Arquivos:

Violência

Número de denúncias de violência contra idosos aumentou 13% em 2018

POPULAÇÃO IDOSA. ARQUIVO/PORTAL NOAR

Levantamento feito pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos revelou que, no ano passado, o Disque 100 registrou um aumento de 13% no número de denúncias sobre violência contra idosos, em relação ao ano anterior. De acordo com a assessoria de imprensa da pasta, o serviço de atendimento recebeu 37.454 notificações, sendo que a maioria das agressões foi cometida nas residências das vítimas (85,6%), por filhos (52,9%) e netos (7,8%).

Divulgado nesta terça-feira (11), o levantamento mostra que a suscetibilidade das mulheres idosas é maior. Elas foram vítimas em 62,6% dos casos e os homens, em 32,2%. Em 5,1% dos registros, o gênero da vítima não foi informado.

Quanto à faixa etária, os dois perfis que predominam são de pessoas com idade entre 76 e 80 anos (18,3%) e entre 66 e 70 anos (16,2%). O relatório também destaca que quase metade das vítimas (41,5%) se declarou branca, 26,6% eram pardas, 9,9% pretas e 0,7% amarelas. As vítimas de origem indígena representam 0,4% do total.

As violações mais comuns foram a negligência (38%); a violência psicológica (26,5%), configurada quando há gestos de humilhação, hostilização ou xingamentos; e a violência patrimonial, que ocorre quando o idoso tem seu salário retido ou seus bens destruídos (19,9%). A violência física figura em quarto lugar, estando presente em 12,6% dos relatos levados ao Disque 100. O ministério informa que, em alguns casos, mais de um tipo de violência foi cometido e, portanto, comunicado à central.

A pasta detalhou a forma como as ocorrências se distribuem geograficamente. O estado de São Paulo aparece em primeiro lugar na lista, concentrando 9.010 dos casos reportados. O estado de Minas Gerais ocupa a segunda posição, com 5.379 registros, seguido por Rio de Janeiro, com 5.035 e Rio Grande do Sul, que responde por 1.919 ocorrências.

Para o secretário nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do ministério, Antônio Costa, a violência contra idosos vai além de agressões classificadas como maus tratos. Para ele, o abandono e a exclusão social dessas pessoas também focalizam a questão.

Uma das ações governamentais de proteção a pessoas idosas é o Programa Viver – Envelhecimento Ativo e Saudável, que tem como finalidade a ampliação de oportunidades aos idosos, através da inclusão digital e social. As ações abrangem as áreas da tecnologia, educação, saúde e mobilidade física.

“O programa tem o propósito de resgatar a autoestima, conscientizar a pessoa idosa no âmbito da educação financeira e dos direitos a ela inerentes”, disse Costa.

Além do programa, o governo federal articula a Campanha Junho Lilás, que visa prevenir e identificar situações de abuso contra idosos. Lançada no último dia 3, a iniciativa integra um movimento global de alusão ao Dia Internacional de Conscientização e Combate à Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado no dia 15 de junho.

*Com informações da assessoria de imprensa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Portal no Ar
Violência

Nus e amarrados, corpos de três jovens são encontrados em Natal

Região onde os corpos foram encontrados fica às margens da BR-101, próximo da rotatória que dá acesso ao município de Extremoz, na Grande Natal — Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

Três jovens foram encontrados mortos na tarde desta terça-feira (11) em meio a um matagal no conjunto Nordelância, na Zona Norte de Natal. Os corpos estavam nus e amarrados. A região fica às margens da BR-101, próximo da rotatória que dá acesso ao município de Extremoz.

Até as 8h20 desta quarta (12), as vítimas ainda não haviam sido identificadas.

Segundo a Polícia Militar, foi um morador da região, que fazia uma trilha, quem encontrou os corpos. Os cadáveres estavam em uma área de difícil acesso. Por causa da mata extensa, as equipes da Polícia Civil e do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) demoraram quase duas horas para chegarem ao local.

Um outro morador da região disse à polícia que ouviu disparos de arma de fogo durante a madrugada.

Nos corpos, a perícia encontrou várias marcas de tiros. Porém, ainda não há pistas dos assassinos nem da motivação do crime.

G1
Violência

Lei obriga registrar no BO se vítima de violência tem deficiência

A partir desta quarta-feira (5) é obrigatório informar no boletim de ocorrência (BO) policial a condição de pessoa com deficiência da mulher vítima de agressão doméstica ou domiciliar.

A lei diz que no BO deve constar a informação sobre a condição da vítima e se a violência sofrida resultou em sequela, deixando-a com algum tipo de deficiência ou em agravamento de deficiência preexistente.

A Lei nº 13.836, de 4 de junho de 2019, que altera a Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006, sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, está publicada na edição desta quarta-feira (5) do Diário Oficial da União.

Segundo quadro elaborado pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ, no ano passado, havia mais de um milhão de casos pendentes de violência doméstica, 13% a mais do que em 2016.

O número de casos em andamento sobre feminicídio – o assassinato de mulheres por homens em razão das relações de gênero – cresceu no mesmo período 34% e chegou, no ano passado, a 4.461 processos pendentes. Quanto à adoção de medidas protetivas por decisão judicial, o crescimento foi de 36% e chegou a mais de 339 mil ações determinadas.

OP9
Rio Grande do Norte » Violência

RN teve redução da violência após controle de facções nos presídios

Agentes penitenciários estão novamente a postos dentro do Pavilhão 5 de Alcaçuz — Foto: Thyago Macedo/G1

A retomada do controle dos presídios potiguares por parte do Estado, sobretudo com a identificação, o isolamento e a transferência dos chefes das facções que protagonizaram o massacre de presos na penitenciária de Alcaçuz em 2017 – justamente o ano em que o Rio Grande do Norte atingiu o ápice no número de assassinatos – é apontada por especialistas em segurança pública como o principal fator para a redução dos índices de violência fora das cadeias.

Levantamento divulgado pelo G1 mostra que o Rio Grande do Norte está entre os quatro estados do país que conseguiram reduzir em mais de 30% o número de mortes violentas no primeiro trimestre do ano. Em abril, o índice se manteve, com 32,3% de redução em comparação aos primeiros quatro meses de 2018. Quando o primeiro quadrimestre de 2019 é comparado com os primeiros quatro meses de 2017, o declínio é ainda maior: 40,3%.

O cume da violência no estado foi no ano de 2017, quando ocorreram 2.405 homicídios. Naquele ano, somente nos primeiros quatro meses, foram registrados 541 assassinatos. Para ter uma ideia do caos vivido no estado, se comparado o período com o primeiro quadrimestre de 2015, por exemplo, o número de mortes violentas intencionais subiu 51% na época.

G1
Pernambuco » Violência

Discussão entre religiosos sobre texto da Bíblia acaba em morte

Foto: Redes Sociais

Uma discussão entre dois pastores de uma igreja pentecostal,por causa de uma passagem da Bíblia resultou na morte de Paulo Germano da Silva, 58 anos, no bairro do Cruzeiro, na cidade de Timbaúba, na Zona da Mata Norte de Pernambuco.

O crime aconteceu nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (29), na residência em que a vítima morava com o suspeito José Carlos da Silva, de 52 anos, na Rua da Cruz, no Alto do Cruzeiro.

José foi preso em flagrante pela morte de Paulo e deve passar por audiência de custódia ainda nesta quarta (29). De acordo com a Polícia Civil, os pastores estavam discutindo acerca do livro religioso quando José Carlos agrediu Paulo com duas facas do tipo peixeira.

A vítima tentou fugir, mas acabou sendo atingida também por uma pedra na cabeça e morrendo no meio da Rua da Cruz.

Segundo moradores do bairro, vítima e suspeito eram membros de uma igreja pentecostal e moravam juntos em um quarto da residência. José foi preso em flagrante e conduzido à delegacia do município, onde aguarda audiência de custódia.

OP9
Violência

RN: Idoso é assassinado e deixado amarrado na própria casa

CRIME ACONTECEU NA RUA CLEMENTINA DE JESUS (FOTO: CEDIDA)

Damião Antônio da Costa, de 81 anos, foi encontrado morto dentro da própria casa na noite dessa terça-feira, 28. O crime aconteceu na Rua Clementina de Jesus, em Pajuçara, na zona norte de Natal. A vítima estava com as mãos amarradas e com uma camisa amarrada na boca, como uma mordaça.

O idoso, embora aposentado, trabalhava com recicláveis e, por isso, recebia várias pessoas que iam até ele vender material. Há a suspeita de que um desses catadores teria assassinado o homem já que um saco com latinhas foi encontrado no imóvel.

De acordo com vizinhos do homem, que morava na casa há vários anos, o idoso havia recebido o dinheiro da aposentadoria nessa terça. O assassino pode ter matado interessado no dinheiro.

Portal no Ar
Violência

RN: Adolescente esfaqueia colega após discussão em escola

Uma discussão entre duas adolescentes de 14 anos acabou com uma menina ferida a golpe de faca. O caso aconteceu nesta sexta-feira (17), no início da tarde, dentro da Escola Municipal Veríssimo de Melo, no bairro de Felipe Camarão, na zona Oeste de Natal.

Segundo a Polícia Militar, a facada atingiu a coxa da garota. Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o hospital. As informações da corporação indicam que ela não corre risco de morte.

Ainda de acordo com a PM, o ataque seria o desfecho de uma confusão iniciada na quinta-feira (16), quando as mesmas meninas também brigaram. Segundo a polícia, a facada teria sido um ato de vingança.

A menor responsável pela facada foi encaminhada para a Delegacia Especial de Atendimento ao Adolescente (DEA).

Portal no Ar
Violência

Homem dá mordida e arranca orelha da esposa em São José de Mipibu

Mulher chegou à UPA com pedaço da orelha em uma sacola

Um homem teria decepado, com uma mordida, parte da orelha da própria esposa em São José de Mipibu, na Grande Natal. O caso aconteceu nesse domingo, 12.

A agressão se tornou pública quando a mulher chegou na Unidade de Pronto Atendimento, a UPA, do município com o pedaço da orelha em uma sacola plástica. Ela foi socorrida e não corre risco de maiores complicações.

O nome do suspeito ainda não era de conhecimento das autoridades policiais de São José de Mipibu até o fechamento deste texto. A identidade dele deve ser revelada após depoimento da mulher na Delegacia de Polícia Civil, o que deve acontecer nesta segunda-feira, 13.

Portal no Ar
Redução » Rio Grande do Norte » Violência

RN fecha o 1º trimestre de 2019 com redução de 32% no número de homicídios

No RN, 516 pessoas foram assassinadas nos três primeiros meses de 2018. Neste ano, de janeiro a março, foram 348 homicídios, ou seja, 168 mortes a menos — Foto: Ney Douglas

O Rio Grande do Norte fechou o primeiro trimestre deste ano com uma redução de 32,6% no total de homicídios. A queda foi uma das maiores do país neste três primeiros meses do ano. Ceará, Amapá e Sergipe também registram uma queda superior a 30%. No país, a redução foi de 24%.

Os dados foram publicados nesta segunda-feira (13) e fazem parte do índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

No país

Os dados apontam que:

  • houve 3.228 mortes a menos no 1º trimestre de 2019;
  • todos os estados do país apresentaram redução de assassinatos no 1º trimestre;
  • quatro estados tiveram quedas superiores a 30%: Ceará, Amapá, Sergipe e Rio Grande do Norte;
  • em números absolutos, o estado com a maior redução foi o Ceará, com 691 vítimas a menos.
G1
Rio Grande do Norte » Violência

RN: Filho incendeia a casa da mãe nesse domingo (12) em São Miguel

O que deveria ser um dia de comemorações para a senhora Lindalva Marcelina, de 61 anos, foi um dia de terror. Moradora do sítio Olho D’água Dantas, na zona rural de São Miguel, ela dividia sua casa com o filho José Bonfim Marcelino Barbosa, de 32 anos, quando neste domingo (12) em se comemora o dia das mães, o seu filho amanheceu o dia xingando a mãe e fazendo baderna dentro de casa.

Dona Lindalva, para evitar discussão com o filho, saiu de casa e foi para a casa de um outro filho, oportunidade que José Bonfim tirou suas roupas da casa e ateou fogo na residência, causando a completa destruição do imóvel. Os bombeiros e a Cosern foram acionados para apagar o fogo e desligar a rede elétrica, evitando acidentes no local.

A Polícia Militar de São Miguel foi acionada e conseguiu prender em flagrante o incendiário, que já estava em fuga pela estrada. José Bonfim foi conduzido para a delegacia de Plantão de Pau dos Ferros e autuado em flagrante pela Lei Maria da Penha. Em seguida foi entregue ao sistema penitenciário para ficar a disposição da justiça.

GRUPO CIDADÃO 190 - via Nosso Paraná

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!