Arquivos:

Política » Rio Grande do Norte

Carlos Augusto Maia pede recuperação e sinalização de rodovias do RN

O deputado Carlos Augusto Maia (PSD) solicitou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) a conservação e melhoramento das BR-427, no trecho que liga o município de Caicó a Jardim do Seridó e no trecho que liga Acari ao entroncamento com a RN 086.

“A solicitação tem o objetivo de atender a demanda de quem trafega pelas rodovias. Os trechos necessitam de conservação e melhoramento, contemplando ainda a sinalização vertical e horizontal”, destacou Carlos Augusto Maia.

O parlamentar também enviou requerimento ao Departamento de Estradas de Rodagens do Estado (DER) solicitando a recuperação da RN-118, no trecho que liga os municípios de Caicó a Jucurutu, com 51 km de extensão; da RN-086, no entroncamento da BR-427 ao município de Parelhas e da RN-233, contemplando a sinalização vertical e horizontal entre as cidades de Apodi e Caraúbas.

Carlos Augusto Maia defende que a efetivação das obras vai melhorar o deslocamento da população que precisa trafegar pelas rodovias com mais segurança.

Rio Grande do Norte

Chuvas animam produtores rurais do RN

Embora 17 reservatórios do estado ainda não tenham saído do volume morto, água já muda o cenário do interior.

Bastou as chuvas começarem a abastecer os reservatórios de água do Rio Grande do Norte para o sertanejo se encher de esperança. Embora grandes açudes e barragens ainda não tenham recebido água suficiente para sair do volume morto, o líquido que chega nas pequenas comunidades rurais já muda o cenário, após seis anos de seca.

(mais…)

Economia » Insegurança » Rio Grande do Norte

Vigilantes entram em greve e afetam bancos nesta segunda em todo o RN

O movimento não tem prazo de duração e poderá se estender por vários dias

O Sindicato Intermunicipal dos Vigilantes (Sindsegur) confirmou um movimento grevista nesta segunda-feira, 26, em todos os postos de vigilância no Rio Grande do Norte. O movimento deve afetar o funcionamento das agências bancárias, como ocorreu na paralisação no último dia 7 de fevereiro, em que não foram abertas ao público.

Dirigentes do sindicato avaliam que as negociações da categoria com as empresas não avançaram em pontos como reajustes salariais e condições de trabalho.

O movimento não tem prazo de duração e poderá se estender por vários dias. Somente a Caixa Econômica conseguiu liminar no TRT para o funcionamento normal.

O Sindicato das Empresas de Segurança Privada também emitiu nota sobre o movimento grevista. Veja abaixo.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Sindicato das Empresas de Segurança Privada do RN – SINDESP, diante do anúncio de greve pelos vigilantes das agências bancárias nesta segunda-feira (26), vem a pública esclarecer alguns pontos importantes para a imprensa e a sociedade:

1 – O Sindicato Patronal (SINDESP) está à disposição para negociar dentro das regras que regem a nova Legislação Trabalhista, em vigor desde o dia 11 de novembro de 2017.

2 – Entre as mudanças determinadas pela nova Legislação Trabalhista, o vigilante (da rede bancária) das escalas de 36 horas semanais e 44 horas semanais não sofrerá nenhum impacto na remuneração salarial.

3 – O salário atual da categoria no Rio Grande do Norte é o maior entre os nove estados da Região Nordeste, mesmo com a implantação da nova Legislação Trabalhista. A remuneração de R$ 1.684,77 no RN é a maior do Nordeste, sendo a menor na Paraíba, com valor R$ 1.280,55.

4 – A nova Legislação Trabalhista trouxe benefícios para os empregados e empregadores, permitindo ajuda na manutenção do emprego, parcelamento de férias em até três períodos durante o ano, rescisão contratual por acordo entre as partes, admitindo o empregado movimentar até 80% do seu saldo do FGTS, além de preservar os direitos como férias, 13º salário, FGTS, entre outros benefícios. Inclusive existem vários estados brasileiros com suas Convenções Coletivas de Trabalho – CCTS homologadas, tendo aplicadas as novas regras trabalhistas.

5 – Atualmente, uma Liminar permite apenas 30% do efetivo participar da greve e 70% da categoria deve manter os postos de serviços ativos. O SINDESP considera abusiva a greve, sendo um abuso a proibição do direito de ir e vir do trabalhador, além de afetar a sociedade proibindo o acesso aos serviços nas agências bancárias.

6 – Importante ressaltar que: As Empresas de Segurança são apenas um elo entre os vigilantes e contratantes para prestação dos serviços. O momento de protestar contra a Reforma Trabalhista não é agora, pois a mesma já foi homologada e está em vigor.

7 – O SINDESP repudia a veiculação através das mídias sociais e material impresso sobre inverdades e ilações a respeito de supressão salarial e de direitos adquiridos, levando a categoria a erro de interpretação com a finalidade da adesão geral dos vigilantes.

Diante de todos os pontos apresentados, vale ressaltar que na última reunião realizada na Superintendência Regional do Trabalho – SRT, os empresários precisaram sair escoltados pela Polícia Militar por falta de entendimento com os vigilantes sindicalizados.

Sempre primando pela busca em ofertar aos seus clientes, servidores e a sociedade os melhores benefícios, nos colocamos à disposição de todos para quaisquer esclarecimentos.

Atenciosamente,

Diretoria do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do RN – SINDESP

Júlio Rocha - Portal no Ar
Currais Novos » Política » Rio Grande do Norte

Ezequiel requer reativação de serviços na Central do Cidadão de Currais Novos

Por considerar que a prestação dos serviços são essenciais para a população e o atendimento com deslocamento para outras cidades resultam em gastos para o cidadão, o deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) encaminhou solicitação ao governador do Estado, Robinson Faria (PSB) solicitando a reativação da junta médica, da Agência de Fomento e da CAERN, na Central do Cidadão do município de Currais Novos, na região Seridó.

“A falta de prestação desses serviços naquela Central do Cidadão abriu uma enorme lacuna. Atualmente quem tiver pretensão de se submeter aos serviços oferecidos por esses órgãos, tem que procurar esses setores em Caicó ou Natal, que estão numa distância de 100 km e 180 km de distância, respectivamente. Além disso esse deslocamento causa despesas pessoais”, justifica o deputado Ezequiel Ferreira.

O deputado ressaltou que a Central do Cidadão é um órgão de suma importância para Currais Novos que conta com uma população aproximada de 45 mil pessoas. Os moradores da cidade e de municípios vizinhos procuram os serviços da Central diariamente, onde hoje funcionam serviços do SINE, do PROCON. DRT-RN ;DETRAN-e do Banco Pag Fácil.

Para melhor conforto das pessoas que utilizam a Central do Cidadão, o deputado Ezequiel também solicitou do governo do Estado a manutenção e adequada instalação dos aparelhos de ar condicionado do local de atendimento.

Rio Grande do Norte

SESAP ALERTA: risco de leptospirose aumenta durante período chuvoso no RN

Risco de contágio por leptospirose aumenta no perído chuvoso (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)

O risco de contágio por leptospirose aumenta no perído chuvoso, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, e a população deve redobrar os cuidados. Doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira, presente na urina de ratos e outros animais, a leptospirose é transmitida ao homem principalmente nas águas contaminadas provenientes de alagamentos, córregos e esgotos.

Para o controle da leptospirose, a bióloga do setor de Endemias da Sesap, Ximenya Lopes, explica que é possível prevenir a doença com alguns cuidados básicos, a começar na própria residência. Também são importantes medidas ligadas ao meio ambiente, como saneamento básico e melhorias nas habitações.

“É importante que as pessoas evitem o contato com água ou outros ambientes possíveis de estarem contaminados pela urina dos ratos. Cuidados também devem ser tomados com o armazenamento e o acondicionamento apropriados de alimentos, além do destino do lixo”, explica.

A bióloga também alerta para a desinfecção e completa vedação de caixas d´água como medidas preventivas a serem tomadas periodicamente. Além disso, o hipoclorito de sódio a 2,5% (água sanitária) mata as leptospiras e deverá ser utilizado para desinfetar reservatórios de água (um litro de água sanitária para cada 1000 litros de água do reservatório), locais e objetos que entraram em contato com água ou lama contaminada (um copo de água sanitária em um balde de 20 litros de água). Durante a limpeza e desinfecção de locais onde houve inundação recente, deve-se também proteger pés e mãos do contato com a água ou lama contaminada.

Os dados mostram uma queda no número de registros da doença no Rio Grande do Norte em 2016 e 2017, quando foram confirmados apenas dois casos por cada ano, se comparados a 2015, quando foram registrados 22 casos de leptospirose.

Com sintomas semelhantes aos da gripe, febre, dor de cabeça e dores pelo corpo, principalmente nas panturrilhas, podem também ocorrer vômitos, diarreia e tosse. Nas formas graves, geralmente aparece icterícia (pele e olhos amarelados), sangramento e alterações urinárias.

Os pacientes com diagnóstico de leptospirose devem ser encaminhados pelas unidades básicas de saúde para o Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, que é a referência no RN para o tratamento da doença.

O tratamento é baseado no uso de medicamentos e outras medidas de suporte, orientado sempre por um médico, de acordo com os sintomas apresentados. Os casos leves podem ser tratados em ambulatório e os graves precisam de internamento.

Dados no RN

No período de 2007 a 2017 foram registrados 546 casos suspeitos de leptospirose no Rio Grande do Norte, dos quais 185 (34%) foram confirmados, com 17 óbitos. Neste período a doença atingiu 46 municípios, com destaque para Natal (55), Frutuoso Gomes (16), São João do Sabugi (14), São Miguel (10) e Cruzeta (10). As periferias das cidades que acumulam água de chuva e lixo são as áreas mais vulneráveis ao risco de contaminação.

G1
Rio Grande do Norte

RN: apesar das chuvas, grandes reservatórios continuam em volume morto

Relatório do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) aponta que as chuvas representaram pouca melhora no quadro de seca.

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves atualmente está com 10,99% de sua capacidade (Foto: Anderson Barbosa e Fred Carvalho/G1) Barragem Armando Ribeiro Gonçalves atualmente está com 10,99% de sua capacidade (Foto: Anderson Barbosa e Fred Carvalho/G1)

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves atualmente está com 10,99% de sua capacidade (Foto: Anderson Barbosa e Fred Carvalho/G1)

Apesar da chuva que caiu sobre o Rio Grande do Norte nos últimos dias, 17 reservatórios do estado permanecem em volume morto, e outros 16 estão secos. As informações são do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn). De acordo com o órgão, as chuvas representaram pouca melhora no quadro de seca.

O primeiro Relatório da Situação Volumétrica dos principais reservatórios do estado aponta que a região Seridó foi onde houve maior variável de volume dos açudes, já a região do Alto Oeste não obteve mudança significativa na maioria dos seus mananciais.

Em comparação com o período anterior às últimas chuvas, dos 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Igarn, 17 continuam em volume morto e 16 estão secos. Anteriormente, 17 estavam em volume morto e 17 secos. Situado em Santana do Matos, o açude Alecrim estava sem leitura, ou seja, considerado seco. Após as últimas precipitações chegou a 960 mil metros cúbicos, ou 13,71% da sua capacidade que é de 7 milhões de m³.

Segundo o Igarn, o açude Rio da Pedra, também localizado em Santana do Matos, recebeu mais de 1 milhão de metros cúbicos de água e atingiu 8,62% de sua capacidade, que é de 13 milhões de metros cúbicos. Antes das chuvas o manancial estava com apenas 11 mil m³, o que correspondia a 0,08% do seu volume total.

No Alto Oeste, o reservatório com maior ganho de volume foi Encanto, que está com 2,5 milhões de metros cúbicos, 48,94% da sua capacidade total, que é de 5,192 milhões de m³. Antes das chuvas o reservatório estava com 46% do seu volume máximo. Os outros mananciais da região, ou não obtiveram recarga, ou obtiveram ganho de menos de 1%.

Com relação aos três maiores reservatórios estaduais, o relatório indica que a situação permanece estável, já que mesmo com a utilização de suas águas para os sistemas de abastecimento dos municípios potiguares, seus índices permaneceram muito parecidos. A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, anteriormente às chuvas, estava com 10,84% da sua capacidade, que é de 2,4 bilhões de metros cúbicos. Atualmente está com 10,99%, o que corresponde a 263,688 milhões de metros cúbicos.

Segundo maior reservatório do Estado, a barragem Santa Cruz do Apodi praticamente não teve mudança no seu volume. No último dia 9 de fevereiro estava com 13,96% de sua capacidade. Atualmente está com 13,92%, o que corresponde a 83,488 milhões de metros cúbicos dos 599 milhões que acumula quando cheia. A barragem de Umari, em Upanema, também seguiu o mesmo cenário, permanecendo com 13% de sua capacidade, 40,326 milhões de m³ dos 292 milhões que acumula no seu volume total.

A Bacia Apodi/Mossoró está com 130,170 milhões de metros cúbicos, o que corresponde a 11,83% da sua capacidade hídrica superficial total. Já a Bacia Piranhas/Assu está com 330,648 milhões de m³, 11,14% do seu volume total superficial.

 

Volumes das principais lagoas potiguares

O Igarn indica que a Lagoa de Extremoz, responsável por parte do abastecimento da Zona Norte da capital, está com 7,603 milhões de metros cúbicos, correspondente a 69% do seu volume máximo, que é de 11 milhões de m³. No último dia 9, ela estava com 6,879 milhões de m³, 62,43% da sua capacidade.

A Lagoa do Jiqui, que possui 440 mil metros cúbicos e abastece parte da Zona Sul de Natal, estava com 97% do seu volume total e agora se encontra totalmente cheia.

Já a Lagoa do Bonfim, segundo o relatório, que fornece água para a Adutora Monsenhor Expedito, teve um ganho de menos de 2% em seu volume. Estava com 50,54% de sua capacidade, agora está com 52,28%, 44,057 milhões de metros cúbicos dos 84,2 que possui quando cheia.

G1
Rio Grande do Norte

96% dos turistas aprovam RN como destino de viagem, aponta pesquisa

Apesar de alto índice de satisfação, visitantes reclamaram de limpeza, segurança pública e sinalização urbana turística.

A maior parte dos turistas que estiveram no Rio Grande do Norte durante a alta estação teve sua expectativa atendida com o destino turístico. Segundo pesquisa divulgada pela Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomércio/RN), 96,8% deles classificaram a experiência no estado potiguar como satisfatória, ou muito satisfatória. Destes, 89,8% afirmaram que têm intenção de voltar.

A coleta de dados foi realizada entre os dias 17 e 29 de janeiro de 2018, e as informações foram compiladas pelo Instituto de Pesquisas e Desenvolvimento do Comércio (IPDC).

Política » Rio Grande do Norte

Jacó Jácome questiona exclusão do RN em programa federal

Preocupado com a crise hídrica que há anos prejudica o Estado, o deputado Jacó Jácome (PSD) está cobrando informações sobre a exclusão do Rio Grande do Norte do programa “Um Milhão de Cisternas” pelo Governo Federal. O parlamentar recebeu a informação da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA).

“Queremos detalhes sobre os pretextos que motivaram a exclusão do nosso Estado do termo de parceria que seria celebrado entre o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e a Associação ‘Um Milhão de Cisternas’ para o Semiárido”, disse o parlamentar.

Jacó Jácome justificou que a exclusão retira a oportunidade do Estado desenvolver tecnologias sociais de convivência com o semiárido. “A decisão pode contribuir para agravar ainda mais a escassez de águas e suas consequências para as famílias e animais que vivem da agricultura familiar”, afirmou o deputado.

O parlamentar ressaltou as dificuldades dos 163 municípios que estão com problemas no abastecimento, dos quais 95 entraram em colapso total, estando na dependência de carros-pipa para amenizar a falta de água para o consumo humano e animal.

Rio Grande do Norte

Abastecimento de água é suspenso em oito cidades do RN para manutenção em barragem

Expectativa da Caern é que o sistema seja religado na manhã do domingo (25). manutenção nas comportas da barragem Armando Ribeiro Gonçalves começa nesta sexta (23).

Comportas da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Rio Grande do Norte, passam por manutenção

O abastecimento de água será suspenso em oito cidades do Rio Grande do Norte para a manutenção das comportas da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves. O reparo vai motivar a interrupção na captação da adutora Sertão Central Cabugi, que é feita diretamente no rio Piranhas-Açu.

Com isso, está temporariamente suspenso o fornecimento de água para as cidades de Angicos, Fernando Pedroza, Pedro Avelino, Lajes, Caiçara do Rio dos Ventos, Pedra Preta, Jardim de Angicos, Riachuelo e comunidade de Cachoeira do Sapo, município de Riachuelo.

A expectativa é que o sistema seja religado na manhã do domingo (25). De acordo com a Caern, o abastecimento será totalmente normalizado em 48 horas, quando a rede estará completamente pressurizada.

G1

Últimos Eventos

Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
07/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!