18 Anos » São Luís » Vacinação

São Luís se torna a primeira capital a vacinar pessoas a partir de 18 anos sem comorbidades contra a Covid-19

Foto: Divulgação/Prefeitura de São Luís

São Luís se tornou a primeira capital do país a vacinar pessoas a partir de 18 anos sem comorbidades contra a Covid-19 nesta terça-feira (22). Os dados são de um levantamento do G1, feito com base em informações das 26 capitais e do Distrito Federal.

O público-alvo representa a idade mínima apta a receber as doses da vacinas contra o novo coronavírus no país, segundo orientações do Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.

A vacinação acontece das 8h às 18h, em nove pontos espalhados pela capital maranhense (veja a lista completa abaixo). Para se vacinar, é necessário apresentar um documento oficial com foto e o comprovante de residência.

Ao G1, a Prefeitura de São Luís informou que a taxa de vacinação da população adulta era de 80,01%, até a tarde de segunda-feira (21). A capital maranhense tem uma população a partir de 18 anos estimada em 732 mil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2020.

Desde o início da campanha de imunização contra a Covid-19, São Luís já aplicou mais de 700 mil doses de vacinas, segundo o ‘Vacinômetro’, ferramenta divulgada diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Até a segunda-feira, 585.683 pessoas haviam tomado a 1ª dose na capital. Já a 2ª dose, foi aplicada em 115.027 pessoas.

Desde o início da campanha de vacinação, São Luís já recebeu 725.021 doses de imunizantes contra a Covid-19. O número inclui as reservas de segunda doses que aguardam o dia da aplicação.

Além de São Luís, os municípios de Paço do Lumiar e São José de Ribamar, localizados na chamada ‘Grande Ilha’, na Região Metropolitana, iniciaram a vacinação de pessoas a partir de 18 anos na segunda-feira (21).

O que provocou a aceleração

O aumento da cobertura vacinal e a consequente aceleração da vacinação da população em São Luís foi possível após o envio de 300 mil doses extras de vacinas contra a Covid-19 pelo Ministério da Saúde, em 23 de maio, aos quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa).

Isso aconteceu após a confirmação seis casos da variante indiana do coronavírus (Delta) em tripulantes do navio ‘MV Shandong da Zhi’, atracado a 50 km da costa maranhense.

Das doses recebidas, 210 mil foram destinadas para São Luís. A orientação na época, de acordo com a Semus, era que todo o lote de vacinas fosse aplicado em 1ª dose. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão, a quantidade de doses foi distribuída de acordo com a população.

Outra razão para a aceleração é que a população de cada faixa etária é diferente em cada capital do país. Segundo o Censo 2010 do IBGE, a maior parte da população da capital maranhense está na faixa etária entre 20 a 24 anos, que já tinha o direito de receber a primeira dose de vacinas na semana passada.

O segundo grupo mais numeroso é o da faixa de 25 a 29 anos e, em terceiro, de 30 a 34 anos.


Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
© 2021 Direitos Reservados - Jean Souza