Arquivos:

Brasil » Corrupção » Justiça

APERTANDO: segundo revista, Lula poderá receber sentença de até 22 anos nos próximos dias

Um apartamento na praia levará Lula a ser condenado pela primeira vez por corrupção

Reportagem de capa da revista IstoÉ desta semana afirma que o juiz Sergio Fernandes Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, vai anunciar, nos próximos dias, a sentença que condenará Lula à prisão no caso do tríplex do Guarujá. Os crimes são por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O ex-presidente é acusado de ter recebido o imóvel da construtora OAS como contrapartida a benefícios que a empresa obteve do governo no período em que o petista esteve no poder. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o ex-presidente foi beneficiado com pelo menos R$ 87,6 milhões dados pela OAS, dos quais R$ 3,7 milhões foram usados por Lula no apartamento de três pavimentos.

A revista afirma ter apurado junto a integrantes da Operação Lava-Jato que o ex-presidente será condenado a até 22 anos de cadeia – 10 anos por lavagem de dinheiro e 12 por corrupção passiva.

De acordo com a publicação, no cronograma de Sérgio Moro só uma etapa o separa do anúncio da condenação de Lula: a definição da pena a ser aplicada ao ex-ministro Antonio Palocci, hoje preso.

Corrupção » Justiça

Empresário promete ‘acabar’ com Temer em delação

Antes de ser preso, Lucio Funaro teve uma discussão com Antonio Mariz, seu então advogado e amigo de Michel Temer. Na ocasião, o doleiro disparou: “Se eu delatar, vou acabar com o seu chefe”. A ida à PF foi o início.
Mas Funaro ainda não fechou nada com a PGR. Palavras de um procurador familiarizado com o caso: “Ele é igual ao Eduardo Cunha. Vai e volta”.

Quem mais incentiva Funaro a delatar é o ex-senador Luiz Estevão. Eles são colegas inseparáveis nos corredores da Papuda, onde ambos residem.

Corrupção

É BRASIL! Pedido de cassação de Aécio é arquivado

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado Federal decidiu arquivar o pedido de cassação do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). O senador João Alberto Souza, presidente do conselho, disse nesta sexta-feira (23/6) que não admitiu a representação “por falta de provas”.

Corrupção

DE VOLTA PRA CASA: Irmã de Aécio deixa a prisão

Andrea Neves, deixou a prisão na madrugada de hoje (22)

A irmã do senador afastado Aécio Neves, Andrea Neves, deixou a prisão na madrugada desta quinta-feira (22) para cumprir prisão em regime domiciliar. As informações são da Rede Globo. A partir de agora, ela será monitorada por por tornozeleira eletrônica, ficando proibida de deixar o país e de entrar em contato com outros investigados.

Andrea estava presa desde o dia 18 de maio, mas, na terça-feira (20), a maioria dos ministros da 1ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu transformar em prisão domiciliar sua prisão preventiva.

Corrupção » Política

“HOMEM FORTE”: Investigadores ficam impressionados com influência de Henrique no governo Temer

O Ministério Público Federal denunciou o ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Alves por corrupção passiva e lavagem de dinheiro nesta quarta-feira (21). Alguns pontos chamaram a atenção dos investigadores, entre eles a influência de Alves no governo de Michel Temer, mesmo sem ocupar função na Esplanada. Numa das comunicações de Alves com um assessor, ele comenta a indicação de Antônio Henrique Pires para a Secretaria Nacional de Estruturação do Turismo: “Henrique nosso 100%”, disse Alves.

Em outro capítulo, Henrique Alves recorre ao ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, a fim de transferir para o Rio Grande do Norte uma funcionária do Ibama lotada em São Paulo.

Alves foi preso no dia 6 de junho durante a Operação Manus.

Corrupção

Jornal volta a citar propina de R$ 500 mil a José Agripino na Arena das Dunas

José Agripino

O jornal Folha de S. Paulo voltou a citar propina de R$ 500 mil ao senador potiguar José Agripino Maia (DEM) quando no processo de construção da Arena das Dunas, um dos 12 estádios construídos no país para receber a Copa do Mundo de 2014 e que recebeu quatro jogos do Mundial naquele ano.

Segundo a publicação, delatores da OAS afirmam terem pago o valor acima citado ao senador democrata em troca de ajuda na liberação de financiamento do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). A Arena, que quando lançada tinha custo de construção orçado em R$ 350 milhões, acabou sendo finalizada com nada menos que R$ 417 milhões. Ou seja, R$ 67 milhões acima do previsto.

De acordo com a publicação desta segunda-feira 05 da Folha, 10 dos 12 equipamentos construídos para a Copa estão com suspeita de corrupção. Apenas a Arena da Baixada, de propriedade do Atlético-PR, e o Beira-Rio, de propriedade do Internacional, não foram citados em nenhuma delação.

OUTRO LADO

Em resposta as acusações dos delatores na época em que o assunto veio a tona pela primeira vez, o senador José Agripino negou ter viabilizado a situação com o governo federal alegando ser, na época, opositor à gestão da presidente Dilma Rousseff e do Partido dos Trabalhadores (PT), representado pela mesma. “As doações foram legais e registradas”, concluiu.

Agora RN
Corrupção » Política

Áudios mostram tensão de Aécio antes de delação da JBS

Aécio Neves

“O tempo é o senhor da verdade”, sugeriu o senador Aécio Neves (PSDB-MG) como título de um artigo que assinaria. “Não, isso é a marca do Collor, pelo amor de Deus”, respondeu, do outro lado da linha, a irmã Andrea.

A conversa, do último dia 20, dizia respeito à elaboração de texto para um jornal de Minas sobre acusações que o tucano sofreu em delações da Odebrecht.

Junto a outros grampos feitos pela Polícia Federal no celular do tucano, este mostra como Aécio tentava defender seu nome no mês anterior à divulgação de outra delação, a da JBS, que resultou na prisão da irmã e o afastou preventivamente do mandato.

Nas escutas, autorizadas pela Justiça, o tucano aparece disparando telefonemas para discutir o trâmite de seus casos na Justiça, mas também em tentativas de “enquadrar” aliados, como o senador Zezé Perrella (PMDB-MG), e até na busca de uma ponte com o PT de Minas Gerais.

Em 17 de abril, ele ligou irritado para o governador paranaense Beto Richa (PSDB) exigindo que o chefe da Casa Civil do Paraná, Valdir Rossoni, apagasse um vídeo em que cobrava explicações do senador sobre a Odebrecht. “Ou ele arranca isso agora [e diz que] foi mal-entendido ou acabou aí entre a gente.”

Dois dias depois, Aécio reclamou com o deputado petista Gabriel Guimarães (MG) sobre um pedido de investigação feito por um outro integrante do PT no Estado. Disse que o momento “não é para fazer graça” e que cada um precisa administrar “os doidos de cada lado”.

“Entra nesse circuito hoje para ver se baixa essa bola”, disse Aécio, que pediu que o recado fosse dado ao governador Fernando Pimentel, do PT.

Procurado, Guimarães disse que ouve todos que o procuram para tratar de Minas.

ODEBRECHT

Em suas conversas com Andrea, Aécio costumava falar sobre as notícias que saíam sobre ele na imprensa a respeito da delação da Odebrecht –jornalista, a irmã do senador afastado cuidava da imagem dele desde sua época de governador de Minas.

Ele reclama com Andrea que, no artigo que iria enviar ao jornal, se preocupa só em se defender, em vez de propor “agenda” para o Brasil. “Não temos que responder tudo, Andrea, eu acho. Estão respondendo demais”, afirma, em um dos telefonemas.

Ela sugere em outra gravação que ele repense a participação do PSDB na reforma trabalhista, que para ela pode ser “um tiro no pé”.

No início de maio, o tucano defendeu junto ao líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC), um “tratamento diferenciado” ao governo Michel Temer. Mas admitiu que nem para a legenda “o mar está para peixe” e preparava uma propaganda que enfatizava a renovação do partido –a peça publicitária de dez minutos, veiculada em 11 de maio, dedicou mais tempo à ministra Luislinda Valois (Direitos Humanos) que ao senador.

PF

Aécio também faz queixas ao diretor-geral da PF, Leandro Daiello, ao telefone. Ele falou sobre o acesso a outros depoimentos em inquérito que responde e diz que um delegado se recusa a fornecer os autos à sua defesa.

Ao falar da delação da Odebrecht com Romero Jucá (PMDB-RR), lamentou a “banalização geral da política”.

Apesar de toda a preocupação com os casos que estavam em andamento, o tucano acabou denunciado pela Procuradoria-Geral da República não em decorrência da delação da Odebrecht, mas da JBS. Apresentada na sexta-feira (2), a denúncia o acusa de corrupção passiva e obstrução à Justiça.

OUTRO LADO

Procurado, Aécio disse, por meio de sua assessoria, que não há nas gravações nenhum “fato indevido”. “Com autoridades e colegas de partido foram tratados temas referentes à atividade parlamentar e partidária”, disse.

A respeito da conversa com Daiello, o tucano afirma que na época já tinha obtido acesso aos autos por decisão judicial e que fez uma comunicação pessoal sobre o adiamento de seu depoimento.

FOLHAPRESS
Corrupção » Rio Grande do Norte

‘Nada procede’, diz deputado denunciado por desvios de dinheiro no RN

Ricardo Motta (Foto: João Gilberto/ALRN )

Nada do que vem sendo propagado envolvendo meu nome procede”, foi o que afirmou o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) em sessão realizada na manhã desta quarta-feira (31) na Assembleia Legislativa do RN. Motta é suspeito de ter desviado R$ 19 milhões do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e de chefiar, segundo o MP, uma quadrilha que roubou recursos da Assembleia Legislativa através de “servidores fantasmas”.

Segundo ele, o pronunciamento é para dar satisfação à população potiguar. Motta também afirmou que é vítima de “linchamento moral”.

“Nada do que vem sendo propagado envolvendo o meu nome procede. Por respeito à história iniciada por meu pai, Clóvis Motta, que dá nome a este plenário, digo, com toda a convicção da minha alma e da minha consciência tranquila. Com uma vida pública de 30 anos e no exercício do sétimo mandato parlamentar, subo a esta tribuna hoje para dar uma satisfação, em primeiro lugar, à sociedade potiguar”, declarou o deputado.

G1/RN
Brasil » Corrupção

Michel Temer: “Não renunciarei”, garante o presidente da República

 

Michel Temer em pronunciamento

O presidente da República Michel Temer (PMDB) prometeu que não vai renunciar a despeito das investigações que estão ocorrendo sobre seu governo. Temer, de acordo com delator da Operação Lava Jato, Joesley Batista, dono da JBS, foi gravado dando aval para compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) sobre uma possível delação. Em pronunciamento na tarde desta quinta-feira 18, Temer se defendeu das acusações e disse que não sairá do cargo.

“Nunca autorizei que utilizassem meu nome indevidamente, a investigação pedida pelo STF será território onde surgirão todas as explicações devidas. No Supremo demonstrarei não ter nenhum envolvimento com estes fatos. Por isso, quero registrar enfaticamente, NÃO RENUNCIAREI. REPITO, Não renunciarei. Sei o que fiz e sei quais foram os meus atos. Exijo investigação plena e muito rápida para esclarecimentos ao povo brasileiro. Esta situação não pode persistir por muito tempo. O meu único compromisso é com o Brasil”, disparou.

AGORA RN
Brasil » Corrupção

Polícia Federal abre Operação Lucas contra corrupção na Agricultura

POLÍCIA FEDERAL

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 16, a Operação Lucas, que investiga crimes de corrupção envolvendo servidores do Ministério da Agricultura, Agropecuária e Abastecimento e empresas fiscalizadas.

Em nota, a PF informou que cerca de 120 policiais federais cumprem 62 mandados judiciais, sendo 10 prisões temporárias, 16 mandados de condução coercitiva e 36 mandados de busca e apreensão nos Estados de Tocantins, Pará, São Paulo e Pernambuco, além do bloqueio de contas bancárias e indisponibilidade de bens móveis e imóveis nos valores de R$ 2,2 milhões de reais.

A investigação começou após denúncia de que frigoríficos e empresas de laticínios fiscalizadas teriam sido favorecidos em processos administrativos, por meio do retardamento na tramitação e anulação de multas.

ESTADÃO

Últimos Eventos

08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
07/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão
14 e 16 abril
Lagoa Nova/RN

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!