Arquivos:

Rio Grande do Norte

Governo do RN consegue captar mais de 3 bilhões em projetos de geração de energia eólica

Espera-se que sejam abertas cerca de 1.500 vagas de emprego após o terceiro trimestre de 2020, podendo esse número chegar a 3 mil no primeiro semestre de 2021, a depender do cronograma de início das obras de cada empresa

Segundo o balanço do setor eólico publicado nesta quinta-feira (8), o RN teve um aumento de 30% em novos projetos de geração de energia por fonte eólica no primeiro semestre de 2020. De acordo com a SEDEC, foram 3.631 bilhões em novos investimentos no setor.

Outro fato interessante é a instalação de novos complexos eólicos em municípios como Riachuelo e Santana do Matos, possibilitando a geração de novos empregos nas regiões do interior do Estado. Espera-se que sejam abertas cerca de 1.500 vagas de emprego após o terceiro trimestre de 2020, podendo esse número chegar a 3 mil no primeiro semestre de 2021, a depender do cronograma de início das obras de cada empresa.

As empresas terão prazo para entrega da energia até 2024, possibilitando um fluxo de continuo de obras e movimentação da economia nos próximos 3 anos. O professor Hugo Fonseca, Coordenador de Desenvolvimento Energético da SEDEC, informa que este aumento 30% na contratação de novos projetos deve-se a uma ação forte e articulada entre a SEDEC, empresas de geração, IDEMA, Secretaria de Tributação (SET), prefeituras e entidades do setor como o CERNE e ABEEOLICA.

Blog do Ismael Medeiros
Rio Grande do Norte

Salários atrasados só a partir de 2021, afirma governo do RN

Carlos Eduardo Xavier falou sobre a situação econômica do RN nesta quinta-feira (14), em entrevista à 98 FM

Os salários que estão atrasados não devem ser pagos aos servidores públicos ainda este ano. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (14) pelo secretário de Tributação do Estado, Carlos Eduardo Xavier, em entrevista à 98 FM.

Impacto negativo

Segundo o secretário, a pandemia da Covid-19 gerou impacto negativo na arrecadação durante o primeiro semestre. Mesmo com a previsão de melhora já no segundo semestre, Carlos Eduardo Xavier estima que o equilíbrio nas receitas ocorra somente a partir setembro, caso a economia continue em um ciclo constante de crescimento.

O auxílio do governo federal, de cerca de R$ 448 milhões, não são suficientes para suprir a perda de receita causada pela baixa arrecadação.

Na entrevista à 98 FM, o secretário ressaltou que o pagamento da folha atrasada é um compromisso da governadora Fátima Bezerra (PT), que pretende encerrar os 4 anos de mandato com as quatro folhas em atraso quitadas.

Agora RN
Rio Grande do Norte

Farra em motel no interior do RN acaba com dois adultos e vários adolescentes na delegacia

Farra aconteceu em motel na cidade de Umarizal

A Polícia Militar acabou com uma farra que estava acontecendo em um motel no município de Umarizal, na região Oeste potiguar, na noite deste domingo (9). Dois adultos e pelo menos sete adolescentes (entre 13 e 17 anos) foram levados para a delegacia da cidade.

Segundo a Polícia Civil, os dois adultos foram autuados em flagrante pelo artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente, por entregarem bebidas alcoólicas a menores de idade. Ambos pagaram fiança de R$ 500 e foram liberados.

Agora RN
Rio Grande do Norte

Mais de 30 pessoas esperam por um leito de UTI não-Covid no RN

Segundo a Sesap, cerca de 36 pessoas aguardam por uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) não-Covid no RN.

Cerca de 36 pessoas aguardam por uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) não-Covid no Estado, de acordo com nota divulgada pela Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap), no começo da tarde desta quarta-feira (5).

Procurada pelo Agora RN, a pasta informou que vem desenvolvendo ações para a ampliação do acesso às instalações, como a disponibilização de 394 UTIs – adultos e infantil – para os pacientes deste perfil no Sistema Único de Saúde (SUS).

A Sesap destacou, ainda, que segue debatendo junto às gestões municipais e atuando na perspectiva de otimizar a gestão de leitos e da clínica. Questionada sobre a possibilidade de remanejar algum dos leitos Covid-19 para atender à demanda geral, a Secretaria explica que tal ação é inviável em virtude do atual cenário pandêmico.

“Destaca-se que as taxas de ocupação para leitos de UTI Covid têm se mantido abaixo de 70%, mas, ainda assim, como a situação epidemiológica pode ser oscilante é preciso atenção para caso haja a necessidade de uso dos leitos vagos’, diz a nota encaminhada.

Agora RN
Rio Grande do Norte

RN registra 53% de ocupação dos leitos críticos de Covid-19; lista de regulação está zerada

Ilustrativa

O Rio Grande do Norte registrou, na manhã desta quinta-feira (6), o índice de 53% de ocupação dos seus leitos críticos destinados para pacientes com a Covid-19. A informação está disponível na plataforma Regula RN, coordenada pela Universidade Federal do RN (UFRN), em parceria com o Governo do Estado.

Este percentual representa 167 leitos ocupados, de 307 existentes. Com outros 13 bloqueados, o estado possui 131 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis para pessoas com coronavírus.

De acordo com a plataforma, até às 8h30, a lista de regulação encontrava-se zerada. Seis pacientes com perfil crítico aguardavam transporte e dois esperavam avaliação.

Agora RN
Rio Grande do Norte » Violência

Casos de violência doméstica crescem 258% no RN durante a pandemia, aponta estudo

Desde o início da pandemia, a média diária é de 10 casos de violência doméstica

Os casos de violência doméstica tiveram aumento de 258,7% no Rio Grande do Norte desde o início das medidas de isolamento social, entre os dias 12 de março e 18 de maio, ao se comparar com o mesmo período de 2019. Os números fazem parte de um estudo do Observatório da Violência Letal e Intencional do Rio Grande do Norte (OBVIO).

No atual período de isolamento social, o sistema estadual de segurança registrou 739 casos de violência doméstica durante os 68 dias analisados. Ou seja, a média é 10 agressões casos por dia. No ano de 2019, durante o mesmo espaço de tempo, as agressões somaram 206 casos, o que representa três atos violentos durante as 24 horas.

Segundo Ivênio Hermes, coordenador do Obvio, os dados mostram a importância de se investir em propagandas de conscientização e de ajuda para as mulheres agredidas. “A violência doméstica é um crime que pouco depende da ação ostensiva da segurança pública. Este delito tem aumentado porque o agressor passa mais tempo dentro de casa, juntamente com a potencial vítima, portanto é necessário reforçar os meios de denúncia para aparelhar as vítimas”, disse.

Além dos casos de violência doméstica, os casos de tentativa de homicídio também tiveram alta durante os 68 dias avaliados pelo Obvio. O registro foi de alta de 300% neste tipo de ação criminosa. Entre 12 de março e 18 de maio deste ano, foram 48 tentativas de assassinato e, em 2019, foram 12 registros.

Sobre o aumento dos números de tentativas de homicídio, Ivênio Hermes esclarece que eles estão ligados às ações de facções criminosas relacionadas ao consumo de drogas. “Essas facções estão sendo impulsionadas a fazer outro tipo de mercado, porque o comércio da droga está minimizado, por falta de circulação de usuários. Então, eles buscam novas formas de agir, que se convertem no aumento de latrocínios e em tentativas de homicídio, seja por meio de disputas entre si ou porque buscam novas formas de cometimento de crimes”, explica.

O estudo apresenta também como tem se comportado a distribuição da violência por bairros de Natal durante o distanciamento social, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Os dados revelam que em bairros com maior poder aquisitivo, como Petrópolis, Tirol, Capim Macio e Ponta Negra, o número de ocorrência se manteve bastante reduzido em ambos os períodos.

Houve reduções ainda em bairros como Lagoa Nova, Cidade da Esperança, Barro Vermelho e Cidade Nova. Entretanto, bairros com menor poder aquisitivo como Mãe Luiza, Potengi, Pajuçara, Nossa Senhora da Apresentação e Lagoa Azul, apresentaram aumento em todos os níveis de violência durante o período analisado.

Agora RN
Rio Grande do Norte

RN deve passar das 2,2 mil mortes pela Covid-19 até o dia 17, diz estudo

Estudo aponta que o Estado terá registrado 326 novas mortes até a data da previsão

O Rio Grande do Norte vai ultrapassar a barreira das duas mil mortes causadas pelo novo coronavírus até a próxima sexta-feira (8), segundo dados do grupo Covid19Analytics, composto por economistas da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Os estudos têm margem de erro de aproximadamente 2%.

Além disso, segundo o levantamento, o Rio Grande do Norte terá 2.205 mortes até o dia 17 agosto. Com a margem de erro, o número poderá ser de 2.839. No mês, em números absolutos, o estudo aponta que o Estado terá registrado 326 novas mortes até a data da previsão.

O valor mínimo que era estimado para o dia 17, com um total de 1.894 mortes, é menor que o mais recente registro epidemiológico potiguar. Os dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) mostram 1.926 óbitos relacionados com a Covid-19. Esta diferença se explica em razão de as estimativas feitas pelos economistas analisarem os dados oficiais publicados até o início do mês.

Caso o estudo se confirme, o número de pessoas que morreram em decorrência da doença nos primeiros 17 dias de agosto será 35% menor que no mesmo período de julho, que contabilizou 505 mortes, segundo os dados do Ministério da Saúde. O mês julho foi o mês mais mortífero da pandemia, com uma total de 813 potiguares mortos.

Ainda de acordo com o estudo do grupo Covid19Analytics, o Rio Grande do Norte terá 61.788 casos confirmados de Covid-19 até o dia 17 de agosto. Com a margem de erro, o número pode variar entre 52.030 e 84.344 pessoas infectadas pelo patógeno.

A avaliação dos cenários de mortes e de pessoas infectadas pelo vírus é importante diante do aumento da taxa de transmissão (Rt) da doença em diversas cidades potiguares, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde.

A pasta informou que 63 dos 167 municípios potiguares têm a taxa de transmissão acima de 2. Isso significa que uma pessoa contaminada pode transmitir o vírus para dois indivíduos saudáveis. O modelo matemático utiliza principalmente a incidência diária dos casos confirmados para uma dada doença, ou seja, o total de casos confirmados por dia. Hoje, o Rio Grande do Norte tem apenas 17 cidades com taxa de transmissibilidade abaixo 1. A média do Estado é de 0,98.

A coordenadora e articuladora de redes de atenção à saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Samara Dantas, diz que a taxa é um dos principais indicadores para medir a evolução da doença. “É preciso que a população continue com as medidas de prevenção, distanciamento social e uso correto da máscara para conseguir manter o cenário controlado e evitar que esta taxa aumente e mais pessoas sejam contaminadas”, disse a coordenadora.

O Rio Grande do Norte 52.566 casos confirmados da Covid-19, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). O Estado também soma 1.926 óbitos. Além disso, há 63.245 casos suspeitos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Ainda de acordo com a Sesap, o Estado tem 463 pessoas internadas em decorrência da doença, sendo que 219 estão em leitos críticos e 217 em leitos clínicos. A fila de regulação tem 3 pacientes para leitos críticos, 6 para leitos clínicos e 18 aguardando transporte sanitário. O isolamento social caiu para 37%.

A taxa geral de ocupação de leitos é de 60,7%. As maiores concentrações são registradas nas regiões Seridó (86%) e Oeste (83%) e caem nas regiões Metropolitana de Natal (54,6%) e Pau dos Ferros (22%). Nas regiões do Mato Grande e Agreste esse percentual é de 0%.

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (4) os dados sobre o novo coronavírus no Brasil. De acordo com o balanço, atualizado às 18h40, o país chegou a 95.819 óbitos por Covid-19 e 2.801.921 casos confirmados da doença. Ainda segundo o ministério, também foram registrados 51.603 casos novos da doença em um dia. Além disso, foram 1.154 novas mortes por Covid-19. A taxa de letalidade segue em 3,4%. O Estado de São Paulo registrou 337 mortes e 15.371 novos casos pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo informou o governo estadual nesta terça-feira, 4. No total, são 575.589 infectados e 23.702 óbitos.

Por Jalmir Oliveira
Rio Grande do Norte

Casa de vereador é fuzilada em atentado no RN

Casa foi metralhada. Ninguém ficou ferido

Moradores do município de João Dias passaram por momentos de tensão na madrugada desta segunda-feira (3). Bandidos fortemente armados metralharam a casa do vereador Laete Jácome (MDB). Segundo a Polícia Civil, não havia ninguém no local quando o atentado aconteceu.

Ainda de acordo com a polícia, dois carros pararam em frente à casa do vereador e cerca de 20 homens desceram e começaram a atirar. No local, foram encontradas cápsulas de pistola .40 e 380, além de fuzil 556.

Os bandidos ainda invadiram a casa do político e reviraram os cômodos. A casa estava vazia no momento do crime, portanto, ninguém ficou ferido. Uma perícia do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) foi solicitada e o caso será investigado pela delegacia de João Dias.

O vereador Laete deve prestar depoimento em breve, segundo a Polícia Civil.

Marcas de tiros no carro do vereador. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Agora RN
Rio Grande do Norte

RN tem 1.894 mortes por Covid-19; infectados pela doença são 52.030

Dados foram atualizados pela Sesap nesta segunda-feira (3)

O Rio Grande do Norte contabiliza 1.894 óbitos por Covid-19, de acordo com os dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), divulgados nesta segunda-feira (3), sendo 1 registrado nas últimas 24 horas. Outros 219 estão sob investigação. O estado tem 52.030 casos confirmados da doença.

Ainda segundo a Sesap, são 62.525 casos suspeitos e 82.553 casos descartados. Há 429 pacientes internados, dos quais 225 estão em leitos críticos e 204 em leitos clínicos. A fila de regulação soma 10 pessoas, sendo 5 à espera de leitos clínicos e 5 aguardando transporte sanitário.

Taxa de transmissibilidade

A taxa de transmissibilidade (Rt) no estado ainda é uma preocupação para as autoridades de Saúde do RN. O índice geral está em 0,96%. Entretanto, vários municípios apresentam uma taxa bastante elevada de contaminação. Segundo a Sesap, são 77 cidades em zona de perigo, com Rt acima de 2. Outras 55 apresentam Rt variável, entre 0,1 e 2. Na zona neutra estão apenas dois municípios.

Dentre as cidades cuja Rt apresenta índices elevados estão Pau dos Ferros e São Gonçalo do Amarante(ambas com uma taxa de 5%), Caicó (1,73%), Mossoró (1,25%), Macaíba (1,24%), Parnamirim (1,21%) e Santa Cruz (1,08%).

Desses municípios, Caicó registrou recentemente aumento na taxa de incidência, assim como Santa Cruz, que, segundo a Sesap apresentou discreta elevação. Natal tem uma Rt de 1%.

Leitos

A taxa de ocupação geral dos leitos destinados a tratar a Covid-19 no Rio Grande do Norte está em 64%, distribuída da seguinte maneira:

  • Mossoró: 98%
  • Seridó: 76%
  • Grande Natal: 67%
  • João Câmara: 40%
  • Pau dos Ferros: 33%
  • São José de Mipibu: não há ocupação
Agora RN
Rio Grande do Norte

Com taxa de transmissão elevada, Covid-19 avança no interior potiguar

Rio Grande do Norte tem 77 cidades com taxa transmissão incluídas na “Zona de Perigo”, quando há descontrole no contágio para a Covid-19

A Covid-19 se consolidou entre os municípios das regiões Oeste e Central do Rio Grande do Norte. Dados do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) mostram que em 77 cidades potiguares a taxa de contágio (Rt) brasileira está acima de 2, o que significa crescimento descontrolado da infecção. A taxa indica para quantas pessoas em média cada infectado pela Covid-19 transmite o patógeno.

Do total de cidades com o Rt acima de 2, segundo o levantamento, um total de 44 têm a taxa estabelecida em 5 ou acima disso. A pior cidade neste quesito – e que lidera o ranking desde julho – é a cidade de Rafael Godeiro, na região Oeste. O município tem uma taxa de 6,13. Isso significa que o individuo contaminado na cidade pode transmitir o vírus para mais de 6 de pessoas saudáveis.

As 77 cidades com o Rt acima de 2, de acordo com o Lais, estão dentro dos critérios de “Zona de Perigo”. Natal não faz parte desta lista. A capital potiguar tem a taxa de transmissibilidade estima em 1. Desta forma, o município está dentro da “Zona Segura”. Entretanto, a maior parte dos municípios que compõem a Região Metropolitana tem taxa de transmissão acima de 1.

Os destaques negativos da Região Metropolitana são os municípios de São Gonçalo do Amarante, cuja taxa é de 5, ou seja, uma pessoa contaminada transmite para outras 5 pessoas. Outra cidade com Rt elevado é São José de Mipibu que também tem taxa de 5.

No entanto, de acordo com o estudo, os municípios que compõem a região do Alto Oeste estão quase todos incluídos nas áreas de risco ou de perigo. A única exceção é o município de São Miguel, que tem Rt 0,88.

Na região do Seridó, o município de Caico, que já registra aumento na incidência de infecções, a taxa de transmissibilidade chega a 1.63. Em Santa Cruz, na região Trairi, a transmissibilidade é de 1.08. Em Mossoró, atinge 1.25. As três cidades estão na Zona de Risco, quando o Rt está acima de 1,03. Isso implica que não há controle no avanço da infecção. Em contrapartida, a cidade com a menor taxa de transmissibilidade do Estado é São Tomé, na região Agreste, que tem o Rt de 0,36. O número surpreende, pois a cidade é cercada por municípios que estão na Zona de Perigo, como Caiçara do Rio do Vento e Ruy Barbosa que têm o Rt acima de 4.

A taxa é uma das maneiras de medir a propagação de uma epidemia e de projetar futuros cenários. O temor é de uma aceleração nos número de casos confirmados em todo o Estado. “A pandemia não passou. Por isso fazemos mais uma vez o chamamento para todos mantermos as medidas de precaução. Não é hora de relaxar. As medidas protetivas precisam ser mantidas pela população, pelos empresários e pelos municípios. O Governo continua disponível para apoiar as prefeituras nas ações locais de proteção e assistência à população”, afirmou Alessandra Luchesi, Subcoordenadora de vigilância sanitária da Secretaria de Estado da Saúde Pública.

RN acumula 52 mil casos confirmados de Covid-19, aponta Sesap

O Rio Grande do Norte alcançou a marca de 52.030 casos confirmados da Covid-19 nesta segunda-feira (31), segundo dados da Secretaria do Estado de Saúde Pública (Sesap). O Estado já soma 1.894 óbitos em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus.

Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, a taxa de ocupação dos hospitais ficou em 59,87% para os leitos críticos nesta segunda-feira. Em números absolutos, o Estado tem 182 leitos ocupados dos 304 disponíveis.

A redução da taxa de ocupação dos leitos tem refletido no índice de isolamento social dos potiguares. Os dados da empresa In Loco mostram que 37,64% dos potiguares respeitaram o isolamento social no sábado, dia 1º de agosto. Já o domingo (02), o índice foi de 45,2%. Autoridades avaliam que para garantir cenário seguro para impedir o contágio pelo novo coronavírus, o índica precisa ficar acima dos 60%.

O Brasil notificou nas últimas 24 horas 561 mortes em decorrência do novo coronavírus, informou nesta segunda-feira, o Ministério da Saúde.

O total de óbitos pela doença no País chegou a 94.665. Já os casos registrados subiram 16.641 no período, para 2.750.318 contaminações. O Estado de São Paulo segue como o mais afetado pela doença no País. São ao todo 560.218 casos registrados e 23.365 mortes informadas. O Estado do Rio de Janeiro registrou 13.604 mortes em função do coronavírus.

Em todo o mundo, o Brasil é o segundo país com mais casos e óbitos por covid-19, atrás somente dos Estados Unidos. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças americano (CDC, na sigla em inglês), 4.649.102 pessoas foram contaminadas pelo vírus (47.576 registradas nas últimas 24 horas) e 154.471 perderam a vida (469 notificações a mais do que ontem).

Por Jalmir Oliveira

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!