Arquivos:

Telefonia

Cliente da Claro é chamado de “mal educado” em fatura de celular

cliente-mal-educado-diz-fatura-de-conta-da-claro-1429142267010_615x300

O autônomo Bruno França, 26, foi surpreendido ao receber a fatura do mês de março de seu telefone móvel. Não pelo valor da cobrança, mas pelo “insulto” –como ele mesmo definiu– exposto no campo de dados pessoais da conta. Abaixo do nome e do endereço, a seguinte frase em letras garrafais: “cliente mal educado”.

“Parece uma piada”, disse França. Segundo ele, a ofensa pode estar relacionada a um contato que teria feito com a central de atendimento da Claro no início de março. “Estava há bem mais de 48 horas sem conexão com a internet e já tinha ligado algumas vezes para cobrar uma solução. A única reposta que tinha é: aguarde 24 horas ou por mais 48 horas”, contou.

No último contato telefônico, o autônomo afirma ter pedido um protocolo de atendimento, mas a funcionária se negou a passar ao alegar falta de sistema. “Pedi, então, para falar com um supervisão, que, segundo ela, não estava no momento. Aleguei que procuraria os meus direitos e não é que ela disse para que eu ficasse bem à vontade? No fim, acabou desligando na minha cara.”

Cliente da Claro há dois anos, França diz acreditar que a atendente teria agido de “má fé” ao alterar os seus dados cadastrais no sistema. “Não sei o que realmente se passou na cabeça dela. Em nenhum momento fui grosseiro, rude ou mal educado, estava apenas exigindo meus direitos. Só esperava uma solução ao meu problema.”

Solução que o cliente só foi ter após registrar uma reclamação no site da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Para ele, tudo parecia ter sido resolvido, até que recebeu a “fatídica” cobrança. “Me senti insultado”, relata o morador de São João da Barra, no Rio de Janeiro, que já entrou em contato com um advogado para entrar com uma ação contra a operadora por danos morais.

O cliente, no entanto, não pretende romper o contrato que tem com a operadora. “Estou satisfeito com a prestação de serviço, o problema está na central de atendimento”, acrescentou ele.

Em nota, a Claro informou que “realiza treinamentos constantes em todos os pontos de contato com os seus clientes, buscando a excelência no atendimento. A operadora esclarece que já está analisando o caso em questão.”

O caso de França não é único. No início desse ano, um cliente da Vivo também protagonizou situação similar. Nos Estados Unidos, uma operadora mudou o nome de consumidora para “super cadela” em cobrança.

Telefonia

Ligações de orelhões no RN e mais 14 Estados serão gratuitas a partir desta quarta-feira

5ysemst04y_94w6who81q_file

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) determinou que as ligações de orelhões da Oi serão gratuitas em 15 Estados a partir desta quarta-feira (15), após a operadora de telecomunicações não atingir patamares mínimos de disponibilidade nessas localidades.

“A medida é resultado do trabalho da Anatel no monitoramento dos patamares mínimos de disponibilidade dos telefones públicos da concessionária em sua área de atuação”, disse o órgão regulador em comunicado à imprensa nesta quarta-feira.

A disponibilidade dos orelhões deve ser de no mínimo 90% em todos os Estados e no mínimo 95% nas localidades atendidas somente por orelhões, segundo a Anatel.

A Oi não atingiu os patamares mínimos de disponibilidade nos Estados do Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe, de acordo com a Anatel.

Com informações do R7.

Economia » Telefonia

Anatel aprova redução de 22% para ligações de telefone fixo para móvel

As ligações locais e interurbanas de telefone fixo para celular ficarão mais baratas para o usuário. As mudanças, aprovadas ontem (5) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), resultarão em uma redução média de 22% no valor das ligações em que os DDDs são iguais. As novas tarifas devem entrar em vigor no próximo dia 24.

A queda é consequência da redução dos valores de referência para tarifas de remuneração de redes móveis e abrange chamadas da telefonia fixa para celular, sejam ligações locais ou de longa distância, originadas das redes de concessionárias da telefonia fixa (Oi, Telefônica, CTBC, Embratel e Sercomtel) e destinadas a operadoras móveis.

O valor homologado para a Oi, no Rio de Janeiro, por exemplo, cairá de R$ 0,36 por minuto para R$ 0,28. No caso de São Paulo, também em chamadas fixo-móvel com o mesmo DDD, o valor da tarifa da Telefônica será reduzida de R$ 0,35 por minuto para R$ 0,27.

Nas chamadas de fixo para móvel em que os DDDs dos telefones de origem e de destino da ligação têm apenas o primeiro dígito igual (DDDs 61 e 62), haverá queda média de 14%. O valor homologado para a Oi da tarifa de conexão para esse tipo de chamada cairá de R$ 0,80 por minuto para R$ 0,69.

Nas ligações em que os primeiros dígitos dos DDDs dos telefones fixo e móvel são diferentes (DDDs 31 e 41), a redução média será 12%. O valor homologado da tarifa no caso Vivo/Telefônica, por exemplo, cairá dos atuais R$ 0,93 por minuto para R$ 0,82.

Economia » Telefonia

Nono dígito começa a valer neste domingo em 5 estados do Norte e Nordeste

A partir das 0h deste domingo (2), as ligações para celulares do Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará e Roraima também deverão incluir o nono dígito. A medida, que já vale para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, consiste em discar 9 antes dos outros oito número do telefone móvel.

Essa regra vale tanto para chamadas partindo de outros celulares, independente da operadora, quanto de telefones fixos, privados ou públicos. Também será preciso incluir o nono dígito para envio de mensagens de texto (SMS). As ligações para telefones fixos não mudam.

Para evitar confusão, está previsto um período de transição, que vai deste domingo até o dia 11 de novembro, em que tanto as chamadas para os celulares daqueles cinco estados serão completadas discando-se oito ou nove números.

A partir de 12 de novembro, quem discar apenas os oito dígitos vai ouvir uma mensagem sobre a necessidade de digitar o 9 na frente. Nesta fase, fica a critério da operadora completar ou não a chamada.

Já a partir de 10 de fevereiro de 2015, a mensagem de orientação não será mais ouvida e apenas as chamadas com o nono dígito serão completadas.

No caso das mensagens de texto, o convívio duplo vai acontecer apenas até 12 de novembro. Depois dessa data, vão funcionar apenas com o nono dígito. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as operadoras vão oferecer aplicativos para que os usuários façam a correção de suas agendas telefônicas. Esses aplicativos, porém, só funcionam em smartphones.

Cerca de 20 milhões de usuários nos cinco estados serão atingidos pela mudança. Somados aos de São Paulo, Rio e Espírito Santo, chega a 90 milhões os celulares que exigirão o nono dígito para serem chamados. O Brasil tem hoje cerca de 280 milhões de aparelhos ativos.

Restante do país

A Anatel informou que, até 2016, todos os celulares do país terão o nono dígito. Essa medida foi tomada devido à escassez da oferta de novos números em grandes centros, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas será estendida ao restante do Brasil para padronizar os números e evitar confusão.

O cronograma prevê a implantação do nono dígito em Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí a partir de 31 de maio de 2015. Em 11 de outubro do ano que vem, começa a valer em Minas Gerais, Bahia e Sergipe.

A última fase de implantação acontece em 2016, mas ainda não tem data definida. Ela vai atingir os estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rondônia, Acre, Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além do Distrito Federal.

G1
Crescimento » Telefonia

Telefonia: Mais de 255 mil novas linhas de celulares foram ativadas em junho

Com o incremento da tecnologia, a quantidade de usuários tem crescido mais dia após dia.

Com o incremento da tecnologia, a quantidade de usuários da telefonia móvel tem crescido dia após dia.

O número de linhas de celulares ativas no Brasil chegou a 275,71 milhões em junho, segundo dados divulgados hoje (24) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No mês passado, foram ativadas 255,08 mil novas linhas de celular, e a teledensidade ficou em 136,06 acessos para cada grupo de 100 habitantes.

As linhas pré-pagas continuam sendo maioria, com 212,27 milhões de acessos (76,99% do total). Os pós-pagos somaram 63,44 milhões (23,01%). A banda larga móvel totalizou 128,49 milhões de acessos, dos quais 3,27 milhões eram terminais 4G (quarta geração) . Em junho, a operadora Vivo liderava o mercado, com 28,78% de participação, seguida da TIM, com 26,91%; da Claro, com 24,95%; da Oi, com 18,53%; da CTBC, com 0,40%; da Nextel, com 0,37%, da Portoseguro (autorizada de rede virtual), com 0,04% e da Sercomtel, com 0,02%.

Agência Brasil
Telefonia

Violação: Oi é multada em R$ 3,5 milhões por monitorar clientes na internet

Ministério da Justiça afirma que a operadora violou direitos dos consumidores.

Ministério da Justiça afirma que a operadora violou direitos dos consumidores.

A Oi foi multada pelo Ministério da Justiça em R$ 3,5 milhões por ter infringido normas de defesa do consumidor ao monitorar o comportamento de clientes na internet e vender essas informações a anunciantes, agências de publicidade e portais na web. A decisão foi publicada nesta quarta23) no “Diário Oficial da União”.

As investigações da conduta da operada foram feitas pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor da Secretaria Nacional do Consumidor. A pasta constatou que o Velox, serviço de banda larga da Oi, violou os direitos de informação e de privacidade do consumidor, além fazer publicidade enganosa.

A apuração começou após o DPDC ter sido foi informado que a Oi fez uma parceria com a Phorm, que criou o software Navegador. O programa é usado para rastrear os passos do consumidor na internet. A empresa afirma que não usa a ferramenta desde março de 2013, quando encerrou o teste do produto junto “a um grupo de clientes convidados”. A empresa informa ainda ter “convicção de que não houve qualquer infração ao direito do consumidor” e deve recorrer.

O DPDC informa que os dados dos clientes são utilizados para compor um perfil detalhado de cada cliente. Esses dossiês são vendidos a outras empresas que queiram enviar anúncios a essas pessoas com base na forma como agem na rede. A Oi não informou que a ferramenta fazia esse mapeamento, as consequências à privacidade de seus clientes e que venderia informações de seus consumidores a terceiros sem autorização.

De acordo com o MJ, a empresa violou também os princípios do Comitê Gestor da Internet no Brasil da neutralidade da rede (a não discriminação de pacotes na internet) e o da padronização e interoperabilidade. Isso porque o software Navegador redireciona o tráfego de rede, além de filtrar dados do consumidor.

Para chegar ao valor de R$ 3,5 milhões à TNL PCS S/A (Oi), o DPDC considerou a vantagem financeira obtida com a violação aos consumidores, o porte da companhia e o nível da conduta irregular. O valor da multa será depositado no Fundo de Defesa de Direitos Difusos, que reverte seus recursos em ações para defesa dos consumidores e defesa do meio ambiente e patrimônio público.

G1
Inovação » Tecnologia » Telefonia

Tecnologia: IPhone 6 pode ter câmera de 13 MP e bateria com maior carga

Apple surpreende em investimento tecnológico a cada Iphone lançado no mercado.

Apple surpreende em investimento tecnológico a cada Iphone lançado no mercado.

Um sensor capaz de captar fotos com 13 megapixels pode ser um dos novos atributos do iPhone 6, próximo smartphone a ser lançado pela Apple. De acordo com a publicação do site chinês Digi-wo, a Apple teria encomendado à Sony sensores Exmor IMX220, que têm a configuração acima citada.

Nos iPhones 4S, 5C e 5S, a empresa usa o sensor Exmor IMX145, capaz de captar imagens com 8 megapixels de resolução. Além da mudança do sensor da câmera, a empresa pode mudar também a bateria usada em seus smartphones.

Nos modelos já lançados, a bateria usada é de 1.560 mAh. Um dos motivos para adoção da mudança pode ser o fato da nova versão contar com uma tela maior do que as atuais, de quatro polegadas – o que consumiria mais energia.

Informação » Telefonia » Utilidades

Vivendo com Fronteiras: TIM sem sinal em Florânia e clientes no prejuízo

E a novela, que tem como protagonista a TIM, continua.

E a novela, que tem como protagonista a TIM, continua.

A telefonia móvel TIM é um caso sério no RN. Em Florânia, o sinal da operadora funciona com  muita dificuldade e constantemente os clientes ficam sem sinal, que mais uma vez não funciona. Desde terça (08), ninguém consegue fazer ou receber ligações.

Fato é que alguma coisa precisa mudar. Bem que o Ministério Público poderia tomar providência para que a operadora mencionada seja punida em motivo do descaso que tem prestado pelos seus serviços. Claro, isso Nno só em Florânia, mas também em todo o Rio Grande do Norte. Segundo o IBGE, Florânia tem hoje 8.959 habitantes.

Telefonia

Ótima notícia: Cancelar serviços de telefonia ficará mais fácil a partir de terça (08)

Agora sim, dificuldade para encerrar contratos com empresas de telecomunicações terá fim.

Agora sim, dificuldade para encerrar contratos com empresas de telecomunicações terá fim.

A partir de terça-feira (08), o consumidor poderá cancelar automaticamente serviços de telefonia fixa, móvel, TV por assinatura e internet, sem falar com nenhum atendente. Esse é um dos benefícios do novo regulamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que finalmente entrará em vigor.

A dificuldade para encerrar contratos com empresas de telecomunicações era uma das principais reclamações que os clientes faziam à central de atendimento da Anatel. Agora, ao telefonar para o call center das empresas, o cancelamento será uma das opções a serem digitadas no menu principal. Na internet, o procedimento será semelhante.

Economia » Tecnologia » Telefonia

Boa notícia: Anatel aprova norma para reduzir preços de ligações entre operadoras de celular

“Esta redução de preços de interconexão deverá se refletir nos preços dos serviços de telefonia ofertados pelas empresas ao consumidor, pois haverá aumento da competição no setor”, diz a Anatel.

“Esta redução de preços de interconexão deverá se refletir nos preços dos serviços de telefonia ofertados pelas empresas ao consumidor, pois haverá aumento da competição no setor”, diz a Anatel.

A Agência Nacional de Telecomunicações aprovou hoje (18) uma proposta para reduzir os valores das ligações de celulares entre operadoras diferentes. Até 2019, o Valor de Remuneração de Uso de Rede da telefonia móvel deverá ser reduzido em mais de 90%, passando dos atuais R$ 0,23 para R$ 0,02 .

De acordo com a norma, os valores dessas tarifas estarão referenciados aos custos e serão reduzidos gradativamente até o nível de custo eficiente de longo prazo. Com a medida, a Anatel espera que os preços das ligações entre operadoras diferentes fiquem mais próximos dos preços cobrados para chamadas entre usuários da mesma empresa. Assim, o consumidor não precisará de vários aparelhos celulares ou vários chips em um mesmo celular para realizar chamadas para outras operadoras. As reduções nos valores de interconexão também deverão impactar o preço das chamadas fixo-móvel, que deverão ter uma redução substancial, segundo a Agência.

Agência Brasil

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!