Rio Grande do Norte

ANP e Sesap fortalecem ações de prevenção ao suicídio no RN

Sesap e ANP seguem com o fortalecimento das suas ações de prevenção ao suicídio

A Associação Norte-Rio-Grandense de Psiquiatria (ANP) e a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) seguem com o fortalecimento das suas ações de prevenção ao suicídio. Neste mês, que é promovido a campanha “Setembro Amarelo”, atos que intensificam a atenção da sociedade com relação as pessoas ao seu redor, são estimulados para trabalhar no cuidado a saúde mental.

De acordo com o vice-presidente da ANP, Ernesto Arcoverde, setembro foi escolhido, pelo fato do dia 10 do mês ser o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Para ele, a falta de informação da população dificulta que precauções sejam tomadas para que os casos não se agravem.

“A desinformação é uma das principais causas de termos dificuldades para prevenir o suicídio. Cerca de 80% são preveníveis. A grande maioria se torna transtornos mentais e conseguimos tratar”, explicou.

O lema da campanha deste ano é “Viver de setembro a setembro”. Em uma das ações de prevenção da Sesap, cartazes e folders foram divulgados e espalhados com dicas para “ajudar, acolher e saber lidar com o outro”.

Conforme dito por Ernesto Arcoverde, a assimilação da população com os “sinais” dados por uma pessoa que esteja em crise, com pensamentos direcionados para o suicídio, é fator de extrema importância para que haja a prevenção e até o tratamento subsequente.

“Mudanças de comportamento, isolamento, faltas no emprego ou na escola e certos tipos de frases ditas, são sinais. Precisamos que as pessoas ao redor percebam e auxiliem as pessoas não as deixando sozinha e levando a um profissional de saúde mental, que poder prevenir de maneira adequada”, contou o vice-presidente da ANP.

Além de orientações, no material de divulgação da campanha produzido pela Sesap, são enumerados cinco dos principais sinais, para facilitar a percepção popular: humor triste, ansiedade ou “vazio” persistente; perda de interesse ou prazer pela vida, por hobbies ou atividades de forma permanente; dificuldade de concentração de lembrança ou de tomada de decisões; pensamentos sobre a morte ou tentativas de suicídio, e diminuição de energia ou fadiga.

Segundo a coordenadora estadual de saúde mental, Ana Eloá, o trabalho contra a prevenção não se resume apenas ao mês de setembro, mas é efetuada ao ano inteiro. Ela afirma que o estado tem trabalhado para que as condições do tratamento e prevenção sejam ampliadas.

“Seguimos sete recomendações de saúde pública para efetuarmos nosso trabalho da melhor maneira. Atualmente, temos 45 Centros de Assistências Psicossocial (Caps), que é uma quantidade boa, mas queremos conseguir ter mais. Estamos também em busca da implantação de leitos para casos de saúde mental na atenção hospitalar. É todo um trabalho”, relatou.

De acordo com Ana Eloá, o projeto “RN + Saudável” irá favorecer este trabalho. Para ela, as circunstâncias de conversa nas escolas e a interação com a esfera da educação, facilitam que o trabalho de saúde mental seja efetuado com maior êxito com relação aos jovens.

“O ‘RN + Saudável’ nos proporcionará conversas mais próximas no âmbito escolar. Em rodas de conversas com alunos e professores, poderemos ter mais efetividade nas ações de prevenção”, concluiu.

Agora RN

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!