Arquivos:

Guerra » Mundo

Venezuela posiciona mísseis na fronteira com o Brasil e Guiana

Caminhões com lançadores de mísseis S 125 Pechora das forças armadas da Venezuela foram vistos nesse domingo (20) se movimentando na região sul do estado de Bolivar, que faz fronteira com o Brasil, via Roraima, e praticamente toda extensão da parte oeste de Guiana. Imagens dos veículos foram postadas no Twitter pelo usuário @DarioGraffe, um ativista estudantil.

O governo venezuelano ainda não confirmou a movimentação dos veículos ou o motivo da suposta operação. O assunto pode estar relacionado a atual crise entre Venezuela e Guiana, que disputam áreas marítimas ricas em petróleo.

E as forças armadas bolivarianas da Venezuela estão com o treinamento em dia. Em março deste ano, um destacamento militar venezuelano realizou um treinamento com mísseis Pechora. As manobras foram realizadas em Apure, região sudoeste do país durante a operação “Escudo Soberano 2015”, que também envolveu a movimentação de caças F-16 e Su-30.

O míssil Pechora, fabricado na Rússia, é antigo, sendo fabricado desde 1961 e ganhou notoriedade em combates no Oriente Médio, em especial contra aviões da força aérea de Israel.

Para operar o artefato são necessários outros veículos de suporte, além do caminhão com a rampa de lançamento – duas no total. É preciso uma estação de radar móvel e outra que carrega mais mísseis, além de dezenas de soldados especializados. O míssil tem orientação inicial pela base em terra e termina seu trajeto por conta própria, utilizando um radar embarcado para alcançar o alvo aéreo com precisão.

O Pechora tem alcance aproximado de 35 km e voa a mais de 3.000 km/h. As forças armadas da Venezuela possuem um estoque pequeno desses mísseis, porém mais unidades já foram encomendadas.

Guerra

Em dois dias, EUA lançam 7 ataques contra o Estado Islâmico

Caças F-15E

Caças F-15E

As forças militares dos Estados Unidos efetuaram, neste fim de semana, sete ataques aéreos contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na Síria e outros dois no Iraque, informou o Comando Central norte-americano (Centcom) em comunicado.

Na Síria, cinco bombardeios aconteceram perto da cidade de Kobani, situada na província de Aleppo, uma das três principais localidades curdas no país. Neles, três veículos dos radicais foram destruídos e cinco posições do EI foram danificadas.

O EI iniciou uma ofensiva em 16 de setembro contra essa região e, desde então, está completamente cercada pelos radicais, exceto pelo norte, onde faz fronteira com a Turquia.

Ao sudeste da cidade síria de Deir ez-Zur, dois ataques acabaram com dois refúgios dos radicais.

No Iraque, os bombardeios das forças americanas, que contaram com o apoio de países da coalizão internacional criada para acabar com os jihadistas, atacaram posições do EI perto da cidade de Baiji, e ao sudeste da população de Faluja.

“Os ataques aconteceram como parte da ‘Determinação Inerente’, a operação para eliminar o grupo terrorista EI e a ameaça que representa para o Iraque, a região e o resto da comunidade internacional”, acrescentou o comunicado.

Terra

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!