Arquivos:

Violência

Justiça decreta prisão de suspeito de matar amigo em confusão durante confraternização na Grande Natal

Fantone Maia, de 41 anos, participava de um clube de jipes. Ele morreu neste sábado (30) — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Justiça decretou nesta segunda-feira (2) a prisão temporária de Ailton Berto da Silva, suspeito de ter matado Fantone Maia durante uma confraternização na noite do sábado (30), Praia de Santa Rita, em Extremoz, na Grande Natal. Ailton da Silva agora é considerado foragido.

Além de Fantone, que tinha 41 anos e morreu no local, outros dois homens foram baleados durante a confusão. O suspeito surtou e atirou contra os próprios amigos. Fantone Maia teria tentado apartar uma briga entre duas pessoas presentes na confraternização de um clube de jipes.

Uma das vítimas baleadas foi levada para o centro cirúrgico do Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS) do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, no Tirol, Zona Sul da cidade. O outro homem baleado foi atendido no Hospital Santa Catarina, em Pajuçara, na Zona Norte de Natal. De acordo com um parente que não quis se identificar, o estado de saúde dos dois é considerado grave.

G1 RN
Violência

Acusado de matar a cunhada, uma criança de 12 anos, é condenado a 23 anos de cadeia

O tribunal do Júri de Apodi-RN condenou Paulo Batista de Souza, 24 anos, a 23 anos de prisão pelo morte da menina Maria Clara da Silva, de 12 anos de idade.

Paulo de Souza confessou ter matado a menina, que por sinal era sua cunhada, e revelou que o motivo da tamanha barbaridade teria sido simplesmente por que estava com raiva da garota.

Maria Clara foi levada para um matagal e morta por estrangulamento.

Jair Sampaio
Rio Grande do Norte » Violência

Confira a lista dos 20 municípios ‘Top da Violência’ no Rio Grande do Norte 

1.206 pessoas foram mortas no RN nos últimos 10 meses

O Observatório da Violência (Obvio) – entidade não governamental que monitora, contabiliza e analisa as mortes violentas intencionais no estado – acaba de atualizar a relação dos 20 municípios considerados mais violentos do RN. Juntos, eles acumulam 903 pessoas assassinadas de janeiro a outubro. Em todo o estado, foram 1.206 mortes violentas nestes 10 meses, uma redução de 29,3% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 1.708 mortes.

Os dados divulgados pelo Obvio compõem um trabalho realizado em parceria com a Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed), por meio da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine).

No ‘Top da Violência’, Natal, Mossoró e São Gonçalo do Amarante lideram o ranking das cidades mais violentas deste ano. Abaixo, confira o ranking dos 20 municípios mais violentos do RN:

  • Natal: 246
  • Mossoró: 178
  • São Gonçalo do Amarante: 90
  • Macaíba: 71
  • Parnamirim: 66
  • Ceará-Mirim: 34
  • Canguaretama: 27
  • Extremoz: 24
  • São José de Mipibu: 22
  • Touros: 19
  • Caicó: 18
  • Santa Cruz: 17
  • Assu: 17
  • João Câmara: 16
  • Nísia Floresta: 13
  • Monte Alegre: 10
  • Vera Cruz: 9
  • Carnaubais: 9
  • Areia Branca: 9
  • São José do Campestre: 8
  • Outros: 303
    Total: 1.206
Agora RN
Violência

Suspeitos de matar adolescente do RN e deixar corpo em canavial da Paraíba são presos

Karolina Oliveira Gomes tinha 16 anos — Foto: Arquivo Pessoal

Dois homens foram presos nesta quinta-feira (29) suspeitos de matarem na Paraíba a adolescente Karolina Oliveira Homes, de Goianinha, no Rio Grande do Norte, no dia 6 de agosto. De acordo com a Polícia Civil da Paraíba, a prisão foi efetuada por eles em Pernambuco, na comunidade do Ibura, em Recife. Os suspeitos estavam com o celular da vítima.

O corpo de Karolina Oliveira, de 16 anos, foi encontrado na manhã do dia 6 de agosto, em um canavial no município de Capim. A adolescente estava desaparecida desde a noite anterior, quando saiu de casa para ir a uma lan house. O corpo foi reconhecido pelo pai da adolescente no dia 7 de agosto.

Os suspeitos Carlos Henrique Carvalho Batista e Luciano Rodrigues da Silva foram presos durante o cumprimento de um mandado de prisão temporária. Os dois foram encaminhados para a carceragem da Central de Polícia Civil, em João Pessoa.

O pai de Karolina contou que a filha saiu de casa para ir imprimir um trabalho de matemática numa lan house. “Ela sequer chegou lá. Ligamos para ela várias vezes, mas não conseguimos contato”, contou Francisco Ananias.

Ainda segundo Francisco, o corpo da filha foi encontrado pela manhã. Estava sem roupas, em meio a um canavial, às margens de uma rodovia estadual na zona rural de Capim, que fica no litoral Norte paraibano, distante 85 quilômetros de Goianinha.

Francisco disse que a filha cursava o segundo ano do ensino médio, e sonhava em trabalhar na área de informática.

G1
Violência

CHACINA: Seis pessoas são mortas em Touros

Seis pessoas da mesma família foram mortas na noite dessa quarta-feira (21), em Touros, no litoral Norte potiguar. As vítimas estavam em duas casas e foram assassinadas por pelo menos quatro suspeitos.

De acordo com a polícia, os criminosos utilizaram pelo menos duas armas diferentes – uma pistola calibre .380 e uma espingarda calibre .12. Eles chegaram ao local em dois carros e arrombaram o portão para entrar nas casas.

A Polícia Civil vai investigar a motivação da chacina. No entanto, a principal linha de apuração relaciona o crime ao tráfico de drogas.

Ainda segundo a PM, pelo menos 10 crianças presenciaram as mortes dos familiares. No momento do crime, elas conseguiram correr. O conselho tutelar foi acionado para prestar atendimento às crianças.

Portal no Ar
Violência

Câmara aprova projeto que obriga agressor a ressarcir SUS

FOTO: ELZA FIUZA

O projeto de lei que responsabiliza o agressor de violência doméstica ressarcir o Sistema Único de Saúde (SUS) pelos custos médicos e hospitalares de atendimento à vítima foi aprovado no fim da noite dessa terça-feira (20) pelo plenário da Câmara dos Deputados.

O texto havia sido aprovado pela Câmara, mas sofreu alterações durante a votação no Senado. Por isso, teve que voltar para nova apreciação dos deputados, que rejeitaram as mudanças feitas pelos senadores. A matéria segue agora para sanção presidencial.

Umas das emendas rejeitadas previa que o ressarcimento ao SUS só ocorreria após o processo transitar em julgado na instância criminal. A relatora, deputada Rose Modesto (PSDB-MS), entendeu que isso causaria uma demora grande entre o fato e o ressarcimento.

Nos casos como os de uso do abrigo pelas vítimas e de dispositivos de monitoramento, os custos serão também ressarcidos pelo agressor. O texto prevê ainda que os bens da vítima de violência doméstica não podem ser usados pelo agressor para o pagamento dos custos e nem como atenuante de pena ou comutação, de restrição de liberdade para pecuniária.

Lei estadual

No dia 7 de agosto, a governadora Fátima Bezerra sancionou uma lei semelhante ao texto aprovado pela Câmara. O texto estabelece multa contra o agressor em casos de violência contra a mulher que requeiram utilização de serviços públicos geridos pelo Rio Grande do Norte.

A lei estadual especifica como acionamento de serviços de emergência “todo e qualquer deslocamento ou serviço efetuado para providenciar assistência à vítima”, como:

  • Serviço de atendimento móvel de urgência – SAMU;
  • Serviços de identificação e perícia (exame de corpo e delito) – Itep
  • Serviço de busca e salvamento
  • Serviço de policiamento ostensivo – Polícia Militar
  • Serviço de polícia judiciária – Polícia Civil.
Agência Brasil
Rio Grande do Norte » Violência

Justiça do RN vai julgar 360 processos de violência doméstica em dois meses

FOTO: ARQUIVO/PORTAL NO AR

A Justiça do Rio Grande do Norte anunciou a realização de um mutirão de julgamentos de processos de violência contra a mulher. O anúncio foi feito na abertura de 14ª edição da Semana da Justiça pela Paz em Casa no Rio Grande do Norte, na manhã dessa segunda-feira (19), pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador João Rebouças.

Intitulado de “Mutirão Nísia: Julgamento de Processos de Violência Doméstica e Feminicídio”, a iniciativa pretende resolver 360 processos de violência doméstica nas comarcas de Natal e Parnamirim em dois meses e será executada por integrantes do Grupo de Apoio para as Metas do Conselho Nacional de Justiça.

De acordo com o juiz Bruno Montenegro, coordenador do Grupo de Apoio, três juízes que integram a iniciativa irão se dedicar, durante os meses de outubro e novembro, a realizar audiências e julgar processos dos 1º e 2º Juizados de Violência Doméstica de Natal e também do Juizado especializado de Parnamirim.

O objetivo é auxiliar no cumprimento da Meta 8 do Conselho Nacional de Justiça, que determina o julgamento das ações relacionadas ao feminicídio e à violência doméstica e familiar contra a mulher, distribuídas até o fim de 2018.

“A perspectiva inicial é que nesses dois meses de atuação, específico para a Meta 8, sejam realizadas 360 audiências com 360 sentenças prolatadas”, aponta o coordenador. “Dessa forma, a atuação do Grupo de Apoio não vai ser restrita a um esforço pontual dessa Semana. Mas vai ser uma atuação que vai durar dois meses”, observa o juiz Bruno Montenegro. Ele ressalta que após o mutirão será feita uma avaliação dos resultados da Meta 8 para verificar a necessidade de continuidade dos trabalhos do Grupo nessa área.

No início deste mês, o Grupo de Apoio teve sua competência ampliada pela Presidência do TJRN para reforçar o julgamento das ações da Meta 8. Até então, o Grupo atuava em processos das Metas 2 (julgar processos mais antigos); 4 (priorizar julgamento de crimes contra a administração pública, à improbidade administrativa e aos ilícitos eleitorais); e 6 (priorizar julgamento das ações coletivas).

Durante a Semana da Justiça pela Paz em Casa, todas as comarcas do Rio Grande do Norte devem realizar audiências, júris e julgamentos de processos envolvendo essa temática.

Saiba mais

A Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa foi criada em 2015, por iniciativa da ministra do STF Cármen Lúcia, e tem hoje caráter contínuo, visando um esforço concentrado de julgamento de casos de violência doméstica e familiar contra as mulheres em todo país. A ação procura chamar a atenção da sociedade para a necessidade de enfrentar este problema social durante todo ano, com vistas a assegurar o direito das mulheres quanto à integridade física, psicológica e moral. São realizadas edições nos meses de março, agosto e novembro.

* Com informações do Tribunal de Justiça do RN
Rio Grande do Norte » Violência

RN: Técnica de enfermagem é morta a tiros dentro de carro; alvo seria namorado

FOTO: AYRTON FREIRE

Uma técnica de enfermagem foi morta a tiros dentro de um carro na noite dessa segunda-feira (12). O caso aconteceu em Goianinha, na Região Metropolitana de Natal. Segundo a polícia, o alvo dos criminosos seria o namorado da vítima.

Ainda de acordo com a polícia, Amanda Ramos de Santana, de 32 anos, estava no banco do motorista e morreu na hora. O namorado foi atingido e socorrido ao hospital do município com vida. Depois, ele foi levado para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal.

Moradores da região contaram que ouviram muitos tiros. O trabalho inicial da polícia apurou que foram pelo menos 30 disparos. Ninguém foi localizado.

A investigação policial acredita ainda que o homem tem envolvimento com facção criminosa e que isso seria a motivação do ataque.

Portal no Ar
Rio Grande do Norte » Violência

RN: Menino de 13 anos é assassinado no interior quando ia comprar presente para o pai

FOTO: O CÂMERA

O menino Antônio, de 13 anos, pediu emprestado a bicicleta do avô para ir comprar um boné para dar de presente para o pai. Mas, no trecho sem pavimentação da Rua Otaviano Fernandes da Costa, em Alto do Sumaré, bairro de Mossoró, a criança teve as pedaladas interrompidas a tiros de arma de fogo. Ao que indicam as investigações, ele foi morto por engano.

A morte de Antônio Leoandson da Silva Andrade aconteceu no sábado, 10, quando ele se preparava para o ‘Domingo dos Pais’. Ao ouvir o barulho dos tiros, o avô correu para ver o que acontecia e, por pouco, também não foi atingido. “Meu neto morreu em meus braços”, dizia o homem às pessoas que ficavam ao redor do corpo.

De acordo com a imprensa mossoroense, o delegado Roberto Moura, que acompanhou o trabalho da perícia, disse que não há explicação sobre o assassinato do menino. De família evangélica praticante, a vítima não tem nenhum envolvimento com a criminalidade, conforme testemunharam familiares e também moradores do bairro.

É grande a suspeita de que a criança foi assassinada por engano. Isso porque os assassinos poderiam estar a espera de alguém. Mas, como era noite e o local é bastante escuro, teriam confundido o alvo que queriam com o menino que passava de bicicleta.

No local, os peritos recolheram cápsulas de pistola 380 e .40. O menino de 13 anos foi a 115ª vítima de homicídio em Mossoró em 2019.

Violência

Polícia da Paraíba encontra corpo que pode ser de adolescente desaparecida em Goianinha

A Polícia Civil da Paraíba encontrou nessa terça-feira (6) um corpo de uma pessoa que pode ser da jovem Karol Oliveira, de 16 anos, desaparecida na cidade de Goianinha desde a segunda-feira (5). O cadáver foi localizado às margens da PB-041, em Capim.

Segundo a polícia, o corpo foi encontrado sem roupa e com marcas de violência. Moradores da região disseram que não conhecem a vítima, o que reforça a possibilidade de ser a menina de Goianinha.

Familiares da adolescente viram fotos e reconheceram a vítima. No entanto, a confirmação só deve acontecer nesta quarta-feira (7), quando os pais vão se deslocar até o IML de João Pessoa.

Portal no Ar

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!