Arquivos:

Natal » Temporal

Chuvas desde a madrugada provocam alagamentos em Natal

A terça-feira (10) começou com chuva e alagamentos em Natal. Chove desde a madrugada e os reflexos aparecem quando o dia amanhece. Na Avenida Moema Tinôco, uma das mais movimentadas e de acesso a diversos bairros da Zona Norte da capital, vários pontos de alagamentos foram registrados. Próximo ao cemitério o acesso estava complicado. De acordo com os moradores do local, esses alagamentos são recorrentes, mesmo com as obras de duplicação.

Em outro ponto da Avenida a pista foi tomada por areia e os veículos passaram a usar apenas uma das faixas da via. Além disso, a falta de abrigo nas paradas de ônibus causou transtornos aos passageiros do transporte público.

Com a chuva o trânsito também ficou complicado na Avenida Felizardo Moura, na Zona Oeste de Natal, a principal via de acesso entre a Zona Norte e a Avenida Bernardo Vieira para quem transita pela Ponte de Igapó.

De acordo o secretário municipal de Segurança Pública e Defesa Social, João Paulo Mendes Sales, responsável pela Defesa Civil de Natal, não foi registrada nenhuma ocorrência grave registrada em função das chuvas na capital até às o início da manhã desta terça.

Fonte: OP9

Pernambuco » Temporal

Lama e entulhos tomam conta de ruas em cidades atingidas por chuvas em Pernambuco

Temporais no Pernambuco

Dois dias depois das fortes chuvas que castigaram o interior de Pernambuco, começaram a aparecer, nesta terça-feira (30), os estragos causados pelas enchentes. A água dos rios das regiões baixou e ruas foram tomadas por lama e entulhos. A situação mais complicada foi registrada em Barreiros e Rio Formoso, na Zona da Mata Sul. Ao todo, Pernambuco tem 15 cidades em estado de calamidade pública.

As chuvas também ocasionaram duas mortes em Lagoa dos Gatos, e duas pessoas estão desaparecidas em Caruaru. Na cidade, no Agreste, uma criança morreu ao cair em um açude. De acordo com o governo, há 16 sistemas de abastamento de água paralisados, atingindo 2,2 milhões de pernambucanos.

De acordo com a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe), são 44.801 moradores ao todo sem habitação: 42.145 desalojados, que deixaram as residências, e 2.656 desabrigados, que perderam as casas. Até a segunda de manhã, o número de pessoas afetadas pelas enchentes era de cerca de 30 mil.

G1
Temporal

Temporal deixa 340 mil residências sem energia no RS

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) do Rio Grande do Sul informou hoje (30) que cerca de 340 mil clientes ficaram sem fornecimento de energia no Estado, 90% deles em Porto Alegre, em função do temporal atípico que atingiu a cidade na noite de ontem (29). Ao meio dia, 261 mil clientes continuavam sem energia. Equipes de outros municípios foram realocadas para a capital, mas ainda não há previsão de quando o fornecimento será retomado.

De acordo com o Sistema de Vigilância Meteorológica de Porto Alegre, a cidade foi atingida por um dos piores temporais da história recente. “A tempestade foi incomum pela violência e longa duração (quase uma hora). Uma das mais intensas das últimas décadas em Porto Alegre”, informou, em suas redes sociais.

Os ventos chegaram a 119,5 quilômetros por hora (km/h) na estação dfo Inmet, no bairro do Jardim Botânico. “Extremamente raro esta estação ter vento acima de 100 km/h. A medição no Aeroporto Salgado Filho aeroporto indicou vento de 87 km/h”, disse o Metroclima.

A companhia energética do Estado alertou que mais de 300 árvores caíram, rompendo fios de energia pelas ruas. A assessoria do Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre (Ceic) informou que as equipes de serviços e atendimento à população estão nas ruas desde a madrugada e pediu que as pessoas não se aproximem dos galhos e telhas pois podem estar com fios energizados.

O prefeito em exercício de Porto Alegre, Sebastião Melo, se reuniu, no Ceic, com os secretários municipais e gestores da prefeitura, além de representantes do Corpo de Bombeiros e da CEEE, para avaliar os prejuízos e definir as ações de emergência.

“Essa reunião se repete no fim da tarde com a Brigada Militar e o Exército Brasileiro, com todo o esforço no sentido de recuperamos a cidade. A primeira orientação é pedir às pessoas que não cortem árvores. Nós alinhamos as prioridades, que são a retomada do fornecimento de energia elétrica, porque gera água, e a retirada das árvores”, disse Melo.

A manhã deste sábado teve sol e calor, mas à tarde retorna a atenção ao risco de tempo severo, informou o Metroclima. O Inmet também mantém alerta de perigo no domingo (31) para chuvas intensas em todo o Rio Grande do Sul e oeste de Santa Catarina e Paraná, com risco de descargas elétrica, alagamentos e queda de árvores e galhos.

Atendimentos

Segundo o Ceic, 75 vias estão, parcial ou totalmente, bloqueadas por árvores ou postes e mais de 50 semáforos estão desligados. Das seis estações de água, quatro estão fora de operação por falta de energia elétrica. A Defesa Civil recebeu 200 chamadas de emergência; 55 pessoas foram atendidas no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, 32 feridas por queda de objetos, 22 por cortes de vidro ou madeira e uma com queimadura leve por raio.

Os principais locais atingidos foram a Região Central, Zona Sul, bairro Jardim Botânico e Petrópolis. A prefeitura de Porto Alegre informou ainda que o carnaval de rua que seria realizado neste sábado no bairro Cidade Baixa, foi cancelado por medidas de segurança.

 

Terra

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!