Arquivos:

Policial » Violência

Brasil tem 11% dos assassinatos do mundo, diz ONU; Norte e Nordeste lideram

Um estudo sobre assassinatos no mundo, divulgado nesta quinta-feira (10) pelo Escritório da Nações Unidas sobre Drogas e Crime, em Londres, aponta que o Brasil registra 11,4% do total de mortes do planeta.

Segundo o estudo da ONU , 437 mil pessoas foram mortas em 2012 no mundo; desses, 50.108 foram no Brasil. As maiores taxas de homicídios no planeta estão na América Latina e África.

O levantamento relata preocupação com o crescimento dos casos no Norte e Nordeste do país.

Segundo o texto, a taxa média de homicídios brasileira — 25,2 por cada 100 mil habitantes– é quatro vezes maior que a mundial, que ficou em 6,2 para 100 mil.

Honduras registrou a maior taxa, de 90,4. Na América do Sul, o ranking é liderado pela Venezuela (53,7 por 100 mil), seguido por Colômbia (30,8) e Brasil.

Os dados mundiais apontam que 80% das vítimas de homicídio são homens, que também são os assassinos em 95% dos caso.

“Mais da metade das vítimas de homicídios têm menos de 30 anos de idade, com crianças menores de 15 anos de idade representando pouco mais de 8% de todos os homicídios”, aponta o estudo.

Falsa estabilidade

O relatório cita o Brasil como “um bom exemplo de estabilidade na taxa de homicídios”, mas afirma que os números vem “disfarçando disparidades regionais.”

Os dados brasileiros usados como referência para o estudo são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que aponta Alagoas como o Estado mais violento do pais, com taxa de homicídio de 76,3 por cada 100 mil habitantes –se fosse um país, seria o segundo mais violento do mundo.

“Apesar de a taxa de homicídios pouco ter mudado ao longo dos últimos 30 anos, houve mudanças significativas nos seus diferentes estados. As taxas de homicídio caíram nos Estados e cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, mas eles têm subido em outras partes do país, especialmente no Norte e Nordeste”, destaca.

O exemplo de crescimento da violência nas duas regiões está na alta de taxa de homicídios, que subiu quase 150%, entre 2007 e 2011, nos Estados da Paraíba e Bahia.

A única exceção à tendência de crescimento nas duas regiões é Pernambuco, “que experimentou uma diminuição da sua taxa de homicídios durante esse período de tempo, embora ele ainda está em um nível elevado.”

Uol
Natal » Policial » Violência

Foto: Via Certa Natal

Torcedores foram abordados e revistados pela PM (Foto: Via Certa Natal)

Após o clássico ABC e América nesse domingo (6), os torcedores dos dois times se confrontaram ao longo da Avenida Bernardo Vieira entre o shopping Midway e avenida Jaguarari. De acordo com registro corajoso do Via Certa Natal, o confronto mais intenso foi em frente ao shopping Midway, onde tiveram disparos de arma de fogo e pedras arremessadas nos ônibus em que estavam as torcidas adversárias .

Segundo o Via Certa Natal, os torcedores também soltaram fogos em direção ao shopping. Na ocasião, pelo menos três coletivos foram vandalizados em frente ao Midway e na altura da Avenida Jaguarari. Ainda segundo o Via Certa Natal, o Midway fechou as portas e o estacionamento por quinze minutos e a correria dentro do shopping também foi grande. Felizmente, a Polícia Militar agiu rápido, retirou vários torcedores dos coletivos e ainda fez escolta em outros ônibus para evitar novos confrontos.

Florânia » Policial » Trânsito

Veículo com placa de C. Novos é suspeito de atropelar e matar homem em Florânia

No início da manhã deste domingo (06) um homem morreu após ter sido atropelado por um veículo, que segundo informações de populares, seria um pálio preto com placa de Currais Novos, porém pertencente a uma pessoa de Tenente Laurentino Cruz.

O fato aconteceu na saída para São Vicente, perímetro urbano de Florânia.

A vítima foi identificada como sendo José Iso Júnior, 40 anos, que residia na comunidade Jucurí, município de Florânia. Ainda segundo informações, o motorista fugiu sem prestar socorro.

Policial

Tráfico fez ‘queima de estoque’ antes de ocupação da Maré

Taficantes ligados à facção criminosa Comando Vermelho no complexo de favelas da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro, fizeram uma espécie de “queima de estoque” de drogas na madrugada que antecedeu a ocupação das Forças Armadas no local, no sábado. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a publicação, papelotes de maconha, crack e cocaína eram vistos no chão do Parque União. As drogas teriam sido vendidas pelos traficantes por R$ 5, valor abaixo do normalmente praticado.

Segundo o jornal, paraquedistas e fuzileiros afirmaram que os chefes do tráfico na região, assim como as armas, não estão mais na Maré.

Insegurança » Policial

No RN, quadrilha explode banco, rende PMs e atira na casa de delegado

A agência ficou totalmente destruida com a explosão.

A agência ficou totalmente destruida com a explosão.

Criminosos usaram dinamite e detonaram os terminais do Banco do Brasil no município de Campo Grande, na região Oeste potiguar. Com o força da explosão, a agência ficou completamente destruída e várias cédulas de R$ 10 e R$ 20 espalhadas pelo chão. A ação aconteceu na madrugada desta sexta-feira (4). Além de levar o dinheiro dos caixas, o grupo rendeu os dois policiais militares que estavam de plantão e atiraram nas paredes da casa do delegado da cidade.

Segundo o coronel Francisco Araújo Silva, comandante geral da PM, esta foi a 11ª ação criminosa contra unidades bancárias este ano no Rio Grande do Norte. “Em 10, os arrombadores usaram explosivos. No outro caso, o caixa foi violado com um maçarico”, revelou.

Após a fuga dos bandidos, os policiais da cidade conseguiram entrar em contato com reforços de municípios vizinhos e fizeram buscas pela região, mas não conseguiram encontrar ninguém suspeito.

Insegurança » Policial

Em Caicó, trio invade casa e rouba R$ 108 mil de empresário

Três homens armados invadiram uma casa na cidade de Caicó, na região Seridó do Rio Grande do Norte, e roubaram R$ 108 mil de um empresário. Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (3) no bairro de Boa Passagem. Os assaltantes ainda levaram vários pertences do empresário. Ainda de acordo com a PM, o trio fugiu em três motocicletas de propriedade do empresário. Além dos veículos e do dinheiro, eles roubaram joias, aparelhos eletrônicos e computadores. Os três escaparam e não foram mais vistos. A Polícia Militar foi acionada e ainda realizou diligências na tentativa de encontrar os suspeitos, mas não encontrou os suspeitos.

Descaso » Policial » Segurança

População curraisnovense sofre com a falta de segurança

Delegacia Civil de Currais Novos sofre com a falta de estrutura

Delegacia Civil de Currais Novos sofre com a falta de estrutura

Atualmente, um dos problemas que mais chamam a atenção das pessoas em todo o Brasil é a questão da Segurança Pública, ou a falta dela, isso porque os governos ao longo dos tempos pouco investiram, ou investem, nas suas polícias. Fato é que a segurança pública sempre foi esquecida e sucateada através dos anos.

Em Currais Novos não é diferente. A violência e a criminalidade crescem em proporções gigantescas e o governo, de mãos atadas, apenas assiste o crescimento incontrolável desta prática que só prejudica a população.

Este problema não deve ser visto meramente como uma questão de polícia. Para que aconteça verdadeiramente o cumprimento de regras e a execução das leis penais, é preciso que haja a interação entre os Poderes Públicos, sociedade civil e que aconteça uma real organização mediada, e em parceria, com os órgãos responsáveis pela segurança. Caso não aconteça este apoio, a Polícia sozinha e sem aparatos nada poderá fazer, e assim como a população, estes profissionais comungarão do mesmo sentimento de frustração.

Para discutir este tema na Princesa do Seridó e buscar soluções eficazes para a problemática, no início deste ano, mais precisamente na segunda quinzena de janeiro, o Secretário Estadual de Segurança Pública do RN, Aldair da Rocha, esteve reunido com o prefeito Vilton Cunha, vereadores e membros do Gabinete de Gestão Integrada Municipal, para pensarem tal questão.

Na oportunidade, foi exposta a real situação em que se encontra a cidade de Currais Novos e as precárias condições de trabalhos dos policiais civis e militares que estão lotados no município. Além da falta de efetivo, estes se encontram sem estrutura física adequada, material de expediente, precariedade nas viaturas, armamentos, munições e com dificuldade de alimentação.

De lá para cá, nada foi feito, nenhuma medida enérgica foi realizada e a situação está piorando cada vez mais. Em contato com Policiais Civis, foi nos informado que a estrutura física do prédio apresenta-se totalmente deteriorada, fiação exposta, falta papel e tinta para a impressão de BO, não há efetivo suficiente para atender as ocorrências e por aí vai. O resultado de tudo isso? Assaltos, tentativas de homicídios, rivalidade entre gangues. Esses acontecimentos são uma constante na ex-pacata Terra da Scheelita. Sendo assim, com o atual quadro que vemos no município, como a Polícia cumprirá sua árdua missão de combater o mal e resgatar a ordem ferida?

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!