Arquivos:

Sem categoria

Idosa serial killer que fazia doces com restos de vítimas morre de covid na prisão

Sofia Zhukova, 81, uma serial killer que ficou conhecida por fazer doces com a carne de suas vítimas, morreu de covid-19 na prisão antes de seu julgamento na Rússia. De acordo com o jornal “The Sun”, ela foi acusada de matar três pessoas de forma brutal, entre elas uma menina de 7 anos.

Ela foi levada ao hospital para tratamento ao contrair a doença e morreu no último dia 29, mas a notícia foi divulgada agora.

A polícia também investigava se outros quatro assassinatos estariam ligados a Sofia.

Durante o julgamento, foram exibidos vídeos nos quais Zhukova usava um machado para mostrar a detetives como matou uma de suas vítimas.

Órgãos de um zelador, Vasily Shlyakhtich, teriam sido encontrados na geladeira da mulher, mas ela negou ser canibal.

Em seu depoimento, ela declarou: “Eu matei o zelador, mas ele me estuprou. O que você acha que eu deveria ter feito? Piquei ele com um machado”.

Sem categoria

Bolsonaro diz que Brasil está ‘uma maravilha’ e culpa imprensa por ‘fazer onda’

Um dia depois de dizer que o Brasil está quebrado, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou a repercussão sobre a fala e afirmou a apoiadores na frente do Palácio da Alvorada que o país “está uma maravilha”.

Bolsonaro se referiu à declaração de ontem com sorriso no rosto e disse que a imprensa “fez uma onda terrível”.

“Ontem você viu que eu disse que o Brasil está quebrado? O Brasil está bem, uma maravilha, a imprensa sem vergonha, essa imprensa sem vergonha, fez uma onda terrível aí. Para a imprensa voltava o Lula a Dilma, gastando R$ 3 bilhões por ano para eles”, disse.

Ontem, em seu primeiro dia de trabalho em 2021, Bolsonaro disse que não “consegue fazer nada” com o “país quebrado” e citou como exemplo as mudanças na tabela do Imposto de Renda.

“O Brasil está quebrado, chefe. Eu não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do Imposto de Renda, tá, teve esse vírus, potencializado pela mídia que nós temos, essa mídia sem caráter”, afirmou.

A declaração gerou grande repercussão, com opositores criticando a fala do presidente. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que Bolsonaro se referia ao setor público e não há divergência entre os dois na área econômica.

Sem categoria

VÍDEO: Padre cita IFRN em Currais Novos ou Parelhas, e diz que “só tem abortistas, feministas e gente do contra”

Viralizou no início desta semana um trecho do padre Stanley Lopes, pároco da Matriz de Jardim do Seridó, em que desafia fiéis a demonstrarem sua fé também fora dos limites da igreja, ao citar os campi do IFRN dos municípios de Parelhas e Currais Novos, em que diz que “só tinham feministas e abortistas”. Em nota, que foi destaque na Tribuna do Norte nesta terça-feira(05), o instituto reafirmou a liberdade religiosa dentro da instituição.

Veja a nota do Campus Avançado de Parelhas: 

“A Constituição de 1988, atual constituição vigente no Brasil, no seu Art. 5°, estabelece que “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País, a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”.

O mesmo artigo fundamenta o princípio de que o Estado é laico e de que deve proteger e assegurar que o individuo possa ter liberdade de expressão e religiosa.

Além disso, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, de 1961) no Art. 3, inciso II, estabelece como princípio para educação a “liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber”.

Esta mesma lei também dispõe no Art. 35, inciso III, sobre “o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico”.

Diante deste contexto legal, os Institutos Federais fazem parte da rede de educação pública e são instituições laicas. Desta forma, os mesmos não são encarregados de promover educação religiosa de nenhum tipo. O que cabe à nossa escola, enquanto promotora de educação, é mostrar, através das disciplinas de História, Geografia, Literatura, Filosofia e Sociologia, o tema religioso, sem fazer referência para sustentação de valores, visões de mundo comportamentos ou atitudes. Mas garantindo a diversidade de pensamento e a discussão crítica dos temas.

Ademais, dentro do Instituto Federal, alunos e funcionários são livres para se expressar, podendo sim carregar cruzes no peito e outros símbolos da sua religião, porque é direito constitucional. Mas nossa instituição jamais poderá ensinar a respeito de religião e de crenças espirituais porque essa não é a função da escola.

O ensino desses conhecimentos religiosos é função da Igreja Católica e das demais religiões, para cativar os jovens e ensiná-los sobre as doutrinas religiosas que eles “devem” seguir.

Para ilustrar o nosso papel, tomo como exemplo eu, Ramon Viana, professor e Diretor Geral do IFRN Campus Avançado Parelhas.

Sou católico, praticante de ir à missa todos os domingos e ser Ministro da Eucaristia. Sustento meus valores e visões de mundo segundo a minha religião. No entanto, não me cabe ensinar e nem promover dentro do Instituto, que é instituição pública e laica (nunca é demais reforçar!), minha religião e o que eu acredito. Isso porque, antes de qualquer coisa, eu tenho que ter respeito às demais pessoas que não seguem a mesma religião que eu sigo. E do mesmo jeito que eu tenho direito de acreditar no que eu quiser, as outras pessoas também possuem esse direito. Então sejam católicos, evangélicos, umbandistas, judeus, ateus, agnósticos e demais crenças religiosas, as pessoas sempre serão respeitadas e terão sua liberdade de expressão e de religião dentro do Campus Avançado Parelhas. E não é o Diretor Geral que está estabelecendo isso, é a Constituição de 1988 que rege nosso país.

A respeito do Campus Avançado Parelhas ter “feministas, esquerdistas, abortistas, gente do contra e da ideologia de gênero”, voltamos ao Art. 5° da Constituição Brasileira e aos Art. 3 e Art. 35 da LDB.

Cada pessoa é livre para ter um ponto de vista e ter as suas defesas a respeito dos temas polêmicos que surgem na sociedade, e isso é um direito que jamais, dentro do nosso Campus, será negado ou violado. O papel da nossa instituição é não conceder valores obrigatórios aos respectivos temas. Entretanto, a nossa escola tem a função, muito significativa dentro da sociedade, que é o de formar cidadãos críticos e com pensamento autônomo.

Sendo assim, temas como “a luta das mulheres por direitos”, “a política brasileira e internacional, atual e ao longo da história”, “ a diversidade de gêneros”, entre outros assuntos polêmicos, serão discutidos sim, como garante a lei. Mas, repito, isso ocorrerá sempre sem fazer referência para sustentação de valores, visões de mundo, comportamentos ou atitudes de forma absoluta e obrigatória.

Tomo, ainda como exemplo, a educação sexual. Não cabe à escola dizer se o adolescente deve ou não ter relações sexuais. Mas, cabe à escola ensinar as formas de prevenir gravidez, o que são as DSTs e as formas de prevenção, o que é violência sexual, como detectá-la e como denunciá-la. O ensinamento escolar visa a formação para cidadania.

Por fim, destaco novamente que nossa escola é laica e que vai assegurar os diretos de todos, segundo a Constituição de 1988 e a LDB. Aproveito o espaço para convidar toda a comunidade a conhecer o que o IFRN Campus Avançado Parelhas vem fazendo na vida de milhares de jovens e adolescentes ao longo dos anos. Promovemos educação de qualidade, e, acima de tudo, formamos cidadãos para melhorar o mundo em que vivemos.

Damos perspectivas de vida a esses jovens e a essas famílias, que muitas vezes não tiveram oportunidades. E essa sempre vai ser a maior missão da nossa escola, não julgar o que nossos alunos e funcionários acreditam e defendem, mas fazer com que nossos alunos possam acreditar em um futuro muito melhor e com oportunidades de crescimento intelectual, profissional e material, amparados em uma formação cidadã.

Ramon Viana de Sousa

Diretor Geral do Campus Avançado Parelhas”

Sem categoria

Covid-19 causa distúrbios neurológicos até com sintomas leves, alerta neurocientista

Neurocientista Daniel Martins-de-Souza. Foto: Agência Unicamp

A retomada do avanço da Covid-19 registrada a partir de novembro ameaça levar ao crescimento do número de pessoas acometidas por distúrbios neurológicos, de depressão a problemas de memória. O alerta é do neurocientista Daniel Martins-de-Souza, do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Ele é um dos coordenadores do grupo de cientistas de várias instituições brasileiras que descobriu alterações na estrutura do córtex cerebral, mesmo em pessoas com sintomas leves de Covid-19. O mesmo grupo comprovou que o coronavírus infecta células cerebrais e afeta suas funções.

Além da Unicamp, o estudo brasileiro contou com a Universidade de São Paulo (USP) em colaboração com o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (Idor) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O córtex é a região mais nobre e complexa do cérebro. Está ligado a funções fundamentais, como consciência, memória, linguagem, cognição e atenção. Alterações no córtex acontecem em doenças neurodegenerativas graves, como os males de Alzheimer e Parkinson. E, por isso mesmo, os cientistas pretendem acompanhar as pessoas examinadas no estudo de Covid-19 por dois anos, para detectar se houve sequelas.

— A Covid-19 pode afetar o sistema nervoso central. Sabemos que 30% das pessoas com Covid-19 apresentam sintomas neurológicos, isso é muito grave. Pacientes com sintomas leves apresentam alterações na estrutura cortical, e isso está associado à depressão, ansiedade e até mesmo a déficits cognitivos. Com mais gente adoecendo, mais pessoas sofrerão esses problemas — destaca Martins-de-Souza.

O trabalho brasileiro também mostrou que o Sars-CoV-2 é capaz de infectar e se replicar nos astrócitos, células de suporte e as mais numerosas do sistema nervoso central. Isso foi observado por meio de autópsias de vítimas da Covid-19.

Ao afetar os astrócitos, o coronavírus pode prejudicar o funcionamento dos neurônios, que precisam dos astrócitos para se nutrir. Experiências em culturas de células realizadas por Martins-de-Souza mostram que os neurônios se tornam menos viáveis se os astrócitos são infectados.

É como uma reação em cadeia. O vírus ataca os astrócitos e, infectados, eles morrem ou deixam de cumprir seu papel de suporte aos neurônios. Estes então passam a não levar mais direito os sinais nervosos. O resultado pode ser uma gama de problemas, tão variados quanto dificuldade de raciocínio, perda de memória e depressão.

As alterações no córtex de pessoas com Covid-19 branda foram identificadas por meio de exames de ressonância magnética. Essa parte do estudo brasileiro foi liderada pela cientista Clarissa Yasuda, do Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia/Brainn/Unicamp. Yasuda analisou imagens do cérebro de 81 pessoas que tiveram Covid-19 com sintomas leves.

Os exames foram realizados, em média, dois meses após o surgimento dos primeiros sintomas da Covid-19. E um terço dos participantes ainda apresentava nesse período problemas neurológicos ou neuropsiquiátricos, como ansiedade, fadiga, dor de cabeça, depressão, perda de paladar, de sono e do desejo sexual.

Foram identificadas diferentes alterações na estrutura cortical, como aumento ou perda de espessura. O próximo passo do trabalho será descobrir se essas alterações são temporárias ou permanentes.

— Esperamos que nosso trabalho sirva como alerta. Nossos dados mostram o quão perigoso é se expor ao coronavírus ou “querer pegar logo isso para ficar livre”. Mas, se nessa de pegar logo, a pessoa sofre uma complicação neurológica? Nossa pesquisa mostra que é melhor fugir dessa ideia. Não dá para predizer quando a “gripezinha” vai se transformar num distúrbio neurológico. Não tem como saber — frisa Martins-de-Souza.

‘Muito trabalho à frente’

Os dados produzidos pelo estudo oferecem informações importantes para tratar a Covid-19, mas a ciência ainda está longe de compreender totalmente a doença.

No fim de 2020, dois novos estudos internacionais publicados na Nature Neuroscience trouxeram evidências do ataque direto do Sars-CoV-2 ao cérebro. O primeiro, realizado pela Universidade de Washington, demonstrou em animais que proteínas do vírus atravessam a defesa do cérebro, a barreira hematoencefálica (a proteção natural contra substâncias tóxicas e infecções).

Outra pesquisa, esta da Universidade Charité (Alemanha), reuniu por meio de autópsias em vítimas fatais da Covid-19 mais evidências de que o coronavírus usa o nariz para chegar ao cérebro.

— Todos esses estudos são importantes e reforçam nossas descobertas. A ciência ainda não desvendou os mecanismos de ataque do coronavírus ao sistema nervoso central — frisa Martins-de-Souza.

Ele explica que demonstrar a queda da barreira em animais é um primeiro passo para indicar que o mesmo poderia acontecer com seres humanos. Mas há outras hipóteses não excludentes, como a da invasão do vírus através do nariz, via nervo. E alguns pesquisadores já levantaram a hipótese de o coronavírus chegar ao cérebro pelo nervo vago (o maior nervo craniano, que vai do cérebro ao estômago).

— Avançamos muito, mas essa é uma doença complexa. Temos muito trabalho à frente — diz o neurocientista.

Sem categoria

A Ivermectina

O presidente Jair Bolsonaro divulgou em suas Redes Sociais uma tabela da Organização Mundial da Saúde (OMS) em que mostra que há uma “baixíssima taxa de óbitos por Covid-19 em países africanos”.

O prefeito de Natal (RN), Álvaro Dias, defende a mesma tese e acha que a Ivermectina reduz os riscos da Covid-19. Aliás, não só defende, como faz a distribuição gratuita do medicamento nos postos de saúde.

Sem categoria

Estudantes poderão conferir local e data de prova do Enem nesta terça-feira (5)

Estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão acessar o cartão de confirmação de inscrição da prova nesta terça-feira (5/1). A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Com o cartão, o candidato pode verificar o número de inscrição, data, hora e local do exame. O documento está disponível na Página do Participante. Em função da pandemia do novo coronavírus, a avaliação será realizada nas modalidades impressa e digital.

Vale lembrar que as provas, na modalidade impressa, estão marcadas para ocorrer entre 17 e 24 de janeiro deste ano. O Enem Virtual, por sua vez, será realizado entre 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Ao todo, 5.783.357 inscrições foram registradas.

O estudante não é obrigado a levar o cartão de confirmação de inscrição no dia da prova. O Inep, no entanto, recomenda aos participantes que levem a documentação mesmo assim.

Sem categoria

Crueldade de criminosos que invadiram casa de sindicalista no Seridó

Casa de sindicalista foi invadida por criminosos no último sábado, na zona rural de Jardim do Seridó, e uma das filhas da vítima teve o dedo cortado com uma foice, segundo relatos. Acompanhe os detalhes:

Bandidos cortaram parte do dedo de uma jovem de 20 anos com uma foice durante um arrastão em uma casa na zona rural do município de Jardim do Seridó, distante cerca de 240 quilômetros da capital Natal.

O caso aconteceu por volta das 22h30 do sábado (2) e foi confirmado pela Polícia Militar da região. A família mora numa comunidade conhecida como Barra do Rio. A vítima foi a filha do casal. Segundo a Polícia Militar, além de ferirem a jovem, os criminosos também roubaram vários pertences da casa.

“A família viveu momentos de terror nas mãos de criminosos que invadiram a residência deles na comunidade de Barra do Rio, na zona rural de Jardim do Seridó. Além de roubarem valores e bens, os criminosos ainda cortaram o dedo da filha do homem com uma foice”, disse o sargento Cleando César, da 2ª Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar, em Jardim do Seridó.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Sem categoria

SEBRAE financiou obra de arte de “vagina” em Pernambuco

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) foi financiador da obra de arte de “vagina” em Pernambuco, que ganhou bastante repercussão nos últimos dias. A peça está localizada na Usina Santa Terezinha, em Água Preta, município da Zona da Mata Sul de Pernambuco.

Ela foi feita pela artista plástica pernambucana Juliana Notari, que lançou a obra e chamou-a de Diva. É uma vagina de 33 de metros de altura, 16 de largura e 6 metros de profundidade, recoberta por concreto armado e resina.

A vagina gigante faz parte do projeto Usina de Arte, que recuperou o espaço e o transformou em um grande museu a céu aberto, propondo novas visões da arte. A artista desenvolveu o projeto Diva enquanto fazia residência cultural no local.

Sem categoria

Eduardo Bolsonaro faz visita-surpresa à Casa Branca a convite da filha de Trump

A menos de dois dias da oficialização pelo Congresso da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais de novembro e a 16 dias de sua posse, alguns dos principais nomes da política externa do governo Jair Bolsonaro emitiram manifestações públicas de estima pelo governo de Donald Trump nesta segunda-feira.

Acompanhado por Nestor Forster, embaixador brasileiro em Washington, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) esteve na Casa Branca na tarde desta segunda-feira, a convite da filha de Donald Trump, Ivanka. A informação foi apurada por Raquel Krähenbühl, correspondente da GloboNews. Segundo ela, além de Forster, Eduardo esteve junto da mulher, Heloísa Bolsonaro e da filha do casal, Geórgia.

O filho do presidente, que preside a Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados e atua como embaixador informal do governo, está de férias. O encontro não tinha sido anunciado antes, e o único registro disponível até agora é um vídeo feito pela própria repórter. Não se sabe se Eduardo Bolsonaro esteve com alguma autoridade americana, mas ele não aparecia na agenda pública de líderes do governo.

Horas antes, o secretário de Estado de Trump, Mike Pompeo, publicou duas mensagens se referindo ao governo Bolsonaro no Twitter. Pompeo fazia uma retrospectiva de seu mandato, referindo-se a ações tomadas em relação a vários países. Quando abordou o Brasil, disse:

“Nosso relacionamento com o Brasil está na maior alta até hoje. Juntos com o governo Jair Bolsonaro, assinamos um novo acordo comercial de três partes, designamos o Brasil como um aliado importante extra-Otan e lançamos o Diálogo da Estrutura Ambiental EUA-Brasil”.

Em outra mensagem, direcionada a Ernesto Araújo, escreveu: “Não há chanceler mais amante da liberdade do que você Ernesto Araújo. Você, eu, a liberdade. O jogo está rolando”.

Pompeo também postou várias fotos de encontros com Araújo, assim como uma imagem de sua vinda à posse de Bolsonaro.

O chanceler brasileiro respondeu horas depois: “Mike Pompeo, sua visão, sua coragem e sua dedicação aos ideais que consideramos mais caros são uma verdadeira bênção. Patriotas americanos e brasileiros estarão lado a lado, aconteça o que acontecer. Sabemos que a liberdade está em jogo no mundo inteiro. O jogo está rolando!”.

Sem categoria

RN tem a 4ª menor taxa de letalidade para a covid-19

Com a marca de 3 mil mortes causadas pela Covid-19 ultrapassada no domingo (3), o Rio Grande do Norte possui a quarta menor letalidade da doença entre os Estados do Nordeste conforme números do Ministério da Saúde. O Estado possui 86 óbitos para cada 100 mil habitantes, letalidade superior somente à Bahia, Maranhão e Alagoas. Entretanto, a situação local é considerada “moderada” por especialistas, com curvas que indicam redução de novos casos e aumento de mortes nas últimas semanas.

Nesta segunda-feira (4), a Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap/RN) confirmou 3.011 óbitos causados pela Covid-19 e 119.186 casos confirmados da doença. Os números foram alcançados após uma aceleração no número de novos casos observados a partir de 1º de outubro até 1º de dezembro, quando a média móvel chegou em 768 casos por dia – maior média registrada pelo Estado desde maio.

Com o atual número de mortes confirmadas, o Rio Grande do Norte tem uma letalidade menor que o Ceará, Sergipe, Pernambuco, Paraíba e Piauí, de acordo com os dados do Ministério da Saúde. Em Sergipe, que tem a segunda maior letalidade, o número de mortes absolutas é de 2.508 entre 2,22 milhões de habitantes.

Nacionalmente, a letalidade do novo coronavírus é de 93 mortes para cada 100 mil brasileiros. A taxa do Nordeste é de 84 mortes para cada 100 mil habitantes, ainda de acordo com o Ministério da Saúde. “Com relação à média do Brasil e do Nordeste, o Rio Grande do Norte está em uma situação moderada e, portanto, deve estar sempre em alerta para manter o controle da pandemia”, analisou o especialista Ricardo Valentim, diretor do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS-UFRN) e membro do Comitê Técnico-Científico da Sesap/RN.

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!