Arquivos:

Saúde

Deputado Ezequiel recebe alta da Casa de Saúde São Lucas

Ezequiel está acometido de uma crise aguda de diverticulite, problema que já enfrentou em 2010.

Ezequiel está acometido de uma crise aguda de diverticulite, problema que já enfrentou em 2010.

O deputado estadual Ezequiel Ferreira (PMDB) recebeu alta nesta terça-feira (30) e deixou a Casa de Saúde São Lucas, em Natal, após cinco dias internado.  Apesar de já ter deixado o hospital, o deputado deve permanecer em repouso absoluto.

Ezequiel sentiu as primeiras dores após o Natal, que passou com familiares. O deputado estava tomando antibióticos para diminuição do quadro de infecção. Nos últimos dias, Ezequiel se submeteu a um tratamento intensivo e teve suas taxas de leucócitos = infecção e PCR (inflamação) bastante reduzidas.

“Quero agradecer a todos que fazem à Casa de Saúde São Lucas, desde os diretores, ao corpo clínico e funcionários, em especial a equipe do Dr. Sílvio José Dantas (Cirurgião Geral)”, comentou Ezequiel em sua rede social.

BG
Saúde

Um ano após acidente, situação de Schumacher ainda é um mistério

Em 29 de dezembro de 2013, Schumacher se chocou de cabeça contra uma pedra enquanto esquiava.

Em 29 de dezembro de 2013, Schumacher se chocou de cabeça contra uma pedra enquanto esquiava.

Ainda envolto em mistérios, o grave acidente de esqui sofrido pelo ex-piloto alemão Michael Schumacher nos Alpes Franceses completa um ano nesta segunda-feira. Em 29 de dezembro de 2013, Schumacher se chocou de cabeça contra uma pedra enquanto esquiava com sua família e alguns amigos em Meribel, o que lhe provocou um grande derrame no cérebro, mesmo usando capacete. Atualmente, o maior campeão da história da Fórmula 1 permanece em recuperação em sua casa em Gland, na Suíça.

Schumacher foi levado para o local em setembro após ter despertado de um coma induzido no hospital de Grenoble, na França, e de ter passado um tempo em uma clínica de reabilitação de Lausanne. As manifestações de apoio de familiares, amigos e fãs e, sobretudo, o clima de segredo em torno do quadro clínico do ex-piloto marcaram o primeiro aniversário do acidente. Schumacher completará 46 anos em 3 de janeiro.

De acordo com as últimas informações oficiais, Schumacher trabalha diariamente na recuperação de suas capacidades. O processo, segundo os especialistas, pode durar vários anos e tem sucesso incerto. Enquanto alguns médicos confiam que o ex-piloto poderá em algum momento voltar a ter uma vida normal, outros especialistas consideram que Schumacher permanecerá em estado vegetativo.

Além de algumas especulações – geralmente otimistas -, pouquíssimos detalhes sobre a evolução do quadro do alemão foram revelados. Tanto a família quanto a equipe médica preferem manter o caso em sigilo. “Ele está progredindo, levando em consideração a complicada situação, mas vai ser um longo e difícil processo. Vamos dar tempo ao tempo. Só posso voltar a agradecer o apoio que a família tem recebido. Estão todos muito tocados com as mensagens de carinho. Acho que esta energia positiva pode ter um bom efeito”, afirmou a assessora pessoal do heptacampeão, Sabine Khem, à agência Reuters nesta semana.

Na mesma entrevista, Kehm rebateu as declarações do ex-piloto Philippe Streiff ao jornal francês Le Figaro. Na ocasião, Streiff afirmou que Schumacher está em uma cadeira de rodas, com graves problemas de fala e memória. Ele disse ainda que o heptacampeão está “começando a reconhecer a esposa e os filhos”. Sabine Kehm não confirmou as informações e disse que Streiff “nunca foi um amigo próximo” de Schumacher e sua família. “Não posso confirmar isso. Só posso confirmar que não sei de onde Sr. Streiff obteve essa informação, porque ele não teve nenhum contato conosco, nunca.”

Em julho, a esposa Corinna Schumacher foi pouco conclusiva ao falar da situação do marido: “Vamos continuar lutando, certamente lentamente, mas pelo menos avançando”. O secretismo provocou um fato obscuro em agosto, quando foi roubado o relatório médico do heptacampeão e oferecido – sem sucesso – em troca de dinheiro a vários veículos de comunicação. O principal suspeito foi um membro da guarda de salvamento suíço que se suicidou um dia após ser detido por esse motivo.

G1
Saúde

Hospital Psiquiátrico pode suspender atendimento pelo SUS a partir de janeiro

Direção do Severino Lopes dá prazo para SMS corrigir valores de diária de internação e quitar serviços não pagos.

Direção do Severino Lopes dá prazo para SMS corrigir valores de diária de internação e quitar serviços não pagos.

O Hospital Severino Lopes poderá não receber mais pacientes portadores de transtornos mentais e dependentes químicos conveniados do Sistema Único de Saúde (SUS) e encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a partir do dia 4 de janeiro próximo. Isso porque a unidade, que é filantrópica e vive de doações e convênios, reivindica a correção dos valores pagos por diária de internação e o pagamento dos serviços prestados à pasta nos meses de outubro e novembro, e que ainda não foram quitados.

Segundo o diretor administrativo Cláudio Fernandes, o hospital vive em dificuldades financeiras e não tem condições de arcar com as despesas necessárias com internação, alimentação, medicação dos pacientes e pagamento dos salários e direitos trabalhistas dos funcionários com os valores irrisórios pagos pela SMS para os leitos usados pelo SUS. Ele falou que hoje, é pago pelo município R$ 43,73 aos hospitais psiquiátricos e R$ 300,00 aos hospitais clínicos conforme determina a Portaria 148, de 1º de dezembro de 2014.

“Paralisamos ontem e concedemos o prazo de dez dias para que o município responda às nossas solicitações, porque não temos mais condições de continuar assim, vivemos de doações, convênios e fomos obrigados a fazer dois empréstimos bancários para arcar com as despesas mensais. E sempre que procuramos a SMS, a resposta sempre é a mesma: tem que esperar. O problema é a burocracia e a irresponsabilidade com a saúde mental, que é grave”, explicou.

Ele disse que, dos 160 pacientes atendidos pelo SUS, 60 são institucionalizados, ou seja, estão internados lá há muitos anos e não têm família ou local para onde ir, caso a unidade realmente precise suspender os atendimentos aos pacientes da rede pública. “Isso me dói muito, trabalho há 36 anos e temos pacientes que, em surto psicótico, podem se machucar e até matar pessoas, diferente de um que pode ser atendido em centros de atenção psicossocial (Caps) ou consultórios psiquiátricos”, desabafou.

O gerente administrativo, Uédson Silva, disse que, com a suspensão, a Saúde Mental em Natal irá piorar ainda mais, já que apenas o Severino Lopes e o João Machado oferecem o serviço. Isso porque a unidade vive com a lotação máxima e, com o fechamento das portas, o segundo receberá toda a demanda. “Essa também é uma das nossas preocupações, porque um paciente desses pode oferecer risco a todos, inclusive ele e, sem o tratamento adequado, pode ter um surto a qualquer momento”, lamentou.

Acabados os dez dias, contados desde ontem, caso a resposta seja positiva, a parceria com o município continua. “Mas, sendo negativa, não teremos mais possibilidades de continuar essa prestação de serviços de saúde. Estamos no aguardo de uma resposta positiva para que os portadores de transtornos mentais e os dependentes químicos da nossa cidade mão venham perder mais um equipamento de acolhimento e tratamento”, enfatizou.

Alessandra Bernardo / Jornal de Hoje
Saúde

Teste da linguinha em recém-nascidos passa a ser obrigatório em todo o país

A determinação foi criada pela Lei 13.002/2014.

A determinação foi criada pela Lei 13.002/2014.

A partir desta semana, hospitais e maternidades das redes pública e particular passam a ser obrigados a fazer o chamado teste da linguinha em recém-nascidos. A determinação foi criada pela Lei 13.002/2014. O objetivo do exame é detectar se existe alguma alteração no chamado frênulo, membrana que liga a língua à parte inferior da boca – também conhecido como freio. A alteração pode gerar a popular língua presa.

A comerciante Eliane Tobar descobriu que o filho mais novo, hoje com 1 ano, tinha o problema quando encontrou dificuldade para amamentar. O diagnóstico foi feito um mês depois do nascimento do bebê. “Eu reclamei para a doutora que na hora em que ele ia mamar, doía muito. A dor era insuportável no braço. Ele mamava a cada 20 minutos, meia hora”.

A fonoaudióloga e integrante da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Roberta Martinelli criou a metodologia para fazer a avaliação de bebês e diagnosticar o problema. “No primeiro momento, o teste veio para detectar a língua presa, que é quando esse fio está fixado mais para a ponta da língua. Só se considera língua presa quando limita o movimento”. Os problemas vão além da dificuldade na fala. No caso dos recém-nascidos a alimentação pode ser prejudicada, já que afeta a sucção. “Tem sido uma das maiores causas de desmame precoce. Ele [o bebê] pode ter dificuldade de passar para a papinha porque tem dificuldade de deglutição. Por volta de um ano e meio, pode ter problemas no processo mastigatório também”.

A fonoaudióloga lembra que o exame observa os aspectos físicos da língua, mas que outras características também precisam ser avaliadas como, por exemplo, a maneira como a criança mama e até mesmo o choro.  “A gente observa características do choro porque o bebê que tem essa língua presa sobe mais as laterais do que a ponta da língua. Ela [a ponta] fica mais baixa que as laterais”. No caso do filho de Eliane, a solução foi um procedimento cirúrgico conhecido como pique. Um corte foi feito no freio para que a língua pudesse ter mais movimento. Com anestesia local, a cirurgia dura poucos minutos e logo em seguida a criança já pode ser amamentada.

O filho mais velho de Eliane também foi diagnosticado com a língua presa mas, diferentemente do caçula, já estava maior. A mãe comenta a dificuldade que teve de alimentar o primeiro filho. “Foi uma pena mesmo que eu não consegui amamentar, porque tinha leite mas não conseguia. Ele não dava conta de engolir”. A cirurgia, nesse caso, também foi recomendada.

Apesar de a lei ser considerada um avanço em alguns aspectos, a pediatra Patrícia Salmona, que integra o Departamento de Genética Clínica da Sociedade Brasileira de Pediatria, acredita que é preciso considerar alguns pontos com relação ao tratamento. Ela conta que existem graus diferentes de língua presa e, por isso, o tratamento varia. “Nem todas têm a indicação do tratamento do pique na língua. As que não têm indicação cirúrgica poderiam ser mandadas sem necessidade [para cirurgia]”.

Patrícia lembra que, muitas vezes, não há consenso entre os profissionais que fazem o teste com relação ao procedimento cirúrgico. “A prevalência da língua presa gira em tono dos 15% mas, desses, nem 10% têm indicação de fazer o procedimento. Metade seria necessária e na outra metade fica a dúvida”. Ela explica que, muitas vezes, a criança precisa ser reavaliada e defende que o diagnóstico seja feito por profissionais habilitados.

Para a fonoaudióloga Roberta Martinelli, os profissionais precisam ser treinados e é necessário adotar um protocolo para ajudar na padronização do teste. “Enquanto não se tiver uma padronização, vão fazer no ‘achômetro’ e isso não pode. Estamos lidando com bebês. O protocolo só indica para a cirurgia quando o caso é extremamente nítido. E esses casos não podem sair da maternidade sem diagnóstico”.

Segundo a assessoria do Ministério da Saúde, as diretrizes que trarão o detalhamento para o diagnóstico estão sendo elaboradas pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias e um grupo de trabalho formado pela Coordenação-Geral de Saúde da Criança, diz a nota. Ainda conforme o texto, a diretriz nacional trará recomendações sobre como fazer o teste, e o ministério tem orientado os profissionais sobre a importância da avaliação.

De acordo com a assessoria do ministério, mesmo sem a regulamentação, a aplicação da lei está valendo e a norma vai reforçar o que já é feito hoje. A avaliação e a cirurgia são oferecidas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), assim como outros testes importantes como o do pezinho, da orelhinha e do olhinho.

O deputado federal autor da lei, Onofre Augostini (PSD-SC), informa que o Ministério da Saúde será o responsável pela fiscalização e acredita que com a obrigatoriedade, muitos problemas serão evitados. “Vai evitar que quando a criança fique adulta, se ela apresentar a deficiência chamada linguinha presa, tenha dificuldade para falar, para amamentar”.

Martinelli diz que agora a expectativa é de que as diretrizes do ministério sejam logo elaboradas. “O que queremos é que não demore muito. Quanto mais demora, mais as maternidades vão demorar a se adequar”.

Para Patrícia Salmona, a grande vantagem da lei é que a partir de agora mais crianças poderão ser diagnosticadas. “Não é uma frequência tão baixa. Então, fazer uma triagem é interessante. Seremos o primeiro país a fazer essa triagem”. E completa: “Vem para somar, como uma ferramenta a mais para o médico”. Ela observa que caso a cirurgia seja necessária, quanto menor a criança, mais rápida é a recuperação. “A cirurgia seria praticamente indolor. Não é uma cirurgia grande, mas logo que nasce é uma coisa ínfima”.

Saúde

SAÚDE: Carreta “SESC Saúde Mulher” entra em recesso e retorna atendimento no dia 07 de janeiro

Carreta SESC Saúde Mulher.

Carreta SESC Saúde Mulher.

Mais de quatrocentas mulheres currais-novenses já foram atendidas pela carreta “SESC Saúde Mulher” instalada no Largo do Tungstênio Hotel desde o dia 01 de dezembro e que deverá oferecer exames e consultas ginecológicas até fevereiro de 2015. Os atendimentos e agendamento de exames de mamografia, ultrassonografia e preventivos estarão suspensos a partir dessa sexta-feira (19) até o dia 06 de janeiro, período em que os profissionais da unidade estarão em recesso de fim de ano. De acordo com a equipe do SESC Saúde Mulher já foram realizados 94 ultrassonografias, 201 preventivos e 162 mamografias, ou seja, 457 atendimentos. “Estamos felizes com o trabalho realizado em prol da saúde da mulher currais-novense e nossa expectativa é atender o maior número de pessoas”, disse Cristina Lira, uma das coordenadoras da unidade. A instalação da carreta no município é uma parceria entre a Prefeitura Municipal e o Sistema Fecomércio/RN por meio do SESC que disponibilizará para milhares de mulheres até o dia 27 de fevereiro de 2015 ações preventivas e de promoção à saúde.

Esta unidade é uma iniciativa do Sistema Fecomércio/RN por meio do SESC e é a primeira do país com atendimento exclusivo às mulheres. Em 2014 a carreta já realizou mais de 4 mil exames de mamografia, e conta em sua estrutura com um dos mamógrafos mais modernos e de alta complexidade do Estado.

Bem estar » Saúde

Projeto JEITO LEVE DE SER comemora um ano de boas experiências

ii

O grupo é formado por sete mulheres e já conseguiram eliminar mais de 70 quilos juntas. 

Criado em dezembro de 2013, o projeto JEITO LEVE DE SER foi idealizado por Ana Dheisy Batista de Souza Pinheiro (30) que, lutando contra a obesidade, começou a acompanhar na internet blogs que divulgavam o diário alimentar, assim como atividades físicas e dificuldades do dia a dia de outras pessoas acometidas pelo mesmo problema.

Encantada com os primeiros resultados, quase sempre positivos, Dheisy criou um grupo no Whats App com o objetivo de promover a troca de experiências com as amigas mais próximas, que logo foram aderindo à proposta. E aquilo que era para ser apenas um incentivo para ela, passou a ser uma pequena rede de auto-ajuda.

Hoje, o grupo é encabeçado por sete mulheres, todas com histórias inspiradoras de superação, que já conseguiram eliminar mais de 70 quilos juntas e, mesmo sendo tão diferentes, conseguem se completar. Segundo elas, esses são os segredos do sucesso: aceitação, respeito, espírito solidário, companheirismo e amor.

De diferentes idades, profissões e interesses, cada uma com sua identidade, defeitos e qualidades, diariamente se ajudam e se mantêm firmes na alimentação saudável, na prática de exercícios físicos e na busca da melhoria da qualidade de vida. Quando uma precisa, todas se dispõem a ajudar, assim como se dedicam a ajudar também a outras pessoas. Aliás, esse é mais um propósito do grupo, “fazer o bem sem olhar a quem”. Hoje, cada uma dessas sete mulheres, ajudam várias outras pessoas que querem alcançar o mesmo objetivo.

No 1° aniversário do PROJETO JEITO LEVE DE SER as divas: Ana Dheisy Batista de Souza Pinheiro (30), Gilmara Cristiane Vitor Menezes (37), Heloisa Helena Furtado de Oliveira (31), Janne Kelly de Araújo Nunes (26), Lyadja Giúlia Gomes dos Santos Galvão (26), Márcia Carla de Araújo Silva (40) e Railka Viviane de Araújo Lima Trindade (27) comemoraram com um ensaio fotográfico, cujo intuito é mostrar que a beleza está na essência humana.

No dia das fotos, elas se arrumaram e se divertiram muito. Em meio à maquiagem disseram: “não somos manequins, somos mulheres comuns, casadas, mães, profissionais que, mesmo com as dificuldades do dia a dia, encontramos tempo e motivos para cuidarmos da nossa feminilidade, vivemos e pensamos de forma leve, procuramos dar à vida as cores do amor”. Com essa filosofia, elas destacaram a parceria do grupo na troca de energias positivas, de receitas saudáveis e exercícios que realizam.

Ao serem questionadas sobre o segredo da união do grupo, elas são unânimes na resposta: “Entre nós não há competição, torcemos pelo sucesso uma da outra, nossas diferenças nos completam. Não sabemos de onde vem tanta cumplicidade, deve ser providência de Deus, a única certeza que temos é que queremos ajudar a outras pessoas que sofrem com a obesidade”.

De personalidades fortes, as meninas do JEITO LEVE DE SER servem de incentivo e inspiração e deixam bem claro que não buscam o corpo perfeito, nem os melhores resultados em se tratando de estética. O que elas buscam é o equilíbrio do bem-estar pessoal com o meio em que vivem. Para finalizar, elas deixam o seguinte recado: “para alcançar objetivos de sucesso é fundamental que se tenha META, DESEJO DE MUDAR E FORÇA DE VONTADE PARA REALIZAR”. Nossos agradecimentos especiais aos nossos parceiros Hering, Tendência, Academia Agitação na pessoa de Paulinha, Ayane Make up, Estúdio Mazilton Galvão, Salto Dezoito e Athleta Fitness.

Mazilton Galvão
Saúde

O “Rei do Futebol” recebe alta após 15 dias tratando de uma infecção urinária

Pelé agradeceu a equipe médica que o acompanhou nessas duas semanas.

Pelé agradeceu a equipe médica que o acompanhou nessas duas semanas.

Tranquilo e bem humorado, Pelé concedeu entrevista nesta terça-feira no hospital Albert Einstein, em São Paulo, de onde recebeu alta após duas semanas internado cuidando de uma infecção urinária. Além de piadas, Pelé contou que tirou um rim ainda nos anos 1970, quando jogava no New York Cosmos (EUA). O ex-jogador de 74 anos admitiu ter se assustado com a gravidade da situação, mas disse estar se sentindo bem e agradeceu pelo apoio recebido nos últimos dias.

Pelé ficará alguns dias repousando em São Paulo e depois seguirá para sua casa em Santos.

Saúde

PREVENÇÃO: Unidades Básicas de Saúde de Currais Novos disponibilizam testes rápidos de HIV

A Prefeitura Municipal de Currais Novos através da Secretaria Municipal de Saúde comunica que todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município estão realizando os testes rápidos de HIV, o vírus da Aids. Durante todo este mês é celebrado o “Dezembro Vermelho” que alerta a população sobre a prevenção à doença. Na última segunda-feira (01) foi comemorado o “Dia Mundial de Luta Contra a Aids”, data que serve para reforçar a solidariedade, a tolerância e a compreensão com as pessoas infectadas pelo vírus.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SESAP/RN) o número de óbitos em pacientes com Aids no Rio Grande do Norte passou de 43 casos em 2010 para 183 em 2013, aumento este ocasionado pelo abandono do tratamento da doença. Os principais órgãos de saúde do mundo alertam a população para os cuidados preventivos e exames de rotina como forma de se cuidar contra a doença.

Assecom - João Bezerra
Saúde

SAÚDE: Currais Novos atinge 90,18% de animais vacinados na campanha antirrábica 2014

Currais Novos atingiu um alto índice na campanha antirrábica 2014 com a imunização de 90,18% de cães e gatos contra a raiva. O índice foi divulgado este mês pelo Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização – SI-PNI que destacou a cobertura vacinal do município acima da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde que era de 80%.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde foram vacinados entre setembro e outubro 5.052 cães e 1.028 gatos, totalizando 6.080 animais atingidos com a vacina. A raiva é uma doença que causa agressividade, dificuldade de engolir e paralisia dos membros destes animais e que pode ser transmitido para o homem via mordidas, lambidas ou feridas abertas, causando febre e mal estar.

Assecom - João Bezerra
Saúde

Pelé deixa UTI e vai para unidade semi-intensiva

O estado de saúde do ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, 74 anos, continua estável sem intercorrências médicas. De acordo com o boletim divulgado há pouco pelo Hospital Israelita Albert Einstein, “após as análises clínicas e laboratoriais da manhã de hoje (2), não houve necessidade de retornar o suporte renal [hemodiálise]”.

O hospital informou que “ele permanece no mesmo leito, sob cuidados de unidade semi-intensiva. Lúcido e se alimentando bem, mantém boas condições hemodinâmicas e respiratórias. Recebe os antibióticos por via endovenosa.”

Pelé foi internado no último dia 24, quando foi descoberta uma infecção urinária durante revisão médica. No dia 13, ele havia passado por cirurgia para retirada de cálculos renais. No dia anterior ao da operação, o ex-atleta tinha sido internado após passar mal. Exames constataram que o problema era causado por cálculos no rim, na uretra e na vesícula, o que provoca obstrução do fluxo urinário.

Segundo o boletim assinado pelos médicos Fabio Nasri e Marcelo Costa Batista, amanhã (3) será feita outra avaliação da função renal do ex-jogador.

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!