Tudo sobre Variedades - Blog Jean Souza

Arquivos:

Variedades

PERNAMBUCO: Filho do cantor Flávio José sofre acidente de carro

O acidente aconteceu nesta segunda-feira (04), entre os municípios de Buíque e Arcoverde-PE, Flavinho Júnior vinha no banco do passageiro quando o motorista da camionete S10 identificado como; “Nena de Aluísio” foi desviar de um buraco e quando voltou para sua mão, vinha um veículo GOL na contra mão em alta velocidade e para não colidir de frente com o outro veículo, o condutor fez uma manobra que chegou a bater na lateral do veículo GOL, o arremessando longe.

As três vítimas Nena de Aluísio, Flavinho e o condutor do GOL que mora na cidade de Buíque-PE só sofreram ferimentos leves.

Variedades

AÇÃO SOCIAL: Últimos dias do Papai Noel dos Correios

Os textos e desenhos contidos no papel expressam os sonhos de meninos e meninas de escolas públicas indicadas pelas secretarias de educação e localizadas em comunidades carentes. Além dessas instituições, também estão à disposição nas agências cartas enviadas por crianças de diversos municípios do Rio Grande do Norte, triadas segundo os critérios sociais da campanha.

Os pedidos mais comuns têm sido material escolar, bola, boneca, carrinho, calçados, roupas e até cestas de Natal.

Aqueles que já adotaram uma ou mais cartinhas também devem ficar atentos ao prazo de entrega dos presentes, que segue até o dia 8/12 (sexta-feira), para que o Papai Noel possa visitar as crianças antes do Natal.

Os Correios irão se responsabilizar pelo envio dos presentes, que devem ser entregues nas agências acompanhados da etiqueta de identificação.

Variedades

ERROU: Governo aponta indícios de fraudes em 64 marcas de azeite

O Ministério da Agricultura retirou do mercado 800 mil litros de azeite de oliva impróprio para o consumo, envolvendo 64 marcas e 84 empresas brasileiras que apresentaram indícios de fraude. Foi confirmada a presença de azeite lampante (não refinado) e outros óleos, como a soja, não permitidos pela legislação. Além disso, em 311 amostras coletadas em todo o país, constatou-se também erros de informação nos rótulos.

A auditora fiscal federal agropecuária Fátima Parizzi, coordenadora geral de Qualidade Vegetal do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (DIPOV), informou que no período de abril a novembro de 2017 foram fiscalizadas 76 marcas comercializadas e realizadas 240 ações fiscais em todo o país. Cento e vinte profissionais auditaram empresas envasilhadoras, assim como o comércio atacadista e varejista.

Segundo a auditora, do total de amostras coletadas e encaminhadas ao Rio Grande do Sul para o Laboratório Nacional Agropecuário (LANAGRO), laboratório oficial do MAPA, 33 apresentaram “resultados conformes”, ou seja, estavam dentro dos padrões de qualidade estabelecidos pelo órgão. Para o azeite de oliva, em 43 amostras, os exames laboratoriais resultaram “não conformes”, por se enquadrarem como ”fora do tipo”, ou ”desclassificado”. A comercialização foi suspensa e os produtos retirados do mercado”.

Além das disparidades qualitativas relacionadas ao produto foram identificadas ainda irregularidades na rotulagem, contendo informações incorretas ou dúbias quanto à composição do produto envasilhado. Isso resultou na retirada de 380 mil litros do mercado.

Fátima Parizzi enfatizou que, para coibir as fraudes, o Ministério da Agricultura adotou medidas complementares de controle da entrada do azeite “lampante” no Brasil, reduzindo significativamente a importação. É um dos principais produtos utilizados para fraudes na industrialização do azeite.

De outubro de 2016 a fevereiro de 2017 o Brasil importou 650 mil litros de azeite lampante. A partir de março de 2017, quando se intensificaram as ações de fiscalização e o acompanhamento técnico dos lotes, desde a origem até o processamento, reduziu-se sua importação a 84 mil litros, os quais ainda se encontram em processo de internacionalização, aguardando o refino.

— Além das medidas punitivas aplicadas pelo MAPA, as informações sobre as empresas fraudadoras foram repassadas aos Ministérios Públicos Estaduais e também ao Federal. Até o momento foram assinados quatro Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) no Paraná. Nos outros estados estão em andamento processos de investigação que com certeza demandarão novas ações corretivas e consequentes punições — disse ela.

A auditora Parizzi alerta os consumidores sobre a origem do azeite.

— Praticamente 100% das marcas envasilhadas no Brasil apresentaram problemas, enquanto que nas marcas envasilhadas no país de origem são mínimos os índices de não conformidade.

O Ministério orienta os consumidores a ficarem atentos à denominação de venda do produto, descrito no rótulo frontal, uma vez que as empresas induzem o consumidor a erro. O termo “azeite de oliva” aparece em destaque, mas em letras miúdas constam as expressões “óleo misto ou composto, temperos e molhos”. É preciso atentar para as promoções, pois um frasco de azeite de oliva contendo 500 ml raramente será comercializado com preços inferiores a R$ 10,00.

As informações relativas à qualidade do azeite de oliva virgem devem constar na vista principal do rótulo, lembrando que poderá ser também virgem ou extra virgem. Para o azeite de oliva, quando descrito como um produto composto, devido a mistura de azeite de oliva virgem com o azeite de oliva refinado, deverá ter a informação qualitativa no rótulo de” tipo único”.

Educação » Variedades

BAHIA: Respostas de vestibular de Medicina de universidade estavam em negrito

Estudantes que realizaram o último processo seletivo neste domingo (27) para o curso de medicina da Universidade Salvador (Unifacs) reclamam que as alternativas de alguns testes vieram em negrito. Segundo os candidatos ouvidos pelo CORREIO, as alternativas sinalizadas na prova estavam corretas.

De acordo com uma das candidatas, que preferiu não se identificar, alguns alunos que estavam presentes na sala de aula de uma das unidades da Unifacs que fica na Tancredo Neves, receberam a prova com as alternativas em negrito. Parte deles, perceberam a situação e marcaram no cartão de resposta as alternativas sinalizadas. Outros, desatentos, não se deram conta e só ficaram sabendo do ocorrido ao entregar o teste. O curso de Medicina na Unifacs tem mensalidade de R$ 8.155,90 e a duração de 6 anos.

“Quando eu recebi minha prova, marquei sem perceber que algumas alternativas estavam mais ‘acesas’. Só depois, ao sair da sala, ouvi outras pessoas comentando que as alternativas certas estavam em negrito”, conta a estudante que, ao chegar em casa, percebeu que as alternativas em negrito estavam corretas. De acordo com ela, a prova foi aplicada das 9h às 13h e cada candidato pagou cerca de R$300.

A situação se repetiu nas provas de Ciências Humanas, da Natureza e Inglês. “É um absurdo porque pagamos R$1 mil em um cursinho para, no final da contas, acontecer isso. É injusto”, reclama a estudante.

Variedades

GAMBIARRA: Noivos levam golpe de R$ 30 mil e têm festa improvisada em MT

Um casal de noivos afirma ter levado um calote de R$ 30 mil no sábado (25), em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Luana Mores Barbosa, de 19 anos, e Magno Rodrigues, de 23, encontraram o local da festa de casamento sem decoração, buffet ou qualquer serviço que tinham contratado pela empresa ‘Evento 7’.

Para conseguir realizar o casamento, o casal contou com a ajuda de padrinhos e da família. Os convidados compraram comida, doces, bebidas e ajudaram a preparar os alimentos para a festa. O DJ, que também levou calote da empresa, tocou de graça na festa. Até o buquê foi improvisado.

A mãe de Luana registrou nesta segunda-feira (27) um boletim de ocorrência na polícia, em Rondonópolis. O G1 ligou para a empresa, mas os dois celulares disponíveis estavam desligados. A empresa está no nome de Jhonathan Almeida.

Luana conta que encontrou a página da empresa em uma rede social há mais de seis meses e que gostou das fotos de outros casamentos. Ela entrou em contato com Jhonathan e começou a acertar os detalhes para fechar o contrato.

Os noivos pagaram R$ 30,9 mil para a empresa realizar a cerimônia. Através de Jhonathan, o casal contratou o local onde a cerimônia ocorreria, buffet completo, decoração, flores, doces. Também estava previsto no contrato o pagamento aos profissionais que trabalhariam no casamento, como garçons, seguranças e manobristas. No dia do evento, só encontraram no local cadeiras e mesas sujas, sem decoração ou qualquer tipo de alimento ou bebida.

“Meus convidados encontraram o espaço de evento sem decoração, sem nada, nem prato tinha. O pessoal [convidados, padrinhos e família] se solidarizou com a situação. Conseguimos um cerimonial de graça, de última hora”, disse a noiva.

A cerimonialista conseguiu comprar flores e decoração de última hora.

“Meus padrinhos foram no mercado e compraram todos os doces, gastaram mais de R$ 1 mil. A pastora da igreja comprou comida e foi fazer para os convidados. Conseguimos alugar pratos de última hora”, detalhou Luana.

Variedades

BLACK FRIDAY: Lanchonetes fazem ‘guerra da batata frita’

A Black Friday deste ano virou a batalha da batata frita. Primeiro, o McDonald’s anunciou que terá refil das McFritas nesta sexta-feira. Depois da novidade, o Burger King contra-atacou: vai passar a oferecer um balde de batatas fritas, em vez da embalagem média do produto. Agora, a rede Giraffas também entrou na disputa pelos clientes e garantiu que dará batatas fritas de graça nesta sexta-feira, a partir das 15h. A campanha será realizada apenas na unidade no Shopping Cidade São Paulo (SP), enquanto durarem os estoques. Para garantir o brinde, basta chegar ao restaurante e pedir a porção de tamanho médio.

Gerente de marketing digital e comunicação institucional do Giraffas, Daniel Fioravante explica que o principal objetivo da ação é criar uma relação de competitividade saudável entre as marcas. — Este tipo de brincadeira inusitada entre os players do mercado é muito comum nos Estados Unidos; sempre acaba trazendo benefícios e nos aproximando ainda mais dos consumidores.

Variedades

JÁ PROVOU? Conheça o sorvete de cachaça que será exposto em feira na Bahia

O Verão ainda não chegou, mas o calor já invadiu a cidade e parece que não vai parar tão cedo. Nada mais justo que se refrescar com um sorvete. Mas e se for um sorvete de cachaça? O mestre sorveteiro Bruno Guimarães, da TRISABOR, e Raimundo Freire, da Kikaxassa, criaram o “E18hteen up drink”. “É  um drinque harmonizado com cachaça, baixo teor alcoólico, para ficar com textura de sorvete.”, explica Raimundo.

O drinque será comercializado em embalagens de 145 ml com 5% de teor alcoólico, “não pode ser chamado de sorvete nem de frozen, ele tem uma textura de sorvete com um jeitão de frozen”, como define Raimundo. De início serão três sabores, jabuticaba, harmonizada com cachaça armazenada em barris de carvalho americano; morango com hibisco, harmonizada com cachaça armazenada em barris de umburana; e pitanga, harmonizada com cachaça prata.

A ‘E18hteen up drink’, um drinque para maiores de 18 anos, é produzida em sorveteria, sob rígidos controles sanitários e cuidados de qualidade para que o resultado sejam as melhores harmonizações entre frutas e cachaças.  “O segredo é combinar os ingredientes”, diz Raimundo.

Aos mais sedentos, atenção, o drinque ainda não está à venda e será lançado apenas neste sábado no estande do Kikaxassa na 30ª edição da Fenagro – Feira Internacional da Agropecuária, que acontece no Parque de Exposições de Salvador, do próximo sábado, dia 25, até o dia 3 de dezembro. Raimundo conta que novos sabores devem ser lançados em breve.

Mundo » Variedades

ÁSIA: Homem mata cobra com as mãos dentro de um trem

Uma viagem de trem na Indonésia foi interrompida quando passageiros viram uma cobra no teto de um vagão. As pessoas se afastaram, e seguranças chegaram ao local, mas quem resolveu a situação foi um homem franzino de mochila. Ele subiu num assento para alcançar o invasor no porta-bagagens, arrancou-o de lá com a mão e bateu com a cabeça do réptil no chão. O animal, aparentemente, morreu na hora.

As autoridades não informaram qual era a espécie da cobra ou mesmo se era venenosa. O trem, que viajava entre Jacarta e Bogor, localidade ao sul da capital, fez uma parada de emergência quando ela foi localizada em um dos bagageiros. De acordo com a Empresa de Ferrovias Indonésias (KCI), o réptil teria escapado da mala de um passageiro.

“Lamentamos o incidente e pedimos desculpas aos passageiros que foram afetados”, declarou uma fonte da KCI.

Nas zonas rurais da Indonésia, é comum observar animais de todo tipo nos transportes públicos, mas estão proibidos nos trajetos urbanos.

Variedades

ALFINETOU: Silvio Santos brinca com namoro de Fátima Bernardes

Túlio Gadelho, Fátima Bernardes e Silvio Santos

Até Silvio Santos palpitou sobre o relacionamento de Fátima Bernardes com Túlio Gadêlha. Em seu programa dominical, o dono do SBT recebeu o colunista de fofoca Leo Dias, e puxou o tópico analisando a diferença de idade entre o casal – Fátima tem 55 anos, Gadêlha, 30.

“Ela tá velhusca, tá velha já”, disse, após ponderar. “Não vou dizer que está velha com 55 anos, mas não é mais uma menina de 22.” Em seguida, Silvio analisou que Túlio “não é bonito”, ao contrário de William Bonner. Por fim, ele cravou que a aparência do novo namorado de Fátima seria uma “porcaria”.

Para selar o momento fofoqueiro, Silvio empurrou Nelson Rubens do armário. “Ele desmunhecou há tanto tempo e ninguém percebeu.”

 

VEJA
Variedades

SERÁ? Quadro de 1860 sugere mulher com smarphone e viraliza

Soa como um presságio do que acontece nos tempos atuais: em 1860, um quadro do pintor Waldmüller parece retratar uma mulher enquanto ela caminha com os olhos grudados em seu smarphone, alheia a tudo o mais que acontece ao seu redor. A tela, exposta no museu Neue Pinakothek, em Munique, na Alemanha, chamou a atenção do aposentado Peter Russell, durante uma visita.

A tela mostra a mulher andando por um chão de terra com rochas, enquanto um homem, mais adiante, a espera com uma rosa nas mãos, ajoelhado sobre uma das pernas. A protagonista não percebe sua presença, vidrada em seu “smartphone”.

Mas a pintura do austríaco Ferdinand Georg Waldmüller, é claro, não retratava o tão viciante objeto da contemporaneidade. A pequena placa retangular que tanto tira sua atenção é, na verdade, um hinário, um livro de cânticos muito provavelmente religiosos. “O que mais me impressiona é o quanto uma mudança na tecnologia mudou a interpretação da pintura e, de certa forma, alavancou todo o seu contexto”, disse Russell ao site “Motherboard”.

Últimos Eventos

06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!