Arquivos:

Brasil » Copa do Mundo » Decisão

Todo cuidado é pouco: Felipão deu sinal amarelo para Neymar

O jogador será poupado por Felipão para evitar maiores prejuízos a seleção em jogos decisivos.

O jogador será poupado por Felipão para evitar maiores prejuízos a seleção em jogos decisivos.

Neymar é o terceiro jogador que mais comete faltas na seleção brasileira de Felipão. O que era motivo de elogios, pela dedicação na marcação, agora é preocupação. Pendurado com um cartão amarelo, recebido na estreia na Copa contra a Croácia, no dia 12 de junho, ele estará suspenso do jogo seguinte se receber outro até as quartas de final, ocasião na qual os amarelos serão zerados. Desacostumado a parar adversários, Neymar não sabe fazer faltas e acaba sendo mais violento que o necessário – o que aumentam as chances de ser advertido.

Temendo sua ausência em uma partida decisiva, Felipão quer o craque menos intenso na marcação dos rivais nos próximos jogos. Isso já aconteceu no empate sem gols contra o México, na terça. Ele cometeu uma só infração. Essa mudança tática para diminuir a obrigação de Neymar foi um dos motivos de Felipão optar por Ramires contra o México, e não Hulk, que já estava recuperado da dor que sentia na coxa esquerda. Ramires é defensivamente mais eficiente do que Hulk e foi o sacrificado por Neymar naquele jogo, fez duas faltas e recebeu cartão amarelo.

Logo, no esquema tático montado por Felipão para a Copa das Confederações de 2013, mantido até agora na Copa do Mundo, Neymar participa da marcação dos adversários em uma linha de três jogadores – ele, Oscar e Hulk – que se posiciona atrás do centroavante Fred. E Neymar foi o mais faltoso daquele torneio, com média de 3,6 faltas cometidas por partida. Com o treinador, o atual camisa 10 do Brasil comete o dobro de faltas, 2,1 em média. Somente Daniel Alves e Luiz Gustavo, “batem” mais nesta seleção do que Neymar.

Tribuna do Norte
Copa do Mundo » Decisão » Futebol

Copa do Mundo: Recife, Salvador e Curitiba sediam as partidas de hoje (20)

Ontem (19), a seleção da Colômbia venceu a Costa do Marfim, em Brasília, por 2 a 1.

Ontem (19), a seleção da Colômbia venceu a Costa do Marfim, em Brasília, por 2 a 1.

Itália e Costa Rica abrem hoje (20), às 13h  (horário de Brasília), a rodada da Copa do Mundo, na Arena Pernambuco, no Recife, pelo grupo D. A Costa Rica, primeira colocada do grupo, conta com uma vitória de 3 a 1 sobre o Uruguai. Segunda colocada do grupo, a Azzura, como também é conhecida a equipe italiana tetracampeã, venceu a Inglaterra na Arena Amazonas por 2 a 1.

Em seguida, às 16h (horário de Brasília), a Suíça e a França se enfrentam na Arena Fonte Nova, em Salvador, pelo grupo E. A Suíça vem de uma vitória de 2 a 1 sobre o Equador e está em segundo lugar no grupo. A França, primeira do grupo, ganhou de 3 a 0 de Honduras.

O último jogo do dia será às 19h, na Arena da Baixada, em Curitiba, entre Honduras, lanterna do grupo, e o Equador, terceiro colocado. O Japão perdeu de 2 a 1 para a Costa do Marfim, enquanto a Grécia perdeu de 3 a 0 para os colombianos.

Resumo de ontem (19): a Colômbia venceu a Costa do Marfim, em Brasília, por 2 a 1; o Uruguai venceu a Inglaterra na Arena Corinthians, o Itaquerão, por 2 a 1; Japão e Grécia terminaram o jogo empatados em 0 a 0 na Arena das Dunas, em Natal.

Gláucia Lima
Decisão » Segurança

Aprovado: Lei que permite porte de arma a agentes e guardas prisionais foi sancionada

Permito o porte de arma para agentes e guardas prisionais.

Permito o porte de arma para agentes e guardas prisionais.

De acordo com informações veiculadas, a lei que dá o aval para o porte de arma para agentes e guardas prisionais foi sancionada ontem (18) pela presidenta Dilma Rousseff. O texto, que muda trechos do Estatuto do Desarmamento, o qual falava sobre a temática, limita, porém, o direito ao porte de armas fora de serviço a somente os profissionais mencionados.

Ainda, o direito passou a ser particularmente dos agentes que trabalham sob regime de dedicação exclusiva, ou seja, que, por acordo contratual, exerçam apenas essas atividades e atuem em instituições prisionais.

Decisão » Política

Insistente: Rosalba confirma participação nas Eleições e deve deixar o DEM no final do mandato

Sem muitos detalhes, Rosalba disse que vai se recandidatar no pleito de 2014.

Sem muitos detalhes, Rosalba disse que vai participar do pleito em 2014.

Para quem achava que depois da “derrota no DEM” a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) estaria fora da disputa e longe dos “holofotes” das eleições deste ano, a chefe do Executivo garantiu em entrevista ao Jornal 96, da 96 FM, que participará ativamente do pleito eleitoral.

Sem dar muitos detalhes, ela disse apenas que “vai participar”, mas deixou  perguntas no ar, sobre qual seria o apoio, para quem seria, e qual a forma ativa de participação no pleito de 2014 – ela apenas pediu “paciência e calma” porque as decisões serão tomadas após as convenções partidárias. Sem descartar uma candidatura futura, Rosalba voltou a afirmar que não tem a política como profissão – “Sou médica pediatra, e após a eleição vou voltar a atender as crianças e depois vamos decidindo”, referindo-se ao futuro político após a saída do Executivo.

Outra possibilidade, quase certa, é a saída de Rosalba do Democratas, ao lado do seu grupo político, entre eles o ex-deputado Ney Lopes que já declarou deixar a legenda, após as eleições – “Não há clima. Vamos esperar a poeira baixar e decidir o que iremos fazer. Se eu sair agora, o partido toma o meu mandato”, ressaltou a atual governadora.

Segundo ela, houve convites anteriores para ingresso no PSD, PROS, PTB, PP e PRB, mas que decidiu ficar no Democratas devido à relação que tinha com filiados e dirigentes do partido. Lembrou ainda que a candidatura à reeleição era um direito e seria usada para defender a própria administração, alvo de diversas críticas por parte de políticos e da própria população. Agora, Rosalba tem nas mãos a possibilidade de unir o seu grupo político – que tem um número bastante representativo – e definir qual o lado deve seguir.

BG
Brasil » Decisão » Política

Decisão difícil: Seis partidos ainda indicarão candidatos à Presidência

Ao que consta, pelo menos seis partidos, até o dia 30 deste mês, precisam definir seus candidatos aos cargos de presidente e vice-presidente da República, ou que nomes vão defender nas eleições de outubro. Até o presente momento, PMDB e PDT já resolveram que apoiarão a reeleição da presidenta Dilma Rousseff e também confirmaram o vice-presidente Michel Temer na chapa do atual governo.

No sábado (14), o PSDB confirmou a candidatura do senador Aécio Neves (MG) à Presidência, mas ainda não determinou o nome do vice na chapa. No mesmo dia, o PV escolheu para concorrer ao comando do Planalto Eduardo Jorge, de 64 anos, junto com Célia Sacramento – vice-prefeita de Salvador (BA).

A próxima convenção partidária nacional acontece no dia 21, quando o PT oficializará a candidatura de Dilma à reeleição, em Brasília. No dia seguinte, é a vez do PSOL definir seus candidatos. Os encontros ocorrem em Brasília. O PP, partido que integra a base aliada no Congresso, deve trilhar o mesmo caminho do PMDB. A convenção no dia 25 deve afiançar o apoio da legenda à reeleição de Dilma e Temer porém, em alguns estados, o posicionamento deve ser o de liberar a legenda para outras alianças. Em território gaucho, assim como no Rio de Janeiro e Minas Gerais, há dissidência, e a legenda vai apoiar o candidato Aécio Neves.

Já no dia 27, o PCdoB oficializará o apoio ao atual governo e espera a presença da presidenta Dilma Rousseff na convenção. Pelo PSB, disputam o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e a ex-senadora Marina Silva, da Rede Sustentabilidade. Os nomes devem ser confirmados pelo PPS no dia 28, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília. O encontro será conjunto com PPS, Rede Sustentabilidade, PPL e PHS, que também apoiam a chapa Campos e Marina.

O prazo estipulado pela Justiça Eleitoral também vale para as indicações de candidatos a governador e vice-governador, senador e respectivos suplentes, deputados federais, estaduais e distritais. Depois desse período, os candidatos, os partidos políticos e coligações têm até o dia 5 de julho para pedir o registro dos candidatos às eleições de outubro.

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!