Diversos

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves chega ao maior volume desde 2012

Segundo o Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, atualizado nesta quinta-feira (28), a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, atingiu 60,87% do seu volume total, o que equivale a 1.444.593.821 m³. Desde outubro de 2012 o manancial não atingia este represamento de águas.

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

As reservas hídricas superficiais totais do RN já acumulam 2.330.418.082 m³ que correspondem a 53,24% da capacidade total de represamento de águas pelos reservatórios monitorados pelo Igarn. Esta também é a melhor situação hídrica do Estado desde o ano de 2012.

A barragem Umari, localizada em Upanema, está represando nesta quinta-feira (28) 251.182.162 m³, que correspondem a 85,78% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³. Este é o maior volume de águas acumulado pelo reservatório desde de 2009, ano em que o manancial chegou a sangrar.

A barragem Santa Cruz do Apodi voltou a receber aporte hídrico após algumas semanas sem a chegada de quantidade substancial de água na represa e acumula atualmente 215.955.460 m³, que correspondem a 36,01% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³.

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, continua a receber aporte hídrico. Está represando 14.800.654 m², percentualmente, 33,32% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. Este é o maior acumulo de água do manancial desde fevereiro de 2013.

A barragem Pau dos Ferros também aumentou de volume e já acumula 20.483.894 m³, que correspondem a 37,35% da sua capacidade total que é de 54.846.000 m³. Desde agosto de 2012 o reservatório não atingia este represamento de águas.

O açude Rio da Pedra, localizado em Santana do Matos, está acumulando 6.053.074 m³, que correspondem a 44,5% da sua capacidade total que é de 13.602.215 m³. O manancial não represa essa quantidade de água desde dezembro de 2012.

Outro reservatório que recebeu água das últimas chuvas foi o de Cruzeta, que está acumulando 5.034.194 m³, percentualmente, 21,38% da sua capacidade total que é de 23.545.745 m³. A última vez que o manancial represou esse volume hídrico foi em junho de 2014.

O açude Itans, localizado em caicó, está acumulando 10.900.117 m³, que correspondem a 14,37% da sua capacidade total que é de 75.839.349 m³. O reservatório chegou a secar no início deste ano e nos últimos meses vem se mantendo na cota dos 10 milhões de metros cúbicos.

Apesar de ainda estar em estado de alerta, com menos de 10% da sua capacidade, o açude Esguicho, localizado em Ouro Branco, recebeu pequeno aporte hídrico, acumulando 651.564 m³, que correspondem a 2,33% da capacidade total do manancial que é de 27.937.310 m³. Apesar do pouco volume acumulado, desde março de 2016, o reservatório não represava essa quantidade de água.

Os reservatórios que permanecem com 100% da sua capacidade são: Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz; Apanha Peixe, em Caraúbas; Encanto, no município de Encanto; Mendubim, em Assu; Beldroega, localizado em Paraú; Morcego, em Campo Grande; Dourado, em Currais Novos; o açude Pataxó, em Ipanguaçu, também voltou a sangrar.

Os Reservatórios que já sangraram nesta quadra invernosa do interior e continuam com níveis acima dos 90% das suas capacidades, são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 99,67%; Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 98,04% e Santo Antônio de Caraúbas, com 98,5%.

Outros açudes já acumulam mais de 70% das suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, localizado no município de Marcelino Vieira, com 73,17% e Rodeador, em Umarizal, com 82,02% do seu volume máximo.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, apenas 2 estão com níveis inferiores a 10% da sua capacidade, sendo, portanto, considerados em nível de alerta. São eles: Passagem das Traíras, que está em reforma e não pode acumular grande volume hídrico, com 1,36% do seu volume máximo e Esguicho, em Ouro Branco, com 2,33% da sua capacidade. Percentualmente o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Já os mananciais completamente secos também são 2, Inharé, localizado em Santa Cruz; e Trairi, localizado em Tangará. Em termos percentuais o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Situação das lagoas

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, está com 44.220.850 m³, correspondentes a 52,48% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, também está com o seu volume máximo que é de 11.074.800 m³.

Agora RN

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!