Arquivos:

Currais Novos » Meio ambiente

“Adote uma Praça”: Prefeitura de Currais Novos e empresas assinam termos de parceria para com o projeto

Lançamento do "Adote uma praça" se deu na última quinta (26) no Palácio Raul Macêdo.

Lançamento do “Adote uma praça” se deu na última quinta (26) no Palácio Raul Macêdo.

Considerado um dos importantes programas criados pela atual gestão municipal, o “Adote uma Praça” transformará espaços públicos em áreas verdes ainda mais agradáveis e humanizados através da parceria com empresas e com a população, que se comprometerão a conservar os espaços, e, principalmente, torná-los ambientes comunitários que melhorem a vida das pessoas.

A assinatura dos termos de cooperação entre as empresas parceiras e a Prefeitura aconteceu no final da tarde da última quinta (26) no Palácio Raul Macedo, e contou com presença do prefeito Vilton Cunha e do vice João Gustavo, secretários municipais, vereadores, imprensa, e de alguns empresários. Para o vice diretor da Câmara de Dirigentes Lojistas, “este programa é uma boa iniciativa e o empresariado local tem que apoiar”, comentou Jailson Severo, que adotará um canteiro no final da Avenida Cel. José Bezerra.

Um dos principais objetivos do “Adote uma Praça” é promover a participação da sociedade civil: associações de moradores, conselhos comunitários, organizações não governamentais, entidades comunitárias, empresas e de cidadãos interessados na urbanização, nos cuidados e na manutenção das praças, canteiros, jardins, parques, ginásios/quadras de esportes e logradouros públicos do Município de Currais Novos, em conjunto com o Poder Público Municipal de Currais Novos, além de resgatar os espaços com áreas verdes, fortalecendo-os como local de referência comunitária e que atendam às demandas de todos.

Representando a mineração Tomaz Salustino, Reno M. Bezerra, adotará um espaço verde da cidade.

Representando a mineração Tomaz Salustino, Reno M. Bezerra, adotará um espaço verde da cidade.

O empresário Reno Moreira Bezerra, representando a mineração Tomaz Salustino, se disse satisfeito em estar presente à solenidade de um programa que irá contribuir com o bem estar da cidade. A família Salustino irá adotar as praças Tomaz Salustino e Tetê Salustino. A Mineração Acauan adotará a Praça Cristo Rei. Outros espaços públicos já foram requisitados por algumas empresas/pessoas para adoção.

Atualmente, Currais Novos conta com mais de 50 áreas verdes públicas, classificadas como jardins, canteiros, praças e parques, e o projeto tem o intuito de criar mais espaços verdes que contribuam com a melhoria da qualidade de vida da população. Os espaços adotados devem ser ampliados ou mantidos em perfeitas condições, e a parceria com as empresas e a população é fundamental para a conservação das áreas. Modelos semelhantes ao “Adote uma Praça” já são executados em vários municípios do Brasil e considerados um grande sucesso.

João Bezerra/ ASSECOM
Ciência » Meio ambiente

Micróbios devoradores de plástico ajudam a reduzir lixo no mar

thumb-180638-microorganismo-resized

Micróbios podem estar contribuindo para reduzir a quantidade de lixo no mar, “comendo” o plástico que contamina as águas do planeta, informaram nesta quinta-feira cientistas australianos.

Essas criaturas microscópicas parecem estar biodegradando toneladas de rejeitos que flutuam no mar, segundo estudo de oceanógrafos da University of Western Australia, publicado no periódico científico Plos One.

Os pesquisadores analisaram mais de mil imagens de dejetos em frente ao litoral australiano e documentaram pela primeira vez as comunidades biológicas que vivem nestas pequenas partículas de lixo, conhecidas como microplásticos.

“Parece que a degradação do plástico está acontecendo no mar”, explicou à AFP Julia Reisser, uma das encarregadas do estudo. “Estou entusiasmada porque os micróbios comedores de plástico poderiam ser uma solução para melhorar os sistemas de tratamento de lixo no continente”, assegurou.

Embora já tenha sido observada a existência de micróbios que comem plástico em depósitos de lixo, o estudo destaca que seus equivalentes no mar poderiam ser igualmente eficazes.

“Os micróbios terrestres precisam de água para crescer e o processo é muito caro. Mas os micróbios marinhos crescem na água salgada e poderiam ser uma foma mais barata” de reduzir o volume de lixo, afirmou Reisser.

A ação destes micróbios também poderia explicar porque o aumento de rejeitos plásticos nos oceanos não é tão importante quanto previam os cientistas, segundo a pesquisadora.

Os cientistas têm advertido reiteradamente para a ameaça dos microplásticos ? partículas de plástico com menos de cinco milímetros – para os oceanos e em 2012 o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) estimou em cerca de 13.000 os pedaços de microplásticos por quilômetro quadrado de mar, um fenômeno que se intensifica no Pacífico Norte.

Info Online
Meio ambiente

Ibama apreende 96 arribaçãs e material para caça em Pendências

Ibama diz que arribaçãs são importantes para o ecossistema local.

Ibama diz que arribaçãs são importantes para o ecossistema local.

Três homens foram detidos em flagrante na noite desta terça-feira (3) portando 96 arribaçãs mortas no município de Pendências, na região Oeste do Rio Grande do Norte. A prisão aconteceu durante uma fiscalização Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Além das aves, foram apreendidas ainda espingardas de diversos calibres e 173 cartuchos, pólvora, chumbo e espoletas, além de uma veículo tipo Palio que era utilizado para carregar o material. A caça de qualquer tipo de animal é proibida por lei.

Segundo o Ibama, a legislação ambiental prevê multa de R$ 500 para cada ave abatida. Com isso, o trio terá de pagar R$ 48 mil. Eles irão responder na Justiça por crime contra o meio ambiente e podem pegar até três anos de prisão.

Ainda de acordo com Ibama, com a chegada do período de chuvas no RN, em várias regiões do estado acontece a formação dos “pombeiros”, área de reprodução de arribaçãs. O órgão alerta que ave é importante para o ecossistama da região, uma vez as arribaçãs dispersam sementes e combatem insetos.

Os telefones para denúncia sobre caça podem ser feitas através dos telefones 0800-61-8080 ou o (84) 3342-0454.

Meio ambiente » Natureza » Policial » Sem categoria

Ibama e PRF realizam operação e apreendem armas e animais silvestres no município de Lagoa Nova

Visando coibir a caça predatória de animais silvestres e aves migratórias (Arribaçãs), a PRF em parceria com o Ibama realizaram uma operação na manhã desta segunda-feira (28) no município de Lagoa. Na operação foram presos quatro homens e com eles foram aprendidas duas espingardas calibre 32, uma calibre 36 e muita munição, além de uma Tacaca, um Peba,  aves silvestres e gaiolas.

Durante a operação alguns suspeitos fugiram e deixaram para trás aves abatidas e alguns objetos usados na caça dos animais.

A operação continuará por tempo indeterminado na região do Seridó. Algumas das aves apreendidas foram soltas na natureza e outras foram levadas para a sede do Ibama onde passarão por avaliação de um veterinário e posteriormente soltas na natureza.

Os presos responderão por crimes ambientais e posse ilegal de arma de fogo.

J.Júnior PM C. Novos

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!