Arquivos:

Dívida » Governo do Estado » Hospital

DÍVIDA: Governo do Estado deve mais de R$ 1 milhão ao Hospital Varela Santiago

Durante a reunião da Comissão de Finanças e Fiscalização, da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira, 20, a deputada estadual Cristiane Dantas (SD), denunciou o atraso do repasse de recursos ao Hospital Infantil Varela Santiago por parte do Governo do Estado.

“Estive ontem no hospital e fui procurada pelo diretor doutor Paulo Xavier que me informou do atraso do repasse ao hospital o que está prejudicando o atendimento às crianças. O Governo está em débito com duas parcelas do convênio de custeio do hospital”, informou Cristiane.

Ainda de acordo com a parlamentar, o convênio firmado em 2018 entre o Hospital Varela Santiago e o Governo do Estado é voltado ao custeio da unidade com execução em quatro parcelas, no valor de R$ 575 mil cada. Ainda restam duas a serem pagas, que segundo consta nos termos do convenio deveriam ter sido repassadas até dezembro do ano passado. Os recursos são voltados para o pagamento de contas de energia, água, compra de medicamentos e insumos para o hospital.

“O hospital Varela Santiago é referência no atendimento 100% para o tratamento de crianças com câncer no Rio Grande do Norte e necessita com urgência desses recursos. Com esse atraso, o Governo do Estado está penalizando crianças em tratamento de doenças graves, por isso fazemos esse apelo para o pagamento das parcelas em atraso”, enfatizou Cristiane.

A deputada também informou que deu entrada em um requerimento destinado às Secretarias Estaduais de Saúde, de Finanças e à Governadora cobrando a regularização do convênio com o Hospital Infantil Varela Santiago.

Emenda

A deputada Cristiane também destinou no Orçamento Geral do Estado para 2019 aprovado no fim do ano passado uma emenda parlamentar, no valor de R$ 80 mil, destinada ao custeio e manutenção do Hospital Varela Santiago. “Estamos em buscando que essa emenda seja liberada o quanto antes para contribuir com o funcionamento do hospital”, finalizou.

Blog do BG
Hospital » Rio Grande do Norte

RN: Empresa prejudica refeições em hospitais devido a atraso em entrega de alimentos

Servidores estaduais da saúde denunciam que tem faltado alimentação para acompanhantes de pacientes e funcionários de pelo menos três hospitais da Região Metropolitana de Natal: o Monsenhor Walfredo Gurgel e o João Machado, na capital, e o Antônio Ferraz, em Macaíba. Segundo o sindicato da categoria (Sindsaúde), a situação persiste desde quarta-feira da semana passada, dia 13.

De acordo com o enfermeiro Manoel Egídio Júnior, conselheiro do Sindsaúde, o Governo do Estado tem submetido os servidores da área a uma “dieta forçada”. Nesta terça-feira, 19, um grupo de sindicalistas fez um protesto em frente ao prédio da Secretaria de Saúde Pública (Sesap) para exigir melhores condições de trabalho com, pelo menos, a regularização da alimentação.

Os servidores da saúde estão em greve desde o dia 5 de fevereiro. A categoria reivindica, além de melhores condições de trabalho, o pagamento dos salários que estão em atraso. O Estado ainda não pagou a folha de dezembro e o 13º salário de 2018 para nenhum servidor, e parte do funcionalismo também não recebeu a folha de novembro e o 13º de 2017.

O funcionalismo denuncia também práticas que classifica como assédio moral. De acordo com Egídio Júnior, as administrações dos hospitais estaduais estão ameaçando cortar o ponto de grevistas, apesar de a categoria estar respeitando, segundo ele, a determinação da Justiça para que pelo menos 70% dos servidores trabalhem.

“Há ameaças de colocar falta nos servidores e estão usando cálculos diferentes para contar quantos servidores estão trabalhando. Não estão aceitando [que um grupo de servidores adira à greve]”, afirmou Egídio Júnior, que ainda ironizou a falta de alimentação nos hospitais: “E, além disso, o governo está se preocupando com a nossa saúde, nos impondo uma dieta forçada”.

O Hospital Walfredo Gurgel confirmou ao Agora RN que faltaram alguns “gêneros alimentícios” na segunda-feira, 18. A direção da unidade disse que, quando suspende a alimentação de funcionários e acompanhantes, é porque prioriza as refeições dos pacientes. A situação, porém, segundo a administração do hospital, foi normalizada nesta terça-feira, 19, com a chegada de verduras e frango – que foram servidos ao longo do dia. O estoque deve ser suficiente para os próximos dias.

A Sesap explicou que faltou comida nos hospitais nos últimos dias porque um dos fornecedores contratados pela secretaria não fez a entrega dos alimentos. A empresa – cujo nome não foi revelado – contesta o trâmite de uma licitação de 2017 e, por causa disso, tem dificultado a prestação do serviço para o Estado.

A Secretaria Estadual de Saúde registrou, ainda, que uma nova licitação para aquisição de alimentos para os hospitais da Grande Natal deve ser homologada em cerca de dez dias. O pregão aconteceu no dia 8 de fevereiro e, desde então, os procedimentos estão sendo finalizados para que haja a homologação. Os contratos com as empresas vencedoras serão válidos até o fim deste ano.

O coordenador administrativo da Sesap, Luiz Carlos, acrescentou que o novo governo estadual tem planejado a uniformização dos almoxarifados dos hospitais. A intenção, segundo ele, é evitar que faltem alimentos em determinadas unidades enquanto sobrem em outras.

REUNIÃO COM FÁTIMA

Os servidores, que estão em greve há 43 dias, conseguiram uma reunião com a governadora Fátima Bezerra para a próxima quinta-feira, 21, às 18h. Representantes do Sindsaúde vão cobrar dela, além da regularização dos salários, outras pautas definidas pela categoria em assembleia quando da deflagração da greve – como o pagamento de adicionais por insalubridade.

A categoria volta a se reunir na segunda-feira, 25, quando será a votada a continuidade da greve.

O Governo do Estado alega falta de recursos para quitar os salários atrasados. A gestão Fátima Bezerra diz que aguarda o recebimento de receitas extraordinárias para pagar o passivo herdado da gestão anterior. Uma das iniciativas neste sentido é a antecipação de royalties da produção mineral, em operação na qual o Estado espera recolher pelo menos R$ 315 milhões.

Agora RN
Caicó » Hospital » Saúde

CAICÓ: Homem morre com suspeita de meningite e equipe do hospital é imunizada

Na última quinta feira um jovem deu entrada na emergência do Hospital Regional do Seridó, Caicó, com febre alta, dor de cabeça e um conjunto de sintomas que remetem à meningite.

O paciente foi rapidamente isolado da presença de outros enfermos no hospital regional e o corpo clínico foi devidamente orientado a se submeter à profilaxia, processo inicial da imunização.

A morte de Célio Campelo de Macedo foi confirmada nessa madrugada. Um amigo disse ao blog que Célio trabalhava para uma terceirizada da Cosern e que reclamou de dores no último dia que trabalhou.

A confirmação da meningite ainda dependerá de exames a partir do líquido cefalorraquidiano (LCR), também conhecido como líquor ou fluído cérebro espinhal (definido como um fluído corporal estéril).

Blog Jair Sampaio
Areia Branca » Diversos » Hospital

Mulher joga fezes em médico dentro do Hospital no Oeste Potiguar

Uma mulher jogou fezes no rosto de um médico no Hospital Municipal de Areia Branca, região Oeste potiguar, na noite da última quinta-feira (17). O ataque foi confirmado pelo secretário de Saúde do município, Alexandre Inácio, e foi denunciado à Polícia Civil.

O caso aconteceu por volta das 19h na área interna do Hospital Municipal Sarah Kubitschek, horário em que o médico se preparava para deixar o seu plantão. De acordo com o secretário, a mulher é uma técnica de enfermagem, servidora efetiva do município, que está afastada das funções há cerca de seis meses por problemas psiquiátricos.

“Ela entrou no hospital procurando o médico e pediu para ir até ele, para entregar um presente de agradecimento. O pessoal deixou ela entrar no estar médico (local de descanso dos profissionais), mas ela fez isso”, contou o secretário. As fezes foram levadas pela agressora em uma sacola plástica. Ao encontrar o médico, ela passou a jogar os excrementos nele e foi embora, em seguida.

Segundo Alexandre Inácio, a agressora atribui ao médico culpa pela morte do pai dela, que aconteceu há algumas semanas. Segundo o secretário, o homem, que era atendido pelo profissional, estava internado em estado terminal de câncer e apresentou um sangramento que não tinha como estancar. Após três dias, o paciente faleceu.

“Não houve erro médico. Infelizmente era um caso terminal. O médico atua há 10 anos no município e é um bom profissional, bem avaliado pelo público”, comentou o secretário. “Isso nunca aconteceu em Areia Branca. Pegou todo mundo de surpresa. O médico já tomou algumas providências. Está muito chateado”, acrescentou.

Após o ataque, o médico foi à Delegacia de Polícia Civil para registrar um Boletim de Ocorrência e deverá processar a servidora afastada. Em contato com o G1 na noite da última sexta-feira (18), o médico disse que estava “profundamente chateado” com a situação e que vai abrir uma ação contra a mulher, já que considera que ela não tem problemas psiquiátricos de verdade.

O profissional ainda declarou que o estado de saúde do pai da mulher era irreversível e sua morte não foi causada pelo “pequeno sangramento” que apresentava. Ele também afirmou que iria se manifestar oficialmente por meio de uma nota enviada pelo seu advogado, porém ela não chegou até a publicação desta reportagem. O G1 tentou um novo contato neste domingo (20), mas as ligações não foram atendidas.

Ainda segundo o secretário de Saúde de Areia Branca, Alexandre Inácio, haverá reforço na segurança da unidade e as normas internas serão modificadas para impedir a entrada de pessoas às áreas restritas aos profissionais.

G1

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!