Arquivos:

Coronavírus

Coronavírus: Nova York vive drama com necrotérios lotados e hospitais de campanha

Foto: Reprodução

Philip Tassi adverte que o cemitério onde trabalha está cheio de solicitações de enterros e que não há tempo para descanso: o governo do Estado de Nova York acaba de anunciar que entre segunda e terça-feira houve 731 mortes por coronavírus registradas.

“O número de pedidos de enterro e cremação que temos provavelmente subiu 300%”, diz Tassi, do cemitério Ferncliff em Westchester, poucos quilômetros ao norte de Manhattan. Atualmente, até 20 corpos passam por este crematório em 16 horas de trabalho, sete dias por semana. Mas, mesmo assim, operando com capacidade máxima, o cronograma está completo até o final da próxima semana.

Coronavírus

Boletim confirma mortes por coronavírus na Paraíba

Foto: Divulgação

O boletim oficial da Secretaria de Estado da Saúde confirmou que Mateus Carlos, filho de Eduardo Carlos, presidente da Rede Paraíba de Comunicação, e Tânia Cavalcanti, irmã do ex-vereador Tavinho Santos, morreram de coronavírus.

As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (8). O boletim mostra aumento para 55 casos confirmados na Paraíba e alta de 4 para 7 mortes pela Covid-19. Cabedelo registrou o primeiro óbito pelo novo coronavírus.

São 55 casos confirmados, 693 descartados e 7 óbitos no total, até às 17h30 deste 8 de abril de 2020, na Paraíba. São 14 casos confirmados a mais que ontem (7).

Dos novos casos confirmados, 7 são mulheres e 7 são homens, na faixa etária 29 e 71 anos. Desses 10 são de moradores de João Pessoa, 2 de Santa Rita, 1 de Cabedelo e 1 em Bayeux.

Coronavírus

Roberto Kalil Filho, admite que tomou cloroquina e defende seu uso no tratamento

Foto: Reprodução TV Globo

Ao receber alta hoje após dez dias de tratamento por causa da Covid-19, o cardiologista Roberto Kalil Filho defendeu a utilização da cloroquina em pacientes internados, já que existem evidências sobre a eficácia do medicamento e os estudos vão demorar para apresentar resultados. O médico do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, disse que a cloroquina estava liberada apenas para pacientes graves e agora já estava liberada para todos os pacientes internados.

“Febre, falta de ar, tosse, dor no corpo, uma sensação que nunca tinha vivido em 60 anos de vida e espero nunca mais viver nos próximos anos de vida. O que senti foi indescritível”, diz ele.

O cardiologista acredita que o procedimento vai ajudar a impedir a evolução dos casos e internações em UTIs. Ele disse que o uso do medicamento deve ser ministrado apenas para pacientes da doença que estão internados e podem ter os efeitos colaterais monitorados. Roberto Kalil Filho também afirmou não existe como prever quando será o pico da contaminação no Brasil. O médico ainda afirmou que nunca se sentiu tão mal na vida.

Coronavírus

Secretaria Municipal de Saúde em Natal explica morte de bebê por Covid-19

Foto: Divulgação

Natal tem terceiro óbito em decorrência da COVID-19

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal, SMS-NATAL, informa que nesta terça-feira (07), foi a óbito a terceira vítima diagnosticada com a COVID-19 na capital potiguar. O paciente era um recém-nascido, que nasceu de parto prematuro, com 30 semanas. De acordo com a nota, a mãe apresentava quadro de hipertensão, diabetes, obesidade e síndrome respiratória a esclarecer.

Segundo a Saúde em Natal, a paciente chegou no dia 02 de abril, ficou em isolamento respiratório e foi para a sala de parto de um hospital público. Na ocasião, foi feita uma cesariana e laqueadura, sendo admitida em seguida no isolamento do centro cirúrgico. Ainda segundo a SMS, o recém-nascido foi a óbito no dia 07 de abril e o resultado do exame deu positivo para COVID-19.

“O exame da mãe foi realizado e aguarda a emissão do resultado pelo LACEN. Ela encontra-se em isolamento domiciliar. A Prefeitura de Natal se solidariza com familiares e amigos da vítima”, encerra nota.

Coronavírus

RN registra 11 mortes por coronavírus; 261 casos confirmados e 2.619 suspeitos

Foto: Divulgação

Três novas mortes foram registradas em Mossoró (2) e Natal (1).

O Rio Grande do Norte registrou mais três mortes por coronavírus, chegando a 11 o número total no Estado. Os dados são do último boletim da Secretaria Estadual de Saúde. De acordo com o documento, o Estado tem 261 casos confirmados da Covid-19 e 2.619 casos suspeitos.

As três últimas mortes foram registradas em Mossoró (2) e Natal (1). Em Mossoró, de acordo com a Secretaria de Saúde do Município, as vítimas são dois homens que já estavam internados. Em Natal, o paciente era um bebê recém nascido.

Os casos confirmados estão distribuídos em 22 municípios.

Coronavírus

RN registra oitava morte por coronavírus

Foto: Divulgação

O Rio Grande do Norte registra a oitava morte por Covid-19 e mais 8 casos confirmados do novo coronavírus nesta terça-feira (7), segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Ao todo, o estado tem 254 diagnósticos confirmados e 2.430 casos suspeitos. Os descartados somam 809.

A oitava morte pela doença no estado ocorreu em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal. Trata-se de um homem de 58 anos com quadro de hipertensão e cardiopatia. Segundo a Secretaria de Saúde do município, o paciente foi encaminhado ao Hospital Giselda Trigueiro em Natal, na sexta-feira (3), onde foi a óbito no domingo (5).

Coronavírus

Pelo menos 15 estados mantêm quarentena contra coronavírus

Foto: Divulgação

Pelo menos 15 governos estaduais decidiram prorrogar as regras de quarentena contra o novo coronavírus, com restrição do funcionamento do comércio e de escolas, calcula O Globo.

Governadores que chegaram a prometer flexibilização das medidas voltaram atrás e optaram pela manutenção do isolamento social como principal forma de combate à doença.

Nos últimos dias, governos como o de Ceará, Maranhão e Bahia publicaram decretos para prorrogar as medidas restritivas. Santa Catarina, que no mês passado anunciara a reabertura do comércio a partir do dia 1º, voltou atrás na semana passada.

Coronavírus

Brasil chega a 506 mortes e 11,5 mil infectados por coronavírus

Foto: Divulgação/G1

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 13h30 desta segunda-feira (6), 11.518 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 506 mortes pela Covid-19. Pernambuco confirma a morte mais jovem pela doença, de um rapaz de 15 anos. Apenas dois estados ainda não registraram mortes: Acre e Tocantins.

O estado do Ceará confirmou nesta manhã que 34 municípios do estado têm casos confirmados da doença, e o número de infectados chegou a 976.

O Amazonas alcançou 16 mortes, a última delas de um homem de 71 anos. A Bahia confirmou a décima morte no estado. Em Minas Gerais subiu para nove o número de mortos pela doença.

Na noite de domingo (5), o Pará registrou mais casos e a terceira morte pela doença, uma mulher de 50 anos que morava em Belém. Não há informações se ela tinha doença preexistente.

Nesta manhã, o Mato Grosso do Sul e o Amapá confirmaram mais casos. Já o números de casos no Rio Grande do Sul saltou para 481. No Rio Grande do Norte são 246 casos confirmados.

Um boletim epidemiológico feito pelo Ministério da Saúde na sexta (3) diz que Distrito Federal, São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro e Amazonas podem estar na transição para uma fase de aceleração descontrolada da pandemia.

O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde de domingo (5), aponta 11.130 casos confirmados e 486 mortes.

Por G1

Coronavírus

Coronavírus: RN possui 246 casos confirmados, 2363 suspeitos e 774 descartados; óbitos permanecem 7

Imagem: Reprodução

O Rio Grande do Norte possui 246 casos confirmados, 2.363 pacientes suspeitos, 774 descartados e 7 óbitos confirmados. O boletim epidemiológico foi divulgado no fim da manhã desta segunda-feira(06), com informações até 21h desse domingo(05).

No boletim anterior, de 13h desse domingo(05), o estado registrava 242 casos confirmados da doença, com 2354 suspeitos e 675 descartados.

Coronavírus

Coronavírus pode infectar mais de 21 mil potiguares até o início de maio

Atual taxa de mortalidade da Covid-19 é de 1,74%, segundo pesquisas internacionais

O novo coronavírus deve infectar mais de 21 mil potiguares até a segunda quinzena de maio. A análise leva em consideração a taxa de mortalidade da Covid-19 – que é provocada pelo vírus –, a partir dos dados de mortalidade da doença, segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde Pública, que avalia que 300 pessoas irão morrer nos próximos 30 dias.

A avaliação do Governo do Estado é que o pico da doença no Rio Grande do Norte deve acontecer entre a última semana de abril e os primeiros 15 dias de maio. Até lá, em um cenário satisfatório esperado pela Sesap, cerca de 300 pessoas morrerão em decorrência da doença.

A avaliação de cenário satisfatório – a partir do achatamento da curva epidemiológica, ou seja, com a redução da velocidade inicial da epidemia – está ligada ao cumprimento das medidas de restrição ao fluxo das pessoas, como a suspensão de aulas das redes pública e privada de ensino e o fechamento de atividades de serviços considerados não essenciais, além da observância, por parte dos potiguares, das medidas de quarentena domiciliar.

Em todo o Estado, o isolamento social segue até o dia 23 de abril, segundo decreto estadual da última quinta-feira (2). Segundo os dados do Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade está em 2,72%. No entanto, um estudo feito por pesquisadores ligados à Universidade de Hong Kong e ao Centro de Dinâmicas de Doenças Transmissíveis da Universidade de Harvard (EUA) calcula que a taxa de mortalidade em pessoas com sintomas da Covid-19 seja de 1,4%.

Desta forma, seguindo os dados de 300 mortes estimadas pelo Governo do Estado, a doença deve alcançar 21,4 mil potiguares até maio. Em outro estudo, agora do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (Ieps), com sede no Rio de Janeiro, o Rio Grande do Norte terá 5% dos casos de Covid-19 necessitando de serviços especializados de saúde, como Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Desta forma, cerca de 1 mil potiguares irão necessitar de vagas atendimento intensivo no SUS. Com base nestes números, o estudo aponta custo total de R$ 12 milhões com atendimento de internações. O levantamento sobre os custos no atendimento avaliou que o custo médio de internação em UTI por condições semelhantes em 2019 foi de R$ 11.296, segundo informações do Datasus.

O levantamento considera apenas repasses federais com os procedimentos decorrentes da internação – medicamentos e materiais hospitalares –, sem contar com as despesas com médicos. Até a última sexta-feira (3), todas as 279 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Sistema Único de Saúde (SUS) no Rio Grande do Norte estavam ocupadas.

Casos confirmados no RN

O número gera preocupação em razão do avanço dos casos de hospitalizações causadas pela Covid-19 no Estado. A Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte divulgou neste domingo (5) que são 242 casos confirmados de coronavírus. Até o momento, a Covid-19 já matou sete potiguares.

Governo do RN anuncia novas UTIs

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou no sábado (4) ações para a melhoria de rede pública hospitalar. Também foram anunciadas ações para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. O secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Vasconcelos, defendeu a necessidade urgente de instalação do Hospital de Campanha na Arena das Dunas.

“O Hospital de Campanha é para ampliar leitos de UTI’s e de observação de forma rápida e salvar vidas. A Arena das Dunas é o lugar mais apropriado por que tem infraestrutura pronta de água, energia, esgoto e comunicação”, argumentou. Cipriano também informou que, de acordo com o planejamento do Governo do Estado, serão ofertados progressivamente novos leitos de UTI’s. Na próxima semana serão ativadas UTI’s no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró.

Na semana seguinte, no Hospital da Polícia Militar e no Hospital João Machado, em Natal. Sobre o chamamento público emergencial para contração de Organização Social ou Instituição Filantrópica para a gestão do Hospital de Campanha o secretário de Saúde explicou, acerca do comparativo que vem sendo feito pela sociedade entre a unidade de Natal e a da cidade de São Paulo.

“Foi feita uma grande confusão, por desinformação ou má fé, tentando comparar Natal com São Paulo. São instalações e estruturas e equipamentos diferentes”, explicou, acrescentando que o prazo para entrega de propostas previsto para o último dia 3 fica prorrogado para que as instituições interessadas possam ter mais tempo para realizar possíveis adequações.

Agora RN

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!