Arquivos:

Acessibilidade » Brasil » Igualdade » Notícias

EXCLUSÃO: Menino com síndrome de Down é impedido de fazer natação

Gabriel tinha ido com a mãe a um teste para entrar em escolinha localizada no Ibirapuera

Um menino de 9 anos, que tem síndrome de Down, foi impedido de fazer um teste para um curso gratuito de natação em São Paulo. O caso, que está sendo apurado pela Secretaria de Esportes, ocorreu na última quinta-feira (9), mas foi relatado pela mãe da criança, a psicóloga Elaine Hojaji, nesta terça-feira (14). Elaine conta que levou Gabriel para tentar vaga na escolinha do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, no Ibirapuera. Ao ver o menino, o instrutor recusou-o de imediato.

Hojaji disse ao G1 que o avaliador justificou a exclusão de Gabriel com o fato de uma experiência negativa do passado: “Olha, não é por nada, não. Acho que não vai dar certo com ele aqui. Ano passado, teve uma aluna e não deu certo”, disse. “São muitas crianças aqui, não dá pra dar atenção. O melhor é encontrar um lugar que a senhora possa entrar junto com ele na piscina”, concluiu.

“Na hora eu desfaleci, fiquei sem reação e com medo de meu filho perceber a situação. Não argumentei, talvez por conta disto”, desabafou a mãe de Gabriel no Facebook. “Se um serviço público de esportes é para todos, também tem que ser para quem tem Síndrome de Down. Se os locais não têm estrutura e recursos humanos, que se capacitem”. O site do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães anuncia quatro piscinas pequenas usadas para aulas da comunidade, além de natação para pessoas com deficiência.

A Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo (SELJ) informou, em nota, enviada ao G1, que “prima pela inclusão social por meio do esporte e rechaça qualquer comportamento discriminatório por parte de seus colaboradores”. A secretaria informou ainda que o avaliador foi identificado e que “os acontecimentos no dia citado estão sendo apurados internamente para que as devidas providências sejam tomadas com o rigor inerente ao caso”.

G1
Denúncias » Igualdade » Racismo

Disque Igualdade Racial será criado pelo Governo visando receber denúncias

O serviço atenderá qualquer pessoa que se sinta ofendida por palavras ou insultos relacionados à cor da pele, orientação sexual, religião, etc.

O serviço atenderá qualquer pessoa que se sinta ofendida por palavras ou insultos relacionados à cor da pele, orientação sexual, religião, etc.

O Governo Federal irá criar um serviço para receber denúncias sobre o crime de racismo, o Disque Igualdade Racial.  O anúncio foi feito nesta sexta (20) pela ministra chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros. As ligações poderão ser feitas para o número 138 e todas as denúncias de racismo serão encaminhadas para a notificação das autoridades responsáveis pela solução do caso. Luiza Bairros disse que o serviço estará disponível nos próximos meses, mas não informou a data exata.

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!