Arquivos:

Notícias » Rio Grande do Norte

RN tem redução de 11,5 mil empregos nos últimos 12 meses

Níveis de emprego no RN não ficava negativo desde 2008 (Foto: Caged/Reprodução)

Níveis de emprego no RN não ficava negativo desde 2008 (Foto: Caged/Reprodução)

O número de empregos formais no Rio Grande do Norte teve queda de 2,5% nos últimos 12 meses. De acordo com o Ministério do Trabalho, entre novembro de 2014 e novembro de 2015, 11.512 postos de trabalho foram fechados no Estado. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Ainda segundo o Ministério do Trabalho, nos primeiros 11 meses do ano, 8.484 postos de trabalho foram fechados. O número representa uma redução de 1,85% no nível de emprego. Quando comparados os meses de novembro e outubro, o número de assalariados com carteira assinada teve redução de 0,1%.

Entre os principais motivos para as baixas de empregos está o desempenho negativo dos setores da Construção Civil e dos Serviços, com 618 e 488 postos de trabalho fechados respectivamente.

A última vez que o Rio Grande do Norte fechou o mês novembro com saldo de empregos formais negativo foi em 2008. Na época, 118 postos de trabalho foram fechados.

Municípios

Os dados do Caged apontam que Parnamirim foi o município do Estado com mais de 30 mil habitantes que teve a maior retração dos níveis de empregos.

Ao todo, 191 postos de trabalhos foram fechados no mês de novembro. A cidade de Mossoró ocupa a segunda posição do ranking, com 164 desligamentos realizados.

No outro lado da tabela, Natal aparece como a cidade com maior índice de empregos formais ofertados. A capital do Estado teve um acréscimo de 0,02% no nível de emprego no mês de novembro, com saldo positivo de 53 empregos.

Hana Dourado
Concurso Público » Notícias » Rio Grande do Norte

Prefeituras no RN com concursos abertos; mais de 100 vagas e salários até R$ 2.500,00

Prefeitura de Equador – RN abre Concurso Público com mais de 60 vagas

A Prefeitura de Equador, no Rio Grande do Norte, já recebe as inscrições do novo Concurso Público que visa preencher mais de 60 vagas.

No entanto, a primeira retificação foi anunciada e corrige o salário do cargo de Professor B1 – Educação Física para R$ 1.438,38.

Com Nível Fundamental, os cargos disponíveis são Agente Comunitário de Saúde – zona urbana (4) e rural (1), Motorista – Transporte Escolar (2) e Motorista – Transporte de Emergência (3).

As funções de Agente Administrativo (2), Auxiliar de Consultório Dentário – ACD (1), Orientador Social (10), Técnico em Enfermagem (9), Técnico em Enfermagem – Sala de Vacinação (1) e Técnico em Laboratório (2) exigem o Ensino Médio/ Técnico.

As oportunidades seguintes são para candidatos com Nível Superior: Professor B1 – Ciências (1); Professor B1 – Educação Física (1); Professor A1 – Ensino Infantil (3); Professor A1 – 10 ao 50 ano (3); Pedagogo (1); Assistente Social (2); Enfermeiro (4); Enfermeiro – ESF (2); Fiscal de Tributos (1); Fisioterapeuta (1); Médico Plantonista (3); Medico – ESF (2); Nutricionista (1); Odontólogo (1); Odontólogo – ESF (2); Psicólogo (1); Procurador Jurídico (1).

Dentro do total de cargos, há vagas exclusivas para pessoas com deficiência. Já as remunerações variam entre R$ 788,00 e R$ 2.053,70 por mês, correspondentes a jornadas semanais de até 40h.

Para participar, acesse o site www.gercon.atecel.org.br e se inscreva até 5 de janeiro de 2016. Em seguida, lembre-se de pagar a taxa de participação de R$ 50,00 a R$ 95,00 por meio de boleto bancário.

A classificação dos candidatos será feita mediante Prova Escrita Objetiva e Pontuação da Titulação e Experiência Profissional, de acordo com cada função. Por isso é importante estar preparado para o primeiro teste previsto para ocorrer em 17 de janeiro de 2016.

Este Concurso Público terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado. (DETALHES AQUI)

Prefeitura de São José do Seridó – RN

Por meio de Concurso Público, a Prefeitura de São José do Seridó, Rio Grande do Norte, vai contratar e credenciar novos profissionais. No entanto, é preciso que os interessados tenham atenção, pois este edital foi retificado novamente.

Os requisitos para os cargos de Operador de Máquinas e Tratorista foram alterados, e agora, os candidatos devem ter nível Fundamental para participar. Em nosso site você confere o edital completo e os documentos de retificação com outras informações.

Os salários podem variar de R$ 788,00 a R$ 2.500,00, e em alguns casos também haverá gratificação. As jornadas semanais chegam a 40 horas, e todas as funções disponíveis estão descritas conforme os níveis de ensino a seguir:

Nível Fundamental: Agente de Endemias (CR); Auxiliar de Serviços Gerais (11); Coveiro (2); Gari (3); Merendeira (3); Operador de Máquinas (1); Tratorista (1); e Motorista (3).

Nível Médio: Agente Administrativo (7); Orientador Social (3); Técnico em Enfermagem (3); e Técnico em Saúde Bucal (1).

Nível Superior: Professor de Educação Física (CR); Professor Polivalente/ Educação Infantil (3); e de Ensino Fundamental das Séries Iniciais (3); Professor de Língua Portuguesa (2); e de Matemática (1); Assistente Social (1); Contador (1); Enfermeiro (1); Educador Físico (1); Médico (2); Odontólogo (1); Psicólogo (1); e Supervisor (2).

Dentro do total de vagas, estão inclusas as oportunidades para pessoas com deficiência.

O prazo para as inscrições segue até 21 de dezembro de 2015, por meio do site da empresa organizadora, www.atecel.org.br, e as taxas são de R$ 50,00; R$ 75,00; e R$ 95,00.

Para classificar os participantes haverá Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, e Prova Prática. A previsão é de que a primeira etapa seja aplicada em 17 de janeiro de 2016.

A validade do Concurso é de dois anos, no entanto, é possível que o prazo determinado seja prorrogado. (Detalhes aqui)

 

 

PCI Concursos
Governo do Estado » Rio Grande do Norte

Governo do RN determina instalação de ponto eletrônico em órgãos da administração pública

Os órgãos da administração direta, autárquica e fundacional do Rio Grande do Norte têm 180 dias para instalar máquinas de ponto eletrônico econtrolar o cumprimento da carga horária de todos os servidores públicos estaduais. Nesta terça-feira (15), o Executivo publicou decreto regulamentando o controle do ponto, que será feito de forma biométrica, através da impressão digital do servidor.

Pelo decreto, o Governo do Estado quer obrigar o cumprimento da carga horária por parte dos servidores ocupantes de cargos efetivos, comissionados, emprego permanente ou temporário, terceirizados, bolsistas e até estagiários. Todos ficarão obrigados a registrarem os horários de entrada e saída do expediente através das máquinas de ponto eletrônico.

Na nova norma, os setores de Recursos Humanos de cada entidade ou órgão deverá acompanhar e supervisionar a implementação e a funcionalidade do ponto eletrônico, recebendo os registros de frequência dos setores até o quinto dia útil do mês subsequente. Caberá a cada servidorconferir a folha individual do ponto até o terceiro dia útil do mês seguinte, avalizando que as ocorrências, abonos e afastamentos estão corretos.Sobre a compensação de horas, caso o servidor tenha trabalhado período inferior ao que é determinado.

O limite é de 12 horas mensais, quando devidamente autorizadas pela chefia imediata, para suprir a eventual necessidade de serviço. Também poderão ser compensadas as faltas ou ausências justificadas até o mês seguinte, sendo vedado o aproveitamento do período não utilizado nos meses posteriores. Em caso de entradas tardias ou saídas antecipadas que não causem prejuízo ao serviço, reconhecidas pela chefia imediata e que não evidenciem conduta habitual, também só poderão ser compensadas no mesmo mês do fato.Por outro lado, não serão compensadas as ausências devido a doença pessoal ou de familiar, prova escolar coincidente com o horário de trabalho, servidora que precisar amamentar, doação de sangue, participação em Tribunal do Júri, convocação da Justiça Eleitoral, participação em eventos de capacitação, execução de serviço externo e viagem a serviço.

Caso a jornada de trabalho mensal não seja cumprida, ocorrerá a dedução proporcional na remuneração do servidor referente aos dias não trabalhados. Também estão sujeitas a punição os servidores que causarem danos aos equipamentos para o registro eletrônico de ponto.

Os titulares de cada órgão serão os responsáveis por implementar a instalação das máquinas do ponto eletrônico. Em até 180 dias todos os locais deverão ter os equipamentos instalados.

Jair Sampaio
Governo do Estado » Rio Grande do Norte » Sistema Prisional

RN gastará R$ 20 milhões por mil novas vagas no sistema prisional

O Governo do Estado gastará aproximadamente R$ 20 milhões para abertura de pelo menos mil novas vagas no sistema prisional do RN. Ainda assim, o estado permanecerá distante de superar o déficit atual de três mil vagas em 32 unidades prisionais.

De acordo com o secretário de Justiça e Cidadania (Sejuc), Cristiano Feitosa, essas novas vagas correspondem à construção da Cadeia Pública de Ceará-Mirim, com capacidade para 603 vagas e a ampliação de mais três unidades, localizadas nos municípios de São Paulo do Potengi, Natal e Assú. Juntas, as três unidades somarão mais 400 vagas.

Essa seria, de acordo com o titular da pasta de Justiça e Cidadania, o caminho em médio prazo, para solucionar a crise do sistema penitenciário estadual, agravada ao longo de 2015, com inúmeras rebeliões e a destruição total ou parcial de pelo menos 16 unidades do estado.

Os motins que se alastraram pelo sistema prisional elevaram em mil o déficit de vagas. Antes do início da onda de rebeliões, em março de 2015, o estado precisava intervir com a construção de 2.666 espaços. Agora, são necessárias mais de 3 mil vagas.

Segundo Cristiano Feitosa, o déficit de vagas é a principal causa da crise ao longo deste ano. “É notório, e eu já pude verificar isso em reuniões com diretores das unidades que o inchaço populacional nos presídios do RN tornou a situação insustentável”, declarou.

O secretário reconhece ainda que essas mil novas vagas não são suficientes e que o número próximo do ideal é de pelo menos duas mil vagas. “Se tivéssemos hoje duas mil vagas, ia ficar muito tranquila a situação do sistema prisional”, destacou.

Portal no Ar
Notícias » Rio Grande do Norte

Ministério libera R$ 3,9 milhões para operação carro-pipa no RN

O Ministério da Integração Nacional autorizou nesta segunda-feira (14) o repasse de R$ 3.953.999,20 ao estado do Rio Grande do Norte. De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União desta segunda, o valor será utilizado em ações da operação Carro-Pipa no estado.

De acordo com a portaria, os recursos devem ser totalmente empenhados em ações da operação, com objetivo de fornecer água potável a população de regiões atingidas pela seca e pela estiagem.

A portaria também estabelece um prazo de execução das ações de 180 dias a partir da publicação da portaria. Uma prestação de contas ainda será apresentada no prazo de 30 dias a partir do término do prazo.

Finanças » Governo do Estado » Rio Grande do Norte

Governo repassa mais de R$ 2,3 milhões para bandas filarmônicas

O Governo do Estado, através da secretaria estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas) e RN Sustentável, repassou para associações de 30 municípios potiguares R$ 2.389.950,00 referentes à primeira parcela do convênio para aquisição de 75 instrumentos musicais novos, materiais de consumo e acessórios. As associações foram contempladas no edital de bandas filarmônicas da juventude.

As Associações do município de Lajes, Bodó, Pilões, Coronel João Pessoa, Caiçara do Rio do Vento, Espirito Santo, Passagem, Serrinha dos Pintos, Tenente Ananias e Lagoa dos Velhos estão aguardando abertura da conta bancária junto ao Banco do Brasil para que os recursos possam ser liberados, o que deve acontecer já nos próximos dias.

A segunda e última parcela do convênio tem valor R$ 10.345,00 referentes ao pagamento de quatro meses dos maestros capacitados e selecionados através do edital de regência para implantação das Bandas Filarmônicas para Juventude e compra de material de TI. De acordo com o edital cada associação recebe ao todo, R$ 90 mil, divido em duas parcelas, essa ação irá beneficiar diretamente 2.237 jovens residentes no interior do Estado.

Notícias » Rio Grande do Norte

Burocracia atrasa o RN Sustentável

Ana Cristina Guedes, gerente do RN Sustentável, reconhece que execução do programa está lenta.

Ana Cristina Guedes, gerente do RN Sustentável, reconhece que execução do programa está lenta.

Apesar de ser a principal monta disponível para investimentos pelo Governo do Estado, a aplicação dos recursos do RN Sustentável caminha a passos lentos. Dois anos após a contratação do empréstimo de US$ 360 milhões junto ao Banco Mundial, o Estado desembolsou apenas 10% do valor original. Travadas na burocracia do setor público e rigidez das regras do próprio banco, boa parte das ações ainda está em fase de projeto ou licitação. De acordo com o Banco Mundial, apenas R$ 30,6 milhões foram executados até agora, quando a meta era fechar o ano com R$ 65 milhões. Para não perder os recursos, o Estado precisa desembolsar tudo até 2017.

O RN Sustentável tem como foco a injeção de recursos em projetos voltados para a gestão, a melhoria do serviço público e o desenvolvimento econômico e sustentável. Com o aval da Assembleia Legislativa, o Executivo conseguiu contratualizar um empréstimo de US$ 540 milhões (mais de R$ 2 bilhões, de acordo com a cotação do dólar da última sexta-feira, a R$ 3,87), com prazo de execução de cinco anos. O repasse foi dividido em duas etapas: a primeira, de US$ 360 milhões, e a segunda de US$ 180 milhões. O recebimento da segunda etapa, porém, depende da execução da primeira. Já o pagamento do empréstimo, arrolada por 30 anos, será responsabilidade da próxima administração estadual, com pagamentos mensais a serem efetuados a partir de maio de 2019.

Em reunião na sede do Banco Mundial, em Brasília, na última quarta-feira (9), o governador Robinson Faria informou que o Executivo planeja mudanças na programação original. A avaliação de metas do empréstimo, prevista para o final do ano que vem, foi adiantada para março.

“Estamos vivendo um período de crise, e isso tem um impacto nas fontes de investimento do Governo do Estado. Hoje, uma das principais fontes de investimentos do governo, se não a única,é o RN Sustentável, diante das dificuldades do governo federal de liberar os recursos. Resolvemos antecipar esta avaliação de meio termo para que pudéssemos, a partir de agora, levantar novos investimentos que são necessários para o desenvolvimento do Estado e que pudessem ser incluídos”, aponta Ana Cristina Guedes, gerente executiva do programa RN Sustentável.

Burocracia

A gerente reconhece que a execução do programa anda de forma lenta. “Só conseguimos 10%, é muito pouco, mas a gente tem muito contrato realizado, porém ainda não desembolsado”, defendeu a gerente executiva do projeto. De acordo com ela, 365 contratos já foram firmados nos últimos dois anos, e cerca de R$ 100 milhões em ações estão contratualizadas para o próximo ano, aguardando apenas a execução. Uma delas é o início das reformas e construção de escolas, unidades hospitalares e estradas, cuja licitação deve ser lançada no mês que vem. Para o ano que vem, a previsão é que sejam executados R$ 160 milhões.

A burocracia, completa Ana Guedes, é o que tem dificultado o andamento das ações. Um processo que tenta modificar é o fluxo dos processos pelas controladorias. “Tentaremos desburocratizar onde a gente possa, mas sem ferir a legislação. Temos que buscar alternativas. Estamos fazendo essa reavaliação para saber até onde podemos ir”, acrescentou.

Tribuna do Norte
Crise Hídrica » Rio Grande do Norte

Martins, RN, entra em colapso no abastecimento de água

17 cidades do RN estão em colapso no abastecimento de água (Foto: Anderson Barbosa/G1)

17 cidades do RN estão em colapso no abastecimento de água (Foto: Anderson Barbosa/G1)

O município de Martins, localizado na região Oeste do Rio Grande do Norte, entrou em colapso no abatecimento de água. De acordo com a Companhia de Águas e Esgotos (Caern), a cidade teve o sistema de abastecimento paralisado na quarta-feira (9) em decorrência do baixo nível do manancial que a abastecia. Junto com Frutuoso Gomes e Lucrécia, Martins tem o fornecimento de água vindo do Açude Lucrécia.

Das três, apenas Lucrécia continua com o sistema funcionando, mas em situação de racionamento. O abastecimento é feito de segunda a sexta-feira, com paralisação no final de semana. Frutuoso Gomes encontra-se em colapso.

Com a entrada de Martins, sobe para 17 o número de cidades em colapso no Rio Grande do Norte. As demais cidades são Acari, Antônio Martins, Carnaúba dos Dantas, Currais Novos, João Dias, Luiz Gomes, Paraná, Pilões, Rafael Fernandes, São Miguel, Tenente Ananias,Frutuoso Gomes, Serrinha dos Pintos, Cruzeta, Jardim do Seridó e Equador.

Em rodízio de abastecimento tem 74 cidades. Sendo elas: Afonso Bezerra; Água Nova; Almino Afonso; Alto do Rodrigues; Angicos; Assú; Barcelona; Bodó; Caiçara de Rio do Vento; Caicó; Campo Grande; Carnaubais; Cerro Corá; Coronel João Pessoa; Dr. Severiano; Encanto; Espírito Santo; Fernando Pedrosa; Florânia; Timbaúba dos Batistas; Jardim de Piranhas; Francisco Dantas; Guamaré; Ielmo Marinho; Ipanguaçu; Ipueira; Itaú; Janduís; Jardim de Angicos; José da Penha; Jucurutu; Lagoa de Velhos; Lagoa Nova; Lajes; Lucrécia; Macau; Marcelino Vieira; Messias Targino; Olho D´água dos Borges; Ouro Branco; Paraú; Parelhas; Passagem; Patu; Pau dos Ferros; Pedra Preta; Pedro Avelino; Pendências; Portalegre; Rafael Godeiro; Riacho da Cruz; Riacho de Santana; Riachuelo; Rodolfo Fernandes; Ruy Barbosa; Santa Maria; Santana do Matos; Santana do Seridó; São Fernando; São Francisco do Oeste; São João do Sabugi; São José do Seridó; São Paulo do Potengi; São Pedro; São Rafael; São Tomé; São Vicente; Severiano Melo; Taboleiro Grande; Tenente Laurentino; Triunfo Potiguar; Umarizal; Venha Ver e Viçosa.

G1 RN
Notícias » Rio Grande do Norte » Saúde

Forças Armadas reforçam combate ao Aedes aegypti no RN em janeiro

Mosquitos Aedes aegypti, transmissor da dengue (Foto: Fabio Motta/Estadão Conteúdo)

Mosquitos Aedes aegypti, transmissor da dengue
(Foto: Fabio Motta/Estadão Conteúdo)

As Forças Armadas já têm data para reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti no Rio Grande do Norte. Com a capacitação dos militares prevista para dezembro, o governo quer estar com o reforço atuando a partir de janeiro em nove municípios do estado. As informações foram repassadas em entrevista coletiva da Secretaria de Saúde Pública nesta quarta-feira (9).

A Sesap atualizou os números da dengue e zika vírus, ambas transmitidas pelo mosquito. Os dados mostram que foram registrados neste ano 5.642 casos suspeitos de dengue e 6.336 de zika vírus. O Ministério da Saúde já confirmou que a transmissão do vírus durante a gestação está relacionada ao crescimento no número de bebês nascidos com microcefalia.

Um balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça (8) revelou que o RN lidera o número de mortes de bebês com microcefalia. São sete óbitos e 106 casos suspeitos no estado. A causa das mortes ainda não foi confirmada. O RN está em situação de emergência por causa do aumento de casos de microcefalia.

Sobre o reforço das Forças Armadas, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Sesap, Kristiane Fialho, informou que a pretensão é trabalhar com a proporção de dois militares para cada agente de endemias em campo. A capacitação dos integrantes do Exército, Marinha e Força Aérea Brasileira está agendada para os dias 22, 23, 29 e 30 de dezembro no 16º Batalhão de Infantaria Motorizado, no bairro Tirol, na Zona Leste de Natal.

Os nove municípios que primeiro receberão o reforço das Forças Armadas são Natal, Parnamirim, Macaíba, Ceará-Mirim, Mossoró, Assu, Pau dos Ferros, Santa Cruz e Caicó. As cidades respondem juntas por mais de 80% dos casos suspeitos de dengue no estado. Além disso, as escolhas foram motivadas pelo déficit de agentes de endemias nos municípios.

G1
Crise Hídrica » Notícias » Rio Grande do Norte

Seca faz subir para 18 número de cidades em colapso no RN

Município de Equador entrou em colapso nesta quinta (Foto: Anderson Barbosa/G1)

Município de Equador entrou em colapso nesta quinta
(Foto: Anderson Barbosa/G1)

Subiu para 18 o número de cidades em colapso de abastecimento no Rio Grande do Norte. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) anunciou nesta quinta-feira (3) que a cidade de Equador, localizada na região do Seridó potiguar, está com o abastecimento suspenso.

De acordo com a companhia, o abastecimento regular foi suspenso em virtude do esgotamento do Açude Mamão, que abastecia a região. Com a escassez de chuvas, o açude não tem mais reserva para o bombeamento de água.

Por meio de nota, a companhia informou que serão adotadas “medidas emergenciais de socorro aos habitantes da cidade”, no entanto não especificou as estratégias que serão implantadas.

Ainda de acordo com a Caern, 18 cidades em colapso, oito estão no Seridó e dez no Alto Oeste. Outras 73 cidades estão sendo abastecidas em sistema de rodízio. Dos municípios em sistema de rodízio, 38 estão localizadas na região Oeste, 11 na região Agreste, 12 na Central e 13 no Seridó.

G1 RN

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!