Abastecimento » Santana do Matos

SANTANA DO MATOS: População sofre com a falta de água nas torneiras; adutora está a 11 KM da cidade

Vasilhas, baldes, garrafões e tambores de água marcam o lugar na fila. (Foto: Anderson Barbosa/G1)

Santana do Matos tem pouco mais de 13 mil habitantes, e entrou em colapso no abastecimento faz um mês.
Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), o estado deve ter chuvas acima da média em 2018, mas nada suficiente para encher os grandes reservatórios.

Atualmente, dos 167 municípios potiguares, 153 estão em situação de emergência por causa da seca. Isso significa 92% do estado. A estiagem, que já dura seis anos, é considera a mais severa da história. E os prejuízos, segundo o governo, já passam dos R$ 4 bilhões por causa da redução do rebanho e do plantio.

Santana do Matos entrou em colapso no dia 23 de novembro, quando a Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) interrompeu o abastecimento e suspendeu a cobrança das contas. Isso aconteceu porque o Açude Rio da Pedra, que tem capacidade para 12 milhões de metros cúbicos de água, praticamente secou. O pouco de água que resta, não presta para o consumo.

Sem o serviço da Caern, coube à prefeitura assumir o papel de fornecedora. Quatorze caixas d’água foram espalhadas pelos bairros. Chamadas de chafarizes, as caixas são abastecidas diariamente por carros-pipa. Mas, como cada uma só tem capacidade para 5 mil litros, é preciso chegar cedo às filas.

“Passo o dia todo nessa luta, carregando água para cima e para baixo. Faço isso umas 10 vezes só pela manhã”, reclamou o aposentado José Ferreira de Medeiros, de 76 anos. “Não tem outro jeito, é no braço mesmo que eu levo. Pesa muito, mas eu vou devagarzinho e vai dando certo. Fazer o que?”, conformou-se.

Aposentado, José Ferreira de Medeiros precisa fazer muito esforço para passar o dia inteiro levando baldes de água para casa (Foto: Anderson Barbosa/G1)

CONTA CARA

Quem pagava uma conta de R$ 40 ao mês à Caern para ter água nas torneiras, hoje paga aos carroceiros R$ 30 por cada mil litros, água suficiente para quatro ou cinco dias no máximo.

SOLUÇÃO DE IMEDIATO

Existe um ponto de captação de água na Adutora Barão de Serra Branca localizado a 11 km da cidade. Há um projeto em andamento de uma extensão dessa adutora até a zona urbana. Enquanto isso não se resolve, a solução de imediato seria o transporte da água em carros pipa de grande porte, abastecendo o sistema adutor da Caern na cidade e voltando a oferendo água nas torneiras.

Com informações, G1RN

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!