Currais Novos

‘O medo educou’, diz Styvenson sobre Operação Lei Seca em Currais Novos

Operação Lei Seca, realizada neste final de semana em Currais Novos, terminou com 24 pessoas presas por embriaguez ao volante (Foto: Capitão Styvenson Valentim/PM).

Operação Lei Seca, realizada neste final de semana em Currais Novos, terminou com 24 pessoas presas por embriaguez ao volante (Foto: Capitão Styvenson Valentim/PM).

A Operação Lei Seca, realizada pelo Departamento Estadual de Trânsito e Polícia Militar neste final de semana por ocasião de uma vaquejada na cidade de Currais Novos, na região Seridó potiguar, terminou com 24 pessoas presas por embriaguez ao volante e 95 motoristas autuados administrativamente. O resultado, embora expressivo para dois dias de fiscalização, foi considerado positivo. “O medo educou”, comemorou o capitão Styvenson Valentim.

Styvenson, que coordenada a Operação Lei Seca no estado, explicou o motivo de estar tão satisfeito com o resultado das fiscalizações. “Vinte e uma pessoas foram presas na madrugada do domingo (12), quando muitos condutores foram pegos de surpresa. Contudo, já na madrugada desta segunda-feira (13), apenas três motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool”, enfatizou. “Por isso, percebemos que aqui as pessoas aprendem rápido. Não sei se a porrada foi forte no sábado, onde nós recolhemos muitos carros, mas o fato é que nesta segunda a população estava tranquila. Muitos disseram que nunca viram uma operação como esta. O trânsito foi totalmente coordenado, ordenado… Disciplinado, na verdade. Então isto foi um fator positivo. Nestes dois dias deu pra mostrar que, através de uma fiscalização intensa, de abordagens rigorosas, dá pra fazer educação”, ressaltou o capitão.

Ainda sobre a blitz realizada nesta madrugada, após o encerramento da festa, Styvenson disse que um dos três motoristas presos, pelo que foi informado, é proprietário da casa de show onde aconteceu a vaquejada. “Dizem que era o dono da casa de show. Não importa. A fiscalização é impessoal, igualitária. Pode ser rico ou pode ser pobre”, acrescentou. Ao todo, somente nesta segunda, foram realizados 861 testes de bafômetro.

Domingo

Entre a noite do sábado (11) e a madrugada do domingo (12), 21 pessoas foram presas e 79 motoristas autuados administrativamente, resultado de 2 mil testes de bafômetro realizados pela equipe de fiscalização da Operação Lei Seca.

Além disso, 14 veículos foram apreendidos. “Das ocorrências registradas, chamou a atenção o caso de um homem que furou a blitz, se perdeu, voltou a passar pela barreira de fiscalização e acabou preso. “Teve um condutor de Recife, filho de um juiz, que furou um dos pontos da blitz tentando fugir pelas estradas que levavam à vaquejada. Como não conhecia a região, e lá não tinha sinal de GPS, ele se perdeu e acabou retornando para a blitz. Ele foi parado e realizado o teste de alcoolemia, que deu 0,96 miligrama de álcool por litro de ar expelido. Ou seja, ele bebeu o suficiente para se configurar crime de trânsito. Até 0,34, o motorista é autuado administrativamente. Acima disso, é crime. O motorista  é preso, paga R$ 1.915,40 de multa,  perde 7 pontos na carteira e tem a CNH apreendida”, acrescentou Styvenson Valentim.

Lei Seca

As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa,  perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.

Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

G1

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!