Arquivos:

Exportação » Rio Grande do Norte

Em 5 anos, RN tem maior alta nas exportações

RN fechou janeiro e fevereiro com um superávit de US$ 69,2 mi

O Rio Grande do Norte registrou no primeiro bimestre a maior alta nas exportações dos últimos cinco anos. Entre janeiro e fevereiro, o estado enviou para o mercado internacional mais de 667 mil toneladas de produtos, resultando numa movimentação de US$ 92,4 milhões negociados. Isso representa um crescimento de 44,3% em comparação com o que foi exportado no primeiro bimestre de 2018.

O bom desempenho do setor exportador, no entanto, não foi acompanhado pelas importações potiguares, que registraram um leve decréscimo de 2,1% em relação ao que foi importado durante o mesmo intervalo do ano passado. Neste primeiro bimestre, o RN importou 49,5 mil toneladas de produtos, o que representa um volume de US$ 23,1 milhões. No primeiro bimestre de 2018, o total chegou a US$ 23,6 milhões.

Com a alta nas exportações e baixa nas importações, o saldo da balança comercial potiguar foi favorável, fechando o bimestre com um superávit de US$ 69,2 milhões. Esse resultado representa um crescimento de 71,5% em comparação com o resultado da balança nos dois primeiros meses do ano passado, quando o saldo foi de US$ 40,3 milhões.

As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (20) pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, através da edição 42 do Boletim dos Pequenos Negócios, que pode ser conferido na íntegra no portal do www.rn.sebrae.com.br/ na seção ‘Estudos e Pesquisas’. A publicação traz uma síntese dos principais indicadores da conjuntura econômica do estado e, nesta edição, o informativo foi modernizado e ampliado com mais conteúdo para marcar a primeira versão com os indicadores de 2019.

De acordo com o boletim, o estado exportou no bimestre 64,6 mil toneladas de melão, o que resultou num volume de US$ 41,5 milhões negociados. As melancias foram o segundo item mais exportado. Ao todo, foram enviadas ao exterior 26,1 mil toneladas e um total comercializado de US$ 12,4 milhões. O terceiro produto foi o sal marinho (US$ 12 milhões), castanhas de caju (US$ 3,4 milhões) e querosene de aviação (US$ 2,8 milhões). Os principais destinos da pauta de exportação potiguar foram a Holanda, Reino Unido e Estados Unidos.

No que se refere às importações do bimestre, o RN importou 44,7 mil toneladas de trigo e misturas com centeio, o equivalente a US$ 9,7 milhões negociados. Esse foi o item mais demando pelo RN no mercado internacional. O cloreto de vinila apareceu no segundo lugar do ranking de importações (US$ 1,1 milhão), seguido do polietileno (US$ 1,1 milhão). Foram importados também US$ 668 mil em copolímeros de etileno e ácido acrílico e outros US$ 638 mil com a aquisição de bombas centrífugas. Esses produtos vieram principalmente de países, como Argentina, Estados Unidos e China.

Portal no Ar
Economia » Exportação » Mercado » Rio Grande do Norte

PRODUÇÃO DO RN EM ALTA: Camarão potiguar volta a ganhar espaço no mercado brasileiro e no exterior

Ex-presidente e atual secretário da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão (ABCC), Itamar Rocha não hesita em dizer que os bons tempos estão de volta à carcinicultura do Rio Grande do Norte.

Com uma produção atual ao redor de 15 mil toneladas, o Estado – que, no passado, liderava a produção nacional -, amargou anos de descaso e preconceito por parte das autoridades. Até a aprovação, em julho de 2015, da Lei Cortez Pereira, que dispõe sobre o desenvolvimento sustentável da carcinicultura no RN.

Com a lei, produtores passaram a contar com o apoio que precisava para enfrentar problemas globais da produção do camarão, como a mancha branca, a doença mais devastadora do crustáceo no mundo.

A partir do apoio governamental, os produtores potiguares foram capazes de se armar com a doença, que não pode ser vencida, apenas por meio da convivência obtida com a assimilação de tecnologias. “Basta manter os viveiros a uma temperatura constante entre 30 a 35 graus para afastar a proliferação da doença, que mercado para todo o tipo de camarão não falta. Não podemos nos queixar do governo Robinson e muito menos da direção do Idema, que compreendeu o potencial da carnicicultura e passou a colaborar com o desenvolvimento de uma atividade economicamente muito importante para o estado”, explica.

O resultado foi que, na gangorra entre Rio Grande do Norte e o Ceará pela liderança da produção nacional -, a balança voltou a pender para o RN, que pelo terceiro ano consecutivo vai sediar a Feira Nacional do Camarão, que acontece em dezembro, atraindo produtores do mundo.

Exportação » Gado » Rio Grande do Norte

Novidade: Gado do RN será exportado pela primeira vez para a África

Exportação de gado do RN para a África acontece pela 1ª vez.

Exportação de gado do RN para a África acontece pela 1ª vez.

O Portal no Ar informa que o RN realizará a primeira exportação de gado do Estado e da região Nordeste. A ação está programada para o dia 22 de julho, e se dará a exportação de bois da raça Guzerá para o Senegal, na África. O transporte acontecerá por via aérea.

Conforme a assessoria da Associação Norte-Rio-Grandense de Criadores, serão transportados 140 bovinos, sendo 13 machos e o restante fêmeas, chegando ao país africano no dia seguinte à viagem.

Para que o translado se dê, o Aeroporto Internacional Aluizio Alves, em São Gonçalo do Amarante, será preparado para receber os animais, construindo uma estrutura de curral. Os animais da raça Guzerá são de grande porte e ideal para o corte.

Exportação » Frutas

Empresários de Dubai importam melão do RN

As frutas do RN tem sido muito valorizadas no mercado de exportação.

As frutas do RN tem sido muito valorizadas no mercado de exportação.

De acordo com informações veiculadas no portal “No Ar”, o mesmo revelou que o melão potiguar está conquistando novos mercados. Após visitas de empresários de Dubai às plantações de frutas no município de Assu, na região do Vale, a comercialização de melão foi concretizada para a cidade dos Emirados Árabes Unidos. “Os empresários visitaram as plantações e gostaram muito da estrutura. Elogiaram nossa qualidade, os armazéns de embalagem, a organização e já fizeram pedidos de compras de melão”, confirmou o presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex), Luiz Roberto Barcelos.

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!