Arquivos:

Enem

Cartões com os locais de prova do Enem já estão disponíveis

Os cartões de confirmação de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 já estão disponíveis. Entre outras informações, os estudantes têm acesso ao local onde farão o exame neste ano. As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro.

“A recomendação primeira é que o participante imprima o cartão de confirmação e, aqueles que precisam, imprimam a declaração de comparecimento e levem os dois para a aplicação do exame”, disse à Agência Brasil o diretor de Gestão e Planejamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Murillo Gameiro.

Uma vez sabendo o local de aplicação, o diretor recomenda que os participantes façam o trajeto de casa até o lugar, para avaliar a duração do trajeto no dia da prova: “o participante deve conhecer o trajeto até o local de prova, considerando que no dia da prova vai ter um trânsito mais complicado, e haverá várias pessoas participando do Enem. É bom que o participante conheça o trajeto e saiba o tempo que vai gastar de casa até o local da prova.”

No dia do Enem, a dica é chegar no local com antecedência. Os portões abrirão às 12h, pelo horário oficial de Brasília, e serão fechados às 13h.

O Cartão pode ser consultado na Página do Participante, na internet, ou pelo aplicativo do Enem, disponível para download nas plataformas Apple Store e Google Play. Para acessar o Cartão, o participante precisa informar a senha cadastrada na hora da inscrição no Enem 2019. O Inep divulgou um vídeo orientando aqueles que perderam a senha sobre como recuperá-la.

Os estudantes podem conferir, no Cartão, o número da sala onde farão o exame; a opção de língua estrangeira feita durante a inscrição; e o tipo de atendimento específico e especializado com recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados; entre outras informações.

Declaração de comparecimento

Segundo Gameiro, além do cartão, o Inep disponibiliza hoje a declaração de comparecimento do primeiro dia do exame, que deverá ser levada no dia 3 de novembro. A declaração do segundo dia estará disponível a partir do dia 4 de novembro e deverá ser usada no dia 10 de novembro. Essa declaração precisa ser impressa e levada para a prova, quando será assinada pelo coordenador de local de prova.

“Dependendo do regime de trabalho, algumas pessoas têm plantão no final de semana e precisam de declaração para ter a falta abonada. São casos específicos”, diz. Essas pessoas, de acordo com o diretor, devem ficar atentas pois o Inep não irá fornecer o comprovante de presença após o dia da prova.

O Enem 2019 será realizado em 1.727 municípios brasileiros. Cerca de 5,1 milhões de estudantes estão inscritos no exame.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Os estudantes podem ainda concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e a financiamentos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

EBC
Enem

Enem deverá custar R$ 105,52 por candidato, estima Inep

O PRESIDENTE DO INEP, ALEXANDRE LOPES, DIZ QUE CUSTO DO ENEM AINDA PODE MUDAR – ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL

O Exame Nacional do Ensino Médio 2019 (Enem 2019) deverá custar aproximadamente R$ 537,7 milhões, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o que equivale a R$ 105,52 por participante. A expectativa é que os gastos fiquem ligeiramente abaixo do exame do ano passado, que, segundo o Inep, custou R$ 106,13 por estudante, totalizando R$ 589,8 milhões. O valor corresponde aos gastos desde a elaboração do exame até a impressão, distribuição e correção das provas.

Dos R$ 537,7 milhões, segundo a autarquia, R$ 179,7 milhões, o equivalente a cerca de um terço, vem do pagamento das inscrições. O restante é pago pela governo. As inscrições custaram R$ 85 a cada participantes. Cerca de 2,1 milhões de estudantes pagaram a taxa. Os demais tiveram isenção por atenderem aos critérios estabelecidos pelo Inep.

Segundo o presidente do Inep, Alexandre Ribeiro Lopes, o valor ainda pode mudar. “Em função da abstenção, pode até baixar. Mas pode acontecer [de aumentar], se tivermos que fazer um número de reaplicações maior que o normal, teremos que imprimir mais provas”, explicou. Estudantes que forem impedidos de fazer a prova por conta de problemas como falta de luz, alagamentos, entre outros, têm direito à reaplicação do exame.

Ao todo, cerca de 5,1 milhões de estudantes estão inscritos no Enem deste ano, que será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. As notas do Enem podem ser usadas para participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, para concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e a financiamentos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Enem digital

O governo aposta no Enem digital, que começará a ser testado em 2020, para redução dos custos de aplicação da prova. Este ano será o último de aplicação do Enem exclusivamente impresso.

De acordo com Lopes, o Enem digital poderá reduzir o número de estudantes que se inscrevem e faltam à prova. Segundo ele, muitas das abstenções são de estudantes que fazem a prova em locais distantes de onde moram.

EBC
Enem

Local de prova do Enem será divulgado a partir do dia 16

FOTO: HEILYSMAR LIMA

Os estudantes que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão consultar, a partir do dia 16, o local onde farão o exame este ano. As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro. O local de prova está no Cartão de Confirmação da Inscrição, que poderá ser consultado na Página do Participante, na internet, ou pelo aplicativo do Enem, disponível para download nas plataformas Apple Store e Google Play.

Além do local de prova, os participantes poderão conferir, no Cartão, o número da sala onde farão o exame; a opção de língua estrangeira feita durante a inscrição; e o tipo de atendimento específico e especializado com recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados; entre outras informações.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do exame, recomenda que os participantes, assim que souberem onde farão o exame, façam o trajeto até o local de prova para verificar a distância, o tempo gasto e a melhor forma de chegar ao local de prova, evitando atrasos no dia da aplicação.

No dia do Enem, a dica é chegar no local com antecedência. Os portões abrirão às 12h, pelo horário oficial de Brasília, e serão fechados às 13h. O Inep recomenda que os participantes levem o Cartão de Confirmação da Inscrição impresso nos dois dias de aplicação do exame e alerta para que não deixem para acessar o documento somente na véspera da prova.

Cronograma em dia

Segundo o Inep, o cronograma de aplicação do exame está sendo cumprido conforme o planejado. Todas as provas já foram impressas e estão prontas para distribuição aos estados. Mais de 54 mil malotes de prova serão distribuídos para 11.227 coordenações.

O Enem 2019 será realizado em 1.727 municípios brasileiros. Mais de 5 milhões de pessoas farão o exame. Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada, que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Os estudantes podem ainda concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos e podendo ser beneficiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil .

Por Mariana Tokarnia/Agência Brasil
Enem

Ministro diz que Enem terá como foco conhecimentos objetivos

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano terá como foco conhecimentos objetivos. Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a preocupação do Ministério da Educação (MEC) será selecionar os melhores alunos para ocupar as vagas no ensino superior.

“Não vai cair ideologia, a gente quer saber de conhecimento científico, técnico, de capacidade de leitura, de fazer contas, de conhecimentos objetivos”, afirmou o ministro que participou nessa terça-feira (24) do programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, da EBC.

Ele acrescentou que o interesse do MEC é “simplesmente selecionar as melhores pessoas para ocupar as vagas nas faculdades. A nossa preocupação é mérito, só”.

Após polêmica envolvendo questões do Enem no ano passado, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação, criou, no início deste ano, um grupo responsável por “identificar abordagens controversas com teor ofensivo a segmentos e grupos sociais, símbolos, tradições e costumes nacionais” e, com base nessa análise, recomendar que tais itens não fossem usados na montagem do Enem 2019.

O ministro ressaltou, na entrevista, que a aplicação do exame este ano está garantida.

Carteira estudantil será digitalizada

Ele falou ainda sobre a digitalização do MEC, que lançou, este ano, a carteirinha de estudante digital. A ID Estudantil começará a ser emitida em dezembro.

A digitalização também chegará ao Enem, que, ano que vem, terá aplicação por computador realizada de forma piloto.

O Enem 2019 será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios brasileiros. Mais de 5 milhões de pessoas farão o exame em 14 mil locais de aplicação de provas.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Os estudantes podem ainda concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e podendo ser beneficiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Por Mariana Tokarnia/Agência Brasil
Enem

Estudantes da UFRN lançam programa para ajudar na preparação para o Enem 2019

Com o objetivo de ajudar estudantes potiguares na reta final para o Enem 2019, a rádio Universitária FM lançará nesta sexta-feira, 20, a segunda temporada do quadro RADIOAtividade!. O projeto vai usar o humor como ferramenta pedagógica, em bate-papos rápidos com professores convidados sobre temas que podem aparecer no Exame Nacional do Ensino Médio.

A segunda fornada contará com oito episódios e o conteúdo, gratuito, irá ao ar sempre às sextas-feiras, no Programa das Seis, mas também poderá ser conferido no podcast RADIOatividade!, disponível nas plataformas digitais Spotify, Google Podcasts, Anchor, Breaker e RadioPublic.

A novidade da segunda temporada são os episódios de filosofia e sociologia, que entram no lugar de física e química. Também estão programados bate-papos sobre história, geografia, português, matemática, inglês e biologia. “A nossa ideia é abordar alguns dos ‘temas quentes’ do Enem. Tudo de forma bem descontraída, claro. Sem dúvida, o humor é um importante aliado no aprendizado, dentro e fora da sala de aula. Então, por que não aprender sorrindo?”, detalha o apresentador do quadro, Matteus Fernandes.

Outra novidade para esta temporada são as perguntas dos ouvintes. Elas serão lidas pelo apresentador do quadro e respondidas pelos professores. O podcast usa a ‘comédia pastelão’ como gancho para as perguntas, mas também recorre ao humor inteligente. A inspiração vem do próprio Enem, que conta com questões fáceis, médias e difíceis. Também simulando as provas, as conversas do RADIOatividade! são interdisciplinares.

“O quadro foi pensado para que as matérias conversem entre si, simulando o que acontece, de fato, no dia da prova. Os ‘adjetivos pátrios’, por exemplo, podem ser abordados nas provas de português e geografia. Então, nós ‘amarramos’ as perguntas sempre que possível”, explica o comentarista P.H Dias.

O RADIOatividade! também tem inspiração no Stand Up Comedy e nas esquetes radiofônicas, um espaço privilegiado para a improvisação e não linearidade. “Cada pergunta é uma piada! Acabou? Passamos pra próxima. A ideia é que o quadro tenha ritmo próprio, seja rápido, intenso. No fim, nosso desejo é que o todo seja maior que a soma das partes. Aliás, acho que isso é Aristóteles! Repare a interdisciplinaridade aparecendo aqui”, afirma o comentarista Júnior Lins.

SERVIÇO

O quê: 2 ª temporada do quadro RADIOatividade!;

Quando: a partir de 20 de setembro;

Onde: – Rádio Universitária Natal (88,9 MHz), às 18h, no Programa das Seis;
– Aplicativo da Rádio Universitária (disponível no Google Play);
– Plataformas de podcast: Anchor, Google Podcasts, Spotify, Breaker e RadioPublic.

Portal no Ar
Enem

Participantes do Enem poderão usar documentos vencidos

Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão usar documentos vencidos para identificação nos dias do exame. Essa é uma novidade na aplicação deste ano.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), esses documentos, no entanto, devem ser originais e conter foto. Cópias simples, autenticadas em cartório ou documentos sem foto não serão aceitos pelos aplicadores.

Todos os candidatos inscritos no Enem deverão apresentar um documento de identificação para fazer as provas. O MEC alerta que quem apresentar a via original do documento oficial de identificação que esteja danificada, ilegível, com foto infantil ou que inviabilize a sua completa identificação, ou de sua assinatura, poderá realizar o Enem, desde que se submeta à coleta de dado biométrico, de informações pessoais e da assinatura em formulário oferecido pelo aplicador.

Participantes que perderem ou tiverem o documento roubado ou furtado deverão apresentar boletim de ocorrência, expedido por órgão policial há, no máximo, noventa dias do primeiro domingo do exame. Os candidatos também terão que se submeter à coleta de dados e assinatura de formulário para fazer o exame.

Somente serão aceitos documentos físicos. Documento digital em aparelho de celular não poderá ser usado como identificação. Um dos motivos, de acordo com a pasta, é que o documento precisará ficar visível na mesa do candidato durante o exame. Por questão de segurança, o celular será desligado, guardado e lacrado dentro da sala de prova.

O Enem 2019 será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios brasileiros. Mais de 5 milhões de pessoas farão o exame, em 14 mil locais de aplicação de provas.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Os estudantes podem ainda concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e ser beneficiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Veja a lista completa dos documentos aceitos no Enem 2019:

Cédulas de identidade (RG) emitidas por Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal;

Identidade expedida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para estrangeiros, incluindo refugiados;

Carteira de Registro Nacional Migratório;

Documento provisório de Registro Nacional Migratório;

Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenha validade como documento de identidade;

Carteira de Trabalho e Previdência Social emitida após 27 de janeiro de 1997;

Certificado de Dispensa de Incorporação;

Certificado de Reservista;

Passaporte;

Carteira Nacional de Habilitação com fotografia;

Identidade funcional de acordo com o Decreto 5.703/2006.

Por Mariana Tokarnia/Agência Brasil
Enem

Enem 2019: 119 mil vão fazer as provas no RN

FOTO: HEILYSMAR LIMA/PORTAL NO AR

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) segue preparando a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. As provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro, primeiro e segundo domingo do mês. A edição deste ano tem 5.095.382 de inscritos em todo o país. Desses, 119.324 são do estado do Rio Grande do Norte.

De acordo com os dados do Inep, 57,4% dos inscritos no RN são mulheres. Além disso, o órgão disponibilizou as tabelas que informam o número de participantes por município, sexo, faixa etária, cor/raça e situação do Ensino Médio.

Confira o perfil de inscritos do Rio Grande do Norte

Sexo Inscrições %
Feminino 68.452 57,4%
Masculino 50.872 42,6%
Total 119.324 100%

 

Faixa Etária Inscrições %
Menor que 16 1.451 1,2%
Igual a 16 5.793 4,9%
Igual a 17 13.743 11,5%
Igual a 18 15.595 13,1%
Igual a 19 13.565 11,4%
Igual a 20 10.482 8,8%
De 21 a 30 40.866 34,2%
De 31 a 59 17.617 14,8%
Maior ou Igual a 60 212 0,2%
Total 119.324 100%

 

Cor/raça Inscrições %
Amarela 2.724 2,3%
Branca 42.782 35,9%
Indígena 485 0,4%
Não declarada 2.123 1,8%
Parda 59.588 49,9%
Preta 11.622 9,7%
Total 119.324 100%

 

Situação Ensino Médio Inscrições %
Estou cursando a última série/ano no ensino médio 25.823 21,6%
Estou cursando o ensino médio, mas não concluirei no ano letivo de 2019 13.041 10,9%
Já concluí o ensino médio 80.085 67,1%
Não estou cursando e não concluí o ensino médio 375 0,3%
Total 119.324 100%

 

Município Inscrições %
Acari 647 0,5%
Açu 2.744 2,3%
Alexandria 851 0,7%
Alto do Rodrigues 740 0,6%
Angicos 1.590 1,3%
Apodi 2.107 1,8%
Areia Branca 1.067 0,9%
Baraúna 806 0,7%
Caicó 4.654 3,9%
Canguaretama 1.637 1,4%
Caraúbas 1.449 1,2%
Ceará-Mirim 2.691 2,3%
Currais Novos 3.523 3,0%
Extremoz 1.331 1,1%
Goianinha 1.499 1,3%
Ipanguaçu 464 0,4%
Jardim de Piranhas 415 0,3%
João Câmara 2.456 2,1%
Jucurutu 806 0,7%
Luís Gomes 560 0,5%
Macau 1.186 1,0%
Macaíba 2.276 1,9%
Mossoró 13.741 11,5%
Natal 39.570 33,2%
Nova Cruz 2.364 2,0%
Nísia Floresta 399 0,3%
Parelhas 1.831 1,5%
Parnamirim 6.025 5,0%
Patu 1.858 1,6%
Pau dos Ferros 3.843 3,2%
Portalegre 549 0,5%
Santa Cruz 2.957 2,5%
Santo Antônio 1.966 1,6%
São Gonçalo do Amarante 2.487 2,1%
São José de Mipibu 1.347 1,1%
São Miguel 1.634 1,4%
Tibau 530 0,4%
Touros 882 0,7%
Umarizal 993 0,8%
Vera Cruz 849 0,7%
Total 119.324 100%
Portal no Ar
Enem

Professores do RN podem se inscrever para aplicar no Enem

Os professores de escolas públicas do Rio Grande do Norte vão poder trabalhar no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, está selecionando docentes da rede estadual e municipal para atuarem na Rede Nacional de Certificadores (RNC) do Enem. Os interessados precisam se inscrever até 22 de julho, pela internet, no endereço certificadores.inep.gov.br. Servidores públicos federais também podem se inscrever.

Nos dias de prova, 3 e 10 de novembro, os certificadores atuarão como representantes do Inep, conferindo vários procedimentos nos locais onde o Enem estiver sendo aplicado. O trabalho dos professores é remunerado por Auxílio Avaliação Educacional (AAE). Para cada domingo de prova é pago R$ 342, o que corresponde a R$ 28,50 por hora e a R$ 684 pelos dois dias de prova. O Inep exige uma nota mínima em um curso de capacitação a distância, realizado após as inscrições. Os professores também precisam cumprir alguns critérios para se inscreverem:

  • Ser docente da rede estadual ou municipal de ensino, efetivo e registrado no Censo Escolar 2018;
  • Ter formação mínima em nível médio;
  • Não estar inscrito como participante do Enem 2019;
  • Não ter cônjuges/companheiros ou parentes – em linha reta, colateral ou por afinidade até o terceiro grau – inscritos no Enem 2019;
  • Não ter vínculo com as atividades do processo logístico de elaboração, impressão, distribuição, aplicação ou observação da aplicação do exame, e nem com o processo de correção da redação.
Agora RN
Enem

Enem vai ser 100% digital até 2026, diz Inep

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai deixar de aplicar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em papel a partir de 2026.

A transição do papel para o computador vai começar em 2020 com um projeto-piloto para 50 mil candidatos de 15 capitais, explicou Alexandre Lopes, o novo presidente do Inep, em entrevista coletiva a jornalistas em Brasília, na manhã desta quarta-feira (3).

Principais pontos das mudanças anunciadas:

  • Em 2020, o Enem terá as duas aplicações anuais, além de uma aplicação em formato digital em dois dias de outubro;
  • A aplicação em 2020 será em 15 capitais brasileiras: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Paulo (SP);
  • A adesão dos candidatos será opcional no ato de inscrição, até um total de 50 mil participantes, o equivalente a 1% do total de participantes;
  • O valor da inscrição será o mesmo para todos os participantes;
  • O Inep estima investir cerca de R$ 20 milhões no projeto-piloto de 2020, e não pretende comprar novos computadores, mas sim usar equipamentos de instituições de ensino localizadas nas cidades participantes;
  • Entre 2021 e 2025, o Inep ampliará o número de aplicações do Enem digital, ainda em formato piloto e participação opcional;
  • A partir de 2026, o Enem será 100% digital;
  • Tanto as provas objetivas quanto a prova de redação serão feitas em formato digital no piloto;
  • O Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) só passará ao formato digital a partir de 2026.
G1
Enem

ENEM: Diretor responsável pelo exame pede demissão

FRANCISCO GARONCE ASSUMIU DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO BÁSICA, DO INEP, NO FINAL DE ABRIL PASSADO. FOTO: ARQUIVO PESSOAL/FACEBOOK

O diretor de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Francisco Vieira Garonce, pediu demissão.

A portaria com a exoneração a pedido foi publicada hoje (5), no Diário Oficial da União, assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Apesar de ter sido publicada nesta quarta-feira, a portaria é retroativa a 22 de maio.

Garonce ocupa o cargo desde o fim de abril. Antes disso, atuava no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), da Secretaria Nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura.

A diretoria de Avaliação da Educação Básica é responsável pelas avaliações aplicadas a estudantes desde o ensino infantil ao ensino médio.

Estão a cargo da diretoria, por exemplo, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Mudanças no Inep

Desde o início do ano, o Inep tem passado por uma série de mudanças. O atual presidente da autarquia, Alexandre Ribeiro Pereira Lopes, é o quarto presidente do Inep desde janeiro deste ano.

O cargo foi ocupado até o início de janeiro por Maria Inês Fini, que presidiu a repartição durante o governo de Michel Temer. Depois, foi ela substituída por Marcus Vinicius Carvalho Rodrigues, que cedeu o lugar a Elmer Coelho Vicenzi, que pediu demissão.

Portal no Ar

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!