Judiciário

Prefeito afastado de Caicó tenta sair ileso na Comissão Processante: Justiça nega pedido

O prefeito afastado de Caicó, Batata Araújo recorreu à Justiça para tentar barrar os trabalhos da Comissão Processante, aberta na Câmara Municipal e que pode culminar com o pedido de sua cassação.

Através de sua defesa, Batata entrou com uma Ação Ordinária com Pedido de Tutela de Urgência contra a Câmara Municipal, representada por seu Presidente José Alexandre Pereira, e de Ana Edna da Silva, Vereadora e Presidente da Comissão Processante nº. 001/2018.

Em sua petição inicial, Batata alega que está sendo processado por suposta infração político-administrativa perante a Câmara Municipal, cujo processo fora iniciado por denúncia formulada pelo Sr. Francisco da Silva Filho, visando a cassação do mandado do requerente, ao argumento de que teriam existido “tratativas ilícitas na execução do contrato administrativo decorrente do pregão presencial nº. 030/2016”, bem como “tentativa de compra apoio político junto à Câmara Municipal de Caicó/RN”.

O prefeito, que cumpre medidas cautelares e está afastado do cargo desde Agosto de 2018, sustenta, ainda, que o processo a que fora submetido, visando a cassação de seu mandato, encontra-se eivado de diversos vícios formais insanáveis, os quais lista:

1) interferência de terceiros estranhos ao processo, coação de servidor público para emissão de documento falso e negativa de acesso à informação; 2) nulidade em razão da perda do prazo para apresentação de parecer (art. 5º, III do DL 201/67), continuidade do processo sem decisão acerca das alegações da defesa e emissão de atestado médico falso pelo Vereador Relator; 3) impossibilidade de a Comissão Processante ser presidida por Vereadora Suplente; 4) impossibilidade de funcionamento da Comissão Processante durante o recesso parlamentar por ausência de previsão legal ou regimental. Na petição, Batata requereu a concessão de tutela de urgência para: suspender o processo de cassação nº. 001/2018, até a conclusão do presente feito; suspender o Processo de Cassação nº. 001/2018 e seus prazos durante o período de recesso Parlamentar; anular a formação da Comissão Processante, determinando-se novo sorteio, tendo em vista a participação de vereadora suplente; e, ainda, o deferimento de liminar para que sejam juntados aos autos os documentos requeridos pela defesa, devidamente listados na exordial.

Em sua decisão, o juiz Titular da 3ª Vara de Caicó, Luiz Cândido de Andrade Villaça indeferiu todos os pedidos de tutela de urgência, formulados pela defesa de Batata Araújo.

Jair Sampaio

Últimos Eventos

06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!