de 2018 e das 6 em 2019

Os casos notificados estão distribuídos em 100 municípios do estado. Do total, 131 estão sob investigação, 151 foram confirmados, 4 foram inconclusivos, e 249 foram descartados.

Portal no Ar
Rio Grande do Norte » Saúde

Ajuda federal para a Saúde do RN foi “pequeno alívio”, diz Cipriano Maia

Recursos financiarão internações e cirurgias no âmbito do Estado

O secretário de Saúde do RN, Cipriano Maia, qualificou nesta terça-feira, 20, de um “pequeno alívio” a liberação de R$ 84,5 milhões do governo federal para a ampliação da Atenção Primária e Hospitalar em 51 municípios do Rio Grande do Norte.

Sobre os R$ 35 milhões a serem destinados à ampliação do custeio dos serviços de média e alta complexidade administrados pelo governo estadual, o secretário explicou que o recurso não entrará de uma vez para o Estado e sim em 12 parcelas.

“Nosso teto de gasto é de R$ 200 milhões por mês e, como esse recurso novo, devemos subir para algo como R$ 203 milhões por mês de um dinheiro que não poderá ser usado para custeio, o que nos obrigará a fazer arranjos para atender melhor os hospitais do interior”, lembrou o secretário.

São estes recursos que financiam, por exemplo, internações, cirurgias, exames complementares e outros procedimentos médicos.

Na última sexta-feira, 16, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinou assinou a liberação de R$ 84,5 milhões do governo federal para a ampliação da Atenção Primária e Hospitalar em 51 municípios do Rio Grande do Norte.

O Hospital da PM também receberá recursos e, segundo Cipriano Maia, sua estrutura que vem recebendo investimentos nos últimos anos deve ser usada de apoio para auxiliar nas cirurgias eletivas – aquelas que, segundo ele, devem ser atendidas para evitar que se transformem em futuras urgências.

“São 110 leitos e sete Centros Cirúrgicos que serão importantes para o trabalho”, comentou.

Para a unidade deverão ser liberados R$ 7,8 milhões por ano. Já Natal receberá R$ 4,8 milhões anuais, além de um repasse de R$ 500 mil, em parcela única, para o Hospital Infantil Varela Santiago. Especializada no tratamento contra o câncer infantil, a unidade ainda deverá receber R$ 1,8 milhão por ano para o custeio adicional.

Para Mossoró, foi assinada a liberação de R$ 139,8 mil, além da destinação de R$ 840 mil para a qualificação da UPA Geraldo de Souza, em São José de Mipibu. E Touros deverá ser beneficiado com R$ 480 mil anuais para a implantação e custeio de mais uma Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar e de Apoio.

Ainda segundo o secretário Cipriano Maia, a intenção do governo estadual é ofertar, na medida do possível, mais serviços no interior, seguindo a política do SUS de fortalecer a rede regional, evitando sobrecarga de pacientes em Natal e Mossoró.

Entrevistado desta terça-feira do programa “Agora News”, da 97,9 FM, o secretário lembrou os R$ 123 milhões de restos a pagar de sua pasta, herdados da gestão anterior, e das quedas sucessivas de transferências do SUS. Isso, segundo ele, fez com que a pasta tivesse quase R$ 200 milhões em contratos sem recursos para cobrir.

Ele anunciou que a Secretaria planeja para setembro lançar o programa RN + Saudável dentro da linha de prevenção. “Diabetes, hipertensão, são problemas comuns decorrentes do excesso de sal e açúcar e devem contar com uma atenção”, destacou.

Agora RN
Rio Grande do Norte

Força-tarefa acha erro e Estado pode economizar R$ 700 mil com Arena das Dunas

FOTO: DIVULGAÇÃO/FNF

O Governo do Rio Grande do Norte estava pagando, sozinho, por uma conta que cabe à concessionária responsável pela gestão da Arena das Dunas. A constatação foi feita pela força-tarefa instaurada há 90 dias para analisar o contrato. Com a descoberta, o Estado deve deixar de repassar R$ 700 mil para o consórcio.

A análise demonstrou que o Governo apenas deveria complementar o valor a ser pago pelos relatórios de manutenção e melhorias realizadas na Arena das Dunas caso esse pagamento ultrapassasse R$ 10 mil mensais. Mas, o Estado estava pagando pelo serviço integralmente.

A auditoria comandada pela Controladoria Geral do Estado orientou a Secretaria Estadual de Planejamento a cumprir o contrato. Isso significa dizer que, a partir de agora, deverá ser realizado um desconto de R$ 10 mil por mês na fatura da Arena da Arena das Dunas, o que pode gerar uma economia para o Estado de R$ 420 mil até 2022.

Além disso, também foi realizada a renegociação do contrato da empresa verificadora, responsável pelos relatórios. Isso garantiu uma redução de 20% do valor mensal a ser pago, resultando em uma redução de até R$ 300 mil até 2022.

A previsão é de que até setembro um relatório final da força-tarefa, da qual o deputado estadual Sandro Pimentel faz parte, seja apresentado. A expectativa da equipe é de obter resultados ainda mais densos sobre os valores pagos pelo Governo ao Consórcio Arena das Dunas.

Portal no Ar
Policial » Rio Grande do Norte

Polícia prende mais um suspeito de matar professora no interior do RN

FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

Policiais civis da Delegacia Municipal de Pedro Velho, em conjunto com policiais militares, prenderam, nessa terça-feira (20), Daniel Narciso do Santos, 19 anos, na cidade de Pedro Velho. Ele é suspeito de ser um dos autores do latrocínio praticado contra a professora Ana Télia. O crime ocorreu no dia 29 de julho deste ano, na zona rural do município.

No dia do crime, a vítima estava em sua residência, quando três homens e um adolescente invadiram a casa. De acordo com as investigações, os homens começaram a recolher os objetos dos moradores e um deles apontou a arma de fogo, pedindo dinheiro. No momento da ação, a professora foi atingida por um disparo. O marido de Ana Télia também foi baleado, mas foi socorrido no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal.

Na última sexta-feira (16), policiais civis realizaram a prisão de Jonas Alves de Souza e a apreensão de um adolescente suspeitos de envolvimento na morte da professora. A Polícia Civil solicita a ajuda da população no envio de informações para localizar o quarto envolvido no crime, identificado como Willian de Moura Costa, conhecido como “Dinho”, 28 anos. Informações podem ser enviadas de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Portal no Ar

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!