Arquivos:

Natal » Violência

VIOLÊNCIA: Natal é a cidade mais violenta do brasil, aponta novo levantamento global

NATAL/RN

Natal é a cidade mais violenta do Brasil. A constatação é da organização não-governamental mexicana Seguridad, Justicia Y Paz, que todos os anos conduz uma abrangente pesquisa global que avalia as taxas de homicídios em cidades com mais de 300 mil habitantes. O levantamento produz, ainda, um ranking que mostra quais são as mais violentas.

Na edição 2017 do estudo, as nove primeiras colocações dessa lista são ocupadas por cidades latinas de países como Venezuela, México, Honduras e El Salvador. O Brasil, embora não conte com representante entre as nove do topo, está fortemente presente com nada mais, nada menos que 19 cidades, sendo Natal (Rio Grande do Norte) a mais violenta delas.

AGORA RN
Notícias » Rio Grande do Norte » Violência

RN tem fim de semana mais violento do ano

Trinta pessoas foram mortas no Rio Grande do Norte somente neste final de semana – o mais violento do ano no estado segundo levantamento feito pelo Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO). A matança supera o fim de semana de janeiro (dias 14 e 15) no qual 26 detentos foram assassinados durante um confronto armado envolvendo facções rivais dentro do maior presídio do estado – episódio que ficou conhecido como o ‘Massacre de Alcaçuz’.

Ainda de acordo com o instituto, dos 30 homicídios registrados, 12 ocorreram em Natal. Outros 4 foram registrados em Mossoró, na região Oeste, e 3 em Ceará-Mirim. Já nas cidades de Parnamirim, Apodi, Baraúna, Caicó, Caraúbas, Extremoz, Japi, Macaíba, Martins e Santa Cruz, a PM registrou um assassinato em cada uma delas.

Um dos casos que mais chamou a atenção na capital foi a morte do motorista da UFRN José Wilson de Souza, de 59 anos. Na madrugada deste domingo (9), ele foi ao bairro de Ponta Negra para buscar a reitora para levá-la ao aeroporto. Antes, porém, acabou assassinado com quatro tiros. Há duas versões para a motivação do crime. De acordo com a PM, por causa do carro da UFRN, que é um veículo preto descaracterizado, o motorista teria sido confundido com um policial. Já a Polícia Civil, acredita em tentativa de assalto.

Os números do OBVIO também mostram um crescimento de 30,5% no número de homicídios no estado. Em 2016, segundo os dados do instituto, 518 pessoas haviam sido mortas entre janeiro e 10 de abril. Este ano, neste mesmo período, pelo menos 676 pessoas já foram assassinadas — o que dá uma média de 6,8 mortes por dia.

BS
Mossoró » Policial » Violência

VIOLÊNCIA: Em Mossoró, bandidos invadem baile funk e matam cinco pessoas

Eriely Amanda, de 21 anos, foi uma das vítimas da chacina em Mossoró

Criminosos armados invadiram um baile funk, em Mossoró, e mataram cinco pessoas. A chacina aconteceu no final da noite de ontem (11).

As vítimas estavam no evento, chamado de “Primeiro Baile de Favela”, no bairro Boa Vista, quando os bandidos chegaram, entraram e começaram a atirar. Houve correria e outras pessoas acabaram baleadas ou feridas.

Os mortos foram: Eduardo Nunes Farias, de 19 anos; Eriely Amanda de Souza Neves, de 21 anos; Israel Gomes Bezerra, de 19 anos; Kaynan Gomes, conhecido como “Mc Kay”, de 16 anos; e o DJ Lucas Lima Rezende, de 21 anos, que animava a festa.

A polícia ainda investiga o que pode ter motivado o ataque no clube.

Informações, G1RN
Brasil » Notícias » Policial » Violência

TRAGÉDIA: Mãe de filhos mortos desabafa: ‘Brutalmente retirados de meus braços’

“Amores eternos da minha vida! Brutalmente retirados de meus braços por um louco, que era o pai a que eles amavam incondicionalmente e confiavam cegamente!”, escreveu, em sua conta nas redes sociais, a mãe das crianças mortas pelo pai, na madrugada deste domingo, na Freguesia, Zona Oeste do Rio.

Andreia Magalhães Castro Antunes tinha se separado de Cesar Antunes Junior recentemente, mas ele não aceitava o fim do relacionamento. Indignado e com ciúmes da ex-mulher, o homem matou os dois filhos, no apartamento onde morava, e depois se jogou do quinto andar.

Segundo o Extra, Maria Nina Magalhães Castro Antunes, de 10 anos, e Bernardo Magalhães Castro Antunes, de 6 anos, foram encontrados na manhã deste domingo pelo Corpo de Bombeiros.

Notícias » Rio Grande do Norte » Violência

NO RN: Assassinatos de mulheres crescem em 14% nos primeiros três meses de 2017

Assassinato de mulheres cresce no RN.

“feminicídio” – crime popularmente conhecido como assassinato de mulheres – cresceu em 14% nestes primeiros três meses de 2017 em relação ao mesmo período em 2015 e 2016. A conclusão foi tirada em pesquisa realizada pelo Observatório da Violência Letal Intencional (Obvio), que apontou também que o “feminicídio” se tornou a segunda causa de morte violenta no Rio Grande do Norte, registrando 25% dos casos, ficando atrás apenas dos homicídios e à frente dos latrocínios.

Ainda de acordo com o Obvio, dos municípios potiguares, é Natal quem lidera o ranking de crimes contra as mulheres. Nestes casos, são as armas de fogo as mais utilizadas pelos assassinos (75%), seguidas de asfixia mecânica; arma branca; queimadura e espancamento – cada um destes contabilizando o percentual de 6,25%.

Em se tratando de etnia, são as mulheres de cor parda que mais sofrem ataques. De janeiro a março de 2017, foram oito mulheres pardas mortas. Já no quesito educação, as mulheres que possuem apenas nível fundamental lideram as estatísticas negativas.

No Rio Grande do Norte, existem apenas cinco Delegacias Especializadas em Atendimento à Mulher (Deam), que funcionam sempre em horário comercial, somente de segunda à sexta-feira. Em Natal, há duas Deam: uma localizada na zona Norte e outra na Ribeira, atendendo às zonas restantes do município. Além destas, há delegacias em Parnamirim, Mossoró e Caicó.

Agora RN
Natal » Notícias » Policial » Violência

VIOLÊNCIA: Morre policial baleado durante assalto a joalheria na Zona Norte de Natal

Policial é baleado durante tentativa de assalto em Natal

O policial militar Daniel Oliveira Pessoa, que foi baleado durante uma tentativa de assalto a uma joalheria em um shopping em Natal, morreu no início da tarde desta terça-feira (31). A informação foi confirmada pelo Hospital Walfredo Gurgel. Daniel foi atingido por três tiros, um na cabeça, um no pescoço e outro nas costas.

De acordo com as primeiras informações confirmadas pelo 4º Batalhão de Polícia Militar (PM),o fato ocorreu durante uma troca de tiros entre ele e três homens durante uma tentativa de assalto a uma joalheria dentro do Shopping.

De acordo com a PM, os bandidos estariam com armas de grosso calibre.
“O militar estava no shopping quando presenciou a ação de no mínimo três homens que tentavam assaltar uma joalheria no shopping. Ele reagiu e conseguiu atingir um dos homens, mas foi alvejado três vezes”, relatou o major Franco.

Notícias » Rio Grande do Norte » Violência

RN foi o terceiro estado a registrar matanças em presídios deste ano

O Rio Grande do Norte foi o terceiro estado a registrar matanças em presídios deste ano no país. Na virada do ano, 56 presos morreram no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus. Outros oito detentos foram mortos nos dias seguintes no Amazonas: 4 na Unidade Prisional Puraquequara (UPP) e 4 na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoal. No dia 6, 33 foram mortos na Penitenciária Agrícola Monte Cristo (Pamc), em Roraima.

Policial » Violência

VIOLÊNCIA: Nova chacina é registrada em presídio de Roraima; Mais de 30 presos são encontrados mortos

Penitenciária Agrícola de Monte Cristo já havia passado por diversas situações de rebelião.

Pelo menos 33 apenados do estado de Roraima morreram na madrugada desta sexta-feira (6) na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, localizada na zona Rural de Boa Vista. As informações são da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) do estado, que não informou mais detalhes sobre o caso.

Segundo nota da Sejuc/RR, a Polícia Militar está no local para averiguar a situação, que é considerada “sob controle”.

Em dezembro, 10 presos foram mortos queimados e decapitados na mesma unidade após confronto entre facções.

Veja a nota do governo na íntegra:

A Secretaria de Justiça e Cidadania informa que nesta madrugada (dia 6) foram registradas 33 mortes na Pamc (Penitenciária Agrícola de Monte Cristo).

Esclarece que a situação está sob controle e que o Bope (Batalhão de Operações Especiais) da PMRR (Polícia Militar) está nas alas do referido presídio.

Rio Grande do Norte » Sistema Prisional » Violência

O RN em 3º lugar em morte violentas em presídios

Brasil teve quase 400 mortes violentas nos presídios em 2016 (Foto: Editoria de Arte/G1)

O Brasil teve 392 mortes violentas registradas dentro dos presídios no ano passado. É o que mostra levantamento feito pelo G1 com base em dados fornecidos pelos governos dos estados e do Distrito Federal. O Piauí informou o número de mortes (16) após a publicação desta reportagem e foi adicionado ao levantamento inicial (376 mortes).

O número equivale a uma média de mais de um morto por dia, e os dados se referem a todas as mortes consideradas não naturais – o que inclui homicídios e suicídios.

O Amazonas, onde 56 detentos foram assassinados no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) neste ano, teve dez mortes em 2016 – menos de 1/5 das mortes registradas no 1º dia do ano em Manaus. O número de mortos no complexo em 2017 também impressiona se for comparado ao total do país em todo o ano passado (14%).

O Ceará aparece na primeira posição do ranking de 2016, com 50 mortes – parte delas ocorreu em apenas uma rebelião, no Centro de Privação Provisória de Liberdade (CPPL), em Itaitinga, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza. Foram 14 assassinatos em maio, em decorrência de conflitos entre detentos.

O Rio Grande do Norte esta na terceira colocação.

G1
Rio Grande do Norte » Violência

RN registra quase 5 mil mortes em três anos; veja ranking das cidades mais violentas do estado

Homem é morto durante confronto com policiais.

Homem é morto durante confronto com policiais.

Nos últimos três anos, o Rio Grande do Norte registrou, entre janeiro de 2014 e novembro de 2016, nada mais nada menos do que 4.947 mortes intencionais violentas. Ainda sem os dados de dezembro deste ano, os números de homicídios no estado cresceram 19,2%. Já foram 1.808 casos confirmados em 2016, contra os 1.517 do ano passado. O percentual certamente será aumentado após a incrementação dos dados do mês atual.

Segundo dados fornecidos pela Câmara Técnica de Mapeamento de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesed), os meses mais violentos de 2016, até o momento, foram maio e outubro, com 180 mortes registradas no RN cada. Junho, com 175, e março, com 172, são os que vem na sequência do levantamento.

Índices de violência por mês no Rio Grande do Norte em 2016. (Gráfico: COINE/SESED)

Índices de violência por mês no Rio Grande do Norte em 2016. (Gráfico: COINE/SESED)

Dos números gerais apurados com mortes neste ano, 1.710 vítimas são do sexo masculino e 94 do sexo feminino. Outros quatro aparecem com o gênero ‘ignorado’ no relatório. A faixa etária que mais teve casos confirmados foi a de 18 a 24 anos, com 35,8% do número total. 35 a 64 anos vem em seguida, com 23,2%, e o terceiro lugar é da faixa entre 25 e 29 anos, com 16,5%. A região do estado mais afetada foi a leste, com 1.103 casos identificados.

De acordo com os gráficos, a causa mais comum dos homicídios é a ação do tráfico de drogas no estado, responsável por 69,1% dos 1.808 casos. Violência interpessoal (15,5%), violência patrimonial (4,1%), conflitos entre polícia x sociedade (3,4%) e rixa de gangues (2,8%) completam a lista. Outros casos fecham a conta da porcentagem com 5,1%.

Ações do tráfico de entorpecentes representam mais da metade dos crimes letais no estado. (Gráfico: COINE/SESED)

Ações do tráfico de entorpecentes representam mais da metade dos crimes letais no estado. (Gráfico: COINE/SESED)

Os dados de CVLI divulgados pela Sesed também mostraram quais são as cidades mais violentas do Rio Grande do Norte em 2016. A capital Natal lidera com 523 casos, seguida de Mossoró, com 207, Parnamirim, com 154, e São Gonçalo do Amarante, com 98. Ao todo, o ranking identifica 20 cidades. Nele, as que menos tiveram homicídios ainda registraram um número considerável: 13.

Números foram divulgados pela Câmara Técnica de Mapeamento de CVLI da Sesed. (Gráfico: COINE/SESED)

Números foram divulgados pela Câmara Técnica de Mapeamento de CVLI da Sesed. (Gráfico: COINE/SESED)

Rodrigo Ferreira

Últimos Eventos

08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
07/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
14 e 16 abril
Lagoa Nova/RN

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!