Arquivos:

Aposentadoria » Sociedade » STF

Agora é oficial: Joaquim Barbosa está aposentado

Joaquim Barbosa deixa o posto de Ministro do STF.

Joaquim Barbosa deixa o posto de Ministro do STF.

A aposentadoria de Joaquim Barbosa como ministro do Supremo Tribunal Federal foi publicada no Diário Oficial da União. A partir de hoje (31), Barbosa deixa de fazer parte da Corte e não volta de seu período de férias.

A volta das sessões no STF, após período de recesso, está marcada para amanhã (1). Antes de deixar o tribunal, Barbosa marcou também a eleição para definir o nome do próximo presidente da Casa. Quem deve assumir o comando da Corte é o vice-presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, o mais antigo ministro que ainda não passou pela presidência. Também será definido o nome do novo vice-presidente. Pelo critério de antiguidade, o posto ficará com a ministra Cármen Lúcia.

Barbosa, que tem 59 anos, poderia continuar no STF até completar 70 anos, idade em que se aposentaria compulsoriamente. Ao comunicar seu pedido de aposentadoria precoce, no fim de maio, o ministro, que foi relator do processo do mensalão, disse que o caso saía de sua vida. Na última sessão que presidiu, ele disse que deixava o cargo com “alma leve”.

R7 com Estadão Conteúdo
Emprego » Sociedade

Humildade que nada: narcisistas têm mais chances nas entrevistas de emprego

Sabe aquela dica padrão de que numa entrevista de emprego é preciso ser humilde? Pois um estudo realizado pela Universidade da Columbia Britânica, no Canadá, e divulgado pelo portal “O Globo”, traz um resultado diferente e afirma que, considerando dois entrevistados de mesma qualificação, são os narcisistas que têm mais chances de se sair bem na conversa. Os resultados da pesquisa sugerem, ainda, que os candidatos de culturas que colocam maior ênfase na humildade, incluindo algumas asiáticas, podem ter mais dificuldade em conseguir um emprego na América do Norte.

“A entrevista de emprego é uma das poucas situações sociais em que o comportamento narcisista pode trazer uma boa impressão. Normalmente, as pessoas o evitam, especialmente para não se exporem demais”, afirma o professor de psicologia da Universidade e principal autor do estudo, Del Paulhus.

Durante a pesquisa, os participantes tiveram que responder um questionário para medir seu nível de narcisismo e foram filmados também. Na avaliação da gravação, os pesquisadores perceberam que os candidatos com este perfil tendem a falar de si, fazer contato visual, contar piadas e a fazer mais perguntas aos recrutadores. O estudo descobriu que as pessoas que se classificaram como narcisistas e os que tiveram este comportamento na filmagem eram vistos como mais atraentes pelos entrevistadores.

Paulhus diz que o estudo oferece lições importantes tanto para quem busca um emprego como para os contratantes. “Os candidatos devem se envolver com o entrevistador, continuando a se autopromover durante a conversa. Por outro lado, os entrevistadores devem olhar para além de estilo cultural e avaliar as qualificações individuais. Ao invés de focar no charme superficial, os recrutadores devem analisar o potencial dos candidatos aptos a longo prazo na organização”.

Currais Novos » Infestação » Sociedade

Infestação: Muriçocas tiram o sossego dos curraisnovenses

Curraisnovenses tem reclamado na grande infestação de muriçocas.

Curraisnovenses têm reclamado da grande infestação desses pequenos insetos, as muriçocas.

A reclamação é geral. Independente do bairro, ultimamente a presença maciça das inoportunas muriçocas tem tirado o sono dos curraisnovenses. E não é apenas à noite que elas atacam. É preciso estar protegido o dia inteiro.

Segundo a Coordenação de endemias da Prefeitura Municipal de Currais Novos, ações de combate às muriçocas e ao mosquito transmissor da dengue, o Aedes Aegypti, foram realizadas no mês de maio e se intensificarão em junho, com o intuito de minimizar a infestação, e assim, acabar com os focos principais dos insetos.

Para tanto, continuarão sendo utilizadas as máquinas portáveis UBV – Unidade de Baixo Volume. Diariamente, em diversos bairros da cidade, cinco funcionários trabalham no período de 3h às 7h, e das 17h às 21h (horário de voo dos mosquitos).

A coordenação de endemias alerta à população que a fumaça utilizada para combater os mosquitos não traz nenhum prejuízo à saúde, pois é recomendada pelo Ministério da Saúde e, para uma maior eficiência do “fumacê” é necessário que portas e janelas estejam abertas no momento em que os agentes estiverem se aproximando das residências.

Enquanto não ocorre o extermínio dos focos, alguns cuidados são necessários para evitar as picadas dos insetos, como por exemplo, o uso frequente de repelentes elétricos; os dermatologicamente testados, próprios para o corpo, sendo crucial proteger essencialmente as regiões das pernas, braços e pés; além de velas à base de citronela ou andiroba.

Do Jornal Expresso RN
Sociedade

Padre é suspenso por dar uma bênção na casa de um casal gay em Goiás

O padre César Garcia, de 53 anos, de Goiânia, foi afastado de suas funções religiosas – suspensão de ordem – pelo arcebispo da cidade, dom Washington Cruz, por ter dado uma benção na residência do casal homossexual Léo Romano, de 43 anos, e Marcelo Trento, de 38, no dia 20 de maio. O padre foi comunicado na terça-feira pelo bispo de sua decisão. Em entrevista ao GLOBO na manhã desta quarta-feira, o padre Garcia contou que não estimulou a união homoafetiva e nem simulou o casamento entre o casal, que já está junto há onze anos. Já Léo Romano e Marcelo Trento defendem a atitude do religioso. A Arquidiocese de Goiânia confirmou o afastamento, mas diz que ele é “temporário” e que vai apurar o ocorrido.

O padre Cesar Garcia (à esquerda) com Leo Romano (de branco) e Marcelo Trento durante evento na residência do casal, onde aconteceu a bênção.

O padre Cesar Garcia (à esquerda) com Léo Romano (de branco) e Marcelo Trento durante evento na residência do casal, onde aconteceu a bênção.

O padre César Garcia disse que fez uma celebração da palavra, como uma forma de abençoar a nova casa do casal. O religioso, que não vestia qualquer paramento e usava roupa comum na ocasião, classificou a atitude de dom Washington Cruz como uma truculência, diz que não feriu qualquer lei canônica e que comunicou previamente ao bispo que compareceria nesta celebração.

– O bispo se deixou guiar por interpretações fantasiosas, como se eu estivesse estimulado a união entre os dois. Não celebrei nenhum casamento. Sou muito prudente, quem me conhece sabe disso. Respeito os sacramentos e as pessoas. Tenho lisura nos meus atos. Não contrariei as leis canônicas – disse o padre César Garcia.

Com a decisão, César Garcia está proibido de executar os ritos sacramentais, como casamento e batizado, celebração de missa. Ele também deve ser julgado por um tribunal eclesiástico. O padre foi ordenado há 30 anos e atua na paróquia São Leopoldo, no bairro Jaó.

Casal defende o padre

Diante do afastamento do padre, Léo Romano e Marcelo Trento saíram em defesa do religioso. Romano também nega que a cerimônia tenha tido o sentido de confirmar uma união e sabe que o direito canônico proíbe celebração de casamento entre pessoas do mesmo sexo.

– Foi um lamentável episódio que ocorreu em virtude de uma bênção dada pelo padre César em uma celebração em nossa casa, onde festejávamos onze anos de união – disse Romano.

Em uma rede social, o arquiteto afirmou que o padre é conhecido da família e que falou “de amor” durante a visita:

“Padre César compareceu como amigo da família, que já celebrou casamentos de irmãos, cunhados e batizou sobrinhos. Ele falou de amor e abençoou nossa casa”, escreveu Romano na rede social.

O arquiteto classificou a atitude do bispo Washington Cruz de homofóbica.

“Sofremos essa reação homofóbica e retrógrada da igreja. Foi uma ação excludente e que não permite sequer que um ser humano manifeste seu afeto e carinho por outro”, escreveu.

De acordo com Romano, cerca de 120 pessoas participaram da festa em que o padre estava presente, e que comemorava onze anos da união do casal. Eles estavam inaugurando a casa nova, no condomínio Aldeia do Vale, de classe média alta em Goiânia.

Para o padre, caso teria tido tratamento legalista

O padre César Garcia diz acreditar que o bispo Washington Cruz foi pressionado por setores religiosos para adotar uma punição para a sua conduta:

– Fiz uma comunicação prévia. Por que então tomou essa atitude posterior? Com essa atitude, ele está matando a Igreja, o direito de ir e vir das pessoas aos encontros. Quem sou eu para julgar. Sua santidade o Papa Francisco deixou isso claro no início do seu pontificado a ser questionado sobre os homossexuais. Houve um pré-julgamento.

O padre ainda diz que tem recebido ligações de padres de vários lugares, que respeita a decisão do seu superior, mas que quer fazer esse debate. Ele critica o que entende ser excesso de poder nas mãos do bispo.

– O bispo tem poder absoluto. Funciona como uma monarquia. Tanto que ele fez a condenação a mim sem ouvir testemunhas. Sem a presunção da verdade. Ele se baseou nos entretantos. Com base em fotos de internet e sob a pressão de assessores e de setores fundamentalistas da igreja.

Ele também critica o tratamento legalista que teria sido dado ao caso:

– Não é questão legalista, mas de tratar as pessoas com respeito, bondade e acolhimento. Como padre, sou filho da Igreja. Não sou empregado da Igreja. E, com esse ato, ele baniu um filho, desagregou a família. E o filho tem o direito de pensar diferente. De ter suas razões.

Para o religioso, o bispo agiu de forma fundamentalista.

– Numa sociedade plural, numa pastoral urbana não é possível mais recorrer aos resquícios do fundamentalismo e usar a própria Igreja para punir aqueles que estão acolhendo as pessoas. O que ocorreu comigo foi uma condenação sumária e intempestiva.

O Globo
Sociedade

Gerente da Caixa Econômica é encontrado morto em Angicos

Carro de Nielsen foi encontrado carbonizado em estrada carroçável próximo à BR-304, em Angicos.

Carro de Nielsen foi encontrado carbonizado em estrada carroçável próximo à BR-304, em Angicos.

O corpo do bancário Nielsen Almeida foi encontrado no início da manhã desta segunda-feira (26) nas proximidades da BR-304, no município de Angicos, na região Central do Rio Grande do Norte. Nielsen era gerente de uma agência da Caixa Econômica Federal no bairro de Lagoa Nova, em Natal. Quem confirmou foi o pai do gerente, Fernando Almeida, que encontrou o corpo a cerca de 200 metros de distância do veículo que ele dirigia.

Nielsen desapareceu entre a noite deste sábado (24) e a madrugada de domingo (25). Natural de Assu, ele trabalhava em uma agência no na capital potiguar. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o carro do gerente foi encontrado carbonizado na noite do domingo, mas não havia nenhum corpo dentro.

Segundo o pai da vítima, ele mesmo encontrou o corpo durante uma busca no início desta manhã. “Localizei o corpo dele hoje pela manhã. Estava próximo ao carro, cerca de 200 metros do veículo”, disse Fernando.

De acordo com Felipe Barros, amigo da vítima, o corpo de Nielsen foi encontrado com vários ferimentos. Ele acredita que o gerente possa ter sido lançado para fora do veículo.

A polícia ainda não tem informações sobre o que pode ter acontecido com o funcionário federal. O corpo de Nielsen foi encaminhado para a sede do Instituto Técnico-Científico de Polícia do RN (Itep-RN), no bairro da Ribeira, em Natal.

G1
Sociedade

Promotor de Justiça vai fiscalizar a doação de habitações populares em Serra Negra do Norte

O Ministério Público Estadual, através do promotor de Justiça Diogo Maia Cantídio, com atuação na Comarca de Serra Negra do Norte, vem recebendo reclamações de cidadãos relatando irregularidades não apenas na distribuição de casas populares, mas também no cumprimento da Lei Municipal nº 382/05 por parte dos beneficiários.

A Lei Municipal nº 382/05, determinou que caberia à Prefeitura Municipal de Serra Negra do Norte a fiscalização do seu cumprimento, a qual, por meio de Decreto Municipal, deveria disciplinar tal fiscalização, o que, aparentemente, não foi providenciado até a presente data. Considerando que medidas precisam ser imediatamente tomadas, já que tanto a demanda por essas unidades quanto a insatisfação popular pela inércia da Prefeitura em solucionar os problemas, vem aumentando.

Tramita na Promotoria de Justiça o procedimento preparatório nº 007/2013-PmJ-SNN, que objetiva implementar e regularizar a fiscalização da política assistencial de doação de habitações populares aos cidadãos de Serra Negra do Norte.

Saúde » Sociedade

Escorpiões lideram acidentes com animais peçonhentos no RN

Os escorpiões lideram os acidentes com animais peçonhentos no estado, inclusive deixando Natal na terceira colocação no Nordeste com pessoas picadas. A proliferação de lixões nas periferias e a falta de uma coleta regular de entulhos são dois grandes responsáveis pela alta incidência de picadas de escorpiões nos últimos anos.

Levantamento do Centro de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde de Natal aponta que o número de acidentes com animais peçonhentos praticamente triplicou nos últimos anos e os escorpiões são os principais causadores desses ataques.

Sociedade

Lei da Palmada é aprovada na CCJ da Câmara dos Deputados

Após dois anos de tramitação na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, foi aprovado na noite desta quarta-feira (21), no colegiado, o projeto de lei que altera o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e proíbe a aplicação de castigos físicos a crianças e adolescentes.

Chamada até então de Lei da Palmada, o projeto seguirá para o Senado com o nome de Lei “menino Bernardo”, em homenagem ao garoto Bernardo Boldrini, assassinado no Rio Grande do Sul. Passado o debate acalorado da sessão promovida pela manhã e a presença da apresentadora Xuxa Meneghel, a bancada evangélica – que vinha obstruindo a votação do projeto nos últimos anos – cedeu e houve um acordo para a alteração do texto final.

O relator Alessandro Molon (PT-RJ) acrescentou apenas à definição de castigo a expressão “que resulte em sofrimento físico ou lesão” à criança ou ao adolescente. “Não queremos que as crianças sejam espancadas e tratadas de forma humilhante, seja com castigo físico ou não”, disse o relator.

Sociedade

Advogada ‘evangelizava’, seduzia e levava bens de presos

Uma advogada foi presa na última quinta-feira em Torres (RS) suspeita de enganar presidiários para tirar seus patrimônios. Segundo a Polícia Civil, a mulher enganou presos com bens e também aqueles com poder de mando para executar ações fora da cadeia.

A investigação indica que a mulher contava com a ajuda de um pastor evangélico conhecido como Folharada e com prestígio entre os presos. Ela se aproximava dos detentos para “evangelizar” e acabava por seduzi-los.

A advogada chegava a prometer ajudar na revisão criminal para tentar baixar as penas dos presos, mas acabava por se apropriar dos bens do detento.

Ela ainda tem prisão preventiva decretada por supostamente ter mandado executar um casal que disputava o patrimônio de um detento em Osório. As vítimas eram a irmã de um apenado e o marido dela.

A advogada é casada com um presidiário condenado a mais de 50 anos e que está no presídio de Camaquã. Este teria contratado o assassino.

BG
Política » Sociedade

Procurador vê indícios claros de tratamento privilegiado a mensaleiros

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) afirmando que há “indicativos bastante claros” de tratamento diferenciado a presos do mensalão na Penitenciária da Papuda, em Brasília. Ele cobrou providências das autoridades locais para garantir o tratamento isonômico com relação aos demais detentos. Caso isso não seja feito, os responsáveis pelo sistema prisional poderão ser responsabilizados pela irregularidade.

“As informações prestadas por autoridades da Defensoria Pública, do Ministério Público e do Judiciário, robustecidas por depoimentos formais de internos do sistema prisional local, formam um sólido contexto em que não há espaço para nenhuma cogitação de perseguição à administração prisional. Muito pelo contrário. Há indicativos bastante claros que demandariam uma atitude imediata das autoridades responsáveis”, afirmou Janot, em relação ao tratamento privilegiado a condenados no mensalão.

“Nunca é demais realçar a necessidade de que a autoridade administrativa tem a obrigação de conferir tratamento isonômico aos apenados que estiverem em idênticas condições de cumprimento de pena, e que a eventual não apuração de faltas administrativas em relação a todos os apenados podem – como cediço – acarretar responsabilidades a quem de direito”, completou o procurador.

O parecer foi enviado ao STF a pedido do presidente da Corte e relator do mensalão, ministro Joaquim Barbosa. Primeiro, foi encaminhado a Janot uma série de documentos elaborados no fim de 2013 pelo Ministério Público do Distrito Federal e pela Defensoria Pública contando que houve visitação em dias e horários não permitidos. Além disso, em inspeção, a Vara de Execuções Penais (VEP) constatou “clima de instabilidade e insatisfação” entre os presos, com relação a privilégios concedidos aos condenados no mensalão.

BG

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!