Arquivos:

Brasil » Lixo

Brasil é o quarto país que mais produz lixo no mundo, diz Fundo Mundial para a Natureza

A WWF – World Wide Wide Fund for Nature (Fundo Mundial para a Natureza) revelou que o Brasil produziu 11,3 milhões de toneladas de lixo plástico, ficando atrás apenas dos Estados Unidos da América, China e Índia.

Os números apontam ainda que o país sul-americano apenas recicla 145 mil toneladas, o que equivale a 1,28% desse lixo.

“O plástico não é inerentemente nocivo. É uma invenção criada pelo homem que gerou benefícios significativos para a sociedade. Infelizmente, a maneira como as indústrias e os Governos lidaram com o plástico e a maneira como a sociedade o converteu numa conveniência descartável, de uso único, transformou esta inovação num desastre ambiental mundial”, escreveu a WWF, na sua página da internet.

No Brasil, o destino de 7,7 milhões de toneladas de plástico são os aterros sanitários e outras 2,4 milhões de toneladas são descartadas de forma irregular, sem qualquer tipo de tratamento, em lixeiras a céu aberto.

“Aproximadamente metade de todos os produtos plásticos que poluem hoje o mundo foram criados após o ano 2000. Este problema tem apenas algumas décadas e, ainda assim, 75% de todo o plástico produzido já foi descartado”, explica a organização não-governamental.

O estudo realizado pelo WWF analisou a relação com o plástico em mais de 200 países e apontou que o Brasil produz, em média, um quilo de lixo plástico por habitante a cada semana.

O Fundo Mundial para a Natureza lança o alerta para a necessidade de adotar medidas: “O próximo passo para que haja soluções concretas é trabalharmos juntos, através de marcos legais, que chamem à ação os responsáveis pelo lixo gerado. Só assim haverá mudanças urgentes na cadeia de produção de tudo o que consumimos”, afirmou diretor executivo do WWF no Brasil, Mauricio Voivodic.

O volume de plástico que vai parar aos oceanos todos os anos é de aproximadamente 10 milhões de toneladas, o que equivale a 23 mil aviões Boeing 747 a aterrarem nos mares e oceanos todos os anos – são mais de 60 por dia, comparou a organização não-governamental.

Neste ritmo, até 2030, encontraremos o equivalente a 26 mil garrafas de plástico no mar por cada km2, revela o estudo conduzido pelo WWF.

A proposta para um acordo global com o intuito de conter a poluição por plásticos será votada na Assembleia das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEA-4), que será realizada em Nairóbi, no Quênia, de 11 a 15 de março.

JN
Absurdo » Comida » Lixo

Triste realidade: Crianças morrem após comer comida de lixão em PE

Essa é a realidade nua e crua de um país que negligencia e fecha os olhos para muitas coisas.

Essa é a realidade nua e crua de um país que negligencia e fecha os olhos para muitas coisas.

De acordo com nota do Estadão, duas crianças morreram e outras cinco pessoas passaram mal depois de ingerirem comida estragada em um lixão na zona rural do município de Catende, na zona da mata pernambucana, no último sábado (26).

O delegado do município, Gustavo Garcia, instaurou inquérito policial para apurar o caso. A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde e a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária deram início na segunda (28) à investigação epidemiológica do surto por intoxicação alimentar.

Conforme informações da secretaria, as duas crianças, Raiana Maria da Silva, de 1 ano e 6 meses, e Letícia Maria da Silva, de 7 anos, morreram logo após consumirem alimentos retirados do lixão da cidade: leite em pó, macarrão instantâneo e pão. As outras cinco pessoas – três crianças de 3, 10, 13 anos e dois jovens de 17 e 22 anos – foram encaminhadas ao Hospital Regional de Palmares, na região. Todos já receberam alta médica, após a realização de lavagem estomacal. Eles passam bem e não apresentaram sintomas de intoxicação.

O delegado ouviu três pessoas. As vítimas são de duas famílias vizinhas da área rural. Joseildo Santana e o seu vizinho Adeildo Santana disseram costumar pegar comida no lixão de Catende para dar aos animais que criam. A dona de casa Rosineide da Silva, mãe de uma das vítimas, disse ao delegado que queria fazer um lanche para todos, mas não tinha nada em casa. Viu, então, os alimentos do lixão que tinham sido deixados em cima do muro e os preparou.

Sobras dos alimentos que foram consumidos e amostras de água, coletadas pela Apevisa, serão enviadas para o Laboratório Central de Pernambuco para análise toxicológica e bacteriológica. Já as amostras de sangue foram coletadas pelo laboratório da Secretaria Municipal de Saúde de Catende e serão encaminhadas para o Hospital da Restauração.

Do blog: Vale ressaltar que essa não é uma realidade tão distante assim, falo do consumo de alimentos. E claro, não somente aqui, mas em todo o país. Quantas e quantas famílias recorrem ao lixão para tirar o seu sustento de vida e alimentício, você sabia? Quantas pessoas mais será preciso morrer para que as autoridades cabíveis tomem alguma atitude? A alimentação é essencial para a sobrevivência, e devido a desigualdade financeira populacional as pessoas terminam por recorrer aos meios mais acessíveis, e não aos mais saudáveis para sustentar seus filhos.

Caicó » Lixo » Poluição

Caicó: MPF denuncia queima em lixão e Justiça determina solução do problema

O Ministério Público Federal em Caicó acionou a Justiça diante do desrespeito da prefeitura local ao Termo de Ajustamento de Conduta  que previa a redução dos impactos ambientais provocados pelo “Lixão de Caicó”. O MPF constatou que os resíduos despejados no local continuam sendo queimados, gerando grande volume de fumaça que atinge uma cidade vizinha, São Fernando. O judiciário determinou 72 horas para sanar a irregularidade.

O procurador da República Bruno Lamenha visitou o local na última quinta (17) e confirmou as informações que havia recebido – através de imagens, denúncias e notícias – de que vem sendo realizada a queima de lixo a céu aberto no lixão, localizado na confluência dos rios Sabugi e Seridó, próximo à divisa com São Fernando. A irregularidade representa um risco à saúde dos moradores da cidade vizinha, cuja sede se encontra a apenas 18km de distância da zona urbana de Caicó.

Na visita ao local, o procurador observou um grande volume de material já queimado, além de labaredas visíveis a olho nu, concluindo que a queima têm sido utilizada de forma reiterada, “ou seja, há uma intencionalidade por trás do ilícito, não sendo razoável supor que se trata de focos isolados de incêndio”.

Decisão
O juiz da 9ª Vara Federal, Halisson Rêgo Bezerra, determinou que a Prefeitura de Caicó seja intimada a cessar com a irregularidade, no prazo de 72 horas. Ele aumentou a multa diária por descumprimento de R$ 200 para R$ 1 mil. Determinou ainda a aplicação de multa extra de R$ 1 mil a cada novo evento de queima de resíduos sólidos na área do “Lixão de Caicó”. O município deverá comprovar a adoção de medidas juntando fotos ou vídeos que demonstrem a solução do problema.

O TAC assinado em 2 de setembro de 2009 obrigava a Prefeitura de Caicó a minimizar os impactos ambientais provocados pelo despejo de resíduos a céu aberto e, em um acordo firmado em novembro de 2012, o município se comprometeu a “de imediato, eliminar focos de queimadas de lixo e fontes de geração de fumaça através, inclusive, do reforço da vigilância e da proibição de acesso daqueles catadores que forem flagrados gerando focos de fumaça”.

Outros TACs e acordos de teor semelhante foram assinados com diversas prefeituras da região do Seridó e a adoção das ações previstas vem sendo acompanhada pelo Ministério Público Federal.

Currais Novos » Lixo

Prefeitura de Currais Novos está realizando mutirão de limpeza em vários bairros da cidade

Ruas da terra da Scheelita, por meio de mutirão, estão sendo limpadas.

Ruas da terra da Scheelita, por meio de mutirão, estão sendo limpas.

A gestão curraisnovense iniciou no último dia 17 de junho um grande mutirão de limpeza em diversas ruas da cidade, trabalho este que será realizado em todos os bairros constantemente. Entulhos, metralhas e poda de árvores são alguns dos resíduos mais acumulados em vias públicas.

De acordo com dados do setor de limpeza urbana da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos, mais de 50 ruas já foram contempladas com esta ação. Apesar do trabalho intenso da equipe, a Prefeitura solicita à população que mantenha todos os espaços públicos e vias urbanas (ruas, avenidas e passeios públicos) limpos.

“Estamos realizando este mutirão, mas é importante que a população tenha consciência do nosso esforço e nos ajude a manter estes espaços limpos”, disse o prefeito Vilton Cunha. Todo o trabalho da SEMOSU está sendo realizado por setores, que já contemplaram bairros como JK, Paizinho Maria, Silvio Bezerra de Melo, INOCOOP, Parque de Exposições, entre outras localidades.

João Bezerra/ ASSECOM

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!