Política

Assessores e motoristas de Lula custaram R$ 847 mil a União durante prisão

Assessores e motoristas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – Foto: Divulgação

A equipe de assessores e motoristas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) custou pelo menos R$ 847.282,62 – entre junho de 2018 e outubro de 2019 – pagos pela Presidência da República, enquanto estava preso. As informações foram obtidas pelo Uol por meio da Secretaria-Geral da Presidência.

Previsto pela lei, os ex-presidentes têm direito a uma equipe de oito servidores. O salário dos auxiliares pode chegar a R$ 13,6 mil cada um. No caso de alguns integrantes da equipe de Lula que são militares, eles recebem remuneração extra por causa da função comissionada.

De acordo com a reportagem, de junho a dezembro de 2018, a Presidência gastou R$ 323.726,12 com a equipe de apoio a Lula. De janeiro a outubro de 2019, R$ 523.556,50, segundo dados do Planalto. Quando incluídos os oitos dias de novembro de 2019 em que Lula ainda esteve na prisão, o valor despendido pode chegar a R$ 878.033,91.


Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!