Finanças » Política » Saúde

INSANO: Ministério da Saúde gastou R$ 532 milhões em publicidade nos últimos três anos

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Apesar do atraso de quatro anos no plano de expansão dos equipamentos de radioterapia, que ainda não saiu do papel, o ministério da Saúde gastou cerca de R$ 532,3 milhões em publicidade no triênio 2013-15.

No ano passado, os gastos somaram R$ 97,3 milhões, sendo que R$ 82,4 milhões foram em campanhas de utilidade pública, como doação de sangue e prevenção contra diversos tipos de câncer.

A despesa do Ministério da Saúde com propaganda representa 20,7% de todo o orçamento do governo federal para publicidade (R$ 468,3 milhões em 2015). Em 2013, a verba publicitária do ministério da Saúde foi de R$ 219,5 milhões. No ano seguinte, a pasta teve outros R$ 215,5 milhões para propaganda.

O programa de expansão da radioterapia no tratamento dos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) foi lançado em maio de 2012. Foram comprados 80 equipamentos no valor total de R$ 119,2 milhões. Para as obras de instalação dos aparelhos em hospitais de 23 Estados, o governo iria gastar R$ 385 milhões. Porém, até agora nenhum deles está pronto. A previsão é que os sete primeiros aparelhos sejam instalados até o final deste ano.

O ministério da Saúde estima que os 73 aparelhos restantes sejam instalados até o final de 2018. A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda a relação de uma aparelho de radioterapia para cada grupo de 300 mil habitantes. O Brasil está abaixo da metade da meta mínima da OMS.

 

R7

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!