Arquivos:

Natal » Temporal

Chuvas desde a madrugada provocam alagamentos em Natal

A terça-feira (10) começou com chuva e alagamentos em Natal. Chove desde a madrugada e os reflexos aparecem quando o dia amanhece. Na Avenida Moema Tinôco, uma das mais movimentadas e de acesso a diversos bairros da Zona Norte da capital, vários pontos de alagamentos foram registrados. Próximo ao cemitério o acesso estava complicado. De acordo com os moradores do local, esses alagamentos são recorrentes, mesmo com as obras de duplicação.

Em outro ponto da Avenida a pista foi tomada por areia e os veículos passaram a usar apenas uma das faixas da via. Além disso, a falta de abrigo nas paradas de ônibus causou transtornos aos passageiros do transporte público.

Com a chuva o trânsito também ficou complicado na Avenida Felizardo Moura, na Zona Oeste de Natal, a principal via de acesso entre a Zona Norte e a Avenida Bernardo Vieira para quem transita pela Ponte de Igapó.

De acordo o secretário municipal de Segurança Pública e Defesa Social, João Paulo Mendes Sales, responsável pela Defesa Civil de Natal, não foi registrada nenhuma ocorrência grave registrada em função das chuvas na capital até às o início da manhã desta terça.

Fonte: OP9

Pernambuco » Temporal

Lama e entulhos tomam conta de ruas em cidades atingidas por chuvas em Pernambuco

Temporais no Pernambuco

Dois dias depois das fortes chuvas que castigaram o interior de Pernambuco, começaram a aparecer, nesta terça-feira (30), os estragos causados pelas enchentes. A água dos rios das regiões baixou e ruas foram tomadas por lama e entulhos. A situação mais complicada foi registrada em Barreiros e Rio Formoso, na Zona da Mata Sul. Ao todo, Pernambuco tem 15 cidades em estado de calamidade pública.

As chuvas também ocasionaram duas mortes em Lagoa dos Gatos, e duas pessoas estão desaparecidas em Caruaru. Na cidade, no Agreste, uma criança morreu ao cair em um açude. De acordo com o governo, há 16 sistemas de abastamento de água paralisados, atingindo 2,2 milhões de pernambucanos.

De acordo com a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe), são 44.801 moradores ao todo sem habitação: 42.145 desalojados, que deixaram as residências, e 2.656 desabrigados, que perderam as casas. Até a segunda de manhã, o número de pessoas afetadas pelas enchentes era de cerca de 30 mil.

G1
Temporal

Temporal deixa 340 mil residências sem energia no RS

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) do Rio Grande do Sul informou hoje (30) que cerca de 340 mil clientes ficaram sem fornecimento de energia no Estado, 90% deles em Porto Alegre, em função do temporal atípico que atingiu a cidade na noite de ontem (29). Ao meio dia, 261 mil clientes continuavam sem energia. Equipes de outros municípios foram realocadas para a capital, mas ainda não há previsão de quando o fornecimento será retomado.

De acordo com o Sistema de Vigilância Meteorológica de Porto Alegre, a cidade foi atingida por um dos piores temporais da história recente. “A tempestade foi incomum pela violência e longa duração (quase uma hora). Uma das mais intensas das últimas décadas em Porto Alegre”, informou, em suas redes sociais.

Os ventos chegaram a 119,5 quilômetros por hora (km/h) na estação dfo Inmet, no bairro do Jardim Botânico. “Extremamente raro esta estação ter vento acima de 100 km/h. A medição no Aeroporto Salgado Filho aeroporto indicou vento de 87 km/h”, disse o Metroclima.

A companhia energética do Estado alertou que mais de 300 árvores caíram, rompendo fios de energia pelas ruas. A assessoria do Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre (Ceic) informou que as equipes de serviços e atendimento à população estão nas ruas desde a madrugada e pediu que as pessoas não se aproximem dos galhos e telhas pois podem estar com fios energizados.

O prefeito em exercício de Porto Alegre, Sebastião Melo, se reuniu, no Ceic, com os secretários municipais e gestores da prefeitura, além de representantes do Corpo de Bombeiros e da CEEE, para avaliar os prejuízos e definir as ações de emergência.

“Essa reunião se repete no fim da tarde com a Brigada Militar e o Exército Brasileiro, com todo o esforço no sentido de recuperamos a cidade. A primeira orientação é pedir às pessoas que não cortem árvores. Nós alinhamos as prioridades, que são a retomada do fornecimento de energia elétrica, porque gera água, e a retirada das árvores”, disse Melo.

A manhã deste sábado teve sol e calor, mas à tarde retorna a atenção ao risco de tempo severo, informou o Metroclima. O Inmet também mantém alerta de perigo no domingo (31) para chuvas intensas em todo o Rio Grande do Sul e oeste de Santa Catarina e Paraná, com risco de descargas elétrica, alagamentos e queda de árvores e galhos.

Atendimentos

Segundo o Ceic, 75 vias estão, parcial ou totalmente, bloqueadas por árvores ou postes e mais de 50 semáforos estão desligados. Das seis estações de água, quatro estão fora de operação por falta de energia elétrica. A Defesa Civil recebeu 200 chamadas de emergência; 55 pessoas foram atendidas no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, 32 feridas por queda de objetos, 22 por cortes de vidro ou madeira e uma com queimadura leve por raio.

Os principais locais atingidos foram a Região Central, Zona Sul, bairro Jardim Botânico e Petrópolis. A prefeitura de Porto Alegre informou ainda que o carnaval de rua que seria realizado neste sábado no bairro Cidade Baixa, foi cancelado por medidas de segurança.

 

Terra

Últimos Eventos

06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!