Arquivos:

Brasil » Clínicas Privadas » Saúde » Vacina

Clínicas privadas têm acordo para 5 milhões de doses de vacina indiana contra Covid-19

Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVAC) e a importadora Precisa Medicamentos concluíram as negociações para a compra de 5 milhões de doses da vacina Covaxin, da farmacêutica Bharat Biontech, da Índia, e já estão negociando com as clínicas privadas brasileiras a venda do imunizante.

As clínicas poderão adquirir um mínimo de 2 mil doses e no máximo 400 mil doses da vacina. Os valores vão depender do montante adquirido e serão pagos diretamente à importadora. As clínicas que comprarem entre 2 mil e 7,2 mil doses do imunizante pagarão US$ 40,78, por unidade. Já aquelas que optarem por uma encomenda de 7.201 a 12 mil doses, o preço unitário cai para US$ 38. Nos casos de compras de 12.001 a 50 mil doses, o preço é de US$ 36. Entre 50.001 a 100 mil, o custo é de US$ 34,43 e acima de 100 mil doses, US$ 32,71, conforme documento ao qual o Valor teve acesso.

As clínicas têm somente até esta sexta-feira para fecharem seus pedidos com a importadora. O comunicado da ABCVAC sobre a disponibilizada da vacina da Índia foi enviado a suas associadas no dia 23 deste mês. As empresas interessadas precisam pagar 10% do valor do contrato como adiantamento para reservar seu lote, sendo que a quantia será devolvida caso o imunizante não seja aprovado pela Anvisa ou ocorra outro percalço. No período de aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e de liberação da licença de importação, serão cobrados mais 50% – os demais 40% serão pagos na entrega da vacina.

A expectativa da Bharat Biontech é que a vacina esteja disponível no mercado particular em abril, após aprovação de registro definitivo na Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). Atualmente, o imunizante está na fase 3 dos ensaios clínicos com 26 mil pessoas na Índia – a comunidade científica daquele país fez críticas aos estudos da farmacêutica pela falta de transparência nos dados divulgados. A intenção do grupo farmacêutico é terminar essa etapa de estudos até o dia 25 de fevereiro e, em seguida, entrar com pedido de registro definitivo na Anvisa. Pelas regras atuais da agência reguladora, as vacinas com pedido de uso emergencial não podem ser compradas pelo setor privado. Ainda há o risco de a Anvisa exigir que Bharat faça testes clínicos no Brasil.

Covid-19 » Vacina » Vacinação

Ministério da Saúde utilizada um sistema de vigilância para avaliar a segurança das vacinas contra a Covid-19

O Ministério da Saúde utiliza um sistema de vigilância sensível para avaliar a segurança das vacinas contra a Covid 19 e dar resposta rápida a todas as preocupações da população relacionadas aos imunizantes. Essas atividades requerem notificação e investigação rápida e adequada de qualquer evento ocorrido.

O sistema de vigilância se dá em três passos: detecção, notificação e busca ativa de novos eventos, que possibilitam a investigação e classificação final de causalidade. Devido à necessidade de se estabelecer o perfil de segurança das vacinas aplicadas, o Ministério da Saúde orienta que todos os eventos, graves ou não graves, bem como os erros de imunização, sejam notificados no e-SUS Notifica. 

As queixas técnicas relacionadas à vacina deverão ser registradas no sistema Da Anvisa. A segurança e eficácia das vacinas não foram avaliadas nos grupos de gestantes, mulheres que acabaram de dar à luz e lactantes. 

Para as mulheres, pertencentes a um dos grupos prioritários, que se apresentem nestas condições, a vacinação poderá ser realizada após avaliação cautelosa dos riscos e benefícios e com decisão compartilhada, entre a paciente  e o médico.

Blog da Gláucia Lima
Covid-19 » Vacina

0,01% dos vacinados com 2 doses testaram positivo para Covid-19, diz Israel

Cerca de 0,01% de um grande grupo de pessoas que receberam duas doses da vacina Covid-19 da Pfizer testaram positivo para o novo coronavírus após a segunda injeção – e esses pacientes tiveram apenas uma doença leve, de acordo com dados preliminares de um sistema de saúde israelense. O Maccabi Healthcare Services descobriu que, de aproximadamente 128.600 pessoas que receberam duas doses da vacina, 20 foram infectadas e tiveram resultado positivo mais de uma semana após a segunda dose.

O Maccabi não testou todos os pacientes após receberem a segunda dose. Em vez disso, eles testaram um número não especificado de pessoas que desenvolveram sintomas ou que foram expostas a alguém com Covid-19.

Os ensaios clínicos para a vacina da Pfizer/ BioNTech mostraram que ela é cerca de 95% eficaz. O comunicado de imprensa afirmou que os dados são “preliminares”, mas que “os números são muito encorajadores”.

Dos 20 pacientes com resultado positivo, 50% sofrem de doenças crônicas. Todas as 20 pessoas apresentaram uma doença leve com sintomas que incluem dores de cabeça, tosse, fraqueza ou fadiga. Ninguém foi hospitalizado.

De uma população de pouco mais de 9 milhões de pessoas, Israel deu as primeiras doses da vacina para cerca de 2,5 milhões de pessoas e as segundas doses para cerca de 1 milhão de pessoas.

CNN Brasil
CoronaVac » Covid-19 » Rio Grande do Norte » Vacina

Novas remessas da vacina são distribuídas aos municípios do RN com apoio das forças de segurança

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Seded) segue em missão permanente para dar apoio logístico em mais uma etapa de distribuição de vacinas contra a covid-19 no Rio Grande do Norte.

Nos últimos dois dias, o estado recebeu mais duas remessas de vacinas, o que equivale a 46.100 doses. Além da CoronaVac, desenvolvida no Instituto Butantan, em São Paulo, também chegaram doses de AstraZeneca/Oxford, produzidas pelo laboratório indiano Serum.

Com o desembarque das vacinas e a chegada dos imunizantes ao prédio da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), em Natal, a Sesed é responsável pela entrega aos pontos de vacinação, tanto na capital quanto na região Metropolitana e também no interior – ação que vem sendo realizada por viaturas do Corpo de Bombeiros, sob escolta armada da Polícia Militar.

“É importante destacar o papel humanitário de todos os envolvidos nesta missão, e agradecer pelo empenho dos nossos bravos e valorosos homens e mulheres que compõem e tanto honram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar do Rio Grande do Norte”, enfatizou o titular da SESED, coronel Francisco Araújo Silva.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), as vacinas AstraZeneca serão distribuídas para aplicação de forma diferente, em razão do intervalo prolongado entre a primeira e a segunda dose. No domingo (24), desembarcou uma remessa com 31.500 doses que vieram da Índia. Com intervalo de até 12 semanas entre a primeira e a segunda aplicação, todas as doses serão aplicadas neste momento, imunizando 31.500 potiguares.

Já no final da manhã desta segunda-feira (25), chegou uma segunda remessa de CoronaVac, com 14.600 doses. Com aplicação de duas doses em um intervalo de 28 dias, a vacina atenderá 7.300 potiguares neste primeiro momento.

Na semana passada, o RN já havia recebido a primeira remessa da CoronaVac, com 82,4 mil doses, que possibilitou o início da campanha de vacinação e a imunização imediata de 39.258 potiguares. Estes receberão posteriormente a segunda dose da vacina.

Blog da Gláucia Lima
Rio Grande do Norte » Saúde » Vacina

RN recebe mais 14.500 doses da vacina Coronavac nesta segunda-feira; finalização de profissionais de saúde

Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O Governo do Estado informa em suas redes sociais que o Rio Grande do Norte recebe na manhã desta segunda-feira (25) mais um lote de vacinas contra a Covid-19.

Serão 14.500 doses da Coronavac para finalização da vacinação dos profissionais da saúde e início da imunização em idosos acima de 75 anos.

Blog do BG
Brasil » Vacina » Vacina Oxford

Todos os estados já receberam doses da vacina de Oxford/AstraZeneca

O governo terminou, neste domingo (24), a distribuição das duas milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca. O Amazonas teve prioridade neste momento, por causa da crise do sistema público de saúde do Estado. Em reunião nesta semana, o fórum dos governadores concordou em destinar 5% dos lotes de vacinas para o Amazonas. O restante foi distribuído com os demais entes federativos.

O imunizante, produzido no Instituto Serum, na Índia, chegou ao Rio de Janeiro na noite da última sexta-feira depois da carga passar por São Paulo.

Natal » Rio Grande do Norte » Saúde » Vacina » Vacinação

Covid-19: Condomínios de Natal poderão se cadastrar para receber vacinas para idosos

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS-Natal) em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) deu início ao cadastro de condomínios para vacinação de idosos de 75 anos e mais para vacinação contra Covid-19.

Os síndicos dos condomínios de Natal poderão acessar a plataforma online https://vacinaidosos.lais.ufrn.br e fazer a solicitação. Com isso, terão cadastro aprovado os condomínios de Natal que tenham no mínimo cinco idosos residentes. O objetivo é amenizar os riscos dessa população à exposição de aglomeração em espaços coletivos.

“A SMS será responsável pelas vacinas e logística de transporte das vacinas Covid-19. Já a UFRN fará a aplicação. Trabalhamos com essa estratégia na vacinação da H1N1 e deu muito certo, então vamos continuar”, afirmou George Antunes, secretário municipal de saúde.

Para mais informações, será disponibilizado o telefone 3232-8534, do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis do Departamento de Vigilância em Saúde (DANTS-DVS). São parceiros dessa ação os Departamentos de Enfermagem, Saúde Coletiva, Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Instituto do Envelhecer e o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde – Lais, todos da UFRN.

Brasil » CoronaVac » Vacina

Em uma semana, Brasil já vacinou mais de 700 mil pessoas contra a Covid-19

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada  Brasil. Ela recebeu o imunizante no Hospital das Clínicas de São Paulo

Em uma semana de vacinação contra a Covid-19 o Brasil já imunizou pelo menos 701.094 pessoas, de acordo com um levantamento feito pela CNN.

Os dados, atualizados neste domingo (24) até às 14h, tem como base informações das prefeituras e governos estaduais que divulgaram o balanço preliminar da vacinação.

O estado da Bahia lidera a lista de imunização, com mais de 171 mil vacinados. Em seguida, aparece São Paulo, com mais de 128 mil, e o Rio de Janeiro, onde pouco mais de 89 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina.

O país começou o seu processo de imunização contra o novo coronavírus no último domingo (17), após a aprovação do uso emergencial da Coronavac pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada Brasil. Ela recebeu o imunizante no Hospital das Clínicas de São Paulo.

É importante ressaltar, no entanto, que nem todos os estados e municípios divulgaram informações sobre a campanha de imunização até o momento – o que significa que o número de vacinados pode ser maior.

Alguns estados informaram à CNN que aguardarão a concentração dos dados por parte do Ministério da Saúde, que prometeu divulgar uma plataforma até o final desta semana com o balanço da vacinação.

Até o momento, os estados que não divulgaram os dados (nem por meio do governo estadual, nem por meio da prefeitura da capital) são: Acre, Amapá, Minas Gerais, Pará, Roraima, Sergipe e Tocantins.

CNN Brasil
Amazonas » Brasil » Manaus » Vacina

5% das vacinas da AstraZeneca vão para o Amazonas, garante Pazuello

O ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse nesta sexta-feira (22), no Aeroporto Internacional de São Paulo, onde chegaram 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, que 5% dessa primeira carga será encaminhada ao Amazonas, onde afirmou estar o “maior risco do país” em relação à covid-19.

“Damos prioridade neste momento para o estado do Amazonas, principalmente sua capital Manaus, que vive hoje uma situação realmente mais crítica no nosso país. E essa prioridade fica evidente a partir de um acordo com os governadores, onde 5% dessa primeira carga vai ser destinada aonde está o maior risco do país que é em Manaus”, disse.

Segundo Pazuello, todos os estados receberão suas vacinas no período de 24h após o início da distribuição. Ele explicou que a carga que veio da Índia seria transladada para o avião da companhia aérea Azul, que terá como destino a base aérea do Galão no Rio de Janeiro.

Brasil » Coronavírus » Covid-19 » Vacina

Chega ao Brasil avião com 2 milhões de doses da vacina contra a covid-19

O voo procedente da Índia que trouxe 2 milhões de vacinas da AstraZeneca contra a covid-19 ao Brasil chegou por volta das 17h30 no Aeroporto Internacional de São Paulo, localizado em Guarulhos.

Para o recebimento da carga, estão presentes no local os ministros da Saúde Eduardo Pazuello, das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e das Comunicações, Fábio Faria. De lá, as vacinas serão encaminhadas para o Rio de Janeiro.

A carga vinda da Índia foi transportada em voo comercial da companhia Emirates. Após os trâmites alfandegários, seguirá em aeronave da Azul para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio.

De acordo com a Fiocruz, assim que chegarem à instituição, as vacinas passarão por checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem, com etiquetagem das caixas com informações em português.

A previsão é que esse processo seja realizado até manhã de sábado (23) por equipes treinadas em boas práticas de produção. As vacinas devem ser liberadas para distribuição no período da tarde.

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!