Arquivos:

Famosos » Greve

Sem Waka Waka! Shakira revela greve de sexo durante a Copa

Shakira revela que não quer distrair o maridão.

Shakira revela que não quer distrair o maridão.

A cantora Shakira revelou que, durante o campeonato Mundial, manterá “distância” do marido, o espanhol Piqué. A gata disse que não quer ser uma distração para o jogador, portanto, durante a competição, não haverá sexo entre o casal.

Em entrevista a um programa de TV da Espanha, negou que haveria sido orientada a se manter afastada do atleta durante a Copa, mas fez questão de dizer, com risos e bom humor, que respeitará a concentração: “Não é verdade. Suponho que se refira às ‘atividades extracurriculares’. Neste sentido, claro, deve-se respeitar o que se chama de concentração, porque, senão, seria uma desconcentração”, respondeu a famosa.

R7
Greve » Natal

Paradas e alternativos lotados no início da greve dos ônibus

Primeiras horas do início da greve dos rodoviários de Natal, nesta quinta-feira (12), resultou em paradas e alternativos lotados. Apesar de o Sindicato dos Rodoviários (Sintro/RN) garantir que 30% da frota estará disponível pela população, os primeiros ônibus só começaram a sair às 6h – 1h30 depois do horário normal.

Em paradas como a do gancho do Igapó, a situação é crítica: nem os alternativos estão conseguindo atender a demanda. Lotados, não conseguem nem fechar as portas. Há relatos de ônibus que nem param mais. A reportagem também flagrou dois ônibus fretados fazendo o percurso de coletivos sem autorização da Semob. “Já passaram três 26 e nenhum parou de tão lotado. Eu acho que os motoristas precisam defender o lado deles, mas é um desrespeito com a população”, reclama a empregada doméstica Isicleia Tavares, 30 anos. Ela desistiu de ir trabalhar por causa da ausência de transporte coletivo.

Na garagem da Guanabara, apenas 77 dos 254 ônibus devem ser liberados para rodar durante o dia. Os carros estão sendo liberados a cada 20 minutos, e farão viagens durante o dia todo. Segundo informações de um representante da empresa, que preferiu não se identificar, apenas um terço dos 500 funcionários esperados na garagem foram trabalhar na manhã de hoje. O primeiro ônibus, da linha Parque dos Coqueiros (77), foi liberado às 6h.

A orientação do Sintro, segundo o diretor Reinando José Avelino, é que os ônibus sejam liberados até às 9h. Depois, os motoristas devem se encaminhar para assembleia, na sede do sindicato, no Viaduto do Baldo. Será deliberado se os motoristas acatarão as propostas apresentadas ontem em reunião com os empresários, na sede do Ministério Público do Trabalho.

Greve

Rodoviários param e avisam que ônibus não sairão das garagens

A Tribuna do Norte destaca que os motoristas de ônibus de Natal mantêm o indicativo de greve e cruzam os braços a partir dos primeiros minutos de amanhã. Sem novo posicionamento por parte do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) sobre a possibilidade de reajuste de 16% solicitado pela categoria, os rodoviários garantem que os veículos ficarão nas garagens a partir da meia-noite de hoje. Há, no entanto, a garantia de que 30% da frota siga circulando.

“Está tudo mantido. Na meia-noite os ônibus ficarão nas garagens e só sairão os carros correspondentes a 30% da frota, conforme determina a lei de greve”, garantiu o presidente do Sintro, Nastagnam Batista. Os sindicatos patronal e dos trabalhadores discutem desde o início de maio reajuste salarial de 16% e aumento no valor do auxílio-alimentação, na database deste ano referente ao mês de maio. O Seturn alega que o custo da mão de obra corresponde a 45% do valor da tarifa e, sem reajuste tarifário ou incentivos fiscais desde 2011, ficou impossível arcar com os valores.

Robson Pires
Greve

Justiça decreta ilegal paralisação dos Guardas e proíbe novas greves

O desembargador Francisco Saraiva Dantas Sobrinho emitiu, ontem (9), parecer sobre as duas ações impetradas pela Procuradoria Geral do Município. Ele decidiu parcialmente procedente a ação civil originária, que requeria a ilegalidade das greves dos servidores municipais no período da Copa do Mundo da Fifa 2014. Quanto a segunda ação, pedindo a proibição de ocupação de espaços públicos no mesmo período, o desembargador não julgou e declinou a competência à Primeira Instância da Justiça Estadual.

Guardas devem retornar imediatamente ao trabalho. TJRN não decidiu sobre greve da saúde.

Guardas devem retornar imediatamente ao trabalho. TJRN não decidiu sobre greve da saúde.

A decisão pela ilegalidade de greves, na ação civil originária, sendo parcial, não contemplou todos os sete sindicatos citados pela PGM na ação, mas apenas três deles. O desembargador analisou também que já é de incumbência do poder público policial da administração o impedimento de ocupações, não se fazendo necessário determinação judicial.

O desembargador determinou o retorno imediato às atividades dos servidores da Guarda Municipal (Sindguardas). Proibiu a deflagração de greve dos Médicos (Sinmed) e agentes de saúde (Sindas), durante e de forma restrita ao período do evento mundial, até dia 31 de julho. Se houver descumprimento da decisão, os sindicatos serão penalizados com multa diária de R$ 20 mil, além de cobrança de R$ 2 mil aos presidentes dos sindicatos, individualmente.

Ficaram excluídos da proibição os sindicatos dos servidores públicos de Natal (Sinsenat), da Saúde (Sindsaúde), Odontologistas (Soern), e Trabalhadores em Educação Pública (Sinte), considerados ao entender do desembargador “pela falta de interesse processual nesta ação”. Destes excluídos, os servidores ligados ao Sindsaúde estão em greve há quase dois meses e mantêm acampamento na rua Ulysses Caldas à frente da Prefeitura do Natal.

Para a exclusão, o desembargador considerou outras ações civis relacionadas a ações abusivas destes sindicatos. Em abril deste ano a Desembargadora Zeneide Bezerra indeferiu pedido liminar de declaração de abusividade da greve do Sinsenat. Em seguida, o Desembargador Cláudio Santos deferiu parcialmente pleito liminar ao Sindsaúde e Soern, determinando que o movimento grevista mantivesse 50% dos servidores trabalhando. E, quanto ao Sinte, uma ação culminou em acordo de suspensão de greve por noventa dias.

Para Saraiva Sobrinho, não é o motivo da greve que foi julgado, mas sim suas consequências devido ao momento da cidade. “Não se está aqui mitigando a importância das reivindicações para assegurar melhorias salariais e das condições de trabalho, todavia utilizá-las de maneira casuística, isso sim, macula e desnatura a sua legitimidade”, escreveu em decisão.

Para Margareth Vieira, presidente do Sindguardas, as ações da PGM são “um absurdo”. Ela não havia sido notificada sobre a decisão e disse que hoje, às 9h, em frente a Prefeitura, haveria assembléia geral com os servidores para tomada de decisões.

Cosmo Mariz, presidente do Sindas, não demonstrou preocupação com o posicionamento da Justiça. Ele disse que “não tinha pretensão nenhuma de deflagrar greve, tendo em vista que as reivindicações estavam sendo encaminhadas”.  O Sinmed, na noite de ontem, ainda sem conhecimento da decisão, pôs fim à paralisação iniciada na semana passada. “Eu preciso ver a notificação. É claro que se for pedido a ilegalidade, nós teremos que suspender”, disse ele.

Tribuna do Norte
Greve

Agentes penitenciários decidem entrar em greve por tempo indeterminado

Os agentes penitenciários do Rio Grande do Norte decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. A paralisação terá início a partir da meia-noite do próximo sábado (31). A categoria espera a implantação do Plano de Cargos e Carreira, desde 2011, mas o pleito ainda não foi atendido pelo Governo do Estado.

Com isso, os agentes se reuniram em assembleia, nesta terça-feira (27), e deliberaram pelo início da paralisação. Vilma Batista, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte (Sindasp-RN), explica que a categoria está cansada de esperar e não ver o compromisso cumprido por parte do Governo.

Greve » Saúde

Médicos de Natal iniciam greve na próxima segunda-feira

Tem início na próxima segunda-feira (26) a greve dos médicos da rede municipal de saúde de Natal. A paralisação por tempo indeterminado visa cobrar melhores condições de trabalho e remuneração justa. Uma assembleia da categoria acontece na noite da segunda, no Sindicato dos Médicos do RN – Sinmed RN, para a organização de uma agenda de manifestações. Atualmente Natal conta com 261 médicos contratados pela prefeitura e associados ao Sinmed RN.

As negociações com a secretaria municipal de Saúde tiveram início há seis meses, permanecendo estagnadas de março até o último dia 19, quando em audiência, o secretário de Saúde Cipriano Maia afirmou a impossibilidade de cumprir com a proposta do Sinmed, que é a de incorporação de parte das gratificações aos salários dos médicos municipais. O secretário também apresentou uma lista de materiais de trabalho e equipamentos que serão distribuídos para as unidades saúde, em quantidades e variedades consideradas insuficientes pelo sindicato.

A categoria está insatisfeita com o aumento das cobranças da secretaria sem o devido investimento nas unidades de saúde. Em abril a SMS publicou a resolução 050 que estabelece um número mínimo de plantões a ser cumprido pelos profissionais sem, no entanto, determinar um número máximo, o que deixa os médicos à mercê da administração das unidades.

Greve » Rio Grande do Norte

Bombeiros e policiais militares podem realizar nova paralisação no dia 19 se reivindicações não forem atendidas

Policiais e bombeiros militares estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira (7) em assembleia geral unificada, realizada na sede da Associação de Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros do RN – ASSPMBM/RN. Na ocasião, foram definidas estratégias de ação, com o intuito de pressionar autoridades estaduais para o atendimento das principais demandas da segurança pública.  Para as duas classes, o encaminhamento do Projeto de Lei de Promoção de Praças à Assembleia Legislativa pelo Governo foi considerado pelos representantes das associações uma conquista “parcial”. Segundo os bombeiros e PMs, nas propostas previstas no documento foram identificados erros formais e alterações posteriores que, segundo os titulares das entidades, ainda deverão ser reajustadas por emendas previamente elaboradas.

Até novas respostas, os bombeiros e PMS retomarão atividades de vigilância e acompanharão nos dias 13,14 e 15, na Assembleia Legislativa, as sessões plenárias para a garantia da alteração final do texto da lei com as emendas apresentadas e com objetivo de cobrança ao Legislativo pela sua consecutiva aprovação. Os praças informam, desde já, que estarão vestidos a paisana e desarmados. Em caso de insatisfação das classes sobre o Poder Público, uma nova paralisação de advertência foi aprovada para o dia 19.

Greve » Natal

Após ato na Zona Norte, servidores farão vigília no aeroporto, aguardando o retorno do prefeito Carlos Eduardo Alves

Nesta segunda-feira (28), a partir das 9h, os servidores da saúde de Natal em greve farão um ato público em defesa da saúde da Zona Norte. A manifestação terá início às 09h, em frente à Policlínica da Zona Norte, ao lado do supermercado Nordestão de Santa Catarina. Em seguida, a categoria sairá em caminhada pelas ruas próximas, encerrando com um abraço simbólico e um ato em frente ao prédio da Maternidade Leide Morais.

Os servidores denunciam o atraso na reforma da unidade. “A reforma iria durar quatro meses, mas vai durar quase um ano. A impressão é que adiam o término da obra, para não ter que tirar os servidores daqui que estão nas outras unidades”, afirma Célia Dantas, do Sindsaúde-RN. Atualmente, os servidores da Maternidade Leide Morais estão cedidos a outras unidades, como a Maternidade das Quintas, o Sandra Celeste e a UPA do Pajuçara.

A partir das 14h30, os servidores estarão no Aeroporto Internacional Augusto Severo, para uma vigília de recepção ao prefeito Carlos Eduardo Alves. O prefeito retorna de uma viagem de 12 dias, deixando a cidade sem substituto, em meio a uma greve geral dos servidores. No aeroporto, eles também irão distribuir comunicados aos turistas, sobre os motivos da greve e denunciando a situação da saúde no município e os gastos com a Copa do Mundo.

Negociações paradas

Os servidores da saúde estão em greve desde o dia 15 de abril, em uma greve que vem ganhando adesão. Além dos servidores da saúde, estão em greve também os professores, agentes de saúde e de endemias e servidores das demais secretarias da Prefeitura. Apesar disto, as negociações não avançaram. A única reunião ocorreu na terça-feira (22), na Secretaria Municipal de Planejamento, Fazenda e Tecnologia da Informação (Sempla), com a secretária municipal, Maria Virginia Ferreira Lopes e os sindicatos em greve. No encontro, a secretária afirmou que não sabia o que dizer aos servidores, já que não havia nenhuma nova proposta do governo, além dos 2% de reajuste salarial. O Sindsaúde cobra uma nova audiência e uma proposta que atenda às reivindicações dos servidores em greve.

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!