Arquivos:

Coronavírus

Brasil tem confirmada a primeira morte provocada pelo coronavírus

O estado de São Paulo tem 152 casos confirmados da doença até esta segunda-feira

O estado de São Paulo registrou o primeiro caso no Brasil de morte de pessoa infectada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). A informação foi divulgada pelo governo estadual na manhã desta terça-feira (17). O paciente é um homem de 62 anos.
Não há informações se ele mora na capital paulista. Ainda não há detalhes se a vítima viajou ao exterior ou se teve contato com alguém contaminado no Brasil. Esse também foi o primeiro óbito registrado no Brasil.

Nesta manhã, no momento em que a morte foi anunciada pelo governo de São Paulo, havia 301 casos confirmados pelas secretarias de Saúde dos estados de infecção pelo vírus.

De acordo com a Secretária Estadual de Saúde, o estado de São Paulo tem 152 casos confirmados da doença até esta segunda-feira, com mais 1.777 casos suspeitos de coronavírus. Em todo o Brasil são 234 casos confirmados, de acordo com o boletim do Ministério da Saúde desta segunda-feira.

O Governo de São Paulo avalia que o surto de coronavírus deve durar “de quatro a cinco meses”. No entanto, as medidas restritivas adotadas pela administração estadual, como a suspensão das aulas e a restrição de eventos, não devem ser aplicadas durante todo este período.

G1
Coronavírus » Policial » Rio Grande do Norte

Coronavírus: Seap quer que presos do semiaberto do RN não voltem para dormir na cadeia para evitar propagação do vírus

O Rio Grande do Norte teve o primeiro caso de infecção do novo coronavírus confirmado na quinta-feira (12)

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) solicitou ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte para avaliar a possibilidade de os presos do regime semiaberto deixarem de se recolher às unidades prisionais do Estado à noite. O objetivo é evitar a proliferação do novo coronavírus no ambiente carcerário.

A solicitação foi feita pelo secretário da Seap, Pedro Florêncio, por ofício. No documento, Florêncio diz que a medida duraria, inicialmente, por 30 dias. A assessoria de imprensa do TJ foi procurada para falar sobre o caso, mas não deu retorno até a publicação desta matéria.

Os detentos do regime semiaberto passam o dia fora das unidades prisionais do Estado e retornam à noite, para dormir. Alguns deles já não voltam para os presídios, porque são monitorados com tornozeleiras eletrônicas.

O Rio Grande do Norte teve o primeiro caso de infecção do novo coronavírus confirmado na quinta-feira (12). A paciente é de uma mulher, de 24 anos, com histórico de viagem à Europa (França, Itália e Áustria).

Depois da confirmação do primeiro caso pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), eventos que ocorreriam no estado potiguar foram cancelados. Além disso, órgãos públicos também mudaram o funcionamento.

G1 RN
Coronavírus

Cruzeiro atraca em Natal sem caso suspeito do novo Coronavírus, diz CODERN

O cruzeiro Amera, com 578 passageiros a bordo, maioria alemães, chegou às 07h30 desta quarta-feira (11), ao Porto de Natal, onde permaneceu até o final da tarde. A atracação só foi realizada após a apresentação, à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), da Declaração Marítima de Saúde, procedimento comum em todas as situações.

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), que administra o Porto de Natal, cumpriu todos os protocolos de prevenção ao novo Coronavírus, definidos pela Anvisa, entre eles, avisos sonoros na estação de passageiros, com orientações em inglês, português e espanhol, sobre a importância da lavagem das mãos, prevenção e sintomas da doença.

Registrado nas Bahamas, o Amera partiu de Mônaco no dia 06 de janeiro e está percorrendo a costa brasileira desde o dia 29 de fevereiro. Antes de atracar na Capital Potiguar, esteve em Salvador (BA) e tem como próximo destino Belém (PA).

Além desse, o Porto de Natal receberá outros três cruzeiros até abril: o MS Insigna (19/03), Seabourn Quest (28/03) e Pacific Princess (16/04).

A Polícia Militar e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) participaram do processo de chegada do navio, reforçando a segurança e atuando na organização do trânsito, respectivamente.

Jair Sampaio
Coronavírus

Qualidade do ar na China melhora devido ao Covid-19, afirma a ONU

Foto: Reuters / Gonzalo Fuentes

O chefe da agência meteorológica da Organização das Nações Unidas (ONU) disse hoje (11) que a redução no consumo de energia devido ao novo coronavírus contribuiu para a melhoria da qualidade do ar na China, ilustrando o impacto da redução das emissões humanas.
O secretário-geral da Organização Meteorológica Mundial, Petteri Taalas, mostrou imagens de satélite da qualidade do ar na China em 30 de janeiro deste ano, em comparação com o mesmo dia do ano anterior, durante uma apresentação na sede da ONU, em Nova York.

A epidemia do novo coronavírus, detectada em dezembro na China, levou o governo chinês a decretar o fechamento de fábricas e a diminuição da circulação de veículos, à medida em que milhões de pessoas permaneceram em casa para evitar a propagação da infeção Covid-19.

Coronavírus deve ser temporário

Também hoje, o secretário-geral da ONU, Antônio Guterres, lembrou que o novo coronavírus deve ser temporário, enquanto as alterações climáticas vão manter-se por décadas, requerendo uma ação constante. Ele disse que não se deve superestimar a redução das emissões durante alguns meses.

De acordo com uma organização não governamental ambientalista, China e Índia concentram a maioria das cidades do mundo mais afetadas por micropartículas que causam mortes prematuras.

Os dois países somam quase 90% das 200 cidades do planeta onde se registram os níveis mais elevados de densidade das partículas PM2,5, as mais finas e suscetíveis de se infiltrarem nos pulmões.

A maioria das sete milhões de mortes prematuras em todo o mundo, atribuídas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) à poluição do ar, é causada por partículas PM2,5, produzidas por tempestades de areia, incêndios florestais, atividade agrícola, indústria e combustíveis fósseis.

A densidade máxima das partículas 2,5 recomendada pela OMS é de 25 microgramas por metro cúbico de ar. Um estudo publicado em 2019 estimou que a poluição do ar pode ser duas vezes mais mortal do que o previsto anteriormente, com quase 800 mil mortes por ano na Europa ou 2,8 milhões na China. O total mundial passa dos 8,8 milhões.

Por Agência Brasil
Coronavírus

Coronavírus pode fazer Olimpíada de Tóquio ser adiada para o fim de 2020

Os Jogos Olímpicos de Tóquio podem ser adiados até o final de 2020, em uma tentativa de impedir a propagação do coronavírus, que já contaminou 274 pessoas e matou seis no país. A ideia do foi citada pela ex-patinadora e ministra, Seiko Hashimoto, que afirmou que a interpretação do acordo do Japão com o Comitê Olimpíco Internacional (COI) permitiria essa mudança.

— O COI tem o direito de cancelar os jogos somente se eles não ocorrerem dentro de 2020. Isso pode ser interpretado como a possibilidade dos Jogos serem adiados, contanto que sejam realizados durante esse ano — disse Hashimoto, em resposta a audiência no parlamento japonês, nesta terça-feira.

Atualmente, os Jogos Olímpicos estão marcados para acontecer de 24 de julho a 9 de agosto, e tanto o Japão quanto o COI insistem na realização do evento na data inicialmente prevista.

— Estamos fazendo todo o possível para garantir que os Jogos prossigam conforme o planejado — disse Hashimoto.

— O COI está totalmente determinado a fazer com que os Jogos ocorram com sucesso a partir de 24 de julho e até 9 de agosto — declarou o presidente do COI, Thomas Bach.

Detectado pela primeira vez em Wuhan, na China, o novo coronavírus já contaminou 91 mil pessoas em todo o mundo e fez mais de 3,1 mil vítimas. No Japão, além dos 274 contágios e seis mortes, é desconsiderado os 706 casos e seis falecimentos do navio Diamond Princess, que estava em quarentena em Yokohama.

Diversos eventos-teste para a Olimpíada foram cancelados em meio ao surto do coronavírus no país. Dick Pound, vice-presidente do COI, foi quem sugeriu que os Jogos pudessem ser cancelados se a contaminação do vírus seguisse aumentando.

Contratualmente, o Japão não tem qualquer influência. Os termos estipulam que o COI tem “discricionariedade única” para avaliar os riscos e pode cancelar os Jogos por razões que incluem a segurança estar “seriamente ameaçada”.

Extra - O Globo
Coronavírus » Rio Grande do Norte » Saúde

RN tem cinco casos suspeitos de infecção por coronavírus

Hospital Giselda Trigueiro e o Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes são unidades de referência para os casos que necessitem de internação

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), divulgou nesta segunda-feira (2), o boletim atualizado dos casos de infecção humana pelo Covid-2019 (novo Coronavírus) no Rio Grande do Norte, de acordo com os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS). Até o momento, o estado contabiliza cinco casos suspeitos, quatro descartados e quatro excluídos.

Dos cinco casos suspeitos, quatro são de indivíduos residentes em Natal e um em Parnamirim. Os casos aguardam confirmação laboratorial, estando um deles sob investigação no Laboratório Central do RN (Lacen-RN), cujo prazo de análise pode durar até 72 horas. As amostras coletadas nos quatro casos suspeitos restantes foram enviadas ao Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará, com prazo de até sete dias para liberação dos resultados.

O protocolo define que a coleta é feita após o primeiro relato dos sintomas, e uma análise inicial é realizada no Lacen-RN. Caso seja detectado outro vírus respiratório, diferente do coronavírus, o caso é considerado descartado. Em caso de resultado negativo ou inconclusivo para influenza, a amostra é enviada para o laboratório de referência nacional, o Instituto Evandro Chagas, no Pará.

Os cinco pacientes suspeitos apresentam vínculo epidemiológico. Todos seguem em estado geral bom, em isolamento domiciliar, medida recomendada para casos sem complicações clínicas, conforme Protocolo Clínico Estadual e Nacional.

No RN, o Hospital Giselda Trigueiro e o Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes são unidades de referência para os casos que necessitem de internação.

Agora RN
Coronavírus

Cai para 3 número de casos suspeitos de coronavírus no RN, diz Secretaria de Saúde

Exames complementares serão realizados no Pará

Caiu para três o número de casos suspeitos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, no Rio Grande do Norte. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), dois dos cinco casos suspeitos divulgados nesta quinta-feira (27) foram descartados porque exames laboratoriais comprovaram que os pacientes têm outro vírus.

Os pacientes que tiveram os casos descartados para Covid-19 são de Natal e Parnamirim. Segundo a subcoordenadora de Vigilância em Saúde de Natal, Alessandra Luchesi, os exames iniciais (realizados no RN) deram positivo para influenza B, ou seja, uma gripe comum.

Os três demais, que são da mesma família, seguem sendo investigados. Trata-se de duas mulheres e um homem. Amostras de sangue deles foram enviadas para o Instituto Evandro Chagas, no Pará, que foi credenciado pelo Ministério da Saúde. O resultado do teste para coronavírus deve ser divulgado em até uma semana.

A Sesap divulgou que os pacientes apresentam sintomas gripais e que têm histórico de viagem à Itália nos últimos 14 dias (período máximo em que a doença se manifesta). O país europeu vive um surto da doença, com 528 casos confirmados até esta quinta-feira. A idade dos três pacientes varia de 19 a 49 anos de idade.

O médico infectologista André Parente, diretor-geral do Hospital Giselda Trigueiro – referência em Natal no atendimento a casos de coronavírus -, explicou que os pacientes continuam em isolamento domiciliar porque os sintomas apresentados são leves. Um deles, inclusive, já nem apresenta mais sintomas.

“Todos estão muito bem, sem gravidade. Os outros dois têm sintomas gripais leves, como tosse seca e coriza. O isolamento domiciliar é o mais recomendado para os que não têm gravidade. Em hospitais, elas acabam entrando em contato com pessoas debilitadas. Então, só os casos graves devem ser internados”, afirmou André Parente.

Ainda de acordo com o médico, os três pacientes estão sendo monitorados e estão respeitando as recomendações de não sair de casa, de lavar as mãos frequentemente e de desinfetar objetos pessoais, entre outras medidas.

Agora RN
Coronavírus

Coronavírus: Casos na China passam de 30 mil, total de mortes é superior a 600

O número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus ultrapassou a marca dos 30 mil na China continental. O total de mortes é superior a 600.

A Comissão Nacional de Saúde da China informou que 3.143 novos casos foram confirmados nessa quinta-feira (7), levando o número total de pacientes para 31.161. O número total de mortes na China continental é, atualmente, de 636.

Os novos casos da doença têm aumentado em cerca de 3 mil por dia durante quatro dias consecutivos. Desses, mais de 70% foram registrados na província de Hubei, o epicentro do surto.

Uma autoridade de alto escalão de Hubei disse que mais de 10 mil proficcionais da área médica foram à província para dar assistência. Contudo, segundo a autoridade, a província necessita de mais 2 mil pessoas adicionais especializadas em medicina respiratória e que possam tratar de pacientes em estado grave.

EPTV do Japão/Agencia Brasil
Coronavírus

Aeronaves brasileiras decolam com destino à China para buscar brasileiros

A chegada ao Brasil está prevista para sábado (8)

Já estão a caminho de Wuhan, na China, as duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) que trarão, de volta ao Brasil, as 34 pessoas (brasileiros e parentes) que se encontram na cidade epicentro do surto de coronavírus.

As aeronaves VC-2 – uma delas destinada ao transporte presidencial – deixaram o solo brasileiro por volta das 12h22. Cada avião sai do Brasil com 18 tripulantes. Desses, sete são da área de saúde (seis médicos militares e um ligado ao Ministério da Saúde).

Antes de chegar à cidade destino, as aeronaves farão escala em Fortaleza, Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia) e Ürümqi (já na China). No retorno, as aeronaves passarão pelas mesmas cidades.

A previsão é que as aeronaves levem 62 horas no processo de ida e volta, sendo 47 horas de voo. Com isso, a chegada à China está prevista para amanhã (6) ao fim do dia (horário de Brasília). A chegada ao Brasil está prevista para sábado (8).

Quando chegarem ao Brasil, todos os resgatados, bem como a tripulação de militares e o cinegrafista da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) que estão a bordo, passarão por uma quarentena de 18 dias na cidade de Anápolis (GO), seguindo protocolos e instruções oficiais visando à segurança de todos envolvidos. Os cidadãos isolados terão tratamento gratuito e o direito de serem informados permanentemente sobre seu estado de saúde.

Blog do Ismael Medeiros
Coronavírus

China admite falhas para conter coronavírus

AP Photo/Dake Kang

Pela primeira vez o governo chinês admitiu “insuficiências” em sua resposta ao surto do novo coronavírus, que já matou 490 pessoas no país desde dezembro. O Comitê Permanente de Bureau Político do Partido Comunista pediu melhorias no sistema de reação a emergências diante de “deficiências e dificuldades na resposta à epidemia”.

Na noite de segunda-feira (3) diante do rápido avanço da doença, a cúpula do partido se reuniu em encontro comandado pelo presidente chinês, Xi Jinping. As deliberações da reunião foram divulgadas pela agência oficial do governo, a Xinhua.

A China vem sendo pressionada internacionalmente a dar respostas ágeis à epidemia e a divulgar ações com transparência. O temor é que se repita o que ocorreu em 2002 e 2003, com a epidemia da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), quando cerca de 800 pessoas morreram em todo o mundo. Na época, Pequim negou a existência do vírus, mesmo com a propagação pelo país e no exterior.

O comitê do partido exigiu esforços para reprimir mercados ilegais de animais silvestres, a fim de enfrentar o problema na origem. A suspeita é que o novo coronavírus tenha surgido em um mercado de frutos do mar, em Wuhan, onde também eram vendidos animais silvestres.

Capital da Província de Hubei, Wuhan, de 11 milhões de habitantes, tornou-se o epicentro do surto. O governo suspendeu o transporte de moradores de Wuhan e fechou aeroportos, mas, antes de renunciar ao cargo, o prefeito admitiu que 5 milhões deixaram Wuhan antes da imposição da quarentena.

Segundo a cúpula do Partido Comunista, o surto é um teste para a capacidade de governança da China. “Devemos tirar uma lição (da experiência)”, informou relatório da reunião do partido. Xi Jinping destacou a necessidade de “medidas resolutivas” para deter o surto e disse que a estabilidade econômica e social do país está em jogo. Também foram pedidos esforços para fortalecer áreas deficientes da saúde pública.

Na terça-feira, o governo adotou novas medidas de confinamento, que afetam milhões de pessoas em regiões próximas a Xangai, coração econômico do país. Além de construir dois novos hospitais de modelo pré-fabricado, as autoridades vão transformar três centros de eventos de Wuhan em locais de atendimento médico, com capacidade para 3,4 mil leitos.

Porta-voz adjunta do Ministério de Relações Exteriores, Hua Chunying criticou o governo dos Estados Unidos por ter iniciado restrições contra cidadãos chineses por causa do surto, acusando Washington de “criar e espalhar o pânico”. Os EUA “foram os primeiros a retirar funcionários do consulado em Wuhan, a mencionar a retirada parcial de funcionários da embaixada e a impor veto à entrada de visitantes chineses”.

Morte

O caso de um jovem com deficiência física que morreu após o pai ir para a quarentena motivou protestos na rede social chinesa Weibo, similar ao Twitter. Com lesão cerebral, Yan Cheng, de 17 anos, não falava, andava ou comia sozinho. Ninguém o alimentou após o pai, com febre, ser isolado no dia 22. O chefe do Partido Comunista de Hong’an, onde Yan vivia, foi demitido. (Com agências internacionais).

Agência Estado

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!