Arquivos:

Diversos

Vazamento de óleo pode ter sido provocado por navio fantasma

Óleo já atingiu o estado do Sergipe e governo brasileiro tenta descobrir origem de vazamento | Foto: Ademas / AFP / CP

Uma nova análise da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) indica que o recente vazamento de óleo bruto na costa do Nordeste teria sido causado por um navio fantasma – e não por um petroleiro grego, como aponta o governo brasileiro. Neste sábado, o óleo chegou a mais duas praias do Espírito Santo, mostrando que se espalha agora pela região Sudeste.

A embarcação teria passado pela costa brasileira com o sistema de rastreamento por satélite, o transponder, desligado para não ser detectada pelas autoridades. Os dados de navegação usados na pesquisa são provenientes da plataforma Marine Traffic, provedora mundial de trajetórias de navios.

A partir desses dados, o Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélite rastreou e analisou os trajetos dos cinco petroleiros de bandeira grega que navegaram pela costa brasileira no período próximo à chegada de óleo nas praias do Nordeste e que foram notificados pela Marinha do Brasil.

Autoridades brasileiras acreditam que uma das cinco embarcações (Maran Apollo, Maran Libra, Bouboulina, Minerva Alexandra e Cap. Pembroke) seria responsável pelo vazamento e apontou o Bouboulina como principal suspeito. A empresa Delta Tankers, responsável pela embarcação, negou a responsabilidade.

Contestação
Na semana passada, o laboratório já havia contestado a versão da Marinha, que associava a origem das manchas de óleo ao trajeto do Bouboulina. O órgão encontrou uma significativa imagem de óleo do satélite Sentinel-1ª, em 24 de julho, dois dias antes da passagem do navio grego pelo local. Agora, o laboratório ampliou a análise para as outras quatro embarcações de bandeira grega e chegou a conclusão semelhante.

“A partir da análise dos cinco navios gregos investigados pelas autoridades brasileiras, identificamos que há grande probabilidade de as rotas deles não terem relação com o derramamento de óleo no litoral do nordeste”, explicou o pesquisador Humberto Barbosa, coordenador do Lapis. “Algumas peças foram fundamentais para montar esse quebra-cabeças: as imagens de satélite, as informações de inteligência em navegação a data do surgimento das manchas de óleo na região, a direção das correntes oceânicas e a procedência do petróleo.”

De acordo com o Lapis, a imagem de satélite mais conclusiva da presença de óleo no litoral do Nordeste foi registrada no dia 24 de julho, na altura do Rio Grande do Norte. Ela identifica uma mancha de 86 quilômetros de extensão e um quilômetro de largura, a aproximadamente 40 quilômetros do município de São Miguel do Gostoso. A mancha varia de 40 a 1.200 metros de profundidade, dependendo do trecho. A mesma imagem registra também a presença de um navio, que não seria nenhum dos cinco petroleiros gregos.

Espírito Santo atingido
Na interpretação do sinal de óleo na imagem de satélite já foram descartados possíveis ruídos de fitoplâncton, topografia de fundo do oceano, correntes marítimas, nuvens ou brisas”, explicou Barbosa. “A única interferência possível seria o rastro deixado pelo navio na água ter sido registrado pelo satélite. Porém, pela geometria, intensidade, espessura e tamanho da mancha, consideramos baixa essa possibilidade.”

Fragmentos de óleo foram encontrados neste sábado em mais duas praias do Espírito Santo: Urussuquara e Barra Nova. Na quinta-feira, o óleo já chegara em Guriri (ES). Autoridades locais fecharam a foz de riachos que deságuam no mar para evitar que a poluição chegue aos rios e comprometa o abastecimento de água.

O Espírito Santo é o décimo Estado brasileiro a ser atingido pelo óleo, depois de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. De acordo com levantamento feito pelo Ibama, cerca de 4.300 toneladas de óleo já foram retiradas das praias nordestinas.

Correio do povo
Diversos

VÍDEO: Na Colômbia, gato salva bebê e o impede de cair de escada

Um gato de Bogotá, na Colômbia, foi um verdadeiro herói. Gatubela, como é chamado, salvou o bebê da casa onde mora.

O felino impediu Samuel, de um ano de idade, de rolar escada abaixo. A cena foi registrada por câmeras de segurança da residência.

As imagens mostram quando o bebê engatinha no chão da sala, sob o olhar atento do animal, em cima do sofá. Quando Samuel vai em direção às escadas, Gatubela salta rapidamente e impede que a criança se machuque.

O vídeo foi compartilhado nas redes sociais e se tornou viral.

OP9
Diversos

Corpo de Bombeiros Militar do RN tem média 336 coletas de leite materno por mês

Bombeiros Amigo do Peito

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) já realizou 3.367 atendimentos de coleta de leite materno através do Programa “Bombeiro Amigo do Peito”, somente em janeiro a outubro de 2019. Os dados são referentes a área de jurisdição do 1º Grupamento de Bombeiros, ou seja, municípios da Região Metropolitana de Natal.

“O leite materno é insubstituível e nenhuma fórmula industrializada é capaz de fornecer os mesmos nutrientes, por isso a falta dele compromete a recuperação dos bebês. Nossa Corporação sente-se honrada em poder ajudar mães e crianças que necessitam desse leite. Contamos com a sensibilidade das mães para que nos ajude a manter o banco de leite”, disse o major João Eduardo, coordenador do programa.

Criado em 2002 pelo CBMRN, o Programa “Bombeiro Amigo do Peito” tem como objetivo diminuir a mortalidade infantil e alimentar crianças recém nascidas desnutridas e portadoras de deficiências físicas, filhos de mães que não produzem leite materno ou que tenham dificuldade de amamentar.

O CBMRN através de equipes formadas por militares do serviço operacional de saúde da corporação e equipes de enfermeiros ligados a Coordenadoria do Banco de Leite, fazem a coleta diariamente do leite materno das mães doadoras e distribui nos bancos de leite cadastrados na entidade, que são a Maternidade Escola Januário Cicco e os Hospitais: Central Coronel Pedro Germano (Hospital da Polícia) e o Santa Catarina. Nestes locais, o leite é pasteurizado e distribuído com segurança para as maternidades públicas e privadas de nosso Estado.

Doação

Os interessados em obterem mais informações sobre o agendamento de visitas da Coordenadoria Estadual do Banco de Leite devem fazer contato através do telefone 0800-722-24-00 ou 3215-5957, das 7 às 18 horas, de segunda à sexta.

Já o contato com a seção do Corpo de Bombeiros, que coordena o Programa Bombeiro Amigo do Peito, é feito pelo 3232-6644, das 9 às 12 horas e das 13 às 16 horas, de segunda à sexta.

Agora RN
Diversos

Jonas Esticado embarca para Europa

Depois do sucesso da gravação do DVD em Brasilia, Jonas embarca para turnê na Europa. Vão ser quatro apresentações inéditas que começam nesta quinta-feira, dia 31/10 e vai até o domingo, dia 3/11. Na programação, a começar com Odivelas (Portugal) no Pavilhão Multiusos Odivelas, na sexta-feira, dia 1/11 é a vez de The Box em Amsterdam (Holanda), no sábado, dia 2/11 Stadthalle Dietkon em Zurique (Suiça) e, pra finalizar, domingo, dia 3/11 Sant Jordi Club em Barcelona (Espanha).

Pra turnê na Europa um mix de canções que marcaram a carreira, além das bem sucedidas 14 canções, do DVD Jonas Esticado In Brasilia, entre elas, “Com Amor não se brinca”, “Saudade Boa”, “Meu coração pegou ar” ,“Contrário, “Não Era pra eu te amar”, “Moça do Espelho”, “Só Papai”, “Sexta-feira”, e “Vem me amar”- recém lançada de Jonas com um clipe muito real para este mundo virtual. É a chama para reviver em tempos de redes sociais. Esticado apresenta também no set list 5 canções inéditas que vão ser apresentadas na data. A cada lançamento um aliado: Jorge (dupla com Mateus), Felipe Araújo, Matheus e Kauan, respectivamente.

Vale destacar também que Jonas esteve no Villa Mix Lisboa em dois dias do evento. “O público brasileiro e, claro, que, o europeu que mora por lá, tem um carinho muito grande pela nossa música, o nosso segmento. Ir, mais uma vez, é a conectividade entre dois povos e culturas diferentes, aliado a uma boa música. Estou muito feliz em voltar”, finaliza Jonas.

Diversos

Homem morto durante vaquejada no interior do RN foi vítima de infarto, confirma Itep

Instituto Técnico-Científico de Perícia do RN

O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) confirmou nesta terça, 29, como infarto agudo no miocárdio a causa da morte de Gilson Rodrigues da Silva, de 55 anos, que faleceu repentinamente durante a vaquejada no Parque Arapuá, no município de Santo Antônio, no final de semana. O corpo foi removido após 6 horas de espera. Durante este tempo, a vaquejada não foi interrompida.

O caso aconteceu neste último domingo (27) e, apesar de o corpo ter permanecido na arquibancada, o evento continuou normalmente. De acordo com o proprietário do parque Arapuá, o evento continuou porque não houve nenhuma morte violenta ou acidente.

O Itep alegou em nota que foi acionado às 17h, quando a ocorrência foi registrada no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

A Polícia Civil informou que a equipe de plantão comunicou o fato ao Ciosp às 15h. Contudo, o registro da morte já havia sido feito no sistema.

Agora RN
Diversos

Deputados aprovam projeto que reestrutura a carreira de PMs e bombeiros do RN

Foi aprovado na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte o projeto de lei enviado pelo Governo do Estado que reestrutura a carreira da Polícia e Bombeiros Militares do Estado e concede reajuste salarial de 23%.

O aumento será parcelado em seis vezes, de forma gradativa, até 2022. O PL agora aguarda sanção da governadora Fátima Bezerra.

O projeto também prevê redução do tempo para que os militares alcancem promoções dentro de suas respectivas corporações.

Pela proposta, por exemplo, um soldado da PM que atualmente precisa de 10 anos para subir ao posto de cabo, teria a promoção conquistada com 8 anos de serviço.

Jair Sampaio
Diversos

NORDESTE: Mais de 525 toneladas de óleo foram retiradas de praias

Mais de 525 toneladas de resíduos foram retiradas das praias do litoral dos estados da Região Nordeste atingidas por manchas de óleo, desde o início dos trabalhos de limpeza, afirmou nesse domingo (20) a Marinha por meio de nota. Voluntários, funcionários de governos estaduais, municipais, de órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e militares trabalham na remoção desse óleo que começou a aparecer no litoral nordestino no final de agosto.

“O esforço coordenado desses órgãos, a despeito das dificuldades, e a ação de voluntários já recuperaram a maioria das praias, coletando mais 525 toneladas de resíduos, os quais precisarão ser adequadamente destinados, conforme a orientação técnica da Autoridade Ambiental”, diz a nota.

No sábado (19), uma ação conjunta conseguiu retirar mais de 30 toneladas de óleo de sete praias de Pernambuco. Na tarde desse domingo, durante entrevista coletiva, o almirante Leonardo Puntel, comandante de Operações Navais e que coordena as operações relacionadas ao desastre ambiental, disse que as manchas estão restritas agora ao litoral de Pernambuco, na região de Cabo de Santo Agostinho.

“Pelo desconhecimento da origem do incidente, não se pode determinar por quanto tempo ainda persistirão as ocorrências de manchas no litoral do Nordeste, apesar de todo o esforço desenvolvido nesse sentido. Por isso, é fundamental que as equipes mobilizadas permaneçam alertas, para a pronta atuação”, disse a Marinha.

O comandante voltou a reiterar que o óleo encontrado nas praias não é de origem brasileira e que as investigações para apurar as responsabilidades pelo desastre ambiental, que atingiu cerca de 2.250 km de extensão do litoral, seguem.

“O óleo cru, que sabemos não ser produzido ou processado no Brasil, causa grande impacto em nossa biodiversidade e traz prejuízos socioeconômicos às localidades atingidas”, disse a Marinha.

O balanço divulgado no sábado (19) pelo Ibama diz que o óleo já atingiu 201 localidades de 74 municípios no litoral do Nordeste. Até o momento, 35 animais foram conhecidamente afetados: 17 tartarugas marinhas morreram, 11 vivas; duas aves com óbito e duas vivas; e um peixe morto.

Por Luciano Nascimento/Agência Brasil
Diversos

Erro no site do Detran-RN gera vazamento de dados de todos os brasileiros com CNH

Aproximadamente 70 milhões de brasileiros tiveram os dados pessoais expostos no site do Detran; era possível encontrar dados sensíveis, inclusive do presidente Jair Bolsonaro e sua família.

Com exclusividade, o Olhar Digital recebeu uma denúncia anônima sobre uma grave falha de segurança no sistema do Detran do estado do Rio Grande do Norte.

A brecha expôs dados pessoais de aproximadamente 70 milhões de pessoas. Era possível obter, apenas com o número de CPF, outros dados pessoais como endereço residencial completo, telefone, operadora, dados da CNH (categoria, validade, emissão, restrição, registro), foto, RG, CPF, data de nascimento, sexo e idade.

Olhar Digital
Diversos

Encontro da Terceira Idade reúne 1,2 mil idosos no RN

FOTO: DIVULGAÇÃO

Na semana do Dia Mundial do Idoso, 1.200 pessoas da terceira idade de todo Brasil estão se confraternizando no 12º Encontro Inaraí Nordeste da Terceira Idade que acontece até o domingo, 6 de outubro, no resort Vila Galé, no município de Touros, litoral Norte do estado.

O evento retorna para o Rio Grande do Norte depois de 10 anos sendo realizado em vários estados do Nordeste. “Há doze anos, quando começamos este evento, com menos de 100 idosos potiguares, não imaginávamos a dimensão que o encontro iria tomar. Hoje, além do RN, temos representantes de Amapá, Rondônia, Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal entre outros estados do Brasil que vem celebrar a vida com a gente,” falou o idealizador do evento, Carlos Magno Dantas.

O 12º Encontro Inaraí Nordeste da Terceira Idade tem por objetivo partilhar experiências e contribuir com a qualidade de vida das pessoas da terceira idade. Embora seja um evento para o público idoso, o encontro reúne este ano um número representativo de crianças e jovens que também participarão com uma programação específica, o que torna o encontro um espaço que reúne a família, contribuindo com a construção de uma consciência de respeito e atenção para com as pessoas idosas.

A programação inclui: palestras e oficinas com temática voltada para os cuidados com a saúde e qualidade de vida do idoso, atividades terapêuticas e de lazer, momentos celebrativos, festas temáticas e shows com nomes da música religiosa (Léia e Sônia) , da música regional como: Orquestra Los Manos, Carlos Guedes, Carlos Zens, Isaque Galvão e também com atrações nacionais como Nando Cordel e Santanna – o cantador.

As inscrições se encerraram meses antes da realização. Uma prova de que esse segmento turístico de atrações voltadas para os idosos está em ampla expansão no Brasil, e o Rio Grande do Norte é um dos pioneiros nacionais neste tipo de evento.

Portal no Ar
Diversos

Governo vai cancelar 8.482 unidades do Minha Casa Minha Vida

UNIDADES DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA. FOTO: WELLINGTON ROCHA/ARQUIVO/ PORTAL NO AR

O Ministério do Desenvolvimento Regional confirmou em nota que a construção de 8.482 unidades do Minha Casa Minha Vida, contratadas no fim de 2018 sem a devida previsão no Orçamento, será cancelada. Segundo a pasta, a Controladoria-Geral da União (CGU) identificou “irregularidades insanáveis nos processos”. Outras 8.922 unidades que tiveram as obras iniciadas “mesmo com a orientação contrária do MDR” terão agora respaldo orçamentário, após parecer jurídico favorável à continuidade das obras.

O MDR diz ter comunicado à Caixa sobre a nulidade dos contratos em 11 de setembro e solicitou “rescisão amigável para os empreendimentos não iniciados e o detalhamento daquelas obras executadas”. O cancelamento dos contratos foi antecipado pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Entre 24 e 31 de dezembro do ano passado, o então ministro das Cidades, Alexandre Baldy, autorizou a contratação de 17.404 unidades do faixa 1 do programa habitacional sem que essa despesa estivesse prevista no Orçamento, o que fere a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A irregularidade foi apontada em relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) revelado pelo site O Antagonista e confirmado pela reportagem.

Procurado, o ex-ministro Alexandre Baldy disse ao Broadcast que, quando for notificado oficialmente sobre o relatório, vai contestar todas as informações apontadas pela CGU. Ele ainda defendeu a importância de dar continuidade ao programa habitacional.

Solução

A equipe do governo Jair Bolsonaro tentou contornar o problema no Orçamento ao incluir a previsão da despesa num crédito suplementar aprovado pelo Congresso em junho deste ano, mas os órgãos de controle advertiram que a manobra seria insuficiente para sanar o desvio.

“A contratação das 17.404 unidades foi autorizada entre os dias 24 e 31 de dezembro – sem orçamento disponível. Além disso, desde o mês de agosto de 2018, havia uma orientação do Tesouro Nacional a todos os órgãos de governo para que não fossem contratados nem selecionados novos projetos que trouxessem impacto orçamentário e financeiro ao exercício de 2019 ou anos subsequentes e que, portanto, concorressem por recursos com projetos em andamento”, diz a nota do MDR.

“Neste ano, ainda em avaliação sobre a possibilidade de início das obras, o MDR solicitou parecer da Advocacia-Geral da União (AGU), que concluiu também pela impossibilidade jurídica dos atos – ao encontro dos apontamentos feitos pela CGU”, acrescenta o comunicado.

Segundo a pasta responsável pela gestão do Minha Casa, do total de unidades previstas, 8.922 tiveram as obras iniciadas “mesmo com a orientação contrária do MDR”. “Considerando a preservação do interesse público, o benefício da continuidade das obras e os prejuízos advindos do cancelamento ou paralisação dos empreendimentos, a CGU deixa ao Ministério a decisão de prosseguir ou não com a execução”, explica a nota.

O MDR diz que, com parecer jurídico favorável, a construção dessas moradias já iniciadas “está respaldada com orçamento de 2019 e, também, previsão de desembolso em 2020, diferentemente da situação no ato das contratações em dezembro de 2018”. O ministério ressaltou, porém, que as construções das demais unidades contratadas no mesmo lote não estão autorizadas.

A pasta informou ainda que vai celebrar um novo processo de contratação para atender as famílias atingidas por desastres naturais que estavam contempladas nos contratos cancelados. Segundo a pasta, são 2.874 unidades habitacionais para comunidades que passaram por situação de emergência ou de calamidade pública no Rio de Janeiro.

“O MDR reforça que tem priorizado a aplicação de recursos no programa de habitação social do Governo Federal e, no primeiro semestre deste ano, destinou o maior volume de recursos ao Minha Casa Minha Vida para atender famílias de baixa renda. A execução do MCMV vem sendo conduzida com transparência e responsabilidade fiscal, especialmente diante do cenário econômico do País”, diz a nota.

Por Idiana Tomazelli / Estadão Conteúdo

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!