Arquivos:

Esporte » Notícias » Rio Grande do Norte

ESPORTE: Natal se prepara para receber maior edição dos Jogos Escolares da Juventude

Foto: Wander Roberto/Exemplus/COB

Natal sedia entre 12 e 25 de novembro a maior etapa já realizada dos Jogos Escolares da Juventude. Uma comitiva do Comitê Olímpico do Brasil (COB) já está capital potiguar para preparar a estrutura do evento. A principal competição estudantil do país terá a participação de mais de 5 mil atletas dos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, e uma delegação do Japão. O novo formato envolverá pela primeira vez os atletas das duas categorias de idade – 12 a 14 anos e 15 a 17 anos. No total, 2.136 escolas de todo o país participam dos jogos.

A delegação japonesa contará com 23 pessoas, entre atletas, treinadores e oficiais de quatro cidades que irão receber os atletas brasileiros nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020: Hamamatsu, Sagamihara, Saitamanisa e Chuo.

A etapa nacional terá 14 modalidades em disputa. Além das quatro coletivas, basquete, futsal, handebol e vôlei, também serão realizadas competições de atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, natação, tênis de mesa, vôlei de praia (apenas na categoria 15 a 17 anos), xadrez e wrestling.

Para organizar a classificação das equipes dos esportes coletivos, as seletivas regionais dos Jogos Escolares da Juventude passaram por Natal, Manaus e Joinville. Ao final das três competições, os campeões do basquete, futsal, handebol e vôlei, no masculino e no feminino, nas duas categorias de idade, conquistaram a vaga para a etapa nacional da competição.

Os Jogos Escolares da Juventude já revelaram vários atletas para o alto rendimento como a campeã olímpica Sarah Menezes e a campeã mundial Mayra Aguiar, ambas do judô. Além delas, nomes como Hugo Calderano, Raulzinho, Ana Claudia Lemos e Leonardo de Deus, que integraram o Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, deram seus primeiros passos no esporte nos Jogos Escolares.

Fonte: Globo Esporte RN

Cidadania » Cultura » Currais Novos » Esporte

CURRAIS NOVOS: Prefeitura inaugurou “Centro de Múltiplo Uso” do bairro Dr. José Bezerra de Araújo


A Prefeitura Municipal de Currais Novos inaugurou na noite desta terça-feira (18) o “Centro de Múltiplo Uso” do bairro Dr. José Bezerra de Araújo, espaço localizado na Rua do Petróleo e que foi construído pela equipe da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos com recursos próprios da Prefeitura. Na solenidade de inauguração, o Prefeito Odon Jr afirmou que o espaço terá uma ampla serventia. “Este Centro dará muitas oportunidades para crianças, jovens, adultos e idosos que poderão utilizá-lo para cursos de capacitação, aulas de artes marciais, palestras, eventos socioculturais, e tantas outras ações importantes”, comentou.

O “Centro de Múltiplo Uso” do bairro Dr. José Bezerra de Araújo recebeu o nome de “Manoel Garcia”, Conselheiro Tutelar que lutou pelos direitos das crianças e adolescentes no município. O projeto de lei que dá nome ao Centro é de autoria da Vereadora Celinha. Secretários municipais, servidores, vereadores, Diretoria da Associação de Moradores, e moradores do bairro, prestigiaram a solenidade, que também contou com apresentações culturais.

As Secretarias Municipais de Educação e Assistência Social serão responsáveis por gerenciar o espaço, que tem como objetivo principal ser um local para atividades educativas e sociais.

Currais Novos » Esporte

ESPORTE: Em Currais Novos, Odon Jr inaugurou Quadra Poliesportiva no Bairro Dr. José Bezerra de Araújo


O mais novo equipamento público para a prática de esportes em Currais Novos, a Quadra Poliesportiva localizada no bairro Dr. José Bezerra de Araújo foi inaugurada na noite desta quarta-feira (29) em solenidade prestigiada pela população, autoridades e esportistas, e contou com jogos amistosos de equipes da comunidade. O Prefeito Odon Jr, acompanhado de secretários municipais, recebeu o ex-Deputado Federal Betinho Rosado, propositor da emenda para a construção da Quadra, para a entrega oficial do espaço. Vereadores, autoridades e direção da Associação dos Moradores do Bairro, também prestigiaram a solenidade.

Para o Prefeito Odon Jr, o ginásio será um espaço muito importante para a prática de esportes de crianças, jovens e adultos. “A população terá uma nova estrutura para praticar futsal e diversas outras modalidades, além de servir para competições e para trabalhos sociais desenvolvidos no bairro”, comentou. O Ginásio receberá o nome de “Leônidas Galvão”, empresário que foi dono das Minas Acauã e Boca de Laje, e que prestou relevantes serviços em prol do desenvolvimento da cidade.

Currais Novos » Esporte

ESPORTE: Quadra Poliesportiva do Bairro Dr. José Bezerra, em Currais Novos, será inaugurada na quarta-feira, 29


A Prefeitura Municipal de Currais Novos inaugura na próxima quarta-feira (29) a Quadra Poliesportiva “José Leônidas Galvão”, localizada na Rua Riacho das Ovelhas no bairro Dr. José Bezerra de Araújo, em solenidade a partir das 18h30 que contará com a presença do Prefeito Odon Jr, secretários municipais, moradores do bairro e representantes da Associação do Bairro.

A atual gestão municipal recebeu a obra com 50% de execução, e com o esforço da administração municipal e da equipe da Assessoria de Projetos da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos, a obra conseguiu avançar e ser concluída. Os recursos para a construção da quadra foram obtidos através de emenda parlamentar além da contrapartida importante da Prefeitura Municipal.

Após a inauguração oficial, serão realizados jogos amistosos entre equipes de futsal feminino e masculino com integrantes de projetos esportivos do bairro Dr. José Bezerra de Araújo.

Copa do Mundo 2018 » Esporte » Futebol

França bate Croácia na final, fatura bicampeonato mundial e eleva patamar

A vitória sobre a Croácia por 4 a 2, na final da Copa da Rússia, neste domingo, no estádio Luzhniki, coloca a França em um novo patamar no futebol mundial. O time entra agora em clube seleto e qualificado dos bicampeões mundiais, ao lado de Argentina e Uruguai. A seleção deixa para trás Espanha e Inglaterra, donas de uma conquista cada uma. Com uma bela atuação ofensiva, o time sofreu pouco diante da Croácia e conquista seu segundo título exatamente 20 anos depois da vitória de 1998, quando venceu em casa. A França foi consistente do começo ao fim da Copa.

A exemplo do que aconteceu nos jogos anteriores, o time de Didier Deschamps conseguiu equilíbrio entre ataque e defesa e teve poucos momentos de sofrimento na partida. As boas atuações de Griezmann e Mbappé garantiram a folga no placar. A Croácia mostrou desgaste físico após a disputa de três prorrogações na Copa do Mundo, lutou até o final, mas sempre esteve atrás no marcador.

A França adotou uma estratégia arriscada no início do jogo e deixou que a Croácia ficasse com a bola. O time de Didier Deschamps começou a marcar atrás linha da bola e claramente esperava uma chance para contra-atacar. Foi uma atitude inesperada para a equipe favorita antes do início do jogo em função da campanha que fez na Copa: cinco vitórias e um empate. Foi esse estilo que o goleiro belga Courtois criticou após as semifinais, mas depois reconsiderou.

Para abrir o placar, a França usou o mesmo expediente que havia garantido sua classificação à final com a vitória suada sobre a Bélgica: a bola parda. Após cobrança de falta, em um lance polêmico aos 18 minutos, o artilheiro Mandzukic cabeceou para trás e fez gol contra. O mesmo atacante que garantiu a vaga da Croácia na final, marcando diante da Inglaterra na prorrogação, deixou a França à frente no placar.

As arquibancadas do estádio de Luzhniki mostraram divisão. Embora croatas e franceses estejam em grande número, torcedores de diversos países, como México, Argentina, Colômbia e Alemanha, marcaram presença e se dividiram entre os finalistas. Os brasileiros, também em grande número, penderam para o lado croata.

A Croácia mostrou boa movimentação e continuou melhor no jogo. Mesmo depois de três prorrogações nas fases anteriores, o time mostrava um jogo dinâmico com boa variação de jogadas pelos lados do campo. Rakitic, melhor do time no primeiro tempo, apostava nos lançamentos para Perisic. Após cobrança de escanteio, o time croata conseguiu o empate aos 27 minutos. Perisic driblou e chutou firme de perna esquerda. Foi seu terceiro gol em sete jogos.

Grande novidade do Mundial, o VAR (árbitro assistente de vídeo) teve interferência na final da Copa no segundo gol da França. Diante das reclamações dos franceses de toque de Perisic após cobrança de escanteio, o árbitro argentino Nestor Pitana ouviu as recomendações dos assistentes de vídeo e foi à beira do campo para rever o lance. Após muita indecisão, em que voltou ao vídeo por duas vezes, o argentino assinalou o pênalti. Na cobrança, Griezmann deslocou o goleiro Subasic e colocou a França em vantagem novamente. Foi seu quatro gol no Mundial. Foi o primeiro pênalti durante o tempo normal em uma final de Copa desde 2006.

A Croácia quase conseguiu o empate no primeiro em duas cobranças de escanteio que levaram perigo. Embora tenha finalizado o primeiro tempo com 61% de posse de bola e sete finalizações, os croatas acertaram apenas uma vez o alvo.

Com a vantagem no placar, a França voltou a apostar no contra-ataque. O arco era Pogba; a flecha, Mbappé. Com essas peças, o time conseguiu o terceiro gol no início do segundo tempo. Aos 14 minutos, o camisa 6 lançou Mbappé. Após rebatida da zaga, Pogba chutou de perna esquerda. Depois de afirmar que estava fazendo sacrifícios no Mundial, fazendo funções mais defensivas antes de chegar ao ataque, Pogba fez seu primeiro gol na Copa.

Sem a organização e o equilíbrio tático dos últimos jogos, a Croácia deu espaço – muito espaço – para um time mortal no contra-ataque. O quarto gol saiu rapidamente, cinco minutos depois. O astro do time, Kyllian Mbappé, chutou de fora da área, de longe para estabelecer a goleada: 4 a 1. O lance foi construído em grande jogada do lateral Hernandez.

Mesmo em uma final recheada de alternativas técnicas e táticas, os erros também apareceram. Erros grotescos. O goleiro Lloris tentou driblar o atacante Mandzukic e perdeu a bola na pequena área. Gol da Croácia: 4 a 2. Foi provavelmente a única grande falha defensiva da França na Copa.

Essa também foi a final de Mundial com maior número de gols desde 1958, quando o Brasil derrotou a Suécia por 5 a 2, em solo sueco, para ganhar o seu primeiro título.

FICHA TÉCNICA
FRANÇA 4 x 2 CROÁCIA

FRANÇA – Lloris; Pavard, Varane, Umtiti e Hernandez; Kante (Nzonzi), Pogba, Matuidi (Tolisso), Griezmann e Mbappé; Giroud (Fekir). Técnico: Dider Deschamps.

CROÁCIA – Subasic; Vrsaljko, Lovren, Vida e Strinic (Pjaca); Brozovic, Rakitic, Perisic, Modric e Rebic (Kramaric); Mandzukic Técnico; Zlatko Dalic.

GOLS – Mandzukic (contra), aos 18, Ivan Perisic, aos 27, e Griezmann, aos 37 minutos do primeiro tempo; Pogba, aos 14, e Mbappé, aos 19, e Mandzukic, aos 24 minutos do segundo.

CARTÕES AMARELOS – Kanté, Hernandez e Vrsaljko.
ÁRBITRO – Nestor Pitana (ARG).
PÚBLICO – 78.011 torcedores.
LOCAL – Estádio Luzhniki, em Moscou.

Fonte: Agência Brasil

Esporte

Potiguares são destaque no campeonato brasileiro de tênis para cadeirantes

A delegação norte-rio-grandense de tênis para cadeirantes conseguiu um lugar de destaque no Campeonato Brasileiro Interfederações da modalidade. A equipe potiguar surpreendeu e ficou com a segunda colocação. O torneio aconteceu no último mês de junho, no estado de São Paulo e reuniu mais de 60 atletas.

O resultado foi fruto de um trabalho novo. Com apenas um ano de formação, a equipe mostrou entrosamento e superou as adversidades do dia a dia para conquistar o pódio em São Paulo.

“Foi surpreendente. A gente nem imaginava que poderia chegar onde chegamos” disse Hygor Cavalcante, um dos integrantes da delegação, que sai de Santo Antônio do Salto da Onça, somente para treinar em Natal.

Para os jogadores e para o treinador da equipe o título é importante, mas as principais conquistas são: superação e aprendizado diário.

“O tênis tem hoje um grande significado na minha vida. É algo que transforma e traz felicidade” , destacou Valdemir, um dos mais experientes atletas da equipe.

Fonte: OP9

Esporte » Futebol » Internacional

Justiça dos EUA abre brecha para Fifa e Conmebol reivindiquem dinheiro desviado por José Maria Marín

A Justiça norte-americana abriu uma brecha e deu até o dia 6 de agosto para que a Fifa, Conmebol ou qualquer outra entidade esportiva apresente requerimentos de quanto querem que o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, pague como restituição do dinheiro que desviou do futebol.

Em tese, a CBF também pode reivindicar dinheiro, uma vez que o cartola foi condenado por atos que realizou enquanto era presidente da entidade. Mas, por enquanto, a entidade nacional não se pronunciou.

No final de 2017, ele foi condenado por corrupção em Nova York. Mas aguarda numa prisão para saber quantos anos terá de permanecer detido. Sua sentença, segundo a Justiça americana, será anunciada no dia 17 de agosto.

Os advogados da Fifa já acusaram Marco Polo Del Nero, Marin e Ricardo Teixeira de “corrupção” e de terem prejudicado a “reputação” da entidade máxima do futebol. Apenas pelos danos causados pelos dirigentes brasileiros, a Fifa solicitou à Justiça norte-americana que seja reembolsada em US$ 5,3 milhões (cerca de R$ 20,4 milhões) pelos três dirigentes brasileiros.

Del Nero e Teixeira foram membros do Comitê Executivo da Fifa por anos e, segundo a entidade, teriam absorvido US$ 1,67 milhão (R$ 6,45 milhões) e US$ 3,5 milhões (R$ 13,5 milhões) respectivamente dos cofres da Fifa em gastos de viagem, hotéis e salários, sem contar o impacto sobre a reputação. Já Marin consumiu US$ 114 mil (R$ 440 mil).

Segundo a Fifa, os três cartolas brasileiros ocuparam “posições de confiança na Fifa e em organizações nacionais”. “Ao longo dos anos, eles abusaram de suas posições para se enriquecerem, enquanto causavam danos significativos para a Fifa”, indicou o documento oficial enviado para a Justiça americana.

“Os danos foram amplas perdas financeiras (incluindo salários e dinheiro desviados ao seus bolso, assim como dano para a reputação, relações comerciais e à propriedade intelectual da Fifa”, indicaram os advogados. “Suas ações afetaram profundamente a marca Fifa e sua habilidade de usar os recursos para fortalecer o futebol”, indicaram.

“Esse dinheiro não foi desviado apenas da Fifa, mas dos jogadores, técnicos e torcedores pelo mundo. Esse dinheiro era para ter sido usado para construir campos, não mansões e piscinas”, atacou a Fifa. “Era para comprar uniformes, não joias e carros e não dar um estilo de vida abusivo aos dirigentes”, insistiu.

Em um recurso apresentado ao Ministério Público dos EUA, a Fifa estima que precisa receber pelo menos US$ 28 milhões (R$ 108 milhões) do dinheiro já coletado pela Justiça americana dos cartolas. Além disso, a Fifa estima que teria direito a US$ 10 milhões (R$ 38 milhões) pelo esquema de compra de votos para as Copas de 1998 e 2010, além de custos de advogados – cerca de US$ 10 milhões por mês.

A Conmebol também quer a restituição de dinheiro, depois de constatar o desvio de mais de US$ 130 milhões (R$ 502 milhões) por parte dos dirigentes ao longo de 20 anos.

Fonte: Blog do BG

Copa do Mundo 2018 » Esporte » Futebol

Com gol de Umtiti, França bate a Bélgica e avança à final

A França está na final da Copa do Mundo pela terceira vez em sua história. Dona de um título (1998) e um vice (2006), a seleção francesa bateu a Bélgica por 1 a 0 nesta terça-feira, em São Petersburgo, e agora espera o vencedor de Croácia e Inglaterra, que se enfrentam nesta quarta, em Moscou. A final será no domingo, às 12h de Brasília, no estádio de Lujniki, em Moscou. A decisão do terceiro lugar será no sábado, às 11h, em São Petersburgo. Umtiti fez o gol da classificação francesa, lembrando outro defensor, Thuram, responsável pelos dois gols da França na semifinal de 1998, contra a Croácia. Umtiti foi eleito o melhor em campo na votação da Fifa.

Fonte: Globoesporte.com

Copa do Mundo 2018 » Esporte » Futebol

Bélgica leva susto, mas despacha Japão no último lance e será a adversária do Brasil nas quartas

De todos os jogos de oitavas de final, o que parecia ter maior disparidade técnica era Bélgica x Japão – o duelo entre a “poderosa geração belga”, dona da melhor campanha na primeira fase da Copa do Mundo, contra o Japão, que se classificou com apenas quatro pontos, superando Senegal no Grupo H por conta do número de cartões amarelos.

A partida em Rostov, porém, foi dramática. E a classificação dos belgas veio de virada, no fim da partida, por 3 a 2 – o Japão chegou a abrir 2 a 0 no início do segundo tempo, mas acabou cedendo ao jogo físico da Bélgica.

Haraguchi e Inui fizeram os gols japoneses no início do segundo tempo. Vertonghen, Fellaini e Chadli (nos acréscimos) viraram para os belgas, que serão os adversários do Brasil nas quartas de final.

Fonte: Globo Esporte.com

Últimos Eventos

06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!