Arquivos:

Saúde

RN: 21 cidades têm alto risco de pólio

A poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil, doença altamente contagiosa e de fácil prevenção erradicada no Brasil em 1994, conforme informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), pode reaparecer devido a baixa cobertura vacinal e a falta de interesse da população em imunizar crianças entre 0 e 4 anos. Um relatório do Ministério da Saúde (MS), divulgado no último dia 30 de junho, apontou que 312 municípios do País estão abaixo da meta mínima de imunização contra a paralisia infantil estipulada pelo MS – a lista traz 21 cidades do Rio Grande do Norte. Para evitar a doença o caminho é simples: vacinação.

A coordenadora do programa de imunização da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), Maria de Lima, e a chefe do setor de Vigilância Epidemiológica de Natal, Aline Bezerra, garantem que os estoques de vacinas estão abastecidos, as remessas recebidas do Governo Federal também estão em dia, e há disponibilidade nas redes básicas municipais. Porém, mesmo com todas as campanhas, os índices de cobertura vacinal vem caindo sistematicamente no Estado para todos os tipos de doenças – algumas bem graves, e fáceis de prevenir, que se contraídas podem levar à morte.  Ontem, devido ao ponto facultativo os postos estavam fechados e não foi possível constatar a informação.

Cidades como Natal, São Gonçalo do Amarante e Canguaretama figuram na lista elaborada pelo Ministério da Saúde. Na capital potiguar, por exemplo, das mais de 52 mil crianças, com idade entre 0 e 4 anos, cerca de 30 mil (ou 57,34%) não receberam nenhuma das cinco doses previstas da vacina Pólio. De acordo com dados do MS divulgados no último dia 30 de junho, o baixo índice de cobertura vacinal registrado em 2018 contra a poliomielite é o menor dos últimos 16 anos.

Aline Bezerra assegurou que há vacina disponível (oral e injetável) em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da rede pública municipal. “A Pólio é uma vacina disponível no dia a dia das UBS, e está inserida no calendário básico de vacinação nacional com campanhas periódicas, o que está faltando é informação dos pais sobre a importância da vacina e os riscos de reintrodução da poliomielite na sociedade”, avaliou a gestora.

A queda na cobertura vacinal contra a poliomielite é emblemática, mas a baixa imunização também se estende a outras doenças como tuberculose, hepatite B, difteria, tétano, coqueluche, meningite, sarampo, rubéola, caxumba e catapora.

O critério para o alerta, de acordo com o Ministério da Saúde, são aqueles municípios que não conseguiram cumprir sequer 50% da cobertura vacinal para a doença. A meta mínima estipulada pelo MS para doenças como polio é de 95%. Entre os municípios que correm risco de ter reincidência da doença no RN estão Natal, que cumpriu 42,6% da cobertura vacinal. A cidade com menor índice de imunização foi Monte das Gameleiras, com apenas 18,1% das crianças com até um ano de idade vacinadas. No RN, nenhuma das 10 vacinas obrigatórias conseguiu atingir a meta mínima de 95% de cobertura estipulada.

O médico infectologista Luis Alberto Marinho, destacou que ao primeiro resultado insatisfatório, o Ministério da Saúde “deveria ter tomado como prioridade máxima a elaboração de campanhas de incentivo à vacinação”. O especialista acrescenta que “como a vacina contra a poliomielite é dada junto com a de rubéola e caxumba, a queda desses números é alarmante pois representa a possibilidade do retorno não de uma, mas de várias doenças”.

Motivos
Para Maria de Lima, da Sesap, fatores como falta de informações, baixa percepção dos riscos, e a disseminação de notícias falsas através das redes sociais estão entre os motivos que geram esse resultado negativo. “A grande preocupação é o retorno dessas doenças, algumas já eliminadas como a poliomielite, e outras em processo de erradicação como sarampo. O baixo índice de vacinação pode trazer grandes problemas de saúde à população do RN, e somadas à crianças dos outras estados, temos o Brasil inteiro em risco”, assegura.

Outro motivo apontado pela coordenadora diz respeito ao horário de funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) nos municípios. Maria de Lima explicou que “os muitos pais acabam deixando de procurar as vacinas” devido a dificuldade de conciliar a rotina de trabalho com o horário de funcionamento das Unidades Básicas de Saúde: “Em algumas cidades as UBS só funcionam pela manhã, em outras só no período da tarde, e às vezes não funcionam na sexta. Precisamos, Estado e Municípios, traçar uma estratégia para fazer uma busca ativa de crianças que não estão com a carteira de vacinação em dia”, adiantou.

Desde 2015, o Brasil vivencia uma queda considerável na cobertura vacinal de crianças com até um ano, o que aumenta o risco do retorno de doenças que já estão erradicadas no País ou em processo de “eliminação”.

Quadro da Saúde

Evolução da cobertura
As 10 vacinas obrigatórias no RN disponíveis pelo SUS na rede pública:

1. BCG
A vacina deve ser tomada (dose única) ao nascer, e previne formas grave de tuberculose.
Cobertura vacinal:
2015 – 105,9% (ou 5,9% acima da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde)
2016     89,2%
2017     62,1%
2018     69,5%

2. Hepatite B
A vacinação é feita em três doses, sendo a primeira nas primeiras 12 horas de vida. Cerca de 90% dos pacientes infectados passam a ser portadores crônicos, e 25% desenvolvem câncer hepático ou cirrose.
Cobertura vacinal:
2015     91%
2016     83,4%
2017     66,3%
2018     43%

3. Penta
A vacina pentavalente é uma associação com a Hepatite B, e imuniza contra difteria, tétano, coqueluche, meningites e outras infecções.
Cobertura vacinal:
2015     90,5%
2016     76,3%
2017     64,6%
2018     42,5%

4. Pólio (Vip e Vop)
A vacina previne contra a poliomielite (paralisia infantil), doença altamente contagiosa causada por vírus. Em 1994 o Brasil recebeu o Certificado de Eliminação da Poliomielite.
Cobertura vacinal:
2015     97,6%
2016     70,2%
2017     63,9%

5. Pneumo 10
Previne contra infecções como a pneumonia, meningite, otite média aguda, sinusite e bacteremia.
Cobertura vacinal:
2015     89%
2016     84,4%
2017     72%
2018     53,7%

6. Rotavírus
Previne contra a gastroenterite, infecção que agride o estômago e causa formas graves de diarreia, vômitos e febre. Em 2006, o Brasil se tornou o primeiro país do mundo a incluir a vacina na lista das obrigatórias.
Cobertura vacinal:
2015     89,8%
2016     76,7%
2017     64,8%
2018     51,7%

7. Meningo C
Previne contra a bactéria que causa meningite, doença com altos índices de mortalidade.
Cobertura vacinal:
2015     95,2%
2016     79,5%
2017     66,9%
2018     53,7%

8. Tríplice Viral
Previne contra sarampo, caxumba e rubéola. Sua primeira dose deve ser aos 12 meses, e a segunda, aos 15 meses.
Cobertura vacinal:
2015     94,9%
2016     96%
2017     78,9%
2018     51,7%

9. Varicela (Tetraviral)
A vacina protege as crianças contra quatro sarampo, rubéola, caxumba e a varicela, conhecida popularmente como catapora.
Cobertura vacinal:
2015     79,9%
2016     54,2%
2017    56,5%
2018    38,6%

10. Influenza
Protege contra gripes causadas pelos vírus H1N1, H3N2 e Influenza B. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda duas doses da vacina no primeiro ano de vida.
Cobertura vacinal:
2015     82,9%
2016     80,8%
2017      76,3%
2018      73,04%

Fonte: Tribuna do Norte

Saúde

SAÚDE: Currais Novos atinge 106,29% de imunização na Campanha de Vacinação contra a gripe

O índice final de imunização na Campanha de Vacinação contra a gripe em Currais Novos superou a média estipulada pelo Ministério da Saúde que era de 90%, atingindo 106,29% de acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde através da Coordenação de Vigilância Epidemiológica. Dentre os grupos prioritários, foram imunizados: Professores (149,24%); Trabalhadores da Saúde (117,96%); Gestantes (114,91%); Idosos (112,24%); Puérperas (108,93%); e Crianças (77,92%).

Conforme orientação do Ministério da Saúde, a partir desta segunda-feira (25), a vacinação estará disponível para crianças de 4 à 9 anos e adultos de 50 à 59 anos. A vacina está disponível nas Unidades Básicas de Saúde: Santa Maria Goreti, Joaninha Parteira, Sílvio Bezerra de Melo, JK, Dr. Ferreirinha, Expedito Araújo, José Vilani e Radir Pereira. Os usuários das UBS Centro, Manoel Salustino e Maria das Dores devem se dirigir a qualquer uma destas UBS que possuem vacina.

Lagoa Nova » Saúde

LAGOA NOVA: Prefeitura investe fortemente na saúde do município; vários serviços vêm sendo ofertados nas zonas rural e urbana


Depois da realização do mutirão de Ultrassonografia, Ginecologia e Cardiologia, a Prefeitura Municipal de Lagoa Nova através da Secretaria de Saúde, realiza mutirão de Mamografias e leva as comunidades o atendimento.

“A pedido do Prefeito Luciano Santos, estamos zerando toda a demanda reprimida de exames em nossa Secretaria, e o melhor de tudo, realizando em nossa cidade, seja na zona urbana ou rural. Vem muito mais por aí”, frisou o Secretário de Saúde Bruno Carvalho.

“Não importa a distância, se a comunidade é grande ou pequena, estamos investindo na Saúde para o povo lagoanovense, e pela primeira vez na história do município, uma comunidade rural tem o privilégio de receber em sua unidade de saúde uma equipe para realizar exames de Mamografias”, comentou o Prefeito Luciano Santos.

Currais Novos » Saúde

Unidade Móvel “SESC Mulher” será instalada nesta quarta, 06, em Currais Novos

A Unidade Móvel “SESC Mulher” será instalada em Currais Novos nesta quarta-feira (06) no estacionamento da Rodoviária Municipal em solenidade a partir das 19h com a presença de autoridades, representantes do SESC e Fecomércio. A Carreta é uma realização do SESC e Fecomércio e conta com a parceria importante da Prefeitura de Currais Novos através da Secretaria Municipal de Saúde.

Será ofertado às mulheres entre 50 e 69 anos o exame de mamografia gratuitamente, assim como o exame preventivo gratuito para mulheres entre 25 e 64 anos. Em Currais Novos a meta é realizar 2.368 exames, entre mamografias e preventivos.

Para ter acesso aos exames não é necessário encaminhamento médico, e o agendamento será realizado apenas pelos Agentes Comunitários de Saúde das UBS de cada bairro. É necessário que a interessada nestes exames ao agendar a consulta apresente documentos como RG, Cartão SUS e comprovante de residência, além de preencher um formulário.

O Agente de Saúde é o único profissional responsável por garantir este agendamento, e os exames não serão avulsos por ordem de chegada, mas com dia e hora marcada pelo SESC que informará à cada paciente via Agente de Saúde.

Mais informações na Secretaria Municipal de Saúde, Carreta SESC ou com os Agentes Comunitários de Saúde. O horário de funcionamento da Unidade Móvel é: Segundas-feiras, das 10h às 12h e das 13h às 17h; Terças, quintas e sextas-feiras, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Currais Novos » Saúde » Seridó

Muriçocas invadem cidades do Seridó

Os pernilongos vêm tirando a paz e o sono da população

Elas chegaram e não tem mais quem aguente. As muriçocas são o assunto da vez em Currais Novos. Mas por que será que elas apareceram? E quando elas vão embora? De quem é a culpa?

Não precisa ir muito longe para saber que isso é um surto regional. Está dando em todas as cidades próximas e que receberam boas chuvas depois de vários anos.

O blog verificou que em várias cidades este é o assunto do dia. Basta olhar os blogs de Carnaúba dos Dantas, Caicó ou até mesmo de algumas cidades da Paraíba, como é o caso de Soledade.

Isso acontece todo ano nesta época, mas em anos de bom inverno é intensificado. É tão previsível quanto à seca em nossa região e só estamos espantados porque convivíamos mais de seis anos sem um bom inverno.

Antigamente, para amenizar o problema as autoridades jogavam óleo queimado ou veneno nos leitos de rios. Os mesmos rios que levavam água para o açude Dourado e Gargalheiras, que abastecia nossas torneiras. Será que era correto? Evitando usar as antigas práticas, a Prefeitura vem abrindo leitos de rios e possíveis focos de muriçocas, bem como utilizando pulverizadores portáteis nos bairros e ruas mais afetadas.

O problema é que Currais Novos é ladeada por um rio intermitente e quando as chuvas passam, deixam água parada. E é aí que surgem os focos. Porém, há denúncias de que existem pessoas que quebram canos de esgotos da CAERN para irrigar plantações de capim e isso deve ser fiscalizado pelo órgão do Estado.

Como o período chuvoso está acabando, este problema também irá acabar, mas cabe a população identificar os focos e informar as autoridades competentes, até porque também podem conter do mosquito Aedes Aegypti.

Pulverizadores portáteis nos bairros e ruas mais afetadas de Currais Novos

Máquinas vêm sendo usadas para abrir leitos dos rios e acabar com focos

Limpezas em rios que acumulam água após as chuvas em Currais Novos

 

Currais Novos » Saúde

Em reunião com médicas cubanas, Prefeito Odon Jr ressalta importância do programa “Mais Médicos” para Currais Novos

Um dos primeiros municípios a receber profissionais do Programa “Mais Médicos” no RN, Currais Novos conta com a atuação de médicos cubanos na atenção básica de saúde desde 2013. Atualmente, sete médicos do país caribenho estão trabalhando no município, e na manhã desta sexta-feira (11) o Prefeito Odon Jr se reuniu com as médicas Drª Nuris, Drª Daniurkis, Drª Daime e Drª Karena, para agradecer a dedicação das médicas em prol da saúde da população. “A vinda de vocês foi muito importante para a saúde da nossa população, e a aprovação da comunidade só reforça esse ótimo trabalho realizado por vocês”, comentou.

Também estiveram na reunião, o secretário municipal de saúde, Luciano Oséas, o secretário municipal do Gabinete, Rodolfo Lucena, e Sônia e Sirleya da equipe de coordenação da SEMSA.

Em conversa com o Prefeito, as médicas falaram um pouco do trabalho desempenhado nas UBS em que elas estão. “Em Cuba nós valorizamos muito a visita domiciliar, como aqui também, e prezamos muito pela saúde preventiva da população”, destacou Draª Nuris.

Currais Novos » Saúde

Prefeitura de Currais Novos realiza ações de combate ao Aedes Aegypti e Muriçocas

A Prefeitura de Currais Novos através da Secretaria Municipal de Saúde vem realizando um intenso trabalho de combate às muriçocas e ao mosquito transmissor da dengue, o Aedes Aegypti, em diversos pontos da cidade com o intuito de acabar com os focos desses mosquitos. De acordo com a SEMSA, o trabalho é permanente através da atuação dos Agentes de Endemias que visitam as residências e desenvolvem um trabalho educativo. No final do mês de março teve início um trabalho mais intenso com a utilização de três UBV’s móveis, equipamentos que aplicam veneno (fumacê) em diversos locais da cidade, assim como a limpeza dos rios São Bento e Currais Novos.

As ações de combate ao Aedes Aegypti e muriçocas por meio de UBV Portátil já foram realizadas em algumas ruas dos bairros Centro, Santa Maria Gorete, Paizinho Maria e Manoel Salustino. Nesta segunda-feira (07), o trabalho acontece em alguns pontos dos bairros Parque Dourado e Silvio Bezerra de Melo, amanhã (terça-feira 08), as ações acontecem em algumas ruas dos bairros Antônio Rafael e Gilberto Pinheiro.

Limpezas em rios que acumulam água após as chuvas

Saúde

Lagoa Nova recebe atendimento do Programa do Glaucoma

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu neste sábado (28), no Centro de Agricultura Familiar, a equipe do Programa do Glaucoma, onde foram realizados 137 atendimentos juntamente com distribuição de colírios.

“Esse é um importante momento, onde de forma gratuita conseguimos atender toda a demanda de pacientes com Glaucoma, nosso próximo encontro será no dia 28 de Julho”, frisou o Secretário Municipal de Saúde Bruno Carvalho.

Rio Grande do Norte » Saúde

SAÚDE: Programa Mais Médicos é ampliado no Rio Grande do Norte

O RN tem 285 integrantes do programa Mais Médicos, que estão distribuídos em 115 dos 167 municípios

O Programa Mais Médicos no Brasil será reforçado com cinco médicos no Rio Grande do Norte. Serão três profissionais para Natal e os municípios de Taipu e Touros, cada uma delas, receberão um médico.

Sem contabilizar os novos médicos, o Estado conta, até o momento, com 285 integrantes do programa, distribuídos em 115 dos 167 municípios.

Os médicos são brasileiros formados em instituições estrangeiras com habilitação para exercício da medicina no exterior (intercambistas individuais), dando continuidade ao 15º Ciclo do edital Nº 12, de 27 de novembro de 2017.

Com a chegada desses profissionais encerra-se este edital, mas ainda em 2018 espera-se abertura de novo edital para a adesão de profissionais e municípios, tendo em vista a ampliação da cobertura da Atenção Básica e a redução dos vazios assistenciais.

O Programa Mais Médicos (PMM) é parte integrante dos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Além de levar mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais, o programa prevê, ainda, mais investimentos para construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de novas vagas de graduação, e residência médica para qualificar a formação desses profissionais.

Agora RN
Currais Novos » Saúde

SAÚDE: Campanha de Vacinação contra a Gripe acontecerá até 01 de junho nas UBS de Currais Novos

A Campanha de Vacinação acontece até o1 de junho

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Currais Novos estão realizando desde a última segunda-feira (23) a campanha de vacinação contra a influenza (Gripe), que acontecerá até o dia 01 de junho e terá seu “Dia D” em 12 de maio. Devem ser vacinados os seguintes grupos: crianças de 6 meses à 5 anos, pessoas com mais de 60 anos, gestantes, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, profissionais da saúde, professores da rede pública e particular, população indígena, portadores de doenças crônicas como diabetes, asma e artrite reumatoide, indivíduos imunossuprimidos como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia, portadores de trissomias como as síndromes de down e de Klinefelter, pessoas privadas de liberdade e adolescentes internados em instituições socioeducativas.

A vacina não costuma ter reações e é proibida para quem tem alergia à ovo.

João Bezerra

Últimos Eventos

06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!