Arquivos:

Trânsito

Radares móveis suspensos por Bolsonaro flagraram 38% das multas no RN em 2019

Os radares móveis, recolhidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta quinta-feira (15) em todo o Brasil, foram responsáveis por flagrar 38% das infrações registradas nas rodovias federais do Rio Grande do Norte, no primeiro semestre. Em números absolutos, os seis primeiros meses deste ano tiveram 12.091 autuações por excesso de velocidade flagrados por esse tipo de equipamento. Ao todo, os motoristas do RN nas vias federais foram autuados em 31.674 casos. No Estado, quatro aparelhos do tipo estático e móvel foram recolhidos.

O número de autuações feitas pelos radares móveis, inclusive, registrou um aumento de 56% em relação ao primeiro semestre de 2018. No ano passado, foram 7.720 flagrantes de motoristas abusando da velocidade. O número de infrações totais nos seis primeiros meses de 2018 foram de 29.162.

A reportagem da TRIBUNA DO NORTE solicitou as informações à Superintendência Regional da PRF, em Natal, mas foi informada que todos os questionamentos deveriam ser encaminhados à direção geral em Brasília.

O recolhimento dos radares móveis foi uma decisão do presidente Jair Bolsonaro, em despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta. A medida se aplica aos radares instalados em veículos parados ou sobre suportes (estáticos); instalados em veículos em movimento (móveis) ou direcionados manualmente para os veículos (portáteis).

De acordo com o despacho, a suspensão permanece em vigor até que o Ministério da Infraestrutura “conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas”. Aliado a isso, a medida tem por objetivo “evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade”.

TRIBUNA DO NORTE
Trânsito

Nova campanha educativa de trânsito do RN é destaque em portais internacionais

A nova campanha educativa no trânsito do Governo do Rio Grande do Norte, por meio do Detran-RN (Departamento de Trânsito), já está em diversas mídias do Rio Grande do Norte. O conceito “Não deixe o trânsito lhe transformar” foi pensado, principalmente, para evidenciar que muitas infrações cometidas no trânsito não são realizadas por pessoas que têm por hábito fazê-las. Mas, sim, por pessoas que possuem responsabilidade em outras áreas de suas vidas.

A campanha foi apresentada à governadora Fátima Bezerra, o Diretor Geral do Detran, Octavio Santiago Filho, a secretária de Comunicação do Governo do RN, Maria da Guia Dantas, a promotora de justiça, Danielle Veras, a fundadora do Probec (Programa Brasileiro de Educação Cidadã), Lígia Limeira, pelos diretores da Executiva comunicação, Odemar Neto e Erick Gurgel.

A campanha já é destaque nos portais norte-americanos Adeevee e Ads Of The Word. São dois dos mais respeitados veículos de comunicação e propaganda do mundo, que enfatizaram esta semana o diferencial da campanha criada pela agência de publicidade licitada do órgão, a Executiva comunicação, lançada em junho reforçando o objetivo de salvar vidas.

Para o Diretor Geral do Detran, Octavio Santiago Filho, a campanha tem importante papel social para reduzir cada vez mais os acidentes. “A publicidade das campanhas educativas reforça como é importante dirigir com prudência, evitando até penalizar vítimas dos condutores que respeitam às leis de trânsito. Nosso papel é envolver a sociedade para mostrar como juntos podemos fazer a diferença por um trânsito melhor”, comenta.

“Foi criada uma nova marca que vai sintetizar – de forma positiva e agregadora – o quanto é importante respeitar as nossas Leis de Trânsito.Para o bem das nossas próprias vidas. Pela paz no trânsito. Seja nas peças eletrônicas, gráficas e digitais, vamos ter um forte conceito para amarrar toda a nossa campanha ‘guarda – chuva’ 2019”, disse o diretor da Executiva, o publicitário Odemar Neto.

A nova marca foi criada para estampar e ganhar vida nas assinaturas dos comerciais de televisão e de rádio; nas peças gráficas e digitais como outdoors e banners para blogs; e até mesmo em adesivos que vão ser distribuídos aos condutores e motociclistas em todo o Rio Grande do Norte.

A promotora de justiça Danielle Veras, do Ministério Público do RN, aprovou a campanha. “A busca incessante de salvar vidas passa, com certeza, pela educação e conscientização da população quanto à obediência das regras de trânsito. Para tanto se faz necessário campanhas que trabalhem esse tema. A nova campanha do Detran, com o apoio do Projeto Vida no Trânsito, vem a transmitir essa mensagem, de Paz no trânsito, de forma bastante exitosa e impactante”, afirma.

A secretária de Comunicação do Estado, Maria Guia Dantas, reforça a importância. “Com ‘Não deixe o trânsito lhe transformar’ o Governo do Estado passa a mensagem de que, assim como na vida cotidiana, as pessoas precisam de mais tolerância e tranquilidade na direção, sob pena de se depararem com fatalidades, muitas delas evitáveis. Nós da Assecom sabemos do papel da comunicação neste contexto, sobretudo no sentido do esclarecimento e das sensibilização das pessoas em situações que podem custar vidas. Se a comunicação acertar podemos salvar essas vidas; se falhar, não existir ou for incorreta os danos materiais e pessoais podem ser incalculáveis”, disse.

Para os fundadores do Probec (Programa Brasileiro de Educação Cidadã), os juízes Lígia Limeira e Jarbas Bezerra, a campanha chegou em boa hora.

“No ano em que a Executiva comemora 16 anos de vitoriosa trajetória e, na condição de ente parceiro do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, vimos parabenizar pela brilhante campanha criada para o Detran/RN, intitulada ‘Não Deixe o Trânsito Mudar Você’. As peças publicitárias lançadas retratam a preocupante crise que vivenciamos nas relações pessoais, com grande repercussão no trânsito – vez que seus principais atores estão na condução de veículos -, valendo-se de elemento metafórico que demonstra a metamorfose entre o homem e a fera. Para além das palavras, pretendemos contribuir fortemente com o Governo no trabalho de educação no trânsito, com foco no combate aos acidentes, que ceifam vidas e futuros, traduzindo-se na maior causa mortis de jovens no país. Aliás, é esta a grande missão do Probec: fomentar a cidadania, único meio de resgatarmos o equilíbrio das relações humanas e, por via reflexa, consolidarmos a democracia brasileira”, contam

No Hospital Walfredo Gurgel, por exemplo, há registro de uma redução de 12% no número de pacientes vítimas de acidentes de trânsito no Rio Grande do Norte em 2016 em relação ao ano de 2015. Em recente pesquisa, 93% da população do Estado aprova as campanhas e concorda que vem sendo determinante para redução de acidentes no trânsito.

Portal no Ar
Trânsito

RN: IPVA de veículos com placas finais 9 ou 0 vence nesta quinta (13)

No RN, cerca de 600 mil veículos possuem placas com finais 9 ou 0 — Foto: Italo Di Lucena/Inter TV Cabugi — Foto: Italo Di Lucena/Inter TV Cabugi

Quem possui veículos, cujas placas têm final 9 ou 0, deve ficar atento ao prazo de vencimento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Esta quinta-feira (13) é o último dia para pagar a cota única com desconto de 5%. Porém, também é possível parcelar o valor total do imposto em até cinco cotas.

Para pagar, o proprietário precisa gerar o boleto pela internet no site do Detran-RN (clique AQUI), pois a partir deste ano não está mais sendo enviado o carnê para a residência do contribuinte.

Em todo o Rio Grande do Norte, mais de 600 mil veículos estão aptos a pagar o IPVA.

Como pagar

Para que o proprietário de veículo tenha acesso às guias e boletos de pagamento da Taxa de Licenciamento, o Detran disponibiliza quatro alternativas, já que este ano não é mais enviado o carnê físico para os endereços cadastrados. São elas:

1) Por meio de boleto digital emitido pelo site do Detran-RN
2) Pelo aplicativo ‘Detran-RN’, exclusivo para smartphones
3) Diretamente nas agências do Pag Fácil
4) Para clientes do Banco do Brasil, diretamente nas agências ou caixas eletrônicos

No site do Detran-RN, o processo de emissão dos boletos é simples. Basta acessar o portal e depois clicar no ícone “Consulta de veículos e boletos”. Em seguida, é mostrada uma página onde é possível digitar a numeração da placa e do Renavam do veículo a ser consultado. Desta forma é possível ter acesso ao ambiente online onde fica disponível os boletos da Taxa de Licenciamento, IPVA e DPVAT, além de possíveis débitos de infrações de trânsito relacionadas ao veículo consultado.

Um outro ponto positivo é a possibilidade do proprietário pagas as taxas no banco de sua escolha. É só clicar no imposto que deseja efetuar o pagamento, e imediatamente é aberta uma nova tela com as opções de emissão de boleto direcionado ao Banco do Brasil ou as demais instituições bancárias.

O cidadão ainda pode baixar o aplicativo ‘Detran-RN’, que ao cadastrar seu veículo terá ao alcance das mãos todos os débitos lançados, como também as informações do automóvel, agendamento de serviços do Detran, além de endereços, telefones e outras informações ligadas ao Departamento de Trânsito.

Ainda se preferir, os pagamentos das taxas podem ser feitos direto nas agências Pag Fácil, bastando informar ao atendente a placa do veículo.

G1
Trânsito

Pontos na CNH mudam conduta ao volante, dizem estudos científicos

Estudos de Dinamarca, Espanha e Itália mostram que o sistema de pontos na carteira de habilitação muda o comportamento dos motoristas e, segundo estimativas dos pesquisadores, contribui para a queda no número de infrações, lesões e mortalidade no trânsito. A proposta do governo de afrouxar regras para a perda da CNH vai na contramão do que fazem alguns países, como a Alemanha, que criou em 2014 um dos sistemas mais restritivos.

Semana passada, o presidente da República, Jair Bolsonaro, enviou ao Congresso projeto de lei que prevê elevar o limite de pontos na CNH de 20 para 40. Para o governo, há excesso de rigidez nas sanções e uma indústria de multas no país. “Por mim, botaria 60 (pontos)”, disse Bolsonaro.

Trabalhos científicos têm mostrado a eficácia do sistema de pontos para conter a violência no trânsito. Adotado em 2003 na região de Veneto, Itália, o sistema de pontos foi seguido por um aumento no uso de cinto de segurança de 51,8% entre os condutores, de 42,3% entre os passageiros da frente e de 120% entre os passageiros dos bancos de trás. Os dados são de estudo publicado no Journal of Epidemiology & Community Health em 2007. Após a introdução do sistema, aponta a pesquisa, houve recuo de 18% nas mortes e de 19% nas lesões.

Com a reforma que introduziu o sistema de pontos em Copenhague, os motoristas reduziram a frequência de infrações de trânsito em até 30%. E a medida levou à redução de até 20% na probabilidade de que os motoristas cometam violação de trânsito. A pesquisa, de 2014, foi realizada pelo Departamento de Economia da Universidade de Copenhague.

Conforme o trabalho, enquanto estudos anteriores sugeriam que o efeito das multas dependia do nível socioeconômico do motorista, “nossos resultados mostram que as penalidades não monetárias baseadas em pontos afetam mesmo aqueles com alta renda e riqueza”, analisam os pesquisadores.

“Sanções administrativas são necessárias – não é criminalização de conduta. Senão cria-se outra camada de desigualdade num país já desigual. Quem pode pagar a multa terá salvo conduto”, diz Pedro de Paula, coordenador da Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Outro estudo avaliou o efeito do sistema de pontuação na Espanha sobre 29.113 mortes em acidentes de trânsito entre 2000 e 2007. O modelo foi introduzido em 2004 e o levantamento considerou os cenários anterior e posterior à implementação da medida. Estima-se que 618 pessoas teriam morrido em acidentes nos 18 meses seguintes ao de implementação, caso ele não estivesse em vigor.

Variações

O sistema de pontuação varia de país para país – e até entre regiões, como nos Estados Unidos e no Canadá. No Estado de Nova York, se o condutor perder 11 pontos em menos de um ano, terá suspensa a licença para dirigir. Mas até ter a carteira suspensa pode sofrer antes outras sanções: com 6 ou mais pontos em 18 meses, é preciso pagar uma taxa.

O sistema alemão é um dos mais rigorosos: se atingir 8 pontos no período de dois anos e meio, o motorista tem a licença retida. O excesso de velocidade pode fazer o infrator perder dois pontos. Não parar em faixa para pedestre ou utilizar celular na direção pode resultar no desconto de um ponto. Segundo especialistas, porém, comparações internacionais devem levar em conta múltiplos fatores que diferenciam o trânsito de um país para o outro, como o peso de cada infração e a condição das vias.

PELO MUNDO

Brasil

O limite para perda da CNH é de 20 pontos (mas a falta gravíssima também leva à suspensão); governo quer ampliar para 40.

Austrália

O condutor começa com zero ponto na carteira de habilitação. Se atingir 12 pontos, em 3 anos, tem a licença suspensa.

Nova York (EUA)

Ao atingir 6 ou mais pontos em 18 meses, o condutor paga uma taxa. Com velocidade acima do permitido, a infração pode custar de 3 a 11 pontos. Uso de celular pode acarretar 5 pontos.

Alemanha

O limite para suspensão é de 8 pontos em 2 anos e meio. Quando o condutor atinge de 4 a 5 pontos, recebe uma advertência. Entre 6 e 7 pontos, precisa assistir a uma palestra. Com 8 pontos ou mais, a licença é suspensa.

Espanha

Lá, o condutor começa com 12 pontos. Após três anos sem infrações “graves” ou “muito graves”, ganha mais dois. E, após um segundo período de três anos sem infrações, atinge 15 pontos. As perdas variam de dois (em casos como não usar as luzes do farol corretamente) a seis pontos (em casos de velocidade 50% acima do autorizado, por exemplo)

Portugal

Criado em 2016, o motorista já começa com 12 pontos, que aumentam ou diminuem conforme as infrações. Cada delito pode levar à retirada de três a seis pontos. Ao atingir cinco pontos ou menos, o motorista é obrigado a frequentar curso.

OP9
Currais Novos » São Vicente » Trânsito

Enquanto o DER não faz o Tapa-buracos na BR 226 entre São Vicente e Currais Novos, prefeitura manda tapar os buracos com barro para evitar acidentes

A prefeitura de São Vicente vem numa constante cobrança para recuperação da BR 226 entre Currais Novos e Florânia, que está em uma situação crítica.

São muitos buracos que estão causando transtornos aos motoristas e causando acidentes.

O DER se comprometeu para Julho realizar o tapa buraco, enquanto não é feito a prefeitura de São Vicente mandou colocar barro para diminuir o risco de aciden

Blog de São Vicente
Rio Grande do Norte » Trânsito

RN: Blitz apreende veículo com quase R$ 35 mil em multas

FOTO: REPRODUÇÃO/DETRAN

Na madrugada desse domingo (2), a Polícia Militar do Rio Grande do Norte realizou um blitz da Operação Lei Seca na rua Maria Dolores, bairro de Nova Parnamirim, na Grande Natal. Ao todo, 634 pessoas foram abordadas, sendo 34 autuadas por se recusarem a fazer o teste do bafômetro e 3 presas por ultrapassar o limite de álcool permitido, além de outras 23 serem autuadas por infrações diversas.

Durante a operação, uma situação chamou a atenção dos agentes: um condutor dirigia um carro modelo Renault Logan com R$ 34.624,92 em débito de 158 multas pelos mais diversos motivos, incluindo uma multa na Lei Seca. O veículo foi encaminhado ao pátio do Detran e o homem foi autuado por se recusar a fazer o teste do bafômetro.

A primeira multa em débito foi aplicada há mais de três anos, no dia 2 de maio de 2016. Já a mais recente é da última sexta-feira, dia 31.

Portal no Ar
Rio Grande do Norte » Trânsito

Placas do Mercosul emitidas no RN são as mais baratas do país

Levantamento feito pelo Blog do BG aponta que o Rio Grande do Norte tem a placa do Mercosul mais em conta de todo o Brasil. Para motos, os valores oscilam entre R$ 120 e R$ 126 e nos demais veículos os valores variam entre R$ 190 e R$ 202.

A assessoria de comunicação do Departamento de Trânsito do RN (Detran) esclareceu que este número restringe -se às emissões de placas feitas na sede do órgão, que fica localizada no bairro da Cidade da Esperança. Até o momento, quatro empresas fabricam está placa e 18 fazem o serviço de estampa delas. Este número é o que consta oficialmente no site do Detran, mas também deve aumentar.

Em quase todos os Estados brasileiros o valor cobrado varia de R$ 219,35 a R$ 250 para veículos e de R$ 140 a R$ 180 para motos. Apesar das placas do Mercosul serem mais caras que as tradicionais, que vão entrar em desuso, a segurança e a prevenção contra fraudes são as vantagens das novas placas. Elas têm quatro letras e três números. No Rio Grande do Norte foram emitidas 23.660 placas de janeiro a 22 de maio.

As placas têm comprimento de 40 centímetros e 13 de largura. Na composição do código – três números e quatro letras – o último número significa o mês de pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Dados do Conselho Nacional de Trânsito (Conatran) mostram que se o Brasil não passasse a utilizar o novo modelo de placas, em menos de cinco anos não haveria mais disponibilidade de códigos da forma da placa tradicional, que é composta por três letras e quatro números.

O aumento número de empresas fabricantes e estampadoras de placas do Mercosul vai aumentar devido à pressão do Ministério Público para tornar o serviço mais transparente para a população. O Detran foi obrigado a cadastrar novas empresas e agora começou a cumprir. As placas do Mercosul começaram a ser emitidas em 2015, no Uruguai. No ano seguinte foi a vez da Argentina aderir ao acordo entre os países. O Brasil é o terceiro país da América do Sul a a iniciar a fabricação destas placas.

Blog do BG
Trânsito

Justiça anula credenciamento de estampadoras de placas mercosul no Detran

A medida decorre de ação juizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN)

O juiz Francisco Seráphico da Nóbrega Coutinho, da 6ª vara da Fazenda Pública de Natal, determinou que o Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran/RN) anule, em caráter de urgência, o procedimento de credenciamento de fabricantes e estampadores de placas de identificação veicular no padrão Mercosul.

A medida decorre de ação juizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) no âmbito da operação Chapa Fria, deflagrada em abril passado. Em caso de descumprimento da decisão, o diretor geral do Detran fica sujeito a multa pessoal diária de R$ 10 mil.

Ao mesmo tempo, o órgão fica obrigado a cadastrar, em 48 horas, todas as empresas fabricantes de placas de identificação veicular e empresas estampadoras já devidamente credenciadas no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que atuam sob a sua circunscrição e que assim postularam no órgão.

O objetivo é fiscalizar suas atividades e operacionalizar o controle sistêmico das rotinas que envolvam a produção, estampagem e acabamento das placas veiculares, conforme previsto em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Tal ordem abrange tanto as empresas que ainda não tiveram seus pedidos apreciados quanto as empresas que tiveram seus pedidos denegados.

Outra medida imposta na decisão judicial é que o Detran/RN realize a abertura de novo cadastramento, no prazo de 48 horas, possibilitando a outras empresas, credenciadas no Denatran, e que atuam na circunscrição do Detran/RN, a sua habilitação para a produção, estampagem e acabamento de placas veiculares.

O Detran fica ainda obrigado a adotar as medidas necessárias a fim de possibilitar às empresas já devidamente credenciadas perante o Denatran a viabilização da interoperabilidade dos equipamentos informatizados às bases de dados, sem que isso implique a imposição de empecilhos ao cadastramento ou descredenciamento, este de competência do Denatran.

Na decisão, o juiz destaca que “há indícios de que o Detran/RN ultrapassou os limites de sua competência ao publicar o Edital de Credenciamento nº 001/2018” e que “caso a medida não seja apreciada neste momento inicial, observa-se a ocorrência de prejuízos diários ao consumidor (valores maiores para emplacamento) e para as demais empresas do setor, prejudicando as suas atividades, permitindo a continuação da concentração de mercado em número limitado de empresas”.

Agora RN
Natal » Trânsito

NATAL: Governo quer R$ 72 milhões para obras na Avenida Roberto Freire

O Governo do RN vai trabalhar para garantir o montante de R$ 72 milhões para um novo projeto de investimentos na melhoria do trânsito na Avenida Engenheiro Roberto Freire, na zona Sul de Natal.

A decisão foi tomada pela governadora Fátima Bezerra após uma reunião da equipe do Governo com membros da Fecomércio-RN, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL-RN) e representantes de diversas entidades ligadas ao comércio, hotelaria, restaurantes e bares da região de Ponta Negra. A medida foi bem recebida pelos empresários, que são contra o projeto desenhado anteriormente.

Anunciado há uma década, o projeto original, que custou R$ 3 milhões para confecção apenas do projeto básico e previa um custo R$ 226 milhões, foi desmembrado na construção de três passagens inferiores de tráfego ao longo da via.

Esta semana, a Caixa Econômica Federal comunicou ao Governo que é necessário apresentar um novo projeto de execução dentro de 30 dias. A medida segue uma determinação do Ministério do Desenvolvimento Regional.

“Esse projeto nunca chegou a um consenso que pudesse atender a todos, mas nós vamos tentar recuperar o que for possível e modificar o uso dessa verba. Temos também que incluir a Prefeitura do Natal nesse debate e procurar o Ministério do Desenvolvimento Regional para ampliar o prazo”, comentou a governadora.

Dentre as ideias discutidas na reunião estão a de investir a verba na recuperação asfáltica da Roberto Freire, além de obras em vias paralelas e mudanças na organização do trânsito, com base em documento entregue pelos sindicatos, associações e federações ao Governo. “O nosso desejo é ter garantia de continuar empreendendo, produzindo e empregando”, disse o empresário e presidente da FCDL-RN, Afrânio Miranda.

Portal no Ar
Governo do Estado » Trânsito

RN: Governo cria comitê para monitorar acidentes de trânsito no estado

FOTO: REPRODUÇÃO/GOVERNO DO RN

O Governo do Rio Grande do Norte criou o Comitê Estadual do Programa Vida no Trânsito para analisar e monitorar os acidentes de transporte terrestre no Estado, bem como ampliar o programa para os municípios. O decreto foi assinado na tarde desta segunda-feira (13) pela governadora Fátima Bezerra na presença de gestores e autoridades municipais e estaduais, representantes do Ministério Público, das polícias rodoviárias Federal e Estadual e de Organizações Não Governamentais que apoiam a causa.

“O número de acidentes vem caindo, mas ainda é muito alto. Em 2018, no Rio Grande do Norte foram contabilizados quase 6 mil acidentes com 536 mortes, segundo dados do Detran. De 2017 para 2018 houve uma redução de um pouco mais de 10%, mas é preciso não baixar a guarda e reduzirmos ainda mais esses números, o que justifica a importância deste comitê”, destacou a governadora Fátima Bezerra.

Ela afirmou ainda que a gestão tem que trabalhar de forma intersetorial e, assim como foram reduzidos os índices de criminalidade estadual, os acidentes de trânsito também devem ser diminuídos substancialmente. “Este é um tema que atinge todos nós seja como gestores, condutores, passageiros, amigo e/ou familiar de vítimas de acidentes de trânsito. É necessário disciplinar melhor nosso trabalho e o Comitê é um espaço que vai reunir representantes do poder público com a sociedade civil em prol disso. Além do mais, a prevenção traz um impacto no setor de saúde, ela repercute nas políticas públicas”, acrescentou.

O Comitê será gerenciado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) para fortalecer as atividades já desempenhadas pelo PVT e ajudar na ampliação das ações desenvolvidas, além de formular e executar uma política estadual voltada à redução de morbimortalidade por acidentes de trânsito.

O secretário Cipriano Maia (Sáude) lembrou que o programa contempla cidades com mais de 100 mil habitantes, porém a realidade do interior tem mudado e a sociedade precisa se mobilizar para enfrentar essa problemática. “No interior do Estado, o jumento foi substituído pela moto. E há muitas pessoas que usam o veículo sem as devidas precauções, de forma inadequada. A ideia é fazer com que o programa chegue a todos os municípios do Estado e seja um dos pilares do RN Saudável, agregando ações do governo e da sociedade”, explicou.

Cipriano enfatizou que a política de saúde não é só cuidar da doença, mas trabalhar com a prevenção, e entregou à governadora um boton símbolo do Maio Amarelo – movimento criado para chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. “A média nacional é de 64% dos leitos de UTIs ocupados por vítimas de acidentes de trânsito”, destacou o superintendente regional da PRF, Djairlon Moura.

Entre as instituições parceiras e que irão compor o Comitê estão a Secretaria Municipal de Saúde, Detran, Comando da Polícia Rodoviária Estadual (CPRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Secretaria Estadual de Educação, Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), além de Organizações Não Governamentais que atuam na causa.

Portal no Ar

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!