Arquivos:

Coronavírus

Cai para 3 número de casos suspeitos de coronavírus no RN, diz Secretaria de Saúde

Exames complementares serão realizados no Pará

Caiu para três o número de casos suspeitos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, no Rio Grande do Norte. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), dois dos cinco casos suspeitos divulgados nesta quinta-feira (27) foram descartados porque exames laboratoriais comprovaram que os pacientes têm outro vírus.

Os pacientes que tiveram os casos descartados para Covid-19 são de Natal e Parnamirim. Segundo a subcoordenadora de Vigilância em Saúde de Natal, Alessandra Luchesi, os exames iniciais (realizados no RN) deram positivo para influenza B, ou seja, uma gripe comum.

Os três demais, que são da mesma família, seguem sendo investigados. Trata-se de duas mulheres e um homem. Amostras de sangue deles foram enviadas para o Instituto Evandro Chagas, no Pará, que foi credenciado pelo Ministério da Saúde. O resultado do teste para coronavírus deve ser divulgado em até uma semana.

A Sesap divulgou que os pacientes apresentam sintomas gripais e que têm histórico de viagem à Itália nos últimos 14 dias (período máximo em que a doença se manifesta). O país europeu vive um surto da doença, com 528 casos confirmados até esta quinta-feira. A idade dos três pacientes varia de 19 a 49 anos de idade.

O médico infectologista André Parente, diretor-geral do Hospital Giselda Trigueiro – referência em Natal no atendimento a casos de coronavírus -, explicou que os pacientes continuam em isolamento domiciliar porque os sintomas apresentados são leves. Um deles, inclusive, já nem apresenta mais sintomas.

“Todos estão muito bem, sem gravidade. Os outros dois têm sintomas gripais leves, como tosse seca e coriza. O isolamento domiciliar é o mais recomendado para os que não têm gravidade. Em hospitais, elas acabam entrando em contato com pessoas debilitadas. Então, só os casos graves devem ser internados”, afirmou André Parente.

Ainda de acordo com o médico, os três pacientes estão sendo monitorados e estão respeitando as recomendações de não sair de casa, de lavar as mãos frequentemente e de desinfetar objetos pessoais, entre outras medidas.

Agora RN
Coronavírus

Coronavírus: Casos na China passam de 30 mil, total de mortes é superior a 600

O número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus ultrapassou a marca dos 30 mil na China continental. O total de mortes é superior a 600.

A Comissão Nacional de Saúde da China informou que 3.143 novos casos foram confirmados nessa quinta-feira (7), levando o número total de pacientes para 31.161. O número total de mortes na China continental é, atualmente, de 636.

Os novos casos da doença têm aumentado em cerca de 3 mil por dia durante quatro dias consecutivos. Desses, mais de 70% foram registrados na província de Hubei, o epicentro do surto.

Uma autoridade de alto escalão de Hubei disse que mais de 10 mil proficcionais da área médica foram à província para dar assistência. Contudo, segundo a autoridade, a província necessita de mais 2 mil pessoas adicionais especializadas em medicina respiratória e que possam tratar de pacientes em estado grave.

EPTV do Japão/Agencia Brasil
Coronavírus

Aeronaves brasileiras decolam com destino à China para buscar brasileiros

A chegada ao Brasil está prevista para sábado (8)

Já estão a caminho de Wuhan, na China, as duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) que trarão, de volta ao Brasil, as 34 pessoas (brasileiros e parentes) que se encontram na cidade epicentro do surto de coronavírus.

As aeronaves VC-2 – uma delas destinada ao transporte presidencial – deixaram o solo brasileiro por volta das 12h22. Cada avião sai do Brasil com 18 tripulantes. Desses, sete são da área de saúde (seis médicos militares e um ligado ao Ministério da Saúde).

Antes de chegar à cidade destino, as aeronaves farão escala em Fortaleza, Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia) e Ürümqi (já na China). No retorno, as aeronaves passarão pelas mesmas cidades.

A previsão é que as aeronaves levem 62 horas no processo de ida e volta, sendo 47 horas de voo. Com isso, a chegada à China está prevista para amanhã (6) ao fim do dia (horário de Brasília). A chegada ao Brasil está prevista para sábado (8).

Quando chegarem ao Brasil, todos os resgatados, bem como a tripulação de militares e o cinegrafista da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) que estão a bordo, passarão por uma quarentena de 18 dias na cidade de Anápolis (GO), seguindo protocolos e instruções oficiais visando à segurança de todos envolvidos. Os cidadãos isolados terão tratamento gratuito e o direito de serem informados permanentemente sobre seu estado de saúde.

Blog do Ismael Medeiros
Coronavírus

China admite falhas para conter coronavírus

AP Photo/Dake Kang

Pela primeira vez o governo chinês admitiu “insuficiências” em sua resposta ao surto do novo coronavírus, que já matou 490 pessoas no país desde dezembro. O Comitê Permanente de Bureau Político do Partido Comunista pediu melhorias no sistema de reação a emergências diante de “deficiências e dificuldades na resposta à epidemia”.

Na noite de segunda-feira (3) diante do rápido avanço da doença, a cúpula do partido se reuniu em encontro comandado pelo presidente chinês, Xi Jinping. As deliberações da reunião foram divulgadas pela agência oficial do governo, a Xinhua.

A China vem sendo pressionada internacionalmente a dar respostas ágeis à epidemia e a divulgar ações com transparência. O temor é que se repita o que ocorreu em 2002 e 2003, com a epidemia da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), quando cerca de 800 pessoas morreram em todo o mundo. Na época, Pequim negou a existência do vírus, mesmo com a propagação pelo país e no exterior.

O comitê do partido exigiu esforços para reprimir mercados ilegais de animais silvestres, a fim de enfrentar o problema na origem. A suspeita é que o novo coronavírus tenha surgido em um mercado de frutos do mar, em Wuhan, onde também eram vendidos animais silvestres.

Capital da Província de Hubei, Wuhan, de 11 milhões de habitantes, tornou-se o epicentro do surto. O governo suspendeu o transporte de moradores de Wuhan e fechou aeroportos, mas, antes de renunciar ao cargo, o prefeito admitiu que 5 milhões deixaram Wuhan antes da imposição da quarentena.

Segundo a cúpula do Partido Comunista, o surto é um teste para a capacidade de governança da China. “Devemos tirar uma lição (da experiência)”, informou relatório da reunião do partido. Xi Jinping destacou a necessidade de “medidas resolutivas” para deter o surto e disse que a estabilidade econômica e social do país está em jogo. Também foram pedidos esforços para fortalecer áreas deficientes da saúde pública.

Na terça-feira, o governo adotou novas medidas de confinamento, que afetam milhões de pessoas em regiões próximas a Xangai, coração econômico do país. Além de construir dois novos hospitais de modelo pré-fabricado, as autoridades vão transformar três centros de eventos de Wuhan em locais de atendimento médico, com capacidade para 3,4 mil leitos.

Porta-voz adjunta do Ministério de Relações Exteriores, Hua Chunying criticou o governo dos Estados Unidos por ter iniciado restrições contra cidadãos chineses por causa do surto, acusando Washington de “criar e espalhar o pânico”. Os EUA “foram os primeiros a retirar funcionários do consulado em Wuhan, a mencionar a retirada parcial de funcionários da embaixada e a impor veto à entrada de visitantes chineses”.

Morte

O caso de um jovem com deficiência física que morreu após o pai ir para a quarentena motivou protestos na rede social chinesa Weibo, similar ao Twitter. Com lesão cerebral, Yan Cheng, de 17 anos, não falava, andava ou comia sozinho. Ninguém o alimentou após o pai, com febre, ser isolado no dia 22. O chefe do Partido Comunista de Hong’an, onde Yan vivia, foi demitido. (Com agências internacionais).

Agência Estado
Coronavírus

Resgate dos Brasileiros em Wuhan pode custar até R$ 10 milhões e Governo estuda de onde sairá o dinheiro para custear a operação

YouTube/Reprodução

Ministérios envolvidos na operação de resgate dos brasileiros em Wuhan, na China, epicentro do coronavírus, estão preocupados em saber de onde sairá o dinheiro para custear a operação. Segundo estimativas, o gasto, que inclui desde o combustível à quarentena em Anápolis, deve ficar, no máximo, em torno de R$ 10 milhões e pode ser pago via pedido de crédito suplementar (precisa ser aprovado pelo Congresso, mas os ajustes e contas ainda estão sendo fechados pela Economia). A ordem de Jair Bolsonaro foi para dar prioridade ao caso.

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, deve visitar a Base Aérea de Anápolis, que receberá os brasileiros a partir do próximo sábado.

A tripulação que participará do resgate também deve passar por uma quarentena, mas em casa. O Ministério da Saúde planeja mandar equipe com enfermeiro e médico especialistas em emergências para monitorar cada caso.

Apesar das especulações sobre uma possível proibição de empresas brasileiras exportarem máscaras para a China, o governo não pretende adotar tal medida. Abriu licitação para criar o seu próprio estoque.

 

COLUNA DO ESTADÃO
Coronavírus

Coronavírus mata 259 pessoas na China que anuncia 11.791 infectados

Foto: TYRONE SIU

As autoridades chinesas de saúde anunciaram neste sábado (1º) que chega a 11.791 o total de casos confirmados de pneumonia em razão do novo coronavírus, registrados em suas províncias até o fim de sexta-feira (31). Na China, a doença já matou 259 pessoas.

A Comissão Nacional de Saúde informou, em seu relatório diário, que – até o fim da sexta-feira – 1.795 pacientes permaneceram em condição crítica e 17.988 pessoas eram suspeitas de estar infectadas pelo vírus. Ao mesmo tempo, 243 pessoas receberam alta de hospitais.

Na sexta-feira, 2.102 novos casos foram confirmados na China, além de 5.019 novas ocorrências de suspeita e 46 mortes (45 na província de Hubei e uma no município de Chongqing).

No mesmo dia, 268 pacientes ficaram seriamente doentes, e 72 pessoas saíram do hospital depois da recuperação. E 136.987 contatos próximos foram rastreados, informou a comissão. Entre eles, 6.509 foram liberados da observação médica. Outros 118.478 ainda estão sob observação.

Até o final da sexta-feira, 13 casos confirmados tinham sido registrados na região administrativa especial de Hong Kong; 7 em Macau e 10 em Taiwan.

Agência Brasil
Coronavírus

Brasileiros em Wuhan pedem auxílio de Bolsonaro para deixar a China

YouTube/Reprodução

Um grupo de brasileiros gravou um vídeo, publicado neste domingo, 2, na plataforma Youtube, demandando ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo ajuda. “Escrevemos-lhes esta carta para solicitar o auxílio do governo brasileiro no retorno ao nosso país”, fala um deles na carta.

Entre homens, mulheres, adultos e crianças, cerca de 15 brasileiros aparecem no vídeo lendo trechos de uma espécie de carta-aberta, na qual eles lembram as operações de evacuação já feitas por outros países, como Alemanha e Estados Unidos, e dizem estar dispostos a passar pelo período de quarentena fora do território chinês. Ao longo dos seis minutos de vídeo eles também apontam a colaboração logística que o governo chinês tem oferecido a essas operações.

A carta-aberta data de 30 de janeiro, todos seus signatários são brasileiros e afirmam estar em Wuhan, epicentro do coronavírus. Eles reforçam que apesar do pedido de retirada, nenhum deles teve a doença comprovada ou sequer os sintomas de infecção.

Bolsonaro se diz “muito preocupado” com a contaminação do coronavírus e a possibilidade de a doença, que já causou 304 mortes na China, chegar ao País mas, ao menos por enquanto, o governo rejeita a possibilidade de enviar aviões da Força Aérea à China.

Até agora, o Brasil tem apenas casos suspeitos, mas nenhuma confirmação de contaminação por coronavírus. Para o governo, porém, isso é uma questão de tempo e, dependendo da gravidade, pode demandar até mesmo decretação de calamidade pública – situação que permitiria a adoção de medidas extraordinárias.

Agência Estado

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!