Educação

Nordeste foi maior impactado por cortes de bolsas de pós-graduação Capes

Foto: Reprodução/Pixabay

A região Nordeste foi a que mais sofreu impactos com o corte de bolsas para pós-graduação feito pelo governo Jair Bolsonaro em 2019. De acordo com a Folha, os cursos mais atingidos foram os das áreas de engenharia, educação e medicina.

As bolsas são financiadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o órgão é vinculado ao Ministério da Educação (MEC). As instituições do Nordeste perderam 2.063 bolsas, de acordo com dados obtidos pela Folha de S. Paulo via Lei de Acesso a Informação (LAI). O número equivale a 12% das bolsas antes vigentes. a reportagem detsaca que a região possui um sistema menor e mais novo de pós-graduação e pesquisa.

A Educação passou por bloqueios de orçamento no ano passado, o que refletiu em redução de investimentos.

De acordo com a Folha, o total de bolsas canceladas foi de 7.590. Elas financiavam pesquisas de pós-graduandos. No total, são 84,6 mil estudantes atendidos com financiamento. O número absoluto de bolsas canceladas foi maior no Sudeste. Porém, proporcionalmente, a região mais afetada foi o Nordeste, destaca a reportagem.


Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!