Arquivos:

Governo Federal » Vacina

Governo federal prevê obter 454,9 milhões de doses de vacinas até dezembro

astrazeneca Governo federal prevê obter 454,9 milhões de doses de vacinas até dezembro

O cronograma do Ministério da Saúde para a disponibilização de doses de vacinas contra a covid-19 prevê no total comprar 454,9 milhões de doses de vários fabricantes até o final do ano.

Até agora, já foram adquiridas 10,7 milhões de doses, sendo 2 milhões da Oxford/Aztrazenica vindas da Índia; 6 milhões da CoronaVac vindas da China; e mais 2,7 milhões da CoronaVac envasadas no Instituto Butantan. Veja o cronograma:

Até 28 de fevereiro: 13.305.000 de doses

Oxford/Aztrazenica (Índia): 4 milhões
CoronaVac (Butantan): 9,305 milhões

Até 31 de março: 49.833.200 de doses

Oxford/Aztrazenica (Índia): 6 milhões
Oxford/Aztrazenica (Fiocruz): 14,7 milhões
CoronaVac (Butantan): 18,065 milhões
Covax Facility/AstraZeneca (Coreia do Sul): 2.668.200
União Química/Gamaleia (Rússia): 400 mil
Bahrat Biotech (Índia): 8 milhões

Até 31 de maio: 46.232.258 de doses

Oxford/Aztrazenica (Fiocruz): 28,6 milhões
CoronaVac (Butantan): 6.032.258
União Química/Gamaleia (Rússia): 7,6 milhões
Bahrat Biotech (Índia): 4 milhões

Até 30 de junho: 34.632.258 de doses

Oxford/Aztrazenica (Fiocruz): 28,6 milhões
CoronaVac (Butantan): 6.032.258

Até 31 de julho: 22.752.987 de doses

Oxford/Aztrazenica (Fiocruz): 1,2 milhão
CoronaVac (Butantan): 13.548.387
Covax Facility/AstraZeneca (Coreia do Sul): 8.004.600

Até 31 de agosto: 13.548.387 de doses

CoronaVac (Butantan): 13.548.387

Até 30 de setembro: 8.806.452 de doses

CoronaVac (Butantan): 8.806.452

De 31 de agosto a 31 de dezembro: 110 milhões de doses

Oxford/Aztrazenica (Fiocruz): 110 milhões (compra futura)

De 31 de outubro a 31 de dezembro: 30 milhões de doses

CoronaVac (Butantan): 30 milhões (intenção de compra futura)

Até 31 de outubro: 30 milhões de doses

Moderna (EUA): 30 milhões (em tratativas)

Até 31 de dezembro: 31.827.200 de doses

Covax Facility: 31.827.200 (compra via Opas)

O governo negocia ainda a compra de mais 91.285.740 doses da Pfizer Biontech e 38 milhões de doses da Janssen.

Diante da iminência da interrupção da campanha nacional de vacinação contra covid-19 por falta doses de vacina, os governadores do Fórum Nacional dos Governadores desembarcam nesta quarta-feira (17) em Brasília dispostos a cobrar uma alteração profunda no modo de ação do governo federal.

A pauta de reivindicação dos governadores inclui quatro pontos principais, entre eles verba federal suficiente para bancar a habilitação de até 15 mil leitos de UTI e confisco de insumos para produção de vacinas.

Rio Grande do Norte » Vacina » Vacinação

Fátima Bezerra e demais governadores se reunirão com Pazuello na quarta-feira para cobrar novas vacinas

Governadores do estados brasileiros – entre eles, a gestora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra – se reunirão com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para cobrar medidas de combate à pandemia de Covid-19, como entrega de novas doses de vacinas e disponibilização de leitos de UTI. A reunião foi divulgada pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT).

Assuntos que serão discutidos
– Cronograma de entrega de vacinas até abril;
– Atualização sobre as líquidas para compra de doses da Sputinik V e da Covaxin;
– Sanção da medida provisória dá 5 dias para que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize o uso emergencial de vacinas contra covid-19 que já tenha aprovação internacional;
– Pagamento de UTIs exclusivas para pacientes com covid-19 e ampliação da demanda;
– Medicamentos em falta ou que os preços subiram de forma abrupta.

Segundo o governador do Piauí, o fórum de governadores aguarda os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Senado (Pacheco), Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para que os dois auxiliem no diálogo com Bolsonaro para que a MP que acelera a aprovação de vacinas para uso emergencial seja aprovada.

“Apesar de Lira já ter se configurado a favor da medida, o da Anvisa, Antônio Barra Torres, solicitou que Bolsonaro faça vetos no texto original, pois considera o prazo de 5 dias um risco grave para o país”, anunciou ele.

Agora RN
Auxílio » Bolsonaro Presidente » Vacina

Discurso pró-vacina e pró-auxílio aumenta popularidade de Bolsonaro nas redes sociais

bolsonaro dedo Discurso pró-vacina e pró-auxílio aumenta popularidade de Bolsonaro nas redes sociais

A mudança adotada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última semana fez seu apoio nas redes sociais subir 28,7% para 50,6%. Neste período, ele assumiu um discurso favorável à vacinação e à retomada do auxílio emergencial.

Parte considerável desse crescimento é atribuída a influenciadores e políticos de direita, que respondem por 43,6% das publicações sobre Bolsonaro. De forma geral, na opinião pública, o que inclui simpatizantes de direita e esquerda, mas exclui influenciadores, políticos e integrantes da imprensa, a aprovação do presidente é de 34%. Sem esses simpatizantes, o apoio cai para 17,6%.

De acordo com a publicação, os números são de um levantamento da .MAP, uma agência de análise de inteligência em dados e mídias. O monitoramento diário foi feito com uma base de 1,4 milhão de postagens.

Covid-19 » Governo » Vacina

Covid-19: Governo divulga cronograma de entregas de vacinas para 2021

20210216115531jWGzAH Covid-19: Governo divulga cronograma de entregas de vacinas para 2021

O cronograma do Ministério da Saúde para as entregas das doses das vacinas contra a covid-19 pelos laboratórios produtores prevê a remessa de 42,5 milhões de doses pelo consórcio Covax Facility, sendo 2,65 milhões da vacina AstraZeneca em março e de mais 7,95 milhões do mesmo imunizante até junho. O Brasil receberá ainda aproximadamente mais 32 milhões de doses de vacinas contra covid-19 produzidas por laboratórios de sua escolha até o final do ano, conforme cronogramas estabelecidos exclusivamente pelo Covax Facility.

A Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (Seas) do ministério destacou que o consórcio, coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), funciona como um centro de distribuição internacional de vacinas.

Em outras remessas, a Seas informou que a previsão é receber do Instituto Butantan, de São Paulo, 100 milhões de doses da vacina CoronaVac. Em janeiro, conforme a secretaria, foram entregues 8,7 milhões de doses. Em fevereiro serão mais 9,3 milhões. O cronograma tem previsões para os meses seguintes março (18,1 milhões), abril (15,93 milhões), maio (6,03 milhões), junho (6,03 milhões), julho (13,55 milhões), agosto (13,55 milhões) e a última entrega prevista é para setembro (8,8 milhões).

Já da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o cronograma estima o recebimento de 222,4 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca. Em janeiro, o ministério informou que recebeu 2 milhões de doses. Para fevereiro, a entrega prevista é de 4 milhões. Em março serão 20,7 milhões, em abril mais 27,3 milhões, em maio 28,6 milhões e em junho 1,2 milhão. Conforme a secretaria, a partir da incorporação da tecnologia da produção do IFA, a Fiocruz deverá produzir e entregar mais 110 milhões de doses no segundo semestre de 2021.

Anticorpos » Covid-19 » Vacina

Mulher é vacinada durante gravidez e bebê nasce com anticorpos contra a Covid-19

ftwae t 5 930x524 1 Mulher é vacinada durante gravidez e bebê nasce com anticorpos contra a Covid-19

Pesquisadores da Universidade Atlântica da Flórida encontraram anticorpos contra a Covid-19 em um recém-nascido de uma mãe que recebeu a primeira dose da vacina durante a gravidez. O caso é o primeiro registrado no mundo e está relatado em um estudo publicado na medRvix na última sexta-feira, 5.

A pesquisa acompanhou uma profissional de saúde que atuava na linha de frente de combate ao coronavírus. Ao completar 36 semanas e três dias de gravidez, ela foi imunizada com a vacina fabricada pela Moderna. Três semanas depois, a mulher deu à luz uma menina em um parto normal e espontâneo.

Ao analisarem o sangue do cordão umbilical, os cientistas encontraram anticorpos que ajudam o organismo a se defender do coronavírus.

Brasil » Coronavírus » Vacina

No ritmo atual, Brasil pode levar mais de 4 anos para vacinar 162 milhões de pessoas

Iniciada em todos os estados brasileiros, a campanha de vacinação contra a Covid-19 está abaixo do esperado. A avaliação é do microbiologista da Universidade de São Paulo (USP), Luiz Gustavo de Almeida, membro do Instituto Questão de Ciência. Em entrevista à CNN, ele avalia que, no ritmo atual, a imunização do número necessário de brasileiros para frear a pandemia pode levar até cinco anos.

“Nos 10 primeiros dias, vacinamos 2 milhões de pessoas. Parece bastante, mas temos que levar em consideração que nosso país é continental, precisaríamos vacinar pelo 162 milhões. Se continuarmos nesse ritmo que sabemos que está no uso emergencial….se continuar assim, vamos demorar pelo menos quatro anos e meio [para vacinar toda a população]”, afirmou Almeida.

O microbiologista ressaltou que o número é apenas uma projeção e não significa que será confirmada. “Temos capacidade de fazer muito mais do que isso, mas estamos muito aquém do que inclusive já fizemos no ano passado, com outras vacinas”, disse, exemplificando a campanha de imunização contra a gripe em 2020.

“Ano passado, que já estávamos em pandemia, [vacinamos contra a gripe] fazendo drive-thru e com preocupação com distanciamento. Em 100 dias, vacinamos 54 milhões de pessoas, ou seja, vacinamos, em média, 540 mil pessoas por dia”, apontou Almeida para dizer que o Sistema Único de Saúde (SUS), recebendo mais doses dos imunizantes contra a Covid-19, teria total capacidade de ampliar e acelerar a vacinação no país.

CNN Brasil
CoronaVac » Rio Grande do Norte » Vacina

Doses da CoronaVac começam a ser distribuídas aos municípios potiguares nesta segunda (08)

RN recebe novo lote de vacinas Elisa Elsie 5 Doses da CoronaVac começam a ser distribuídas aos municípios potiguares nesta segunda (08)

O novo lote da CoronaVac, que chegou ontem (7) ao Rio Grande do Norte, começa a ser distribuído aos municípios potiguares nesta segunda-feira (8). As 46.800 doses da vacina contra a covid-19 foram levadas para a Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), em Natal, de onde partem para as regionais de Saúde e a região metropolitana.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a entrega das vacinas aos municípios segue os planos anteriores. O transporte dos imunizantes até as Unidades Regionais de Saúde Pública é realizado com o apoio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar.

Segundo a nota técnica divulgada pela Sesap, o quantitativo de doses encaminhado aos municípios foi calculado com base na estimativa populacional, considerando uma distribuição proporcional. Natal é a cidade que receberá a maior quantidade referente à primeira dose (5.250), seguida de Mossoró (1.470) e Parnamirim (900).

Os imunizantes recebidos pela equipe da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vão atender os idosos do RN, começando pelos acamados e os que estão acima dos 90 anos. Na sequência serão imunizados os idosos com mais de 85 anos, a partir da organização de cada município. A escolha desses grupos prioritários para vacinação, segundo o Estado, se deu conforme a disponibilidade das doses da vacina por parte do Ministério da Saúde.

Natal » Rio Grande do Norte » Vacina » Vacinação

ATENÇÃO: Veja a programação da vacinação dos idosos a partir desta quarta no RN

O Rio Grande do Norte recebeu mais um lote de vacinas contra a Covid-19. O desembarque das 46.800 doses da CoronaVac no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante aconteceu no fim da manhã deste domingo (7) e foi acompanhado pela governadora Fátima Bezerra.

Os imunizantes recebidos pela equipe da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vão atender os idosos do RN, começando pelos acamados e os que estão acima dos 90 anos. Na sequência serão imunizados os idosos com mais de 85 anos, a partir da organização de cada município.

A escolha desses grupos prioritários para vacinação se deu conforme a disponibilidade das doses da vacina por parte do Ministério da Saúde. As doses que serão encaminhadas aos municípios seguem a divisão dos lotes anteriores, com base na estimativa populacional.

A entrega das vacinas aos municípios seguirá os planos anteriores, com o transporte dos imunizantes até as Unidades Regionais de Saúde Pública, com o apoio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar.

SEGUNDA DOSE

No início desta semana a Sesap vai distribuir o estoque para aplicação da segunda dose da CoronaVac para os potiguares atendidos com o primeiro lote de vacinas

A vacinação deste público deverá ocorrer em até duas etapas: de 10 a 17 de fevereiro e de 15 a 19 de fevereiro, devendo ser respeitado o intervalo de 21 a 28 dias de entre a primeira e a segunda dose.

Coronavírus » Vacina

Lote com 46,8 mil doses da CoronaVac chega ao RN para vacinação de idosos

O novo lote da vacina CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan, chegou ao Rio Grande do Norte neste domingo (7). O avião que transportava os imunizantes pousou no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, por volta do meio-dia.

Ao todo, 46.800 doses da vacina contra covid-19 compõem a quarta remessa que chega ao território potiguar. Segundo a governadora Fátima Bezerra, as doses serão destinadas à vacinação da população idosa.

O desembarque das doses foi acompanhado pela gestora estadual, que comemorou o novo lote enviado pelo Ministério da Saúde. “Esse lote é muito especial: finalmente poderemos iniciar a vacinação dos nossos idosos em todo o estado”, escreveu a gestora estadual nas redes sociais.

De acordo com a plataforma ‘RN Mais Vacina’, um total de 3.357.456 potiguares precisam ser vacinados contra a covid-19. Desse total, apenas 63.502 pessoas foram imunizadas até o momento. Há 597.425 pessoas cadastradas na plataforma, das quais 144.377 são idosos entre 60 a 80 anos ou mais. Até então, os três primeiros lotes que chegaram ao RN priorizaram os profissionais de saúde da linha de frente e os idosos institucionalizados.

Segundo o Governo do Estado, os imunizantes recebidos pela equipe da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vão atender os idosos do RN, começando pelos acamados e os que estão acima dos 90 anos. Na sequência serão imunizados os idosos com mais de 85 anos, a partir da organização de cada município. A escolha desses grupos prioritários para vacinação se deu conforme a disponibilidade das doses da vacina por parte do Ministério da Saúde.

As doses que serão encaminhadas aos municípios seguem a divisão dos lotes anteriores, com base na estimativa populacional. A entrega das vacinas aos municípios também seguirá os planos anteriores, com o transporte dos imunizantes até as Unidades Regionais de Saúde Pública, com o apoio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar.

Blog do Ismael Medeiros
Brasil » Vacina

Primeiro lote do IFA para vacina da Fiocruz chega hoje ao Brasil

O primeiro lote do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para a produção das vacinas Oxford/AstraZeneca na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tem chegada prevista para as 17h50 deste sábado (5) no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. O IFA possibilitará a produção de mais 2,8 milhões de doses da vacina contra a covid-19, que já começou a ser aplicada no país a partir de 2 milhões de doses prontas importadas da Índia no mês passado.

O insumo foi fabricado no laboratório Wuxi Biologics, na China, de onde partiu às 20h35 da última quinta-feira (horário de Brasília). O laboratório chinês foi vistoriado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no fim do ano passado e é parceiro da farmacêutica europeia AstraZeneca, que desenvolveu a vacina com a Universidade de Oxford, do Reino Unido.

Depois do desembarque, o IFA será transportado para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), na zona norte do Rio de Janeiro. Lá, após checagens de controle de qualidade, o insumo deve ser liberado na próxima quarta-feira (10) para descongelamento, já que precisa ser transportado a -55 graus Celsius. O degelo precisa ser feito lentamente, e somente na sexta-feira (12), deve ter início a formulação do lote de pré-validação, necessário para garantir que o processo de produção da vacina está adequado.

Na formulação, o IFA é diluído em outros componentes da vacina, que, entre outras funções, garantem que a armazenagem possa ser feita em refrigeradores comuns, com 2 a 8 graus Celsius. Após a formulação, uma série de outros procedimentos como o envase e a rotulagem preparam a vacina para distribuição. Tal processo conta com rigorosos testes de qualidade, e a previsão é que o primeiro lote de pré-validação da vacina seja liberado para aprovação da Anvisa no dia 18 deste mês.

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!